Heron Queiroz

O Conselho Estadual de Esporte (Ced) promoveu na tarde desta quarta-feira, 2 de maio, no auditório da Fesporte, uma moção de honra ao mérito, de autoria do conselheiro Roberto Wesoloski, o Betinho, homenageando as instituições que revelaram atletas que, no ano de 2016, tiveram transferência a algum clube internacional. A ação trata do reconhecimento por relevantes serviços prestados ao trabalho de base e formação de atletas, tendo como base o projeto de política pública para valorização, incentivo, estímulo e fomento ao trabalho de base e formação de atleta de Santa Catarina, que tramita na Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte. 

O repasse é realizado pela Federação Catarinense de Voleibol (FCV), conforme Ato Normativo 161/15, da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). Betinho explica que, na transferência internacional de atletas de voleibol, 10% do valor do contrato é destinado à CBV. Desse percentual, metade fica na CBV, e a outra metade é distribuída para o clube formador (20%), federação do primeiro registro (20%), último clube que o atleta defendeu (30%) e última federação antes da transferência (30%). É muito difícil formar atletas de alto nível. São muito poucos os que se transformam em profissionais do esporte. Ele não se forma sozinho, é fruto de um trabalho multidisciplinar que envolve muitas pessoas”, reforçou Betinho.

Dentre as instituições que receberam cotas de valor de contrato, a Associação Joaçabense de Voleibol foi a que recebeu maior quantia: mais de 16 mil reais, por haver revelado a ponteira Natália Zílio Pereira, que teve contrato internacional registrado na Confederação Brasileira de Voleibol, pela negociação com o Fenerbahçe, da Turquia. A entrega oficial do valor foi feita pelo Presidente da FCV, Dante Klaser, aos representantes da Associação Joaçabense de Voleibol.

Dante Klaser (1º à esquerda), presidente da FCV, e Michele de Souza (2ª), presidente do Ced entregam cheque aos representantes da Associação Joaçabense de Voleibol. Foto: Heron Queiroz

As outras entidades que também receberam da FCV os valores de percentuais de transferência e, consequentemente, o reconhecimento por parte do Ced, que fez a entrega da menção honrosa, foram a Associação Brusquense de Esporte e Lazer (Brusque), a Associação de Pais e Amigos do Esporte Neotrentino (Nova Trento), Associação de Pais e Amigos do Voleibol (Concórdia), a Associação Desportiva de Voleibol (Jaraguá do Sul), a Associação de Funcionários da Eletrosul (Florianópolis), a Associação Pró-Volei (Chapecó), a Associação Professor Arthur Novaes (Blumenau) e a Associação Vôlei Joinville.

Para o presidente da Fesporte, Erivaldo Caetano, o Vadinho, “diante de tantas dificuldades, essas ações que valorizam o atleta se tornam ainda mais importantes”. 

A presidente do Ced, Michele de Souza, enaltece a proposta do Betinho. “E fundamental que demais federações tenha o mesmo tipo de projeto, para o maior desenvolvimento do esporte catarinense”, completou ela.

 

Texto: Heron Queiroz

(48) 99635-9617 - 3665-6126

 

Assessoria de Comunicação - Fesporte 

Fabiano Linhares - (48) 98802-7742

Antonio Prado

Heron Queiroz

Mariana Hendler

Zenilda Stein

Tels: (48) 36656126, 36656127, 36656128

Cel: (48) 988027742

 

www.fesporte.sc.gov.br

 

https://www.facebook.com/fesporte

As competições da etapa microrregional dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) na Grande Florianópolis encerraram na tarde desta sexta-feira, 28 de abril, com a modalidade de Dança, no Centro de Eventos Penha Potter, no município de Águas Mornas.

As competições de dança dos Jasti compõem-se das modalidades popular, coreográfica livre e de salão, esta última dividida nas categorias A (para participantes de 60 a 69 anos) e B (acima de 70 anos), em três ritmos: valsa, bolero e vanerão. 

Florianópolis foi a maior vencedora, conquistando o primeiro lugar e a consequente classificação para o estadual na dança popular, com a coreografia “Chacarera do Tempo”, na dança coreográfica livre, com “As bruxas estão soltas na Ilha”, e na categoria B da dança de salão. Na categoria A, o casal de São José ficou com o título.

Com o resultado, Florianópolis, do coreógrafo Ronaldo Rodrigues, e São José, da coreógrafa Joseane Simas, estarão representando a Grande Florianópolis na modalidade de dança no estadual dos Jasti em Blumenau, de 17 a 21 de maio.

Texto: Heron Queiroz

(48) 99635-9617 - 3665-6126

 

Assessoria de Comunicação - Fesporte 

Fabiano Linhares - (48) 98802-7742

Antonio Prado

Heron Queiroz

Mariana Hendler

Zenilda Stein

Tels: (48) 36656126, 36656127, 36656128

Cel: (48) 988027742

 

www.fesporte.sc.gov.br

https://www.facebook.com/fesporte

A etapa microrregional dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) em Águas Mornas, na tarde desta quinta-feira, 27 de abril, levou ao Centro de Eventos Penha Potter 30 duplas de oito cidades da Grande Florianópolis (Águas Mornas, Florianópolis, São José, Biguaçu, Santo Amaro da Imperatriz, Governador Celso Ramos, Antônio Carlos e São Bonifácio). As disputas valem duas vagas, para cada modalidade de mesa (canastra, dominó e truco), no masculino e no feminino, na etapa estadual, que acontecerá em Blumenau de 17 a 21 de maio.

 

Confira a classificação:

 

Dominó masculino:

1º Antônio Carlos

2º Gov. Celso Ramos

3º Florianópolis 

 

Dominó feminino:

1º São José

2º Águas Mornas

3º Biguaçu

 

Canastra masculina:

1º Santo Amaro da Imperatriz

2º Águas Mornas

3º Biguaçu

 

Canastra feminina:

1º Santo Amaro da Imperatriz

2º Antônio Carlos

3º Florianópolis

 

Truco masculino:

1º Florianópolis

2º Antônio Carlos

3º São José

 

Amanhã, 28, no mesmo local, é a vez da dança, que será disputada em três modalidades (salão, popular e coreográfica).

Para o presidente da Câmara de Vereadores de Águas Mornas, Jorge Fernando Salm, que também passou pela Fesporte, como gerente de esporte de participação, “além de dar visibilidade e ativar o comércio, o evento é um motivador a mais para as atividades culturais e esportivas aos cerca de 250 munícipes idosos que frequentam as diversas associações de terceira idade espalhadas pelos bairros aguasmornenses”.

“Estamos orgulhosos por sermos parceiros do Governo do Estado, em especial da Fesporte, para realizar este evento da etapa microrregional dos Jasti. Com isso, temos a oportunidade de divulgar o município, que tem bom potencial turístico. Águas Mornas está de portas abertas para sediar outros eventos”, completou o secretário de Esporte, Cultura e Turismo do Município, Rogério Vambommel.

 

Texto: Heron Queiroz

(48) 99635-9617 - 3665-6126

 

Assessoria de Comunicação - Fesporte 

Fabiano Linhares - (48) 98802-7742

Antonio Prado

Heron Queiroz

Mariana Hendler

Zenilda Stein

 

Tels: (48) 36656126, 36656127, 36656128

Cel: (48) 988027742

 

www.fesporte.sc.gov.br

https://www.facebook.com/fesporte

 

A equipe de futebol feminino da escola Lourdes Lago, de Chapecó, conquistou nesta quarta-feira, 26 de abril, em Belém do Pará, o título de campeã do Campeonato Brasileiro Escolar de Futebol Feminino, ao derrotar a equipe do Ceará por 3 a 0. A conquista credencia o time catarinense a representar o Brasil no Campeonato Mundial em Praga, na República Tcheca, em 21 de maio.

O Campeonato Brasileiro Escolar de Futebol Feminino, que está na sua oitava edição, teve a organização e realização pela Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE). As catarinenses estrearam com vitória de 4 a 0 sobre a equipe do Amapá. Depois passaram fácil pelas anfitriãs paraenses com o placar de 6 a 0. Na decisão, empataram com São Paulo em 1 a 1 e levaram a melhor nas cobranças de penalidades, vencendo por 3 a 1.

“A equipe treina quatro vezes por semana. A experiência em Belém nos possibilitará corrigir alguns defeitos e nos prepararmos melhor para o mundial. Já preparamos três amistosos até o embarque. Além disso, devemos complementar o elenco com mais três alunas do colégio”, disse o técnico Cleto Schuster em entrevista por telefone.

O Lourdão, como é carinhosamente chamada a equipe, conquistou o campeonato em Belém com um elenco formado por Fernanda, Natália, Yasmin, Caroline, Isabela, Luiza, Rafaela, Júlia, Luana, Letícia, Tailine, Amanda, Laura e Caroline de Bento.

 

Texto: Heron Queiroz

(48) 99635-9617 - 3665-6126

 

Assessoria de Comunicação - Fesporte 

Fabiano Linhares - (48) 98802-7742

Antonio Prado

Heron Queiroz

Mariana Hendler

Zenilda Stein

Tels: (48) 36656126, 36656127, 36656128

Cel: (48) 988027742

 

www.fesporte.sc.gov.br

https://www.facebook.com/fesporte

A Fundação Municipal de Desportos de Blumenau, parceira da Fesporte na realização da etapa estadual dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) encaminhou nessa terça-feira, 25 de abril, documento que trata dos locais de competição do evento. O documento já está disponível no site oficial da Fesporte (acesse o documento aqui).

Além dos locais de competição, também foram definidos locais de congresso técnico, na Fundação Municipal de Desportos de Blumenau, e do cerimonial de abertura, no Galegão.

O documento também apresenta orientações quanto ao uso de alojamento. 

Mais informações poderão ser obtidas com o senhor Elson, na Fundação Municipal de Desportos de Blumenau, pelo telefone (47) 3381-6870.

A etapa estadual dos Jasti será de 17 a 21 de maio, em Blumenau, com atletas, a partir de 60 anos, disputando as modalidades de bocha, bolão 23, canastra, dominó, truco, dança de salão, dança coreografada, dança folclórica, vôlei e handebol.

 

Texto: Heron Queiroz

(48) 99635-9617 - 3665-6126

 

Assessoria de Comunicação - Fesporte 

Fabiano Linhares - (48) 98802-7742

Antonio Prado

Heron Queiroz

Mariana Hendler

Zenilda Stein

Tels: (48) 36656126, 36656127, 36656128

Cel: (48) 988027742

 

www.fesporte.sc.gov.br

https://www.facebook.com/fesporte

São José conquistou a bocha no masculino e no feminino da etapa microrregional dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti), na tarde desta terça-feira, 25 de abril. Clique aqui e assista os melhores momentos. A cidade-sede da Grande Florianópolis (Granfpolis) na microrregional dos Jasti é Águas Mornas, mas, por questões técnicas, a modalidade de bocha foi disputada nas canchas do complexo esportivo da Beira-Mar  de São José. Assim, a equipe da casa, num duelo particular contra Florianópolis, levou a melhor por duas vezes. 

No masculino, o confronto entre as duas cidades, São José aplicou uma histórica virada, quebrando o favoritismo de Florianópolis. Depois de estar perdendo por 11 a 6, os josefenses fecharam em 12 a 11. A equipe da capital ainda dependeria dos resultados seguintes, mas ficou com o vice-campeonato.

Já no feminino, a vitória josefense foi mais tranquila. A equipe venceu por 12 a 8 o duelo contra Floripa.

São José e Floripa: a amizade entre elas não diminui a intensidade da disputa.           Foto: Heron Queiroz

No resultado final do feminino, São José foi primeiro colocado, Florianópolis segundo e Biguaçu terceiro. No masculino, São José foi primeiro colocado, Florianópolis segundo e Palhoça terceiro. 

“O essencial da bocha é o conjunto, e nós acreditamos em nosso potencial e buscamos a virada”, destacou Adair Silveira, de São José, que está classificado para a etapa estadual dos Jasti, que acontecerá em Blumenau, de 17 a 21 de maio.

Confira os resultados: 

 

Bocha feminina:

Santo Amaro 1 X 12 São José

Biguaçu 9 X 12 Florianópolis

Santo Amaro 0 X 12 Florianópolis

São José 12 X 0 Biguaçu

Santo Amaro 4 X 12 Biguaçu

São José 12 X 8 Florianópolis

 

Bocha masculina:

Florianópolis 12 X 0 Santo Amaro

Palhoça 4 X 12 São José

Florianópolis 12 X 1 Palhoça

Biguaçu 8 X 12 Santo Amaro

Palhoça 12 X 1 Biguaçu

São José 12 X 11 Florianópolis

Biguaçu 1 X 12 São José

Santo Amaro 3 X 12 Palhoça

São José 12 X 3 Santo Amaro

Florianópolis 12 X 0 Biguaçu  

Embora a região da Grande Florianópolis não tenha muita tradição na bocha, nos últimos anos Florianópolis e São José vêm obtendo relevante destaque em eventos estaduais e até mesmo nacionais. Mas os representantes das equipes se queixam das dificuldades em dar sequência ao projeto, pela falta de incentivos, sobretudo de criação de escolinhas.

“É difícil concorrer com as opções de entretenimento que são dadas aos jovens, mas este ano vamos reativar a escolinha. Estamos encaminhando um projeto à prefeitura de Florianópolis que prevê também a contratação de um professor de fora, já que todos os jogadores da nossa equipe têm compromissos profissionais e não dispõem de tempo”, relatou o Domingos Henrique Cataneo, que é natural de Lauro Müller e vive em Florianópolis desde 1996, sendo um dos responsáveis pelo bom desempenho da bocha da capital.

 

Texto: Heron Queiroz

(48) 99635-9617 - 3665-6126

 

Assessoria de Comunicação - Fesporte 

Fabiano Linhares - (48) 98802-7742

Antonio Prado

Heron Queiroz

Mariana Hendler

Zenilda Stein

 

Tels: (48) 36656126, 36656127, 36656128

Cel: (48) 988027742

 

www.fesporte.sc.gov.br

https://www.facebook.com/fesporte

Pagina 86 de 96