×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 317

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

Sábado rende 10 medalhas para SC

Belém - O sábado (9) foi promissor para Santa Catarina nos Jogos Escolares da Juventude, 15 a 17 anos, em Belém. O dia proporcionou 10 medalhas no total, sendo seis de ouro, uma de prata e três de bronze. As seis medalhas de ouro foram conquistadas na natação, a de prata também. Já as de bronze vieram no atletismo e natação. Como no primeiro dia de competição, na sexta-feira (7), Santa Catarina havia conquistado sete medalhas, o Estado agora soma 17 medalhas no total _ oito de ouro, quatro de prata e cinco de bronze. 

Os dois primeiros dias do atletismo dos Jogos Escolares da Juventude trouxeram bons resultados para Santa Catarina. Entre os destaques das finais deste sábado (a sexta foi apenas classificatória), as medalhas de ouro de Maycon Wernke Bonadeo, da Escola Estadual São Ludgero, do município do mesmo nome, no lançamento do disco (52m93cm), e Débora Luíza Gomes, do Colégio Barão do Rio Branco, de Blumenau, campeã nos 100 metros com barreiras (14s06), com direito ao recorde da prova.

Bruna Cestrem, da Escola Estadual Plácido Olimpio, de Joinville, ficou com a medalha de prata na prova dos 400 metros (55s53). E a joinvilense Fernanda Moreira, do Colégio Univille, com o bronze nos 800 metros (2min25s13). Quem também sorriu com o bronze foi Jean Barbosa, da Escola Estadual João Widemann, de Blumenau, na prova do salto em distância (7m18cm).

Tênis de mesa é ouro

Já no tênis de mesa feminino em duplas, mais ouro para Santa Catarina com Joceane Dalabona, da Escola Estadual Rui Barbosa, de Timbó, e Belissa Lisboa, da Escola Estadual Eugênio Marchetti, de Herval do Oeste. As duas atletas já tinham conquistado outra medalha de ouro na sexta-feira por equipe.

A natação foi a modalidade que mais deu medalhas de ouro para Santa Catarina neste sábado: três. A primeira com Fernanda Delgado, do Colégio Conceito, de Tubarão, nos 50 metros costa (31s60), a segunda com Darlan Konell, da Escola Estadual Presidente Morais, de Pomerode (27s75). O terceiro ouro veio no revezamento 4x50 medley misto com Fernanda, Darlan, Felipe Weber (este último aluno da EEB Paulo Scieffler/Caçador) e Fátima Laurindo (Marista/Criciúma) com o tempo de 1min52s25. A natação ainda deu uma medalha de bronze para o Estado com Felipe Weber nos 100 metros peito (1min6s21).

O sábado não foi bom para o judô que não conseguiu nenhuma medalha. A gora a esperança é a competição por equipe neste domingo (10).

No tênis de mesa masculino Santa Catarina perdeu na sexta-feira nas quartas de final por equipe e neste sábado também na mesma fase com os alunos Leonardo Zatt, da Escola Estadual Pedro Maciel, de Chapecó, e Felipe Silveira, da Escola Estadual Joaquim Ramos, de Criciúma.

No ciclismo o melhor resultado de sábado foi um sexto lugar de Letícia Alana Goede, do Colégio Doutor Blumenau, de Pomerode, na prova de 15 quilômetros.

Na ginástica rítmica Sanara  Schusler, do Colégio Solução, de Florianópolis, está na final do aparelho bola, e Amanda Pfleger, da Escola Estadual Heriberto Muller, de Blumenau, vai brigar pelo ouro nos aparelhos bola e fita e ainda concorre com título de melhor ginasta da competição.

Sete medalhas na sexta

Na sexta-feira, Santa Catarina conquistou sete medalhas, sendo duas de ouro, três de prata e duas de bronze. As duas medalhas de ouro foram na natação, nos 50 metros  estilo livre com Fernanda Delgado, do Colégio Conceito, de Tubarão, e a outra no tênis de mesa  feminino por equipe com Joceane Dalabona, da Escola Estadual Rui Barbosa, de Timbó, e Belissa Lisboa, da Escola Estadual Eugênio Marchetti, de Herval do Oeste.

As medalhas de prata vieram no ciclismo, com Ligia Milanez Venturini, da Escola Estadual Humberto Hermes Hoffmann, de Nova Veneza, no judô masculino com Deivid Decker Hoffer, Colégio Tendência, de Florianópolis, e ainda no revezamento 4x100 livre da natação com Fernanda Delgado (Colégio Conceito/Tubarão, Fátima Laurindo (Marista/Criciúma), Alessandra Pereira (EM Roberto Grant/São Bento do Sul) e Emillin Fernandes (ETCT Positivo/Tubarão).

Conquistaram a medalha de bronze na sexta-feira o revezamento 4x100 estilo livre com Darlan Konell (EEB Presidente Morais/Pomerode), Cassiano Benedetti (Colégio Dehon/Tubarão) João Benedet Colégio São Bento/Criciúma e Vinícius Volpato (Colégio Dehon/Tubarão)

Neste domingo encerram-se todas as modalidades individuais. Na segunda (11) chegam os atletas das modalidades coletivas: futsal, handebol, basquete e vôlei e na terça (12) iniciam-se as competições.

Os Jogos Escolares da Juventude reunirão representantes de 26 estados do Brasil, mais o Distrito Federal, e uma delegação da cidade anfitriã. Os Jogos são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), correalizados por Ministério do Esporte e Organizações Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio do Governo do Estado do Pará e da Prefeitura Municipal de Belém. A logística da delegação catarinense é toda feita pela Fesporte.

A delegação catarinense é composta por 190 pessoas entre dirigentes, professores-técnicos e alunos-atletas. São no total 155 alunos representando 26 municípios de 54 escolas catarinenses, que obtiveram a classificação na etapa estadual dos Jogos Escolares (Jesc), em setembro, em Brusque.

Informações adicionais:

Antonio Prado

(48) 9125-2286

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

Anderson e João Marcos sonham alto

Belém - Dois jovens, duas vidas parecidas: o amor pelo atletismo e pela agricultura. Anderson Formentão e João Marcos Misfeld fazem parte da equipe de 155 atletas de Santa Catarina que disputam os Jogos Escolares de Juventude para atletas de 15 a 17 anos, em Belém (PA). Os dois souberam aliar a vida dura no campo com o esporte e conseguiram vencer. Após serem campeões estaduais, agora a meta é uma medalha nos Jogos Escolares.

Na manhã deste sábado (9), enquanto não estavam na pista disputando o título com os principais atletas do Brasil, os dois catarinenses curtiam as últimas notícias do evento no site da Fesporte e do COB, em  um hotel em Belém, o QG da delegação de Santa Catarina. A carreira no atletismo começou como uma brincadeira na vida de Anderson e João Marcos.

Aluno do terceiro ano do ensino médio da Escola Estadual Paulo Zimmerman, em Rio do Sul, João Marcos tem 17 anos, é atleta de arremesso de peso e é a primeira vez que participa da etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude. “Acho que posso ganhar uma medalha, estou bastante confiante”, diz ele, que começou no atletismo em 2012. O início foi por acaso na pequena Witmarsun, cidade de cerca de três mil habitantes, localizada no Alto Vale do Itajaí.

Lá, o estudante ajudava os pais agricultores a criar vacas, porcos e galinhas, além de plantação de milho, mandioca e feijão para o consumo próprio. “Acordava seis horas da manhã para a lavoura”, recorda o estudante. Um dia, na aula de educação física, em um torneio de atletismo da escola onde estudava, chamou atenção da professora não somente pelo talento, mas principalmente pela força e porte físico: 1,91 metro de altura e 135 quilos.

A professora não teve dúvidas: inscreveu o atleta em uma etapa microrregional dos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc), em que o garoto ficou em 12º  lugar. Vendo que o menino tinha futuro, orientou para que fosse treinar na Fundação de Esportes de  Rio do Sul, cerca de 70 quilômetros de Witmarsun. A mudança surtiu efeito e com treinamento adequado, João Marcos foi campeão em 2013 da Olimpíada Escolar de Santa Catarina (Olesc) e dos Jesc 15 a 17 anos.

Apesar do sucesso, a vida ainda é de sacrifícios para João Marcos em Rio do Sul. Mora em um pequeno quarto embaixo da arquibancada da pista de atletismo do município e recentemente teve que tirar as coisas às pressas por conta da enchente na cidade. Só pude voltar para o meu canto quando a água baixou, três dias depois”, conta. A vida é tão corrida que quase não tem tempo de visitar os pais “Só quando dá”, conforma-se. Pela manhã vai à escola e à tarde treina cerca de três horas por dia. “Penso em um dia ser campeão olímpico, mas só o fato de estar em Belém participando dos Jogos Escolares já é um sonho realizado”, conclui.

Anderson: treino com vara de bambu

Outro que teve que dividir a vida dura do campo com o atletismo foi Anderson Formentão, de 16 anos, estudante do segundo ano do ensino médio da Escola Estadual Itajubá, da cidade de Descanso, município com cerca de 10 mil habitantes localizado no Extremo Oeste catarinense, distante 700 Km da capital do Estado.

Atleta de lançamento de dardo, Anderson começou a carreira em 2010 na fase microrregional dos Jesc 12 a 14 anos. O início foi bem parecido com a do amigo João Marcos. Destacou-se primeiramente nas aulas de educação física e, encorajado pelos professores, começou a treinar.

Como não tinha o dardo, treinava com vara de bambu, às vezes descalço, às vezes de tênis no meio do pasto de gado, na propriedade dos pais, um sitio na zona rural de Descanso. Entre um treino e outro fazia pausa para plantar arroz, milho e mandioca. Alimentar as galinhas, porcos e tirar leite das vacas eram suas atividades.  “Na verdade faço isso até hoje, acordo cedo para trabalhar duro e nas horas de folgas, treino”.

Sem técnico e sem treinamento adequado, Anderson conseguiu ser campeão. Venceu os Jesc 2012 em Itajaí batendo o recorde da competição com um lançamento de 44m60cm. O segundo colocado ficou com a marca de 38 metros. Na época, o feito do estudante deixou todos estupefatos porque o garoto havia trocado a vara de bambu por um dardo pouco mais de um mês antes. Detalhe: o lançamento fora feito sem técnica alguma. “Como não sabia lançar, joguei como se fosse um ‘rebolo’, um pedaço de pau”, lembra o garoto. A força e o talento em estado bruto chamaram a atenção dos que estavam na pista de atletismo de Itajaí.

Campeão estadual, Fomentão partiu para os Jogos Escolares da Juventude em 2011, em João Pessoa, na Paraíba, ainda na faixa etária 11 a 14 anos. Ficou em terceiro lugar após lançar o dardo a 47 metros. O curioso é que na fase de classificação fez um lançamento de 49 metros e quase bateu o recorde da prova. “Lembro que o garoto que ganhou a medalha de ouro conseguiu apenas a marca de 48 metros e se eu tivesse repetido a minha marca da classificatória teria sido campeão”, diz Formentão.

“Penso ainda em ser um atleta de ponta, mas ainda não treino de forma correta, me falta a técnica certa para os treinamentos”, conforma-se o garoto que treina de tênis em detrimento das sapatilhas. Sobre o futuro, é enfático: “Já recebi algumas propostas para treinar em outros municípios, mas o que eles oferecem é muito abaixo do que eu ganho com os meus pais plantando milho e mandioca”.

Informações adicionais

Antonio Prado

 

(48) 9125-2286

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

Ciclismo dá a SC a 1ª medalha em Belém

Belém - Santa Catarina ganhou a primeira medalha nos Jogos Escolares da Juventude, em Belém. Foi na manhã desta sexta-feira (8) com Lígia Milanez Venturini, prata no ciclismo, na prova do contra-relógio individual. Lígia é aluna da Escola Estadual Humberto Hermes Hoffmann, de Nova Veneza. Thayana Lima, de São Paulo, foi a campeã. Letícia Alana, do Colégio Sinodal Dr. Blumenau, de Pomerode, ficou na 12ª colocação. No masculino, Vinícius Woitke, da Escola Estadual Arruda Ramos, de Criciúma, terminou a competição em sexto lugar, e Gabriel Nazário, da Escola Jovem, de Tubarão, em oitavo.

“Antes de viajar para Belém estava bem confiante em pegar pódio, mas, depois de fazer a minha prova, fiquei bastante decepcionada comigo mesma. Achei que não ia conseguir, mas, no final, deu tudo certo”, disse a campeã. Neste sábado (9), a competição prossegue com a prova de circuito e a modalidade termina no domingo. Nesta sexta-feira (8), os catarinenses começaram também a briga por medalhas no atletismo, ginástica rítmica, judô, natação, tênis de mesa, vôlei de praia e xadrez.

Os Jogos Escolares da Juventude reunirão representantes de 26 estados do Brasil, mais o Distrito Federal, e uma delegação da cidade anfitriã. Os Jogos são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), correalizados por Ministério do Esporte e Organizações Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio do Governo do Estado do Pará e da Prefeitura Municipal de Belém. A logística da delegação catarinense é toda feita pela Fesporte.

A delegação catarinense é composta por 190 pessoas entre dirigentes, professores-técnicos e alunos-atletas. São no total 155 alunos representando 26 municípios de 54 escolas catarinenses, que obtiveram a classificação na etapa estadual dos Jogos Escolares (Jesc), em setembro, em Brusque.

 

Informações adicionais:

Antonio Prado

 

(48) 9125-2286

 

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

SC desfila na abertura dos Jogos em Belém

Belém - Os atletas catarinenses que estão em Belém participaram da noite desta quinta-feira (7) do cerimonial de abertura dos Jogos Escolares da Juventude. A festa dos atletas lotou o ginásio da UEPA. A cerimônia contou com a participação do presidente da Fesporte, Erivaldo Caetano Junior, o Vadinho, e celebrou a cultura paraense como o Círio de Nazaré e a dança do Carimbó.

Diversas personalidades esportivas, os embaixadores da competição, participaram da cerimônia como a ex- ginasta Daiane dos Santos, e o maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima e a campeã olímpica de judô Sarah Menezes. A partir desta sexta-feira (8), os catarinenses começarão a briga por medalhas no atletismo, ciclismo, ginástica rítmica, judô, natação, tênis de mesa, vôlei de praia e xadrez.

A delegação catarinense é composta por 190 pessoas, entre dirigentes, professores-técnicos e alunos-atletas. São no total 155 alunos representando 26 municípios de 54 escolas catarinenses, que obtiveram a classificação na etapa estadual dos Jogos Escolares (Jesc), em setembro, em Brusque.

Os Jogos Escolares da Juventude reunirão representantes de 26 estados do Brasil, mais o Distrito Federal, e uma delegação da cidade anfitriã. Os Jogos são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), correalizados por Ministério do Esporte e Organizações Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio do Governo do Estado do Pará e da Prefeitura Municipal de Belém. A logística da delegação catarinense é toda feita pela Fesporte.

Informações adicionais:

Antonio Prado

(48) 9125-2286

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

Delegação de Santa Catarina chega a Belém para os Jogos Escolares da Juventude

Belém - Parte da delegação de Santa Catarina chegou no início da tarde desta quarta-feira (6) a Belém (PA) para a disputa da etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude para estudantes de 15 a 17 anos. O presidente da Fesporte, Erivaldo Nunes Caetano Junior, o Vadinho, recebeu os atletas no aeroporto Val-de-Cans e desejou a todo bons jogos e disse que estava bastante confiante em uma boa participação do Estado na competição.


 “Acredito muito no potencial dos atletas catarinenses, principalmente nestes jovens que estão aqui em Belém, pois todos aqui foram campeões da etapa estadual dos Jogos Escolares (JESC), em setembro, em Brusque, por isso acho que iremos fazer um bonito papel nesta competição”, enfatizou o dirigente. Os Jogos Escolares da Juventude reunirão representantes de 26 estados do Brasil, mais o Distrito Federal, e uma delegação da cidade anfitriã.


 Santa Catarina tem uma delegação composta 190 pessoas, entre dirigentes, professores-técnicos e alunos-atletas. São no total 155 alunos representando 26 municípios de 54 escolas catarinenses que disputarão medalhas no basquete, futsal, handebol, vôlei, atletismo, ciclismo, ginástica rítmica, judô, natação, tênis de mesa, vôlei de praia e xadrez.


 Nesta quarta-feira, chegaram os atletas do atletismo, natação, judô, tênis de mesa, xadrez, ginástica rítmica e vôlei de praia. As competições começam nesta-sexta-feira, dia 8, já que o cerimonial de abertura será nesta quinta-feira, dia 7. Dia 11, chegarão os estudantes que competirão no basquete, vôlei, handebol e futsal.


 Os Jogos Escolares da Juventude Belém 2013 são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), correalizados por Ministério do Esporte e Organizações Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio do Governo do Estado do Pará e da Prefeitura Municipal de Belém. A logística da delegação catarinense é toda feita pela Fesporte. O evento em Belém reúne quase 4 mil alunos atletas de 1.251 escolas públicas e privadas de todas as regiões do país.
 

Informações adicionais:
 Antonio Prado
 (48) 9681-6167

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

SC vence o atletismo, a natação e o judô dos JABs

Criciúma – Santa Catarina conquistou neste sábado (1º) os títulos do atletismo, da natação e do judô dos 22º Jogos Abertos Brasileiros (JABs), que ocorrem até terça-feira (4), em Criciúma, no Sul do Estado. Além de Santa Catarina, delegações do Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo e Ceará disputam os JABs. Na terça-feira serão conhecidos os campeões do vôlei, handebol, basquete e futsal.

Os atletas catarinenses venceram as disputas masculinas e femininas do atletismo, natação e judô. No total foram seis troféus e 68 medalhas de ouro, 38 de prata e 19 de bronze. Na pontuação geral, que considera apenas os troféus de 1º, 2º ou 3º lugar, SC soma 54 pontos, seguido de Goiás e Mato Grosso, ambos com 37. Nesta segunda-feira serão disputadas as semifinais das modalidades coletivas; e na terça-feira, as finais.

No sábado, Santa Catarina venceu nove das 10 provas do atletismo. A joinvilense Tamiris de Liz, integrante da equipe de atletismo do Brasil nas Olimpíadas de Londres e que no dia anterior havia vencido os 100m rasos, ganhou novo ouro nos 200m. A equipe feminina de atletismo de Santa Catarina foi comandada pelo técnico Roberto Bortolotto, treinador que revelou a velocista olímpica Ana Paula Lemos. “Em todas as provas, nossas atletas saíram com medalhas. Isso, além da importância deste evento, oferece um estímulo para as competições do restante do ano”, destacou Bortolotto.

Na natação, os catarinenses também conquistaram, no sábado, nove ouros em 10 disputas. A criciumense Fátima Laurindo saiu da piscina do clube Mampituba com seis vitórias nos dois dias de competição. Na sexta, ela havia vencido os 100m livre, os 50m borboleta e integrado as equipes campeãs do revezamento 4x50m e dos 4x100m livre. Já no sábado, ganhou o ouro nos 50m livre e no revezamento 4x100m 4 estilos. “Os tempos foram de acordo com as minhas expectativas, ainda mais por estar numa equipe tão tradicional da natação como a do nosso estado”, comemorou a nadadora de 16 anos. “A competição foi de bom nível. Apesar da ausência de atletas de São Paulo, especialmente, Santa Catarina confirmou com atletas como a Fátima Laurindo, a Eloísa Drapzinski ou o Eduardo Seeger Duarte, que está muito bem na natação”, avaliou Marcelo Costa, coordenador da modalidade nos JABs.

No judô, o sábado foi de disputas por equipes, e Santa Catarina venceu entre os torneios masculino e feminino. Na pontuação geral da modalidade, os judocas catarinenses somaram 86 pontos nos dois dias de lutas; seguidos por Mato Grosso do Sul, com 70; e Goiás, 54. Entre as mulheres, SC ficou com 85 pontos, tendo Mato Grosso do Sul em segundo, com 54; e Mato Grosso em terceiro, com 50.

Os 22º Jogos Abertos Brasileiros são disputados por cerca de 1,1 mil atletas e têm o objetivo de promover o intercâmbio esportivo entre os estados, proporcionar boas relações entre dirigentes, técnicos e atletas e apontar o surgimento de novos talentos no cenário desportivo nacional. Os JABs em Santa Catarina serão organizados pelo Governo do Estado, por meio da Fesporte em parceria com a prefeitura de Criciúma.


Informações adicionais:

Eduardo Correia

(48) 8802-7742

Pagina 33 de 33