Quarta, 07 Agosto 2019 14:01

Dias frios e comércio aquecido em Curitibanos com os Jesc Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Clientes no Restaurante Parada 22, em Curitibanos: comércio aquecido Clientes no Restaurante Parada 22, em Curitibanos: comércio aquecido Foto: Antonio Prado/Fesporte

Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc) de 12 a 14 anos devem deixar em Curitibanos um impacto econômico de mais de 3 milhões. Curitibanos é um dos municípios catarinenses que têm feito parte do roteiro esportivo da Fesporte nos últimos anos. Em 2017, sediou os Jesc de 15 a 17 anos e, em 2018, os Joguinhos Abertos de Santa Catarina. 

A administração municipal já percebeu os benefícios que os eventos esportivos trazem à cidade. Com base no economista Istvan Kasznar, que analisou o esporte como um dos setores mais dinâmicos da economia no Brasil e fator de elevação do PIB em todo o país, os eventos esportivos promovidos pelo Governo do Estado (@governosc), por intermédio da Fesporte, não ficam à margem desse estudo, que coloca o setor esportivo com um crescimento de 6,2% nas últimas décadas, quase o dobro do PIB (produto interno bruto) do Brasil. 

Letícia Pedron, do Restaurante Parada 22, e Fernando Pereira de Souza, gerente das lojas Berlanda, falam da importância dos Jesc 12 14 anos para o comércio de Curitibanos

Um evento esportivo ativa o mercado do município-sede e de adjacentes. Os Jesc, por exemplo, trazem a Curitibanos quase 2.800 atletas. Com eles, chegam técnicos, auxiliares, dirigentes de esporte e familiares para acompanhar as competições, além dos árbitros, membros da organização do evento e profissionais de imprensa, movimentando o comércio, bares, restaurantes e a indústria hoteleira. Só de árbitros, são 136 em Curitibanos, totalizando cerca de 560 pernoites.

Letícia Pedron, gerente do Restaurante Parada 22, destacou a importância da realização de eventos esportivos no município nos últimos anos. Segundo ela, no período de competições a demanda aumenta consideravelmente. “Vêm muitos atletas para a cidade, e os pais os acompanham. Isso é importante para a economia. Além disso estimula outras crianças à pratica esportiva”, disse ela.

                                  Confira o vídeo sobre o comércio e os Jesc

Para o gerente da loja Berlanda, Fernando Pereira de Souza, um evento como os Jesc é muito interessante. “Quanto mais pessoas na cidade, mais opções de atendimento nós temos. Muitos pais vêm acompanhar e sempre compram alguma coisa. Nessa época, em que se reduz bastante um pouco o movimento no comércio, os Jesc vêm agregar. Sempre alguém vem comprar alguma coisa e ajuda na rentabilidade da loja e aquecer o comércio na região”, destacou.

A Fesporte deverá receber do Município de Curitibanos um relatório apontando os números do impacto econômico durante a realização dos Jesc 12-14. Certamente estarão dentro das expectativas, mantendo a cidade no roteiro esportivo de Santa Catarina. Tanto é que Curitibanos já manifestou interesse em sediar os Jogos Abertos de Santa Catarina em 2021.

Texto: Heron Queiroz/Ascom Fesporte

 

Lido 412 vezes Última modificação em Quarta, 07 Agosto 2019 14:10

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.