Heron Queiroz

Coronavírus em SC: Governador prorroga restrição de convívio social por mais sete dias, após reunião com prefeitos e chefes dos Poderes

 

O período de restrições ao convívio social em Santa Catarina será prorrogado por mais sete dias a partir de quarta-feira, 1º de abril. A decisão foi comunicada pelo governador Carlos Moisés, neste domingo, 29. A renovação do decreto atende às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a prevenção ao contágio por coronavírus. O comércio permanecerá fechado, exceto as atividades consideradas essenciais.

"Vidas não têm preço. A economia e os empregos nós poderemos recuperar, mas as vidas não. O momento é de ficar em casa. Vamos seguir as recomendações das autoridades de saúde, inclusive do ministro Luiz Henrique Mandetta, que ontem atestou que a melhor forma de manter o controle do coronavírus é o isolamento social", ressaltou Carlos Moisés.

De acordo com ele, a determinação também se baseia na experiência de cidades e países que demoraram a agir e agora não têm capacidade para conter o avanço da COVID-19. A medida está alinhada ao que propõe o Ministério da Saúde, para que o Sistema Único de Saúde (SUS) tenha tempo de preparar melhor a estrutura e os profissionais de saúde.

>>>Tire suas dúvidas sobre as medidas restritivas e as ações de combate e prevenção à Covid-19

Reuniões com prefeitos e chefe dos Poderes

Na manhã deste domingo, o chefe do Executivo estadual comunicou a decisão aos prefeitos e, à tarde, se reuniu com os chefes dos demais Poderes. "Aproveitamos para reiterar o pedido de apoio à autoridade sanitária Estadual e informamos a necessidade seguindo as medidas da OMS na prevenção ao contágio do coronavírus, uma prorrogação de sete dias na quarentena já estabelecida em Santa Catarina", afirmou o governador.

O objetivo da reunião com os prefeitos das maiores cidades do Estado e presidentes das 21 Associações de Municípios foi alinhar as ações nas esferas estadual e municipal. O governador solicitou aos gestores das cidades que as medidas adotadas estejam iguais às definidas pelo Governo do Estado. O canal de comunicação dessas ações ficará centralizado Secretaria de Estado da Saúde (SES) e na Secretaria Executiva de Comunicação (Secom).

À tarde, Carlos Moisés se reuniu com os chefes dos Poderes do Estado. "Tivemos uma boa conversa no sentido de reforçar o apoio à autoridade sanitária, para que tenhamos um alinhamento das ações e o acatamento em toda Santa Catarina das normas expedidas pelo Governo do Estado", relatou o governador.

A reunião teve a presença dos presidentes do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), Ricardo Roesler, do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SC), Adircélio de Moraes Ferreira Júnior, da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc), Julio Garcia, e do procurador-geral de Justiça do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), Fernando da Silva Comin.

Acompanhe as notícias sobre o novo coronavírus

As notícias sobre as medidas para conter a propagação do novo coronavírus em Santa Catarina e os boletins atualizados com a situação do Estado podem ser acessadas no site sc.gov.br ou www.coronavirus.sc.gov.br. As atualizações podem ser acompanhadas ainda pelo Youtube, Instagram e Facebook do Governo do Estado.

 Texto: Secom

Devido a distorções acerca dos eventos suspensos em decorrência da pandemia de coronavírus (Covid-19), o presidente da Fesporte, Rui Godinho, publicou nas redes sociais oficiais da instituição, na tarde desta quarta-feira, 25, uma manifestação a respeito da suspensão dos eventos esportivos, ação que, equivocadamente, está sendo interpretada por alguns como cancelamento.

A medida foi tomada por intermédio do Decreto Estadual 509, assinada pelo governador Carlos Moisés no dia 18 de março, determinando a suspensão dos eventos da Fesporte. O boato de que os eventos teriam sido cancelados tem levado alguns Municípios a querer promover o corte de bolsa-atleta, ação que, no momento, não seria recomendada.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Confira a publicação

A Fesporte vem a público esclarecer que não há nenhuma determinação em relação a cancelamento dos eventos esportivos por ela promovidos. O que foi explícito é a suspensão dos jogos, o que significa dizer que faremos o possível para concluir nosso calendário 2020.

O próprio governador, diuturnamente, e sua a equipe avaliam a situação e já apontam que teremos que gradualmente ir voltando à normalidade e convivência com o Covid-19. Por isso, neste momento, fica impossível fazermos qualquer avaliação que leve ao cancelamento dos eventos. 

Durante muitos anos da minha vida fui professor em escolas e academias, e essa era minha única fonte de renda, a qual me permitiu pagar a faculdade, cópias de livros e transporte, entre outros gastos necessários para a vida acadêmica.

Antes disso fui atleta, poderia ter despontado em competições internacionais, mas logo entendi que o esporte não era valorizado, tido como hobbie, lazer, e busquei outros caminhos. 

Vejo com preocupação atitudes de gestores que suspendem as bolsas-atletas (muitas vezes a única fonte de renda) e acredito que o próximo passo seja a extensão dessas medidas aos técnicos.  Até porque muitos deles dependem da bolsa para manter a rotina de atividades e preparação para competições, mesmo não ocorrendo competições em curto prazo. 

Essas medidas trarão enorme prejuízo para o esporte catarinense.  Inúmeros talentos abandonarão os treinamentos e dificilmente formaremos novos ídolos que servirão de bons exemplos para as crianças e jovens. A Fesporte continua trabalhando, mesmo em regime de teletrabalho (home Office), analisando as situações discutindo calendário, cumprindo as determinações do Governo e divulgando toda e qualquer medida oficial que seja dada em relação ao esporte catarinense, sobretudo aos eventos da Fesporte.

Rui Godinho da Mota

 

Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio foram adiado para 2021. O anúncio foi feito pelo primeiro ministro japonês, Shinzo Abe, após teleconferência com o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, nesta terça-feira (24).

A medida atende a manifestação de boa parte dos atletas de todo o mundo, em decorrência da pandemia do coronavírus (Covid-19). Atletas catarinenses já confirmados para a Olimpíada também manifestaram em veículos de imprensa e redes sociais. A Olimpíada aconteceria entre 24 de julho e 9 de agosto, e a Paralimpíada, de 25 de agosto a 6 de setembro. O COI ainda não definiu uma nova data. Novas conversas com o governo japonês poderão definir uma nova data que não deve anteceder a agosto de 2021.

“Parabéns @tokyo2020 e povo japonês, sei e vi o quão duro foi trabalhado para este evento, infelizmente não irá acontecer da forma que vocês tão bem planejaram, mas com a certeza que vidas estão sendo salvas e também com que os jogos sejam justos para todos os atletas. Meu eterno respeito ao povo japonês”,´publicou em suas redes sociais o carateca Douglas Brose, bicampeão mundial, com vaga garantida para Tóquio.

Mesmo com a mudança na data, a Olimpíada deve continuar com o nome de Tokyo 2020, sobretudo porque implicará menos gastos com produção de novos materiais, já que estima-se que o investimento japonês, até o momento, seja de cerca de 10 bilhões de dólares. Esta é a primeira vez, na Era Moderna, que ocorre alteração de data de uma edição de Olimpíada, embora já tenha acontecido três cancelamentos em função de guerras: 1916, 1940 e 1944.

São oito os atletas catarinenses natos ou radicados com confirmação, até o momento, para a Olimpíada: Darlan Romani (arremesso de peso), Rodrigo do Nascimento (100m), Isadora Pacheco (skate park), Pedro Barros (skate park), Duda Amorim (Handebol), Douglas Brose (caratê), Willian Cardoso (surfe) e Eduardo Menezes (hipismo). Esse número pode aumentar, já que nem todas as modalidades esportivas concluíram competições para definição dos índices e devem retomar as atividades assim que possível.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

A Fesporte lançou nesta sexta-feira, 20, o Edital de Licitação nº 008/2020, que tem como objeto a contratação de prestação serviços de clipagem, ou seja monitoramento notícias veiculadas nas mídias impressa (jornal e revista), eletrônica (rádio e televisão) e digital (sites e portais de internet).

O pregão acontecerá em caráter eletrônico, no dia 6 de abril, a partir das 13h30min. O certame restringe-se a microempresas e empresas de pequeno porte. O edital está disponível no site oficial da Fesporte, em “licitações e editais”, no rodapé da página (clique aqui para acessar).

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

O presidente da Fesporte, Rui Godinho, pronunciou-se na tarde desta quarta-feira, 18, a respeito do Decreto Estadual 509/2020, que, dentre outras medidas de prevenção e combate ao contágio do coronavírus (Covid-19), suspende por tempo indeterminado os eventos esportivos do calendário da Fesporte. Na última segunda, 16, a Fesporte já havia anunciado a suspensão por 30 dias dos eventos previstos entre março e abril. O aumento do número de casos no Brasil, o agravamento na Europa e a proximidade com o período mais frio levaram o Governo a decretar medidas mais eficazes.

Godinho destacou as medidas para conter o avanço do coronavírus. “Nós da Fesporte entendemos a importância das atividades para nossos atletas, mas entendemos também que, diante da grave situação que vem se instalando em todo o mundo, primar pela saúde é manter-se em casa para evitar a propagação da doença”, disse ele.

Acesse aqui a Resolução nº 07/2020

A sede da Fesporte estará fechada durante este período crítico, mas a partir desta quarta, os servidores da Fesporte prestarão trabalho em caráter remoto (home-office), colaborando com a recomendação de que as pessoas não saiam de casa. Assim, os setores administrativos e técnicos da casa não param, sobretudo a fim de que se possa reestruturar o calendário e, caso seja necessário, alterar a formatação das competições para que se reduza o tempo de realização.

Informações e toda a demanda de expediente poderão ser tratadas com os responsáveis pelos setores.

Gabinete da Presidência: 48 98829 0126

Diretoria de Administração DIAD - 48 98802 6207

Diretoria de Esporte DIDE - 48 98802 5000

Gerência de Planejamento e Controle GEPLA - 48 98802 5867

Gerência Administrativa, Financeira e Contábil GEAFC - 48 99141 1496

Gerência de Apoio Operacional GEAPO - 48 98802 6036

Gerência de Políticas e Projetos Esportivos GEPPE - 48 98802 6938

Gerência de Esporte de Base e Inclusão (Escolar) GEBAI - 48 98802 5010

Gerência de Esporte de Participação GEPAR - 48 99125 2286

Gerência de Esporte de Rendimento GEREN - 48 98802 4287

Consultoria Jurídica: 48 99102 1186

Assessoria de Comunicação e Marketing ASCOM - 48 98802 7742

Coordenação do Festival Escolar Dança Catarina - 48 98831 0132  

Comissão Central de Licitação - 48 99117 0442

Prestação de Contas - 48 98802 7148

Controle Interno - CONIN - 48 98831 0043

 

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Visando auxiliar na prevenção e no combate ao coronavírus (Covid19), respeitando o Decreto 507/2020, publicado no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira, 16. O presidente da Fesporte, Rui Godinho da Mota, suspende as ações e eventos a por 30 dias, a partir desta publicação.

O documento traz as principais medidas que devem ser adotadas pelos órgãos e entidades da Administração Pública Estadual Direta e Indireta.

As regras valem para os agentes públicos estaduais, ou seja, todos aqueles que trabalham no serviço público do Estado, sejam eles servidores, terceirizados ou comissionados.

Estão suspensas por 30 dias:

•As atividades de capacitação, de treinamento ou de eventos coletivos realizados pelos órgãos ou pelas entidades da Administração Pública Estadual que impliquem a aglomeração de pessoas;

•A visitação pública e o atendimento presencial do público externo que puder ser prestado por meio digital ou por telefone;

•A participação de agentes públicos estaduais em eventos ou em viagens internacionais ou interestaduais.

Desta forma, ficam suspensos:

Evento: SELETIVA NACIONAL ESCOLAR – FUTSAL (SELETIVA DO MUNDIAL – FRANÇA)

Data: 23 a 30 de março 

Local: BALNEÁRIO CAMBORIÚ

 

Evento: MICRORREGIONAL - 13os JASTI – JOGOS ABERTOS DA TERCEIRA IDADE

Data: 30/03 a 17/04 

Local: Diversas cidades

 

Evento: 13os JASTI – JOGOS ABERTOS DA TERCEIRA IDADE - ETAPA ESTADUAL

Data: 25 a 30/04

Local: CRICIÚMA

Estamos verificando as melhores datas para readequar no calendário os eventos que estiverem dentro do prazo do decreto de 30 dias, até 16 de abril.

O Governo do Estado ainda orienta que idosos e pessoas com doenças crônicas evitem ir a eventos fechados ou com aglomerações de pessoas.

Para informações sobre o coronavírus o cidadão deve buscar as fontes oficiais do Governo do Estado. Também tem à disposição o site (www.saude.sc.gov.br/coronavirus)

 

Mais informações para a imprensa:

Assessoria de Comunicação

Fundação Catarinense de Esportes - ASCOM

Governo de Santa Catarina

Fone: (48) 3665-6100

Site: www.fesporte.sc.gov.br

 

Pagina 1 de 84