Heron Queiroz

Projeto de Inventariação de Instalações Esportivas em Santa Catarina fecha 2020 com 5.173 instalações esportivas cadastradas.

Lançado pela Fesporte no início de 2020, o projeto ganhou força a partir de outubro com a ação direta dos coordenadores esportivos em suas respectivas regiões, levando a uma cobertura total dos municípios catarinenses e praticamente dobrando o número de praças esportivas cadastradas.

Esta ação, pioneira no país, permitirá mapear todos os locais de competições esportivas e obter um panorama das condições das instalações, facilitando o planejamento de eventos em cidades catarinenses.

Todos os formulários podem ser acessados no site oficial da Fesporte (clique aqui para acessar). As informações coletadas por intermédio dos formulários são georreferenciadas no mapa digital, que ficará disponível ao público pelo Google Maps. Atualmente, 2.794 instalações estão no sistema de georreferenciamento.

Segundo a gerente de Políticas Públicas e Projetos Esportivos, Aline Floss, “a metodologia proposta foi justamente pensada pela facilidade de atualização das informações. Vivemos em uma sociedade que se transforma diariamente, e, o mesmo ocorre com nossos espaços esportivos”. A gerente estima que, apesar do processo moroso para alimentar o sistema, dado à quantidade e variedade de dados, o acesso ao mapa digital estará acessível ao público o mais breve possível.

Os formulários permanecerão abertos para continuidade do projeto em 2021.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Com as fortes chuvas desde a última quarta-feira (16), que provocaram enxurradas em diversas cidades catarinenses, sobretudo no Alto Vale do Itajaí, deixando muito estrago e pessoas desabrigadas, a Fesporte está realizando dois levantamentos por meio de questionários on-line. Um deles trata dos danos causados pelo mau tempo a instalações esportivas; o outro, das condições de uso das instalações para abrigar famílias.

O projeto envolve apenas instalações esportivas de gestão pública danificadas pela intempérie ocorrida na última semana. O programa de levantamento da Fesporte permitirá buscar parcerias com outras instituições, de forma a buscar recursos para recuperar o que foi danificado ou ainda para adaptar às condições adequadas para servirem de abrigos.

O prazo de envio do formulário está previsto até o dia 4 de janeiro. Para envio, a entidade gestora da instalação esportiva deverá acessar os seguintes links:

Para registrar danos (clique aqui)

Para registrar espaços para acolher desabrigados (clique aqui)

O projeto é coordenado pela Gerência de Políticas Públicas e Projetos Esportivos da Fesporte, a qual está disponível para mais informações por intermédio do e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou do telefone (48) 98802-6938.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Em visita à sede do Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest/Senat), em Florianópolis, dirigentes buscam parcerias para realização de projetos na área de esporte de participação.

O Diretor de Esporte da Fesporte, Marcelo Brigadeiro, e o Gerente de Esporte de Participação, Israel Luiz Pereira, estiveram nesta segunda-feira, 14, na sede do Sest/Senat, onde além, de conhecerem a instituição, em sua estrutura física e funções, puderam também tratar com a Diretora Patrícia Costa Ferreira, o Coordenador de Promoção Social, Sidnei da Costa, e a Promotora de Esporte de Lazer, Licelli Cardoso, possíveis parcerias.

“Este foi apenas um primeiro passo para estabelecer uma importante parceria com o Sest/Senat para novos projetos socioesportivos”, destacou Brigadeiro. Em breve, a Fesporte receberá projetos para análise e possível parceria para execução.

 

O presidente da Fesporte, Rui Godinho, esteve nesta segunda feira em Luiz Alves fazendo uma visita ao prefeito Marcos Pedro Veber. A temática principal do encontro foi a realização da etapa estadual do Campeonato Catarinense Escolar de Futebol, Moleque Bom de Bola, a ser realizado de 7 a 12 de outubro.

"O Moleque Bom de Bola é um evento muito aguardado pela comunidade esportiva, e nossa cidade se identifica com o futebol porque respira o esporte. Ficamos muito felizes em fazer parceria com a Fesporte na realização deste grande evento”, destacou o prefeito Veber. 

O presidente da Fesporte, Rui Godinho destacou o grande benefício de um e evento como o Moleque Bom de Bola para o município. “Na nossa gestão estamos sempre preocupados com o legado que nossos eventos deixam nas cidades. E com Luiz Alves não vai ser diferente. Já estamos com conversando com o prefeito Marcos Veber para ver o que podemos fazer para a melhoria de infraestrutura”.

A equipe da Fesporte visitou algumas instalações esportivas do município, como os ginásios de esportes Frederico Guilherme Schwanke e Ricardo Bressanini, além dos campos de futebol, como o da Associação Esportiva Vila Nova, onde estão previstas as finais, e o Estádio do Juventude Futebol Clube. 

Segundo o secretário de esporte e Cultura de Luiz Alves, o município tem 12 campos de futebol, 11 dos quais, aptos a ser usados no Moleque.

A reunião contou com a participação dos vereadores Saulo Brás Will, Eunilton Fontanive, Arlindo Gorges, além dos vereadores eleitos Perci Bompani, Juninho Balboa, Jorge Winter e Rose Pereira.

Integrantes da Fesporte e do Município de Luiz Alves reuniram-se na sede da Prefeitura

Pela Fesporte estiveram também Luciano Heck, gerente de esporte de rendimento, e Sérgio Galdino, gerente de esporte de base e inclusão e Emerson Leobet, coordenador educacional de Blumenau.

De Luiz Alves para Timbó

Em Timbó, os assuntos foram Jesc e Parajesc                                                                                                              Foto: Antonio Prado

Já durante a noite desta segunda-feira, o presidente Rui Godinho esteve reunido com integrantes da Fundação Municipal de Esporte de Timbó. Na pauta a realização de dois eventos a serem realizados pela Fesporte no município em 2021: os Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc) 12 a 14 anos a serem realizados de 2 a 10 de julho, e os Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajesc), que ocorrerão de 5 a 8 de agosto. Nesta terça, o encontro será com o prefeito Augusto Kruger tendo como pauta novamente os dois eventos.

Texto: Antonio Prado/Ascom/Fesporte

Prefeitura de Campos Novos e Fesporte anunciam parceria para a construção de pista sintética de atletismo

Em sua primeira visita oficial ao município de Campos Novos, o Presidente da Fesporte, Rui Godinho, juntamente com a sua equipe, estiveram reunidos na manhã desta terça-feira, 08/12, na sala de reuniões da prefeitura, onde firmaram parceria para a construção de uma pista sintética de atletismo no Complexo Esportivo Municipal. Estiveram presentes na reunião o Prefeito Zancanaro, o Vice Marco, a Coordenadora Esportiva Regional Clarice Luvison, o Secretário Municipal de Esportes Rafael Carvalho, o Secretário de Planejamento Vilmar Antônio Ferrão Júnior e os vereadores Marciano Dalmolin e o recém-eleito João Nilso de Oliveira.   

A visita faz parte da nova filosofia implantada pela Fesporte, que além de promover eventos, passa também a ser uma fomentadora, colaborando com materiais esportivos e principalmente trabalhando no processo de estruturação de novos locais para receber grandes competições. Campos Novos, situado no Meio-Oeste catarinense, chamou a atenção do estado, tanto pelo crescimento dos últimos anos no esporte, quanto pela localização estratégica, no estudo de georreferenciamento realizado pela fundação.

O presidente da Fesporte, Rui Godinho, comentou sobre a nova política da fundação, que também prevê a descentralização de investimentos em estrutura, o que passa por firmar parceria com municípios que já estão investindo no esporte, mesmo que estes, não se encontrem em grandes centros, como é o caso de Campos Novos.

“A Fesporte vislumbra o fomento na base, para que o esporte de alto rendimento seja colhido lá na frente. Campos Novos já tem um trabalho fantástico no atletismo, a importância de investir na estrutura, fomentar o esporte, não apenas em organizar eventos, mas dar condições para que eles sejam realizados em diversas regiões do estado. Pelo que sabemos, a pista está pronta, só jogar o concreto e o sintético”, comentou Godinho.

Campos Novos que no passado já foi referência em várias modalidades esportivas, nos últimos anos vem resgatando essa tradição, e o atletismo, uma das modalidades que mais cresce e se destaca no cenário estadual e nacional, fica muito próxima de receber uma estrutura de primeiro mundo.

O prefeito Zancanaro, que acompanhou a comitiva da Fesporte no Complexo Municipal Cid Caesar Pedroso, destacou o trabalho realizado no município, o incentivo ao atleta local por meio do bolsa atleta, o trabalho de base, com mais de 15 modalidades esportivas desenvolvidas, além do resgate do JECAM, uma das maiores competições escolares realizadas em todo o Brasil.

“O esporte de Campos Novos está em alta, nestes últimos 4 anos conseguimos resgatar várias modalidades, fruto de um trabalho de uma equipe. Somos suspeitos de falar de esporte, nós amamos o esporte. Estamos colhendo os frutos no campo social e educacional. Saímos de 100 alunos para 1.300 de base. Já temos o bolsa atleta e queremos implementar o Bolsa Treinador. Queremos agradecer a confiança da Fesporte e deixar as portas do município abertas para sediarmos cada vez mais eventos do estado”, ressaltou Zancanaro.

O Vice-Prefeito Marco, considera que se tratando de logística, Campos Novos tem a melhor localização, além de um povo hospitaleiro que abraça as competições. “Vamos fazer um projeto e fazer essa pista acontecer. Conte conosco em tudo que pudermos contribuir. Aqui a gente vê que as coisas acontecem. Precisamos de ginásio cheio, crianças competindo. Lá atrás não tínhamos estrutura para sediar o JASC, e queremos um dia ter estruturas para grandes competições, até mesmo um brasileiro, como aconteceu há mais de 30 anos”, afirmou.

O encontro também contou com a presença de algumas associações, como a de basquete, vôlei, tênis de mesa e atletismo. Os professores também estiveram representados, um deles, o professor-atleta Eliton Zanoni, comemorou o investimento previsto no município e destacou a mudança de patamar de Campos Novos, hoje voltando a ser referência no estado. “Faz 4 anos que temos pessoas que acreditaram no esporte, isso faz toda a diferença”, resumiu Eliton.

Nesta etapa de descentralização de investimentos em estrutura, a Fesporte deve ser parceira na construção de seis pistas de atletismo com piso sintético e seis piscinas com dimensões oficiais para competição. Na região Oeste, além de Campos Novos, Chapecó e Videira deverão ser visitadas para receber os projetos da pista e piscina, respectivamente.

O próximo passo para a implantação da pista de atletismo sintética em Campos Novos é a elaboração do projeto seguindo o modelo oficial, a homologação da federação, todos os trâmites legais e para enfim, dar início às obras. Devido ao período do ano, o projeto estará em desenvolvimento na Secretaria de Planejamento, junto ao setor de engenharia do município, no entanto, o prazo para início e conclusão da obra da pista de atletismo só ocorrerá em 2021.

Texto: Orli Ricardo/ASCOM/Prefeitura de Campos Novos

Mais de R$ 9 milhões serão investidos pela Defesa Civil de Santa Catarina para recuperação de instalações esportivas danificadas pelo ciclone bomba que atingiu Santa Catarina em 30 de junho deste ano. O anúncio foi feito na tarde desta terça-feira (3), pelo chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, Coronel Aldo Baptista Neto, em reunião com o presidente da Fesporte, Rui Godinho da Mota.

Na semana após o ciclone, a Fesporte, por solicitação da Diretoria Administrativa e intermédio da gerência de Políticas e Projetos Esportivos, agilizou-se para fazer um relatório dos danos causados em instalações esportivas. O Programa de Inventariação Esportiva desenvolvido pela Fesporte contribuiu para que fosse realizado um estudo rápido sobre o impacto causado pelo fenômeno às praças esportivas em todo o estado catarinense e de forma totalmente digital. Desde então, a equipe tem trabalhado no levantamento e análise de projetos. Paralelamente foram feitos os alinhamentos com a Defesa Civil, de cujo orçamento serão feitos os repasses que totalizam R$ 9.010.517,00, para atender 29 projetos de reforma de 15 municípios catarinenses.

Para o Coronel Neto, além da importância para o esporte catarinense, a recuperação desses espaços esportivos também é fundamental para as ações da Defesa Civil, já que essas instalações podem acolher pessoas e armazenar mantimentos em decorrência de circunstâncias que deixem famílias desabrigadas.

As instalações esportivas de propriedade municipal que podiam ser contemplados tiveram até o dia 22 de outubro para encaminhar toda a documentação exigida pela Defesa Civil, incluindo o plano de trabalho e orçamentos. “O trabalho de levantamento de informações foi fundamental para estabelecermos uma parceria com a Defesa Civil e viabilizar os recursos”, destacou a gerente Aline Floss.

Os processos já foram inseridos no Sistema de Gestão de Processos Eletrônicos (SGPe) do Estado. Os programas de transferências para cadastros das propostas serão abertos no decorrer dos próximos dias pela Defesa Civil do Estado. “Como órgão de gestão do esporte catarinense e de execução e fomento de políticas públicas, indo além de mero executor de eventos, ficamos muito satisfeitos em buscar essa importante parceria com a Defesa Civil, de forma a dar condições aos municípios que dependem dessas instalações para a realização de projetos esportivos”, disse Godinho.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Pagina 1 de 98