Segunda, 21 Dezembro 2020 21:11

‘Olheiros’ de clubes profissionais no Moleque Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(1 Voto)
Presidente da Fesporte, Rui Godinho, na Sede da FCF Presidente da Fesporte, Rui Godinho, na Sede da FCF Foto: Divulgação

Em 2021 a edição do Campeonato Catarinense Escolar de Futebol, Moleque Bom de Bola, terá duas novidades que agradaram em cheio a comunidade esportiva. A primeira será a extensão de uma nova faixa etária de idade: até 17 anos. A outra será a inclusão de forma oficial de olheiros de clubes do futebol profissional, que observarão atentamente a competição. A ideia é o aproveitamento dos destaques do Moleque pelos clubes catarinenses.

E foi justamente para formatar uma parceria com este objetivo que o presidente da Fesporte, Rui Godinho, esteve nesta segunda-feira, 21, em visita à sede da Federação Catarinense de Futebol (FCF) em Balneário Camboriú. Rubens Renato Angelotti, presidente da FCF, elogiou a iniciativa da Fesporte e disse que fará a ponte com os clubes para que a parceria renda frutos. “Agora está faltando apenas a parte formal entre a federação e a Fesporte para que possamos começar essa ação que beneficiará o futebol catarinense”, destacou Angelotti.

Ao longo de seus 29 anos de existência o Moleque Bom de Bola já revelou alguns craques como Felipe Luiz, do Flamengo e ex-seleção brasileira, e Marquinhos, do Avaí. A etapa estadual da competição em 2021 será de 7 a 12 de outubro em Luiz Alves.

Segundo Rui Godinho essa parceria com a FCF e os clubes catarinenses elevará o Moleque Bom de Bola a um outro patamar: “Com o olheiro do clube profissional participando efetivamente do evento ao garimpar talento para seu clube o garoto do Moleque terá uma chance real, de no futuro, se tornar um jogador profissional, que é o sonho de todos eles e isso nos deixa bastante feliz”, finaliza.

Texto: Adriana Ramos/Antonio Prado

Ascom Fesporte

 

Lido 596 vezes Última modificação em Segunda, 21 Dezembro 2020 21:24

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.