Imprimir esta página
Terça, 26 Novembro 2019 03:11

Após 2 blocos de competições, SC está com 38 medalhas Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Alunas do Colégio Evangélico Jaraguá, de Jaraguá do Sul, mostram as medalhas de ouro conquistadas no vôlei Alunas do Colégio Evangélico Jaraguá, de Jaraguá do Sul, mostram as medalhas de ouro conquistadas no vôlei Foto: Antonio Prado/Fesporte

Terminou na noite desta segunda-feira, 25, em Blumenau, com as disputas das finais do atletismo, voleibol, futsal e badminton, o segundo bloco de competições dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ). O Time SC fechou sua participação nos dois blocos com um total de 38 medalhas sendo 13 ouro, 11 de prata e 14 de bronze. No primeiro bloco, realizado entre dia 17 e 20 de novembro, foram disputadas as modalidades de basquete, handebol, judô e luta olímpica.

Agora, a partir desta quarta-feira 27, até sábado, 29, ocorrem as disputas do terceiro e último bloco de competições que envolvem o ciclismo, ginástica rítmica, natação, tênis de mesa, vôlei de praia e xadrez.

Nesta segunda-feira o Time SC foi destaque em todos os seguimentos principalmente no atletismo, pois esteve presente em todos os pódios da competição. Foram 15 medalhas conquistadas na pista sintética de Timbó sendo 3 de ouro, 9 de prata e 3 de bronze. Mas, no acumulado dos três dias de competições do atletismo os catarinenses conquistaram na modalidade um total de 29 medalhas sendo 7 de ouro, 15 de prata e 7 de bronze.

Os catarinenses ainda levaram a medalha de ouro no voleibol masculino 12 a 14 anos e também no feminino 15 a 17 anos, além da medalha de prata no voleibol feminino 12 a 14 anos.

 Bryan Nikson Alves, da Escola Básica Arnaldo Brandão, de Itajaí, bateu o recorde dos 1.000 metros que durava 9 anos (Foto: Antônio Prado/Fesporte)

No atletismo o destaque do dia foi a medalha de ouro 12 a 14 anos de Bryan Nikson Alves, da Escola Básica Arnaldo Brandão, de Itajaí. Com o tempo de 2min38 segundos ele bateu o recorde da prova que já durava nove anos. “Vim para conquistar esta medalha, pois estava treinando todos os dias. Agradeço a Deus e consegui fazer a minha melhor marca. Vamos ver né, quem sabe no futuro eu possa estar em uma olimpíada”, disse o campeão.

Além de Bryan também foram ouro, na categoria 15 a 17 anos, João Victor Dalandrea, da Escola Estadual Paulo Zimmermann, de Rio do Sul, no lançamento do disco, e Larissa da Silva Lúcio, da Escola estadual Abílio César Borges, de Nova Veneza, nos 800 metros.

Confira os demais medalhistas desta segunda-feira

12 14 anos

Prata – Lançamento do disco – Camila Flach (Escola Estadual Humberto Machado/Itapiranga)

Prata – Lançamento do disco  Luan Braz (Educandário/Braço do Norte)

 Prata – 80m com barreiras - Natália Campregher (E.M. Professor Santos Tamaselli/ Schroeder),

Prata Revezamento 4x75 masculino – Ricardo Rasten (E.M. Ribeirão Molha/Jaraguá do Sul), Guilherme  Kroh (E.M. Plácido Xavier Elias (Joinville), Pedro Kohler (Escola Georgina de Carvalho Ramos da Luz/Brusque) e Luis Felipe Voos (Escola Elias Moreira/Joinville)

Prata Revezamento 4x75 feminino – Thaynara Alves (E.M. Oscar Unbehaun/Blumenau), Natália Campregher (E.M. Professor Santos Tamaselli/Schroeder), Louise de Carvalho (Colégio Paulo Freire/São José) e Sybele Royer (E.M. Hermann Guenter/Pomerode)

Bronze – Tetratlo – Branca Elena (Escola Estadual Guilherme Zuege/Joinville

Bronze – 250m – Sybele Royer (Escola Municipal Hermann Guenter/Pomerode)

Escola Barão do Rio Branco, de Blumenau, conquistou a medalha de ouro no voleibol 12 a 14 anos (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

15 a 17 anos

Prata – 110m com barreiras - Gabriel Lucas Quirino (Escola Estadual Santos Dumont/Blumenau)

Prata - Salto triplo - Mariana Müller (Colégio Tupy/Joinville)

Prata – 110m com barreiras –Danielle Fidel Estrais (Escola Estadual Hercílio Deeke/Blumenau)

Prata – 200m – Alana Amorin  (Colégio Rui Barbosa/Rio do Sul) 

Bronze – Revezamento 4x400 misto - Camilly Santos (EEB Maria Amin Ghanem/Joinville), Samuel  Salvadori e Maximínio Júnior (EEB Higino João Pio/Balneário Camboriú) e Danielle Estrais (EEB Hercílio Deeke/Blumenau).

Badminton foi destaque

Na edição 2019 dos JEJ os estudantes do badminton também se destacaram. Ao todo foram cinco medalhas, com destaque para as quatro desta segunda feira, sendo duas de ouro, performance bem superior as três medalhas da edição 2018.

Confira os destaques

Lucas Arten (Escola Estadual Santo Antônio/Mafra) - Ouro na Simples 12-14

Lucas Arten/Vinícius Ribeiro (Escola Estadual Nélson Pedrini/Joaçaba) - Bronze na dupla Masc 12-14

Natália Bortolini Stein (Colégio Aplicação da Uniarp/Caçaodor) - Prata na Simples Feminina 15-17

Natália Bortolini Stein/Sânia Lima (Escola Municipal Nossa Senhora da Paz, de Teresina, Piaui) - Ouro na dupla feminina 15-17

Natália Bortolini Stein/Erick tomachinski (EEB Padre Nóbrega/Luzerna) - Bronze na dupla mista 15-17

O badmiton teve um papel de destaque no Time SC (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

Duas medalhas de ouro no voleibol

Santa Catarina brilhou também no voleibol. Na categoria 12 a 14 anos a Escola Barão do Rio Branco, de Blumenau, conquistou a medalha de ouro com a vitória de 3 a 1 sobre o Colégio Marista São Luiz, de Pernambuco, com parciais de 21/25, 25/23, 25/23 e 25/23.

A outra medalha de ouro no voleibol veio na categoria 15 a 17 feminino com o Colégio Evangélico Jaraguá, de Jaraguá do Sul, que venceu a Escola Estadual Deputado Domingos de Figueredo, de Varginha, Minas Gerais, com parciais de  25/16, 19/25, 25/14, 21/25 e 15/10.

O voleibol feminino 12 a 14 anos da Escola Estadual Sara Castelhano Kleinkauf, de Guaraciaba, ficou com a medalha de prata após perder a final por 3 a 1 para o Sistema de Elite de Ensino da Tijuca, Rio de Janeiro, com parciais de 20/25, 25/20, 16/25 e 21/25.

Santa Catarina não conseguiu as duas medalhas de bronze no futsal. A Escola Estadual Vidal Ramos, de Concórdia perdeu de 9 a 8 nos pênaltis do Colégio Santa Madre, do Pará, após o empate em 1 a 1 no tempo normal.

A Escola Estadual João Veras, de Joinville, perdeu de 3 a 2 para a Escola Brejo Santo, do Ceará, na categoria 15 a 17 anos. Mesmo com as derrotas, segundo seus treinadores, o saldo das duas escolas foi positivo na competição, já que ficaram entre as melhores do Brasil.

Os Jogos Escolares da Juventude são uma realização do Comitê Olímpico do Brasil (COB), com o apoio da Prefeitura de Blumenau e do Governo do Estado de Santa Catarina, por meio da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte).

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

Lido 1227 vezes Última modificação em Terça, 26 Novembro 2019 17:11
Prado

Mais recentes de Prado