Publicado em Jesc12-14
Escrito por

Atletas dos Jogos Escolares são convocados à Seleção Brasileira

Três atletas revelados pelos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc) para estudantes de 12 a 14 anos foram recentementes convocados para a Seleção Brasileira de Judô Escolar. São eles: os itajaienses Matheus Roberto Pereira (Escola Estadual Aníbal César) e Matheus Henrique de Oliveira (Escola Estadual Nilton Kucker) e a chapecoense Maria Eduarda Schroll (Escola Estadual Pedro Maciel). 

Clique aqui e veja o vídeo com os três judocas

Os três judocas foram convocados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) e pela Confederação Brasileira de Judô para participarem do II Camping de Treinamento de Judô a ser realizado de 12 a 17 de julho no Rio de Janeiro.

Matheus Roberto (EEB Anibal César - Itajaí), com a campeã  olímpica Sarah

Menezes (arquivo pessoal)

Matheus Henrique é da categoria meio pesado (até 64kg) enquanto que Matheus Roberto e Maria são peso médio (-58kg). Os três foram campeões estaduais nos Jogos Escolares de Santa Catarina em 2016, em suas respectivas categorias e participaram, no mesmo ano, da etapa nacional da competição, os Jogos Escolares da Juventude, realizados em João Pessoa, na Paraíba. Matheus Roberto sagrou-se campeão brasileiro enquanto que os outros dois judocas catarinenses conquistaram o vice-campeonato.

Maria Eduarda Schroll (Escola Estadual Pedro Maciel/Chapecó) participará do Camping de Judô no RJ (arquivo pessoal) 

Além dos atletas, outro catarinense também foi convocado para a Seleção Brasileira: o treinador Carlos Francis Konishi, do Colégio Santa Rita, de Chapecó. “É muito gratificante ver lutadores e um profissional do nosso estado sendo convocados para a Seleção Brasileira. Fico feliz ainda mais em saber que estas pessoas foram reveladas em uma competição realizada pelo Governo de Santa Catarina por meio da Fesporte”, destacou Josélia Maranho, técnica da instituição estatal que é a responsável em gerenciar a delegação catarinense na etapa nacional dos Jogos Escolares.

Texto: Antonio Prado (48) 9 9696-3045

Assessoria de Comunicação - Fesporte 

Fabiano Linhares - (48) 98802-7742

Antônio Prado

Heron Queiroz

Mariana Hendler

Zenilda Stein

Tels: (48) 36656126, 36656127, 36656128

Cel: (48) 988027742

www.fesporte.sc.gov.br

https://www.facebook.com/fesporte

 

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

Jogos Escolares de Santa Catarina terão luta olímpica

As edições de 2017 dos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc) para estudantes de 12 a 14 anos e 15 a 17 anos terão uma novidade que há muito tempo era aguardada pela comunidade escolar: a inclusão da luta olímpica. A iniciativa terá parceria entre a Fesporte, organizadora do evento, e a Federação Catarinense de Wrestling (luta em inglês) e já passa a valer para as etapas estaduais que serão realizadas em São Bento do Sul, na faixa etária de 12 a 14 anos (no período de 28 de junho a 2 de julho), e em Curitibanos (entre os dias 6 a 10 de setembro), que inclui atletas de 15 a 17 anos.

Clique aqui e veja o vídeo com Talita Giongo, da federação de luta, e Josélia Maranho, da Fesporte, falando da novidade

Para Josélia Maranho, técnica da Gerência de Esporte de Base e Inclusão da Fesporte, a introdução da luta olímpica nos Jesc vem preencher uma lacuna: “Era a única modalidade que Santa Catarina não disputava na etapa nacional dos Jogos Escolares. Agora estaremos presentes em todas”, enfatizou Josélia. 

Ela disse que a ideia começou a tomar corpo no final do ano passado, em Mato Grosso do Sul, quando participou de uma reunião avaliativa entre representantes estaduais, dirigentes de confederações esportivas e integrantes do Comitê Olímpico Brasileiro (Cob), ocasião em que foi sugerido que Santa Catarina implantasse na sua etapa estadual a luta olímpica.

Após, chegando ao estado, a Fesporte procurou a Federação Catarinense de Wrestling, cuja sede é em Tubarão, para implantar a modalidade nas competições escolares.

Integrantes da Fesporte com dirigentes da Federação Catarinense de Wrestling (Foto: Antonio Prado - Fesporte)

“Acredito que, a partir desta inclusão da luta olímpica nos Jesc, esta modalidade terá um outro patamar”, diz Talita Rosa Giongo, presidente da federação esportiva. A ideia, segundo ela, é difundir esta prática esportiva nas escolas catarinenses com auxílio da Fesporte, federação e professores de educação física, já que a modalidade figura como esporte olímpico e pode ser um importante canal para a descoberta de futuros campeões.

Talita revela que a luta olímpica tem cerca de 200 praticantes em Santa Catarina, espalhados em sete núcleos: Florianópolis, Garopaba, Tubarão, Cocal do Sul, Blumenau, Gaspar e Lontras. Diz ainda que os atletas mais qualificados estão na faixa acima dos 17 anos, portanto será necessário realizar um trabalho de difusão da modalidade para a descoberta de campeões na faixa escolar dos Jesc. 

Todos os anos, Santa Catarina participa das etapas nacionais dos Jogos Escolares 12 a 14 anos e 15 a 17 anos que são os Jogos da Juventude promovidos pelo Cob no meio e no final de ano. A delegação catarinense é formada pelos campeões estaduais dos Jesc, com o gerenciamento do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte.  

Texto: Antonio Prado (48) 9 9696-3045

Assessoria de Comunicação - Fesporte 

Fabiano Linhares - (48) 98802-7742

Antônio Prado

Heron Queiroz

Mariana Hendler

Zenilda Stein

Tels: (48) 36656126, 36656127, 36656128

Cel: (48) 988027742

www.fesporte.sc.gov.br

https://www.facebook.com/fesporte

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

Presidente da Fesporte recebe delegação de Santa Catarina

O presidente da Fesporte, Milton Cunha, recebeu na manhã desta sexta-feira, 30, no Aeroporto Hercílio Luz, de Florianópolis,  a delegação de Santa Catarina que participou dos Jogos Escolares da Juventude, 12 a 14 anos, em João Pessoa, na Paraíba, de 20 a 29 de setembro. O dirigente agradeceu a participação dos estudantes e professores e elogiou o desempenho do Estado na competição nacional que reuniu mais de 3.500 estudantes.

“Santa Catarina conquistou 35 medalhas e se manteve entre os Estados protagonistas dos Jogos Escolares. Tivemos dez medalhas de ouro e quebra de recorde no atletismo e isto prova que a cada a ano o esporte escolar catarinenses segue forte”, destacou.

As escolas catarinenses conquistaram 10 medalhas de ouro, 16 de prata e 9 bronze. O time catarinense em João Pessoa foi gerenciado pelo Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte. A competição foi organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB).

Informações adicionais para a imprensa

Antônio Prado

Assessoria de Imprensa 

Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte

Fone: (48) 3665-6126/ (48) 9696-3045

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Site: www.fesporte.sc.gov.br

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

SC fecha Jogos Escolares da Juventude com 35 medalhas

No total foram 10 medalhas de ouro, 16 de prata e 9 de bronze. No último dia SC foi campeã no vôlei e futsal feminino e prata no vôlei masculino 

Santa Catarina fechou sua participação nos Jogos Escolares da Juventude, 12 a 14 anos, nesta quinta-feira, 29,  em João Pessoa, na Paraíba, com 35 medalhas.  Foram 10 de ouro, 16 de prata e 9 bronze.

Veja aqui como foi a primeira fase de SC na competição

Clique aqui e veja o vídeo dos melhores momentos do futsal feminino campeão

No último dia o Estado foi ouro no futsal feminino (Colégio Rogacionista Pio II/ Criciúma) e vôlei feminino (Escola Estadual Sara Castelhano Kleinkauf /Guaraciaba). Foi prata no handebol feminino (Escola Estadual Claudino Crestani/ Palma Sola) e no vôlei masculino (Centro Educacional Cultura /Brusque).  O handebol masculino (Colégio Cônsul Carlos Renaux/ Brusque), perdeu a disputa da medalha de bronze.

A quinta-feira, 29, último dia de competição dos Jogos Escolares da Juventude, em João Pessoa, PB, começou dourada para as escolas de Santa Catarina. O futsal feminino do Colégio Rogacionista Pio II, de Criciúma, confirmou seu favoritismo e aplicou mais uma goleada:  4 a 2 diante das meninas do CED Adventista Taguatinga, do Distrito Federal. Paulinha fez os quatro gols das catarinenses somando, no total, 17 gols dos 30 que Santa Catarina marcou na competição.

Escola Estadual Sara Castelhano Kleinkauf, de Guaraciaba: campeã no vôlei feminino (Foto: Antonio Prado)

Na final do vôlei feminino a Escola Estadual Sara Castelhano Kleinkauf, de Guaraciaba, impôs seu ritmo de jogo e venceu o Centro Educacional Henrique Castri, do Rio Grande do Norte, por 3 a 0 com parciais de 25/12, 25/17 e 25/13. 

Já o handebol feminino, da Escola Estadual Claudino Crestani, de Palma Sola, brigava pela medalha de ouro com a Escola Municipal Licurgo de Oliveira, de Mato Grosso do Sul, mas não conseguiu seu objetivo, pois perdeu de 27 a 21.

O voleibol masculino, por meio dos estudantes do Centro Educacional Cultura, de Brusque, perderam a final para o Sistema Elite de Ensino Tijuca, do Rio de Janeiro por 3 a 1. Os catarinenses começaram vencendo por 25 a 18, mas depois perderam os sets seguintes por 25/18, 25/22 e 25/11, medalha de prata para Santa Catarina.

Com o handebol masculino o Estado, representado pelo Colégio Cônsul Carlos Renaux, de Brusque,  disputou a medalha de prata com a Escola Fernando Pessoa, do Pará, mas perdeu por 30 a 25.

O handebol feminino da Escola Estadual Claudino Crestani, de Palma Sola foi medalha de prata (Foto: Antonio Prado)

O basquete masculino do Colégio Bom Jesus Divina Providência, de Jaraguá do Sul, perdeu seus três jogos e foi rebaixado para a segunda divisão. No basquete feminino o Colégio La Salle Peperi, de São Miguel do Oeste, que era o atual campeão, não conseguiu classificação, pois perdeu dois jogos. O futsal masculino da Escola São Francisco de Assis, de São Lourenço do Oeste, perdeu dois jogos e também não se classificou.

Para o Presidente da Fesporte saldo foi positivo

Para o presidente da Fesporte, Milton Cunha, o saldo foi positivo. "Ficamos entre os quatro melhores estados do Brasil e isso é motivo de orgulho para Santa Catarina. Esses atletas foram guerreiros, estão todos de parabéns", disse.

As escolas de Santa Catarina fecharam a primeira etapa dos Jogos Escolares da Juventude,  com 31 medalhas. Nesta fase disputaram atletismo, badminton, ciclismo, judô, natação, ginástica rítmica, tênis de mesa e xadrez. 

O time catarinense em João Pessoa  foi gerenciado pelo Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte. A competição é organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), reúne cerca de 3,5 mil atletas de todos os estados brasileiros e já se consolidou como o grande evento revelador de talentos para o esporte do Brasil. 

Informações adicionais para a imprensa

Antônio Prado

Assessoria de Imprensa 

Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte

Fone: (48) 3665-6126/ (48) 9696-3045

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Site: www.fesporte.sc.gov.br

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

Quinta começa com 2 ouros e 1 prata para SC na Paraíba

A quinta-feira, 29, último dia de competição dos Jogos Escolares da Juventude, em João Pessoa, PB, começou dourada para as escolas de Santa Catarina. O futsal feminino do Colégio Rogacionista Pio II, de Criciúma, confirmou seu favoritismo e aplicou mais uma goleada:  4 a 2 diante das meninas do CED Adventista Taguatinga, do Distrito Federal. Paulinha fez os quatro gols das catarinenses somando, no total, 17 gols dos 30 que Santa Catarina marcou na competição.

Na final do vôlei feminino a Escola Estadual Sara Castelhano Kleinkauf, de Guaraciaba, impôs seu ritmo de jogo e venceu o Centro Educacional Henrique Castri, do Rio Grande do Norte, por 3 a 0 com parciais de 25/12, 25/17 e 25/13. 

Já o handebol feminino, da Escola Estadual Claudino Crestani, de Palma Sola, brigava pela medalha de ouro com a Escola Municipal Licurgo de Oliveira, de Mato Grosso do Sul, mas não conseguiu seu objetivo, pois perdeu de 27 a 21.

Até o início da noite desta quinta Santa Catarina briga pela medalha de ouro do voleibol masculino, por meio dos estudantes do Centro Educacional Cultura, de Brusque, que jogam com o Sistema Elite de Ensino Tijuca, do Rio de Janeiro.

Com o handebol masculino o Estado, representado pelo Colégio Cônsul Carlos Renaux, de Brusque,  disputa a prata com a Escola Fernando Pessoa, do Pará.

 O time catarinense em João Pessoa é gerenciado pelo Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte. A competição é organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), reúne cerca de 3,5 mil atletas de todos os estados brasileiros e já se consolidou como o grande evento revelador de talentos para o esporte do Brasil. 

Informações adicionais para a imprensa

Antônio Prado

Assessoria de Imprensa 

Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte

Fone: (48) 3665-6126/ (48) 9696-3045

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Site: www.fesporte.sc.gov.br

 

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

SC está em 4 finais dos Jogos Escolares em João Pessoa

Se a rodada da manhã desta quarta-feira, 28, foi cem por cento para Santa Catarina nos Jogos Escolares da Juventude, 12 a 14 anos, em João Pessoa, na Paraíba, quando três escolas que estavam buscando vaga para as finais conseguiram seus objetivos, a parte da tarde (com duas escolas disputando vagas) foi só de cinquenta por cento de aproveitamento. Mas no final do dia o saldo foi positivo, pois das cinco escolas que disputavam uma vaga na final, quatro conseguiram seus objetivos.

Na parte da tarde desta quarta-feira o handebol masculino do Colégio Cônsul Carlos Renaux, Brusque, não conseguiu superar a forte equipe da Escola Municipal Altemir Pires, de Mato Grosso: 31 a 14. Agora os catarinenses brigarão pelo terceiro lugar com a Escola Fernando Pessoa, do Pará.

Escola Estadual Sara Castelhano Kleinkauf, de Guaraciaba, pega o Rio Grande do Norte na final. (Foto: Antonio Prado) 

Já os meninos do vôlei masculino do Centro Educacional Cultura, de Brusque,  fizeram  3 a 0 sobre  o Colégio Boa Viagem, de Pernambuco, com parciais de 25/16, 25/20 e 25/18. E se garantiram na final.

No período da manhã já haviam conquistado vagas à final o futsal feminino do Colégio Rogacionista Pio II, de Criciúma; o handebol feminino da Escola Cláudio Crestani, de Palma Sola; e o vôlei feminino da Escola Estadual Sara Castelhano Kleinkauf, de Guaraciaba.

Confira todas as finas de SC nesta 5a feira

Handebol feminino

10h30 – Escola Estadual  Claudino Crestani (Palma Sola)  x (MS) EM Licurgo de Oliveira

Futsal feminino

10h 30 - Colégio Rogacionista Pio II (Criciúma) x (DF) CED Adventista Taguatinga

Vôlei masculino

16h00 - Centro Educacional Cultura (Brusque)  x  (RJ) Sistema Elite de Ensino Tijuca

Vôlei feminino

10h30 - Escola Estadual Sara Castelhano Kleinkauf (Guaraciaba) x (RN) Centro Educacional E Henrique Castri (RN) 

Disputa de 3º lugar

Handebol masculino

14h00 - Colégio Cônsul Carlos Renaux (Brusque)  x  (PA) Escola Fernando Pessoa

As escolas de Santa Catarina fecharam a primeira etapa dos Jogos Escolares da Juventude,  com 31 medalhas. Nesta fase disputaram atletismo, badminton, ciclismo, judô, natação, ginástica rítmica, tênis de mesa e xadrez. Das 31 medalhas catarinenses até o momento são 8 de ouro, 14 de prata e 9 de bronze. 

O time catarinense em João Pessoa é gerenciado pelo Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte. A competição é organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), reúne cerca de 3.500 atletas de todos os estados brasileiros e já se consolidou como o grande evento revelador de talentos para o esporte do Brasil. 

Informações à imprensa

Antonio Prado (48) 8802-7742

Assessoria de Comunicação Fesporte   

Antônio Prado (48) 8802-7742

Heron Queiroz

Mariana Hendler

Tels: (48) 3665 6126, 36656127, 36656128

Cel: (48) 88027742

www.fesporte.sc.gov.br

https://www.facebook.com/fesporte

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

SC se classifica às finais do futsal, handebol e vôlei nos Jej

A manhã desta quarta-feira, 28, foi bastante positiva para as escolas de Santa Catarina que disputam os Jogos Escolares da Juventude,  12 a 14 anos, em João Pessoa, na Paraíba. Em três semifinais, três vitórias e vagas para as finais desta quinta-feira, 29, quando se encerram as competições. No período da tarde os catarinenses disputarão as semifinais do handebol (Colégio Cônsul Carlos Renaux, Brusque) e vôlei (Centro Educacional Cultura, de Brusque), ambos no masculino.

O primeiro êxito do dia veio com o futsal feminino sensação do Colégio Rogacionista Pio II, de Criciúma, que construiu uma vitória tranquila diante das meninas do Colégio Santa Madre, do Pará: 5 a 0. Os gols foram marcados por Paulinha (3) e Shaiane (2). O adversário da final só será conhecido após o fim da rodada.

Até o momento as meninas estão com uma campanha irretocável: 5 a 0 em São Paulo, 10 a 0 no Rio Grande do Sul, 6 a 1 no Paraná e 5 a 0 agora nas paraenses. “Nosso ponto forte é o toque de bola e a habilidade de minhas jogadoras”, diz Marcelo Just, técnico do time. Ele trabalha com o projeto de futsal desde 2010 e já revelou sete jogadoras para a Seleção Brasileira de base. A última foi a goleira Kemeli, titular da seleção brasileira sub-17 que está na Jordânia para a Copa do Mundo, campeã nos Jogos Escolares da Juventude em Natal 2013.

Handebol feminino está na final

O jogo da semifinal das meninas do Handebol feminino da Escola Estadual Claudino Crestani, de Palma Sola, foi mais nervoso e equilibrado. Jogando diante da Escola Jardim Maravilha, do Rio Janeiro, as catarinenses começaram melhor e foram impondo o seu jogo, mas aos poucos as cariocas foram equilibrando as ações.

 futsal feminino do Colégio Rogacionista Pio II, de Criciúma (branco), construiu uma vitória tranquila diante do Pará: 5 a 0 (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

Um dos momentos que ilustram esta realidade é que com 15 minutos do segundo período Santa Catarina ganhava de 11 a 7 deixou o Rio de Janeiro empatar. Foi necessário a intervenção da treinadora catarinense Rosane Dalle Laste, que pediu tempo. “Neste momento perguntei para minhas atletas se elas queriam ir pra final ou ver o Rio de Janeiro passear em quadra. Aquilo fez com que meu time voltasse para o jogo”, lembra ela. Final 19 a 16 para Santa Catarina. Pega na final, nesta quinta, a Escola Municipal Prof. Licurgo de Oliveira, de Mato Grosso do Sul. 

Vôlei feminino garantiu vaga na final

Referendado por uma excelente campanha: três jogos, três vitórias, o time do voleibol feminino da Escola Estadual Sara Castelhano Kleinkauf, de Guaraciaba, entrou em quadra focado em busca da tão sonhada final. E ela veio de forma tranquila diante do Colégio Antares, do Ceará: 3 a 0 com parciais de 25/12, 25/19/12. Agora as catarinenses pegam na final o Centro Educacional Henrique Castri, do Rio do Grande do Norte.

O time catarinense em João Pessoa é gerenciado pelo Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte. A competição é organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), reúne cerca de 3.500 atletas de todos os estados brasileiros e já se consolidou como o grande evento revelador de talentos para o esporte do Brasil. 

Informações à imprensa

Antonio Prado (48) 8802-7742

Assessoria de Comunicação Fesporte   

Antônio Prado (48) 8802-7742

Heron Queiroz

Mariana Hendler

Tels: (48) 3665 6126, 36656127, 36656128

Cel: (48) 88027742

www.fesporte.sc.gov.br

https://www.facebook.com/fesporte

 

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

Cinco escolas de SC nas semifinais dos Jogos Escolares

A rodada desta terça-feira, 27, dos Jogos Escolares da Juventude, 12 a 14 anos, em João Pessoa, na Paraíba, foi dia de definição para saber quais as escolas catarinenses que iriam às semifinais da competição nesta quarta-feira, 28. As finais ocorrem nesta quinta-feira quando se enceram os Jogos.

No fim da rodada cinco escolas garantiram classificação às semifinais. No handebol masculino: Colégio Cônsul Carlos Renaux, de Brusque. Handebol feminino: Escola Estadual Claudino Crestani, de Palma Sola. Vôlei masculino: Centro Educacional Cultura, de Brusque. Vôlei feminino: Escola Estadual Sara Castelhano Kleinkau, de Guaraciaba. Futsal feminino: Colégio Rogacionista Pio II, de Criciúma.

O basquete masculino do Colégio Bom Jesus Divina Providência, de Jaraguá do Sul, perdeu seus três jogos e foi rebaixado para a segunda divisão. No basquete feminino o Colégio La Salle Peperi, de São Miguel do Oeste, não conseguiu classificação. O futsal masculino da Escola São Francisco de Assis, de São Lourenço do Oeste, perdeu dois jogos e também não se classificou. Até o início da noite desta terça-feira o Comitê Olímpico do Brasil (COB), organizador da competição, não havia ainda divulgado a tabela completa das semifinais.

Confira como foi a rodada para as escolas catarinenses

Voleibol

O vôlei masculino do Centro Educacional Cultura, de Brusque, teve uma difícil vitória contra a Escola Estadual Sidronia Nunes Pires, de São Paulo: 2 a 1. Os catarinenses perderam o primeiro set por 25/23, depois ganharam o segundo por 25/14 e no set desempate fecharam em 15/6 somando três vitórias e primeiro lugar na classificação. Enfrentam na semifinal a Paraíba.

Já o time de vôlei feminino de Guaraciaba, da Escola Estadual Sara Castelhano Kleinkau, já entrou em quadra classificado depois de duas vitórias. No terceiro jogo confirmou o primeiro lugar com a vitória de 2 a 0 diante Escola Estadual Cícero Ferreira, de Minas Gerais, com parciais de 25/19 e 25/16. Pega agora na semifinal o Ceará.

Futsal

Nesta mesma realidade de classificação está o time sensação do futsal feminino do Colégio Rogacionista Pio II, de Criciúma, por aplicar somente goleadas. E nesta terça fez mais uma vítima: desta vez 6 a 1 no Centro Educacional Paulo Freire, do Paraná, e classificação garantida em primeiro lugar do grupo. Destaque para Paulinha, que fez quatro gols.

Kemili  faz um dos dois gols marcados por ela na goleada de 6 a 1 da Colégio Rogacionista Pio II, de Criciúma, contra o Paraná (Foto: Antonio Prado)

Com uma vitória e uma derrota o futsal masculino da Escola São Francisco de Assis, de São Lourenço do Oeste, precisava vencer nesta terça o Colégio BJ, de Pernambuco, para ir adiante no torneio, mas foi derrotado por 4 a 2 e deu adeus a competição.

Handebol

Um jogo emocionante do início ao fim foi o confronto do handebol masculino do Colégio Cônsul Carlos Renaux, Brusque, contra o time da casa: o Colégio Motiva, da Paraíba. Os catarinenses tinham que vencer para garantir a classificação, já que tinham uma vitória e uma derrota no grupo. Durante quase toda a partida os paraibanos estiveram em vantagem no placar, mas faltando dois minutos para o fim da partida Santa Catarina fechou em 13 a 12, para o delírio de um grupo de mães dos brusquenses que estavam no ginásio. O time se classificou em segundo lugar na chave e pega na semifinal o Mato Grosso.

O Handebol feminino da Escola Estadual Claudino Crestani, de Palma Sola, precisava vencer para garantir classificação às semifinais, já que tinha uma vitória e uma derrota. E no jogo decisivo desta terça passeou em quadra e fez 36 a 6 diante do Colégio Arquidiocesano, de Sergipe. A catarinense Andyeli foi o destaque do jogo com 10 gols. O time ficou em segundo lugar e pega o Rio de Janeiro, nesta quarta-feira.

Basquetebol

Já o basquete feminino do Colégio La Salle Peperi, de São Miguel do Oeste, que era o atual campeão brasileiro escolar, precisava de um milagre de uma combinação de resultados para se manter na competição,  já que tinha uma vitória e uma derrota, esta para Rio Grande do Sul, adversário direto. No terceiro jogo, nesta terça, voltou a perder, desta vez para a Escola Índia Vanuire, de São Paulo por 65 a 16.

Já desclassificado com duas derrotas o basquete masculino do Colégio Bom Jesus Divina Providência, de Jaraguá do Sul, entrou em quadra nesta terça só para cumprir tabela contra o Colégio Estadual Frentino Sack, do Paraná, e perdeu mais uma vez: 32 a 33. Com três derrotas a modalidade caiu para a segunda divisão do ano que vem.

O time catarinense é gerenciado pelo Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte. A competição é organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), reúne cerca de 3.500 atletas de todos os estados brasileiros e já se consolidou como o grande evento revelador de talentos para o esporte do Brasil. 

Informações à imprensa

Antonio Prado (48) 8802-7742

Assessoria de Comunicação Fesporte   

Antônio Prado (48) 8802-7742

Heron Queiroz

Mariana Hendler

Tels: (48) 3665 6126, 36656127, 36656128

Cel: (48) 88027742

 

www.fesporte.sc.gov.br

 

https://www.facebook.com/fesporte

 

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

Para Comitê Olímpico SC é celeiro de craques

O site do Comitê Olímpico do Brasil (COB), organizador dos Jogos Escolares da Juventude, 12 a 14 anos, em João Pessoa, na Paraíba, divulgou nesta quarta-feira, 27, uma matéria que destaca a boa participação de Santa Catarina no futsal feminino da competição com o Colégio Rogacionista, de Criciúma.  Para a instituição o Estado é um celeiro de craques.

Clique aqui e confira a matéria

 

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

Dia de vitórias de SC e classificação nos Jogos Escolares

A segunda-feira, 26, nos Jogos Escolares da Juventude, 12 a 14 anos, em João Pessoa, PB, foi positiva para as escolas de Santa Catarina. Dos oitos jogos disputados o estado venceu seis e perdeu apenas duas. De quebra conseguiu classificação antecipada para a fase semifinal o voleibol, nos dois naipes, além do futsal feminino. O basquete masculino, com duas derrotas, não tem mais chance na competição.

Já o masculino do futsal, os dois naipes do handebol e o basquete feminino, com uma vitória e uma derrota, precisam vencer na última rodada desta terça-feira para ter alguma chance. Confira como foi o desempenho das escolas de Santa Catarina nesta segunda-feira: 

Vôlei classificado

No vôlei masculino os meninos do Centro Educacional Cultura, de Brusque, construíram o placar de 2 X 0 sobre o Colégio Nova Geração, de Mato Grosso, com parciais de 25/12 e 25/14   e com duas vitórias garantiram classificação à semifinal. Agora a rodada desta terça é só para definição do campeão da chave. O confronto será contra a Escola Estadual Sidronia Nunes Pires, de São Paulo.

A exemplo dos meninos, as meninas do vôlei de Guaraciaba, da Escola Estadual Sara Castelhano Kleinkau, também fizeram bonito e conseguiram a segunda vitória na competição. Venceram por 2 a 0 o Colégio Evangélico Alberto Torres, RS, com parciais de 25/9 e 26/24. Agora, já classificado para a semifinal, o time joga nesta terça-feira contra a Escola Estadual Cícero Ferreira, de Minas Gerais, para definição de 1º lugar do grupo.

Futsal feminino: dois jogos, duas goleadas

Time de vôlei do Centro Educacional Cultura, de Brusque: dois jogos, duas vitórias (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

O futsal masculino da Escola São Francisco de Assis, de São Lourenço do Oeste, se recuperou da derrota da estreia e venceu por 4 a 1 a Sociedade Educacional São Paio, do Rio de Janeiro, com gols de Mateus Pan (2), Andre Ecke e Pedro Libardoni. O jogo desta terça contra o Colégio BJ, de Pernambuco, será decisivo para as pretensões de classificação à semifinal da competição.

O futsal feminino do Colégio Rogacionista Pio II, de Criciúma, com dois jogos e duas goleadas (5 a 0 e 10 a 0) está sendo a sensação do torneio. No primeiro jogo, na estreia no domingo, fez um 5 a 0 diante  Escola Estadual João Gabo Sobrinho, de São Paulo. Nesta segunda, 26, aplicou uma goleada de 10 a 0 sobre o Colégio Gush, do Rio Grande do Sul. Já classificado à semifinal pega tranquilo, nesta terça, o Centro Educacional Paulo Freire, do Paraná.

Handebol se recupera

O handebol masculino do Colégio Cônsul Carlos Renaux, Brusque, que havia perdido por um ponto para o Rio de Janeiro na estreia, também conseguiu se recuperar nesta segunda ao vencer o Colégio Cardeal, de Pernambuco, por  13x9. Agora define sua classificação à semifinal contra  o Colégio Motiva, da Paraíba.

Derrotado na estreia, o time de handebol feminino da Escola Estadual Claudino Crestani, de Palma Sola, conseguiu se recuperar e venceu por 22 a 19 a Escola Municipal Francisco Gomes Pinto, do Rio Grande do Norte.

Técnico Dinho fez de tudo para levar o campeão brasileiro escolar no basquete feminino, Colégio La Salle Peperi (São Miguel do Oeste) à vitoria, mas não conseguiu (Foto: Antonio Prado-Fesporte)

“Foi um jogo muito equilibrado, pegado, e o time se recuperou do nervosismo da estreia e conseguiu vencer. Agora temos que vencer Sergipe (Colégio  Arquidiocesano ) para nos classificarmos para semifinal”, destacou a treinadora catarinense Rosane Dalle Laste.

No basquete masculino Santa Catarina perdeu a segunda partida no torneio com Colégio Bom Jesus Divina Providência, de Jaraguá do Sul, e não tem mais chance de ser campeão. Desta vez a derrota foi para o SMCE Madureira: 53 a 38.

Campeão brasileiro perde no basquete feminino

Quem também esteve abaixo da expectativa foi o time de basquete feminino do Colégio La Salle Peperi, de São Miguel do Oeste, atual campeão brasileiro escolar. Após vencer o Pará no jogo de estreia a equipe entrou em quadra nesta segunda-feira irreconhecível. E perdeu por  31 a 30 para o IMEC Instituto Metodista do Rio Grande do Sul.

Apáticas, as meninas comandadas pelo técnico Dinho em nenhum momento reagiram diante do placar adverso. “Faltou garra e vontade de vencer”, destacou o treinador, que define sua sorte com a poderosa equipe da Escola Índia Vanuire, de São Paulo, nesta terça e ainda depende de uma combinação de resultados para obter classificação.

O time catarinense é gerenciado pelo Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte. A competição é organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), reúne cerca de 3.500 atletas de todos os estados brasileiros e já se consolidou como o grande evento revelador de talentos para o esporte do Brasil. 

Informações à imprensa

Antonio Prado (48) 8802-7742

Assessoria de Comunicação Fesporte   

Antônio Prado (48) 8802-7742

Heron Queiroz

Mariana Hendler

Tels: (48) 3665 6126, 36656127, 36656128

Cel: (48) 88027742

www.fesporte.sc.gov.br

https://www.facebook.com/fesporte

 

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

Futsal feminino de SC está sendo sensação na Paraíba

No último jogo as catarinenses ganharam de 10 a 0 do Rio Grande do Sul

Não é filme, mas tem um roteiro muito bonito até então. O futsal de Santa Catarina nos Jogos Escolares da Juventude, 12 a 14 anos, em João Pessoa, na Paraíba, está sendo a sensação do torneio. O time do Colégio Rogacionista Pio II, de Criciúma, fez dois jogos com duas goleadas. A primeira, na estreia no domingo, fez um 5 a 0 diante  Escola Estadual João Gabo Sobrinho, de São Paulo. Nesta segunda, 26, aplicou uma goleada de 10 a 0 sobre Colégio Gush, do Rio Grande do Sul.

Em dois jogos são 15 gols e nenhum sofrido o que lhe garantiu vaga na semifinal. A partida desta terça, 27, contra o Paraná só servirá para a definição do primeiro lugar da chave. 

Para o técnico Marcelo Just o segredo do time é o conjunto. “Essas meninas já estão há três anos comigo. É uma equipe que tem várias formas de jogar. Se é jogo para toque de bola, jogamos assim. Se é para jogar marcando atrás também fazemos. Se é para fazer o pivô também podemos jogar desta maneira”, explica o treinador.

Até o momento a pivô Paulinha está sendo a destaque do time com seis gols. “Ela é uma atleta muito habilidosa, rápida, não é qualquer uma que consegue marcá-la”, Elogia Marcelo Justo.

E no grupo todas podem ser consideradas titulares, pois a qualidade técnica é alta e o rodízio durante a partida é constante. Assim, Paulinha, Rafa, Kemili, Rai, Shai, Gabi, Lara e Hagta tem tudo para serem campeãs brasileiras escolar e marcar seus nomes na história no esporte de Santa Catarina.

Além do Colégio Rogacionista Pio II, de Criciúma, no futsal feminino, Santa Catarina está sendo representada em João Pessoa pelas escolas: São Francisco de Assis (Futsal masculino/São Lourenço do Oeste), Colégio Bom Jesus Divina Providência (Basquete masculino/Jaraguá do Sul), Colégio La Salle Peperi (Basquete feminino/São Miguel do Oeste),Colégio Cônsul Carlos Renaux (Handebol masculino/Brusque) , EEB Claudino Crestani (Handebol feminino/Palma Sola), Centro Educacional Cultura (Vôlei masculino/Brusque)  e Escola Estadual Sara Castelhano Kleinkauf (Vôlei feminino/Guaraciaba). 

O time catarinense é gerenciado pelo Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte. A competição é organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), reúne cerca de 3.500 atletas de todos os estados brasileiros e já se consolidou como o grande evento revelador de talentos para o esporte do Brasil. 

Informações à imprensa

Antonio Prado (48) 8802-7742

Assessoria de Comunicação Fesporte   

Antônio Prado (48) 8802-7742

Heron Queiroz

Mariana Hendler

Tels: (48) 3665 6126, 36656127, 36656128

Cel: (48) 88027742

www.fesporte.sc.gov.br

https://www.facebook.com/fesporte

 

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

Vôlei de Guaraciaba é destaque no site do Comitê Olímpico

O site do Comitê Olímpico do Brasil (COB), organizador dos Jogos Escolares da Juventude para estudantes de 12 a 14 anos, que estão sendo disputados em João Pessoa, na Paraíba, deu destaque neste domingo ao time de voleibol feminino Escola de Educação Básica Sara Castelhano Kleikauf, de Guaraciaba. A matéria foi assinada sob o título:  “Catarinenses superam medo de avião e elevador para estrear com vitória no vôlei feminino”. Confira:

A equipe feminina de vôlei da Escola de Educação Básica Sara Castelhano Kleikauf, de Guaraciaba (SC), cidade vizinha à Argentina, precisou vencer alguns obstáculos antes de estrear com o pé direito no torneio da primeira divisão dos Jogos Escolares da Juventude João Pessoa 2016, para alunos-atletas de 12 a 14 anos. Em um país com distâncias continentais, a equipe encarou com bom humor uma verdadeira maratona para chegar à capital paraibana.

 “Deixamos a cidade às 15 horas da tarde de sexta-feira e enfrentamos uma viagem de 12 horas de ônibus para chegar a Florianópolis. Chegamos ao aeroporto às 3 horas da manhã. Às 7h50 pegamos um avião para Brasília e de lá pegamos outro avião para chegar aqui. Nem deu para descansar muito. Essa foi a nossa primeira viagem de avião, deu um friozinho na barriga, mas estamos aqui em João Pessoa e já conquistamos a primeira vitória”, comemorou a oposta Ramoni Kemper.

Além do cansaço e da ansiedade da estréia (vitória sobre o Centro Educacional La Salle, de Manaus (AM), por 2 sets a 0, com parciais de 25/13 e 25/11), algumas atletas da equipe tiveram que superar ainda os seus piores medos. Foi o caso da caçula da equipe, a jovem Ana Bonatto de apenas 12 anos.

“A Ana Bonatto tem medo até de andar de elevador, imagina de avião?”, entregou a ponta Laura Capellin. “A Estefani passou a viagem de ônibus inteira nervosa porque ia viajar de avião. No avião ela ficou tensa, mas já está melhor”.

 “Fui obrigada a vencer o meu medo. Mas sozinha eu não entro num elevador nem que me paguem”, disse a caçulinha, logo após a estréia da equipe. “Passamos um dia e meio viajando, mas a estreia na competição foi boa apesar do nervosismo do time. A gente mora do outro lado do Brasil. Aqui o clima é bem mais quente. Nossa, quando acordei hoje às 5h30 da manhã e abri a cortina já estava o maior solão”.

A equipe catarinense sonha em repetir o feito conquistado pela escola em Londrina 2014, quando o time comandado pelo técnico Evelton Bollico (o mesmo que comanda a equipe na edição desse ano) sagrou-se campeão dos Jogos Escolares da Juventude e representou o Brasil no Campeonato Sul-americano Escolar, em Aracaju (SE), e conquistou o vice-campeonato.

Evelton é pai da levantadora e capitã Izinha, mais baixa da equipe com 1,58m. A mais alta do time é a meio-de-rede Laura Muller, de 1,84m, que mora no interior de Guaraciaba e é a mais recente integrante da equipe, com apenas um ano jogando ao lado das companheiras. O entrosamento – a maioria joga junta há mais de seis anos – é um dos pontos fortes do time.

“O entrosamento e o volume de jogo são os nossos pontos fortes. A vitória foi importante, o grupo estava muito tenso, nervoso e cansado. Mas já nos adaptamos e o próximo jogo (às 10h15 da segunda, dia 26,, contra o Colégio Evangélico Alberto Torres, do Rio Grande do Sul, no ginásio da UFPB) será fundamental para conseguirmos a classificação para a semifinal”, disse Evelton, mais conhecido como Eve.

Localizada no oeste catarinense e fundada em 1961, a cidade de Guaraciaba tem apenas 10.498 habitantes segundo o censo do IBGE de 2010 e significa “lugar do sol”. Em setembro de 2009, a pequena cidade ficou conhecida nacionalmente por uma tragédia. Um tornado devastou a região, destruindo casas, plantações e matando quatro pessoas.

João Pessoa, por sua vez, é a terceira cidade mais antiga do Brasil. Fundada em 1585, a capital da Paraíba é conhecida como a “Porta do sol”, porque o município está localizado na ponta do Seixas, o ponto mais oriental das Américas e conhecida como o lugar onde o “sol nasce primeiro”. Em 1992, João Pessoa foi classificada pela ONU como a segunda cidade mais verde do mundo, perdendo o ‘título’ para Paris.

A distância em linha reta entre João Pessoa (PB) e Guaraciaba (SC) é de 2.934,82 km. Se a viagem for feita por terra, a distância é de 3.639 km.

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), correalizados pelo Ministério do Esporte e Organizações Globo, com apoio do Governo da Paraíba e patrocínio máster da Coca-Cola.

Fonte: Site COB

Pagina 1 de 21