×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 317

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

Vôlei de SC conquista simpatia em Belém

Belém - O vôlei feminino da Escola Estadual Francisco Mazzola, de Nova Trento, conquistou nesta quinta-feira (14), nos Jogos Escolares da Juventude, em Belém, mas do que a vitória de 2 a 0 sobre São Paulo. Conquistou, acima de tudo, a torcida paraense que foi ao ginásio do Colégio Ideal. No final do jogo, as catarinenses saíram aplaudidas e atenderam a inúmeros pedidos para fotos. Foi a terceira vitória de Nova Trento, o que garantiu o primeiro lugar no grupo e uma vaga para semifinal a ser disputada contra Rio Grande do Sul ou Rio de Janeiro nesta sexta-feira (15). 
A partida contra São Paulo foi bem tranquila para as catarinenses que em nenhum momento tiveram a vitória ameaçada. As parciais de 25/14 e 25/6 comprovaram a superioridade da Escola Francisco Mazolla sobre as estudantes paulistas. “Foi uma vitória bem tranquila, principalmente porque conseguimos anular os pontos fortes do time adversário que eram o saque e as jogadas da oposta deles”, admite o técnico Marcelo Garim.
Além do vôlei, Santa Catarina disputou a terceira rodada do basquete masculino. Depois de duas vitórias, o Senai/Concórdia perdeu nesta quinta-feira de 45 a 54 para o Colégio Regina Pacis, de Mato Grosso.

 

Os Jogos Escolares da Juventude são disputados por alunos-atletas de 26 estados do Brasil, mais o Distrito Federal, e uma delegação da cidade anfitriã. Os Jogos são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), correalizados por Ministério do Esporte e Organizações Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio do Governo do Estado do Pará e da Prefeitura Municipal de Belém. A logística da delegação catarinense é toda feita pela Fesporte.
A delegação catarinense é composta por 190 pessoas entre dirigentes, professores-técnicos e alunos-atletas. São no total 155 alunos representando 26 municípios de 54 escolas catarinenses, que obtiveram a classificação na etapa estadual dos Jogos Escolares (Jesc), em setembro, em Brusque.

Informações adicionais:
Antonio Prado
(48) 9125-2286

Publicado em Jasc
Escrito por

Quadras do Ramiro deixarão legado

Blumenau - Segue em ritmo acelerado a readequação das três quadras do Parque Ramiro Ruediger para receber as competições de vôlei de praia durante os 53º Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), entre os dias 20 e 30 de novembro, em Blumenau. De acordo com a Comissão Central Organizadora (CCO) dos Jogos, estão sendo trocados os postes, que eram de madeira, e a areia das quadras. A quantidade licitada de areia foi de 110m3, com um investimento de R$ 15 mil.

Leonides José Goedert, diretor de esportes e lazer da Fundação Municipal de Desportos de Blumenau (FMD), explica que a areia, especifica para quadras da modalidade, vem de Araraquari, no Norte do Estado. Ainda segundo Goedert, os novos postes são galvanizados, mesmo material utilizado nas arenas montadas dentro do Circuito Banco do Brasil.

 

"Durante os Jasc vão ser utilizadas duas quadras, sendo que uma será para arbitragens e áreas técnicas", detalha o dirigente. "Após a realização dos Jasc, devido a infraestrutura, o local será o centro na formação de novos atletas para a modalidade", salienta Goedert.

Publicado em Jasc
Escrito por

Palco da abertura, Estádio do Sesi recebe ação promocional

Blumenau - Os Jogos Abertos de Santa Catarina estão chegando e a cidade sede da 53ª edição, Blumenau, já está entrando no clima. Nesta quinta-feira (14), uma ação promocional divulgou os Jasc no jogo entre Metropolitano e Atlético Tubarão, perla Copa Santa Catarina, no mesmo Estádio do Sesi que será palco da abertura dos Jogos, no próximo dia 20, às 20h. 

Antes da partida, quem entrou no estádio foi recepcionado com kits de divulgação dos Jasc. Dentro de campo, mais engajamento. Jogadores das duas equipes, a arbitragem e também os gandulas do jogo entraram no gramado vestindo a camiseta dos 53º Jasc, que depois foram distribuídas aos torcedores.

Os Jogos Abertos de Santa Catarina, promovidos pelo Governo do Estado, por intermédio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de Blumenau, vão ocorrer em Blumenau de 20 a 30 desse mês, com entrada gratuita em todos as competições. No Estádio do Sesi, além da cerimônia de abertura, vão ocorrer as provas do atletismo, na novíssima pista sintética do complexo.

Mais informações:

Rodrigo Braga

Ass. Comunicação Fesporte

48 8802-7742

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Publicado em Jasc
Escrito por

Secretário de Turismo de Blumenau recebe kit

Blumenau - O presidente da Fesporte, Erivaldo Caetano Junior, o Vadinho, fez a entrega na manhã desta quinta-feira (14) de um kit dos 53º Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) ao Secretário de Turismo de Blumenau, Ricardo Stodieck, que também é responsável pela gestão do Parque Vila Germânica, palco da Oktoberfest e de muitos outros eventos que ocorrem na cidade, e local onde estará montada a Comissão Central Organizadora (CCO) e o Centro de Imprensa dos Jasc, a partir da próxima semana.

Stodieck disse estar engajado na parceria entre prefeitura de Blumenau e Fesporte para a realização dos Jasc, de 20 a 30 desse mês. Toda a estrutura que será usada pela imprensa de todo o Estado e também pela Fesporte, além de atrações que estarão à disposição do público em geral, já estão sendo montados na Vila Germânica.

“Trata-se de uma entrega simbólica, na pessoa de um grande parceiro dos Jasc que é o Ricardo Stodieck, em nome de tudo que a prefeitura de Blumenau tem feito para que tenhamos aqui os maiores Jogos Abertos que Santa Catarina já viu”, disse Vadinho.

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

Atletas de SC analisam os Jogos Escolares

Belém - Aquecer, jogar, fazer gol e marcar pontos fazem parte da rotina dos atletas das modalidades coletivas que representam Santa Catarina nos Jogos Escolares da Juventude, 15 a 17 anos, que estão sendo realizados em Belém. Mas, além disso, o fato de poder viajar para o Norte do país representando o Estado significa, para eles, muito mais que praticar esporte, significa fazer amizade, conhecer novas culturas e lugares diferentes.

Hospedados no Hotel Regente, no Centro de Belém, os atletas catarinenses fazem do hall do estabelecimento o ponto de encontro para interagir com alunos de outros estados e entre eles próprios.Ora jogando conversa fora, ora interagindo on-line por meio das redes sociais no celular.

“Isso aqui é muito bom”, revela Paula Tubss, ala do basquete da Escola Jangada, de Jaraguá do Sul. “Conhecemos lugares e pessoas diferentes e além de jogar podemos fazer turismo depois dos jogos”, completa. Pela primeira vez na competição, Paula diz que a experiência está sendo marcante: “Tudo aqui é muito grande. Gostei da estrutura de Belém”.

Quem também está gostando da experiência é Rafael Hesper, líbero do vôlei da Escola Estadual Valdete Piazeira, também de Jaraguá do Sul. “É muito gratificante estar nos Jogos Escolares, um evento nacional, representando Santa Catarina. É um prêmio para nós, pois, para chegar até aqui passamos por quatro etapas classificatórias que incluem regional e estadual”.

Para a levantadora Karen, do vôlei da Escola Estadual Francisco Mazolla, de Nova Trento, a experiência de Belém é bastante válida. “Além de jogar com meninas do Pará e de São Paulo, o esporte nos proporciona poder viajar e conhecer o país e isso é gratificante”, diz a atleta.

Annaysa Silva, pivô do futsal da Escola Estadual Paulo Medeiro, de Joinville, acha que disputar os Jogos Escolares da Juventude é uma responsabilidade muito grande. “Fiz três gols na estreia contra as meninas de Mato Grosso, mas confesso que fiquei a partida inteirinha nervosa. Disputar o primeiro jogo de uma competição, mesmo ganhando de 7 a 4, é sempre complicado”.

Os Jogos Escolares da Juventude são disputados por alunos-atletas de 26 estados do Brasil, mais o Distrito Federal, e uma delegação da cidade anfitriã. Os Jogos são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), correalizados por Ministério do Esporte e Organizações Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio do Governo do Estado do Pará e da Prefeitura Municipal de Belém. A logística da delegação catarinense é toda feita pela Fesporte.

A delegação catarinense é composta por 190 pessoas entre dirigentes, professores-técnicos e alunos-atletas. São no total 155 alunos representando 26 municípios de 54 escolas catarinenses, que obtiveram a classificação na etapa estadual dos Jogos Escolares (Jesc), em setembro, em Brusque.

Informações adicionais:

 

Antonio Prado

(48) 9125-2286

Publicado em Jasc
Escrito por

Pista de bicicross começa a sair do papel

Blumenau – Considerada o maior legado dos 53º Jasc em Blumenau, a pista de bicicross, localizada na Rua 1º de Janeiro, Bairro Itoupava Norte, no antigo campo do Real Madrid, enfim começa a sair do papel após uma série de entraves burocráticos e está desde a terça-feira (12) em fase de terraplanagem. A previsão de entrega da pista, cujo investimento é de R$ 80 mil, de acordo com Sérgio Vieira Galdino, presidente da Fundação Municipal de Desportos de Blumenau (FMD) e da CCO dos Jasc, seja entre os próximos dias 26 e 27. O local, cuja prova dos Jasc será no dia 29, será liberada para treinos e reconhecimento da pista, no dia 28.

Galdino salienta que a montagem da pista, de 300 metros, numa área de cinco mil metros, está sendo feita com a homologação da Federação Catarinense de Ciclismo (FCC). Ainda segundo o dirigente, a pista ficará nos padrões oficiais exigidos pela Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). Ele explica, por exemplo, que no ponto de saída dos pilotos (onde ficam os gates - portões de largada) terá seis metros de altura. Além disso, terá área para estacionamento de cerca de 80 veículos.

 

Como o projeto fica numa área da prefeitura, num total de 50 mil metros quadrados, Galdino reforça o legado que a obra irá deixar para a comunidade. "A ideia é de num futuro próximo a construção de um novo parque na cidade, idêntico ao Ramiro Ruediger", destaca o dirigente.

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

SC estreia nas modalidades coletivas em Belém

Belém - Se a segunda-feira (11) foi o dia da chegada das equipes das modalidades coletivas, a terça-feira (12) foi de estreia para os catarinenses do futsal, vôlei, handebol e basquete. Mas, a início não foi bom para o Estado. No primeiro jogo do dia, o futsal masculino do Colégio Evangélico Jaraguá, de Jaraguá do Sul, perdeu de 5 a 4  para o Colégio Amorim, de São Paulo.

No handebol, as meninas do Satc, de Criciúma, perderam de 23 a 20 da Escola Sagrada, do Rio Grande do Norte. “Jogamos muito mal”, admite a pivô Isadora. “Se tivesses jogado como havíamos treinado, o resultado seria diferente. Mas, apesar da derrota, acredito que podemos reverter a situação”, acredita. O handebol catarinense também saiu derrotado em sua partida de estreia no masculino, já que o Satc criciumense também perdeu de 32 a 18 do Caic Baldiuno Bom Jesus, do Piauí.

As únicas vitórias catarinense até as 18h38 foram no basquete masculino e vôlei feminino. No vôlei, as meninas da Escola Estadual Francisco Mazolla, umas das favoritas ao título, venceram por 2 a 0 o Colégio Regina Mundi, do Paraná, com parciais de 27/25 e  25/18. “Foi um jogo bastante difícil”, lembra  a ponteira Karoline. “No primeiro set estávamos perdendo de 24 a 20 e conseguimos virar para 27 a25”, complementa a levantadora Ana. Nesta quarta-feira os times catarinenses entram em quadra para a segunda-rodada do futsal, vôlei, handebol e basquete.

No basquete masculino, o Senai, de concórdia, venceu por 51 a 48 o Colégio Cristo Rei, do Espírito Santo. E no basquete feminino, o IE Jangada, de Jaraguá do Sul, perdeu de 39 a 34 para o Colégio Sinodal, do Rio Grande do Sul.

A delegação catarinense é composta por 190 pessoas entre dirigentes, professores-técnicos e alunos-atletas. São no total 155 alunos representando 26 municípios de 54 escolas catarinenses, que obtiveram a classificação na etapa estadual dos Jogos Escolares (Jesc), em setembro, em Brusque.

Os Jogos Escolares da Juventude são disputados por alunos-atletas de 26 estados do Brasil, mais o Distrito Federal, e uma delegação da cidade anfitriã. Os Jogos são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), correalizados por Ministério do Esporte e Organizações Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio do Governo do Estado do Pará e da Prefeitura Municipal de Belém. A logística da delegação catarinense é toda feita pela Fesporte

Publicado em Dança Catarina
Escrito por

Florianópolis recebe regional sul do festival

Florianópolis - Em uma noite marcada pela expectativa e alegria contagiante de alunos/bailarinos e coreógrafos, foi realizada em Florianópolis, no Teatro Pedro Ivo Campos, a Etapa Regional Sul do Festival Dança Catarina. Participaram do Festival 15 escolas de 14 municípios das SDRs de São Joaquim, Brusque, Grande Florianópolis, Tubarão, Laguna, Araranguá, Criciúma e Braço do Norte, que compõem a região Sul do Estado.

 

De acordo com a Coordenadora do Festival Dança Catarina, Mapi Cravo, as apresentações superaram as expectativas tanto nas produções bem como no nível das apresentações. “Tivemos um verdadeiro espetáculo da dança, arte e cultura onde alunos/bailarinos de nossas escolas públicas proporcionaram muito mais que dança, nos deram o privilégio de sua alegria contagiante”, destaca Mapi Cravo.

O Teatro Pedro Ivo foi palco da Etapa Sul do Festival Escolar Dança Catarina, que trouxe para Florianópolis os campeões das Etapas Microrregionais. A alegria dos competidores misturado com a ansiedade e expectativa foram determinantes para o sucesso do evento.

O Presidente da Fesporte, Erivaldo Nunes Caetano Junior, prestigiou o evento destacando a importância da realização do festival que percorre todo o Estado. “O Dança Catarina está fomentando a prática da dança e da cultura, contando com apoio do Governo do Estado e da Fesporte, e vem se destacando a cada ano pelo comprometimento das escolas e professores, proporcionando não só a competição como também a integração e a alegria contagiante como a vivenciada nesta noite”, destacou o presidente.

O Festival Escolar Dança Catarina é promovido pelo Governo do Estado de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, em parceria com as SDRs, Secretaria de Educação, Secretaria de Cultura Turismo e Esporte, Prefeituras Municipais, Fundações de Cultura, Escolas e entidades ligadas a Dança.

Na Etapa Regional Sul, 13 coreografias estiveram competindo nos estilos livre e folclórico, além de cinco casais na dança de salão. Sendo que o campeão em cada estilo irá se apresentar no Festival de Dança em Joinville em 2014.

 

ESTILO DANÇAS POPULARES/FOLCLÓRICAS

1º LUGAR: EBM. BAIRRO BORTOLOTTO DE NOVA VENEZA COM A COREOGRAFIA OS CAMPONESES DANÇAM

2º LUGAR: CEM. INTERATIVO FLORESTA DE SÃO JOSÉ COM A COREOGRAFIA BOLLYWOD

3º LUGAR: EEB. ARY DE SOUZA BORGES DE SÃO JOAQUIM COM A COREOGRAFIA EXALTAÇÃO DA BELEZA DA MULHER DO SUL

 

NO ESTILO DANÇAS LIVRES

1º LUGAR: EEB. MARIA DUARTE VASCONCELOS de SANGÃO com a coreografia OS MORTOS TAMBÉM DANÇAM

2º LUGAR: ESC. ESTADUAL CATULO DA PAIXAO CEARENSE DE SOMBRIO com a coreografia FAVELA MINHA VIDA.

3º LUGAR: EEB. FRIDOLINO HULSE de SÃO MARTINHO com a coreografia MULHER

 

DANÇA DE SALÃO

1º LUGAR: LUIZ HENRIQUE DOS SANTOS E SHIRLEI DE CAMARGO BRAGA DA ESCOLA MUN. BAIRRO BORTOLOTTO DE NOVA VENEZA

2º LUGAR: VINICIUS DE OLIVEIRA GUIMARAES E LETICIA HENRIQUE CORREA DA EEB. PROFª GRACINDA AUGUSTA MACHADO DE IMBITUBA

 

3º LUGAR: FRANCISCO DE ASSIS MARTINS CACHOEIRA E JAINE NEVES PEREIRA DA ESCOLA MUN. PROFº ANTONIO ROHDEN DE BRAÇO DO NORTE

Publicado em Jasc
Escrito por

Presidente entrega kits dos Jasc à diretoria do Figueirense

Florianópolis - O presidente da Fesporte, Erivaldo Caetano Junior, o Vadinho, acompanhado do diretor de Esportes, Marcelo Kowalski, entregou na noite desta terça-feira (12) kits promocionais dos 53º Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) a dirigentes do Figueirense, antes da partida entre o alvinegro do Estreito e o ABC de Natal, pela Série B do Campeonato Brasileiro.

Vadinho entregou os kits ao presidente do conselho administrativo do clube, Wilfrido Brilinguer (D), ao vice-presidente de finanças Airton Manoel João (C) e ao presidente da Taschibra, patrocinadora do clube, Afonso Schreiber (ao lado do presidente da Fesporte). 

A 53ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina ocorrerá de 20 a 30 de novembro, em Blumenau. A cerimônia de abertura está marcada para o próximo dia 20, às 20h, no Complexo do Sesi.

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

SC fecha 1ª etapa dos Jogos com 31 medalhas

Belém - Com as últimas disputas das modalidades individuais dos Jogos Escolares da Juventude, em Belém, 15 a 17 anos, encerradas domingo (10), Santa Catarina fecha a primeira parte da competição com um saldo positivo de 31 medalhas, sendo 13 de ouro, oito de prata e 10 de bronze. A natação, com cinco medalhas de ouro, e o tênis feminino, com três, foram os destaques. Nesta segunda (11), chegaram as equipes catarinenses de futsal, handebol, basquete e vôlei. As disputam começam a partir desta terça (12) e prosseguem até domingo (17). A logística da delegação catarinense é gerenciada pelo Governo de Santa Catarina por meio da Fesporte.

Aluna do Colégio Conceito, de Tubarão, Fernanda Delgado, com quatro medalhas de ouro na natação (50m livre, 50m costa, 50m borboleta e 4x50 medley misto) foi o principal destaque individual, seguida de Belissa Lisboa, da Escola Estadual Eugênio Marchetti, de Herval  D’Oeste, que conquistou três medalhas de ouro no tênis de mesa (ouro no individual, por equipe e duplas) a última no domingo, quando fez a final com a amiga Joceane Dalabona, da Escola Estadual Rui Barbosa, de Timbó.

Pelo feito, Belisa recebeu o troféu Power de Superação, conferido à melhor atleta da modalidade. “Não esperava isso. Estou bastante feliz”, disse no pódio Belissa, que é natural do Amapá, mas mora há dois anos em Joaçaba e estuda em Herval D’Oeste.

Anderson Formentão é ouro

Além da medalha de Belissa, o último dia das modalidades coletivas reservou medalha de ouro para Anderson Formentão, da Escola Estadual Itajubá, do município de Descanso, no lançamento de dardo com a marca de 59m99cm. O ouro foi bastante festejado, já que o estudante dedica parte de sua vida à agricultura no cultivo da lavoura e gado, no sítio dos pais, em Descanso, e praticamente não treina. Até pouco tempo treinava em um pasto de gado e com vara de bambu ao invés do dardo e usa tênis em detrimento à sapatilha, comum aos atletas desta prova.

Também quem se destacou com a medalha de ouro no último dia das modalidades individuais foi Maurício Amaral, no atletismo, na prova dos 800 metros, final por tempo (1min59s80). Mauricio é aluno da Escola Estadual Dogello Goss, de Concórdia.

Conquistaram a medalha de prata: Bruna Cestrem, da Escola Estadual Plácido Olímpio, de Joinville, no atletismo, na prova dos 200 metros (24s96) – no dia anterior também já havia faturado outra prata nos 400 metros – e Felipe Weber, da Escola Estadual Paulo Schieffler, de Caçador, na natação, na prova dos 50 metros peito (29s51).

Ainda no último dia de competição conquistaram a medalha de bronze para Santa Catarina: Leonardo Zatt, da Escola Estadual Pedro Maciel, de Chapecó, no tênis de mesa; Vinícius Woitke, Escola Estadual Rubens de Arruda Ramos, de Criciúma, no ciclismo e Darlan Konell, da Escola Estadual Prudente de Morais, de Blumenau.

SC tem 155 atletas na competição

 

Também foi bronze o revezamento 4x100 masculino do atletismo (1min54s44) com Fábio Oliveira (CEM Morar Bem/São José), Jean Barbosa (EEB Prof. João Widemann/Blumenau), Bruno Rita (EEB São Ludgero/São Ludgero) e Iago Cunha (EEM Prof. Henrique Fontes/Itajaí).

 

As meninas da natação conquistaram bronze no revezamento 4x100 com Fernanda Delgado (Colégio Conceito/ Tubarão), Fátima Laurindo (Colégio Marista/Criciúma), Alessandra Pereira  e Jéssica Bard (ambas da EEM Prof. Roberto Grant, de São Bento do Sul).

Os Jogos Escolares da Juventude reúnem representantes de 26 estados do Brasil, mais o Distrito Federal, e uma delegação da cidade anfitriã. Os Jogos são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), correalizados por Ministério do Esporte e Organizações Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio do Governo do Estado do Pará e da Prefeitura Municipal de Belém. A logística da delegação catarinense é toda feita pela Fesporte.

A delegação catarinense é composta por 190 pessoas entre dirigentes, professores-técnicos e alunos-atletas. São no total 155 alunos representando 26 municípios de 54 escolas catarinenses, que obtiveram a classificação na etapa estadual dos Jogos Escolares (Jesc), em setembro, em Brusque.

Informações adicionais:

 

Antonio Prado

(48) 9125-2286

 

 

Também quem se destacou com a medalha de ouro no último dia das modalidades individuais foi Maurício Amaral, no atletismo, na prova dos 800 metros, final por tempo (1min59s80). Mauricio é aluno da Escola Estadual Dogello Goss, de Concórdia.

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

Sábado rende 10 medalhas para SC

Belém - O sábado (9) foi promissor para Santa Catarina nos Jogos Escolares da Juventude, 15 a 17 anos, em Belém. O dia proporcionou 10 medalhas no total, sendo seis de ouro, uma de prata e três de bronze. As seis medalhas de ouro foram conquistadas na natação, a de prata também. Já as de bronze vieram no atletismo e natação. Como no primeiro dia de competição, na sexta-feira (7), Santa Catarina havia conquistado sete medalhas, o Estado agora soma 17 medalhas no total _ oito de ouro, quatro de prata e cinco de bronze. 

Os dois primeiros dias do atletismo dos Jogos Escolares da Juventude trouxeram bons resultados para Santa Catarina. Entre os destaques das finais deste sábado (a sexta foi apenas classificatória), as medalhas de ouro de Maycon Wernke Bonadeo, da Escola Estadual São Ludgero, do município do mesmo nome, no lançamento do disco (52m93cm), e Débora Luíza Gomes, do Colégio Barão do Rio Branco, de Blumenau, campeã nos 100 metros com barreiras (14s06), com direito ao recorde da prova.

Bruna Cestrem, da Escola Estadual Plácido Olimpio, de Joinville, ficou com a medalha de prata na prova dos 400 metros (55s53). E a joinvilense Fernanda Moreira, do Colégio Univille, com o bronze nos 800 metros (2min25s13). Quem também sorriu com o bronze foi Jean Barbosa, da Escola Estadual João Widemann, de Blumenau, na prova do salto em distância (7m18cm).

Tênis de mesa é ouro

Já no tênis de mesa feminino em duplas, mais ouro para Santa Catarina com Joceane Dalabona, da Escola Estadual Rui Barbosa, de Timbó, e Belissa Lisboa, da Escola Estadual Eugênio Marchetti, de Herval do Oeste. As duas atletas já tinham conquistado outra medalha de ouro na sexta-feira por equipe.

A natação foi a modalidade que mais deu medalhas de ouro para Santa Catarina neste sábado: três. A primeira com Fernanda Delgado, do Colégio Conceito, de Tubarão, nos 50 metros costa (31s60), a segunda com Darlan Konell, da Escola Estadual Presidente Morais, de Pomerode (27s75). O terceiro ouro veio no revezamento 4x50 medley misto com Fernanda, Darlan, Felipe Weber (este último aluno da EEB Paulo Scieffler/Caçador) e Fátima Laurindo (Marista/Criciúma) com o tempo de 1min52s25. A natação ainda deu uma medalha de bronze para o Estado com Felipe Weber nos 100 metros peito (1min6s21).

O sábado não foi bom para o judô que não conseguiu nenhuma medalha. A gora a esperança é a competição por equipe neste domingo (10).

No tênis de mesa masculino Santa Catarina perdeu na sexta-feira nas quartas de final por equipe e neste sábado também na mesma fase com os alunos Leonardo Zatt, da Escola Estadual Pedro Maciel, de Chapecó, e Felipe Silveira, da Escola Estadual Joaquim Ramos, de Criciúma.

No ciclismo o melhor resultado de sábado foi um sexto lugar de Letícia Alana Goede, do Colégio Doutor Blumenau, de Pomerode, na prova de 15 quilômetros.

Na ginástica rítmica Sanara  Schusler, do Colégio Solução, de Florianópolis, está na final do aparelho bola, e Amanda Pfleger, da Escola Estadual Heriberto Muller, de Blumenau, vai brigar pelo ouro nos aparelhos bola e fita e ainda concorre com título de melhor ginasta da competição.

Sete medalhas na sexta

Na sexta-feira, Santa Catarina conquistou sete medalhas, sendo duas de ouro, três de prata e duas de bronze. As duas medalhas de ouro foram na natação, nos 50 metros  estilo livre com Fernanda Delgado, do Colégio Conceito, de Tubarão, e a outra no tênis de mesa  feminino por equipe com Joceane Dalabona, da Escola Estadual Rui Barbosa, de Timbó, e Belissa Lisboa, da Escola Estadual Eugênio Marchetti, de Herval do Oeste.

As medalhas de prata vieram no ciclismo, com Ligia Milanez Venturini, da Escola Estadual Humberto Hermes Hoffmann, de Nova Veneza, no judô masculino com Deivid Decker Hoffer, Colégio Tendência, de Florianópolis, e ainda no revezamento 4x100 livre da natação com Fernanda Delgado (Colégio Conceito/Tubarão, Fátima Laurindo (Marista/Criciúma), Alessandra Pereira (EM Roberto Grant/São Bento do Sul) e Emillin Fernandes (ETCT Positivo/Tubarão).

Conquistaram a medalha de bronze na sexta-feira o revezamento 4x100 estilo livre com Darlan Konell (EEB Presidente Morais/Pomerode), Cassiano Benedetti (Colégio Dehon/Tubarão) João Benedet Colégio São Bento/Criciúma e Vinícius Volpato (Colégio Dehon/Tubarão)

Neste domingo encerram-se todas as modalidades individuais. Na segunda (11) chegam os atletas das modalidades coletivas: futsal, handebol, basquete e vôlei e na terça (12) iniciam-se as competições.

Os Jogos Escolares da Juventude reunirão representantes de 26 estados do Brasil, mais o Distrito Federal, e uma delegação da cidade anfitriã. Os Jogos são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), correalizados por Ministério do Esporte e Organizações Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio do Governo do Estado do Pará e da Prefeitura Municipal de Belém. A logística da delegação catarinense é toda feita pela Fesporte.

A delegação catarinense é composta por 190 pessoas entre dirigentes, professores-técnicos e alunos-atletas. São no total 155 alunos representando 26 municípios de 54 escolas catarinenses, que obtiveram a classificação na etapa estadual dos Jogos Escolares (Jesc), em setembro, em Brusque.

Informações adicionais:

Antonio Prado

(48) 9125-2286

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

Anderson e João Marcos sonham alto

Belém - Dois jovens, duas vidas parecidas: o amor pelo atletismo e pela agricultura. Anderson Formentão e João Marcos Misfeld fazem parte da equipe de 155 atletas de Santa Catarina que disputam os Jogos Escolares de Juventude para atletas de 15 a 17 anos, em Belém (PA). Os dois souberam aliar a vida dura no campo com o esporte e conseguiram vencer. Após serem campeões estaduais, agora a meta é uma medalha nos Jogos Escolares.

Na manhã deste sábado (9), enquanto não estavam na pista disputando o título com os principais atletas do Brasil, os dois catarinenses curtiam as últimas notícias do evento no site da Fesporte e do COB, em  um hotel em Belém, o QG da delegação de Santa Catarina. A carreira no atletismo começou como uma brincadeira na vida de Anderson e João Marcos.

Aluno do terceiro ano do ensino médio da Escola Estadual Paulo Zimmerman, em Rio do Sul, João Marcos tem 17 anos, é atleta de arremesso de peso e é a primeira vez que participa da etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude. “Acho que posso ganhar uma medalha, estou bastante confiante”, diz ele, que começou no atletismo em 2012. O início foi por acaso na pequena Witmarsun, cidade de cerca de três mil habitantes, localizada no Alto Vale do Itajaí.

Lá, o estudante ajudava os pais agricultores a criar vacas, porcos e galinhas, além de plantação de milho, mandioca e feijão para o consumo próprio. “Acordava seis horas da manhã para a lavoura”, recorda o estudante. Um dia, na aula de educação física, em um torneio de atletismo da escola onde estudava, chamou atenção da professora não somente pelo talento, mas principalmente pela força e porte físico: 1,91 metro de altura e 135 quilos.

A professora não teve dúvidas: inscreveu o atleta em uma etapa microrregional dos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc), em que o garoto ficou em 12º  lugar. Vendo que o menino tinha futuro, orientou para que fosse treinar na Fundação de Esportes de  Rio do Sul, cerca de 70 quilômetros de Witmarsun. A mudança surtiu efeito e com treinamento adequado, João Marcos foi campeão em 2013 da Olimpíada Escolar de Santa Catarina (Olesc) e dos Jesc 15 a 17 anos.

Apesar do sucesso, a vida ainda é de sacrifícios para João Marcos em Rio do Sul. Mora em um pequeno quarto embaixo da arquibancada da pista de atletismo do município e recentemente teve que tirar as coisas às pressas por conta da enchente na cidade. Só pude voltar para o meu canto quando a água baixou, três dias depois”, conta. A vida é tão corrida que quase não tem tempo de visitar os pais “Só quando dá”, conforma-se. Pela manhã vai à escola e à tarde treina cerca de três horas por dia. “Penso em um dia ser campeão olímpico, mas só o fato de estar em Belém participando dos Jogos Escolares já é um sonho realizado”, conclui.

Anderson: treino com vara de bambu

Outro que teve que dividir a vida dura do campo com o atletismo foi Anderson Formentão, de 16 anos, estudante do segundo ano do ensino médio da Escola Estadual Itajubá, da cidade de Descanso, município com cerca de 10 mil habitantes localizado no Extremo Oeste catarinense, distante 700 Km da capital do Estado.

Atleta de lançamento de dardo, Anderson começou a carreira em 2010 na fase microrregional dos Jesc 12 a 14 anos. O início foi bem parecido com a do amigo João Marcos. Destacou-se primeiramente nas aulas de educação física e, encorajado pelos professores, começou a treinar.

Como não tinha o dardo, treinava com vara de bambu, às vezes descalço, às vezes de tênis no meio do pasto de gado, na propriedade dos pais, um sitio na zona rural de Descanso. Entre um treino e outro fazia pausa para plantar arroz, milho e mandioca. Alimentar as galinhas, porcos e tirar leite das vacas eram suas atividades.  “Na verdade faço isso até hoje, acordo cedo para trabalhar duro e nas horas de folgas, treino”.

Sem técnico e sem treinamento adequado, Anderson conseguiu ser campeão. Venceu os Jesc 2012 em Itajaí batendo o recorde da competição com um lançamento de 44m60cm. O segundo colocado ficou com a marca de 38 metros. Na época, o feito do estudante deixou todos estupefatos porque o garoto havia trocado a vara de bambu por um dardo pouco mais de um mês antes. Detalhe: o lançamento fora feito sem técnica alguma. “Como não sabia lançar, joguei como se fosse um ‘rebolo’, um pedaço de pau”, lembra o garoto. A força e o talento em estado bruto chamaram a atenção dos que estavam na pista de atletismo de Itajaí.

Campeão estadual, Fomentão partiu para os Jogos Escolares da Juventude em 2011, em João Pessoa, na Paraíba, ainda na faixa etária 11 a 14 anos. Ficou em terceiro lugar após lançar o dardo a 47 metros. O curioso é que na fase de classificação fez um lançamento de 49 metros e quase bateu o recorde da prova. “Lembro que o garoto que ganhou a medalha de ouro conseguiu apenas a marca de 48 metros e se eu tivesse repetido a minha marca da classificatória teria sido campeão”, diz Formentão.

“Penso ainda em ser um atleta de ponta, mas ainda não treino de forma correta, me falta a técnica certa para os treinamentos”, conforma-se o garoto que treina de tênis em detrimento das sapatilhas. Sobre o futuro, é enfático: “Já recebi algumas propostas para treinar em outros municípios, mas o que eles oferecem é muito abaixo do que eu ganho com os meus pais plantando milho e mandioca”.

Informações adicionais

Antonio Prado

 

(48) 9125-2286

Pagina 225 de 232