Prado

 Em virtude do Estado de Santa Catarina encontrar-se em nível gravíssimo de pandemia, em decorrência da Covid-19, a Fesporte informa que estão suspensas, por 15 dias, todas as atividades referentes ao calendário da instituição.

 Assim, os envios dos termos de compromissos para os eventos de rendimento (Olesc) e escolar (Jesc 12/14 anos) da Fesporte, que começariam nesta segunda-feira, dia 1º, estarão suspensas até o dia 15 de março.

 A partir do dia 15/3, de acordo com a realidade pandêmica, a Fesporte, divulgará à comunidade esportiva um novo período de inscrições.

O presidente da Confederação Brasileira de Handebol, Felipe Rego Barros, esteve na tarde desta sexta-feira, 26, na sede da Fesporte, juntamente com Marcus "Tatá" Oliveira,treinador da Seleção Brasileira de Handebol. Objetivo foi estreitar as relações entre as duas instituições. Foram recebidos pelo presidente Kelvin Soares.

Barros veio a Santa Catarina para conhecer a estrutura esportiva de São José e buscar parcerias futuras entre a instituição, município e governo estadual visando a realização de fases de treinamento da seleção brasileira de Handebol em São José e eventos nacionais em solo catarinense.

Estiveram presente ainda na comitiva na Fesporte Giancarlo Ramirez, assistente técnico da Seleção Brasileira de Handebol; João David Garcia, superintendente da Fundação de Esportes e Lazer de São José, além  de Francisco Stringhini Monteiro Neto e Silvio Rodrigues, Treinadores do Handebol de São José.

 

Em virtude do atual momento de enfrentamento da Covid-19 em Santa Catarina – em estado gravíssimo –  a presidência da Fesporte comunica que no período de 01/3 a 05/3 a entidade trabalhará de forma remota. A decisão se baseia no Oficio Circular nº 012/2021, de 25 de fevereiro de 2021, assinado pelo Secretário de Estado de Administração Jorge Eduardo Tasca e pela Diretora de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas Renata de Arruda Fett Largura que reporta:

 “Senhores (as) Secretários (as) e Presidentes,

 Cumprimentando-os (as) cordialmente, diante do atual momento de enfrentamento da Covid-19, corroborado pela publicação na data de ontem do Decreto n. 1.168, de 2021, reforçamos a necessidade de atendimento do disposto na Portaria SES n. 592 de 2020, que estabeleceu a obrigatoriedade do funcionamento dos serviços públicos de forma remota, com exceção dos serviços essenciais, quando o nível do risco potencial regional for classificado como gravíssimo.

 Vale ressaltar que a Instrução Normativa SEA n. 002, de 2021, estabeleceu os procedimentos administrativos para a operacionalização do trabalho remoto, aplicável aos servidores que atuam nos serviços públicos considerados não essenciais, conforme critérios apresentados na citada portaria.

No tocante aos serviços públicos considerados essenciais, sugerimos que, na medida do possível e sem prejuízo às atividades desempenhadas, sejam também seguidos os dispositivos da Instrução Normativa SEA n. 002, de 2021.”

Nesta quinta-feira, 25, a Fesporte participou do IV Encontro dos Representantes de Saúde Ocupacional e do I Encontro dos Designados da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes). O evento foi on-line via Google Meet e teve como tema “Estratégias de enfrentamento à Pandemia”.

Os debates foram voltados ao contexto da pandemia, nos órgão com menos de 250 servidores e envolveram questões como instruções normativas, equipamentos de proteção individual (EPIs), equipamento de proteção coletiva (EPCs), compartilhamento de experiências, entre outros assuntos referentes a saúde ocupacional.

Detalhe da reunião on-line (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

Patrícia Neves, como designadas CIPA, e Mapi Cravo, como representante da saúde ocupacional, representaram a Fesporte no evento. Patrícia destacou que desde o início da pandemia a Fesporte vem obedecendo todos os critérios estabelecidos pelos decretos governamentais. 

“Hoje a Fesporte trabalha apenas com 30%  dos seus servidores. Os demais estão no sistema home-office. Alem disso fizemos uma série de ações de enfrentamento a Covid-19 como compra de termômetro digital, uso obrigatório de máscaras para os funcionários, disponibilização de dispenser de álcool em gel e líquido, trabalho remoto para grupo de risco, aumento de higienização dos ambiente e sanitizações, além de totem com álcool na entrada e mural comunicativo sobre a pandemia com instruções preventivas”.

Texto: Antonio Prado

Ascom Fesporte

 

 

A quarta-feira, 24, foi um dia importante para o esporte escolar catarinense. Neste dia o presidente da Fesporte, Kelvin Soares assinou com os representantes da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE) em Santa Catarina e Federação Catarinense de Desporto Escolar (FCDE) o termo de adesão para a disputa Jogos Escolares Brasileiros (JEB’s) 2021, categoria 12 a 14 anos, que serão realizados no período de 29 de outubro a 5 de novembro no Rio de Janeiro.

A delegação escolar do estado que disputará a competição nacional em solo fluminense sairá dos alunos/atletas campeões dos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc), 12 a 14 anos, programados para ocorrerem entre os dias 2 a 10 de julho em Timbó.

Integrantes da  Fesporte CBDE e FCDE durante assinatura do termo de adesão (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

Segundo a professora Josélia Teixeira, técnica da Fesporte e interlocutora de Santa Catarina junto a CBDE, no termo assinado, nesta quarta, consta todas as diretrizes e atribuições que as três entidades terão para realizar nos JEB’s. “É um momento muito importante em que o presidente da Fesporte, Kelvin Soares, dá o aval para continuarmos desenvolvendo o esporte escolar catarinense”, destaca.

Josélia enfatiza ainda uma novidade para a etapa 2021 dos Jesc: a inclusão de mais modalidades, que também serão seletivas para a etapa nacional -  ginástica artística masculina e feminina,  caratê, taekwondo, vôlei de praia e algumas provas do atletismo adaptado.

Participaram da reunião, além de Kelvin Soares e Josélia Teixeira, Alexandre Beck Monguilhott, consultor jurídico da Fesporte; Aurélio Rocha dos Santos, do Conselho Diretor da CBDE; Antônio Paulo Fernandes Zytkuewisz (Neko), presidente da FCDE e seu diretor Jair da Silva.

Professora Josélia Teixeira, técnica da Fesporte e interlocutora de Santa Catarina junto a CBDE, fala sobre a importância da assinatura do termo de adesão entre a entidade e a Fesporte e FCDE para as disputas dos JEB's

Texto Antonio Prado/Ascom Fesporte

 

Com a participação de alguns jornalistas de forma presencial e outros no sistema on-line via instagram, o presidente da Fesporte, Kelvin Soares, realizou nesta quarta-feira, 24, na sede da entidade, em Florianópolis, o Café com a Imprensa. No encontro os comunicadores puderam fazer perguntas sobre as atividades da Fesporte para o ano de 2021, principalmente a realização do calendário dos eventos esportivos.

 Kelvin Soares informou que as datas e as sedes das competições já estão fechadas e que a realização de cada um em tempos de pandemia levará em conta toda a segurança sanitária preconizada pelas autoridades. Informou ainda que pretende implantar de fato o Plano Estadual de Esporte e Lazer (PEEL), elaborado pelo Governo do Estado, cujo objetivo é  desenvolver o esporte em todas as suas expressões, incentivando a especialização dos profissionais envolvidos, o desenvolvimento da cadeia produtiva atrelada ao esporte e a consolidação de um estilo de vida saudável.

O novo presidente da Fesporte destacou ainda que na sua gestão o esporte deverá ser associado à saúde, ao turismo e a cultura, e juntamente com a educação, deverá impulsionar o desenvolvimento do Estado, através do compromisso assumido com a melhoria da infraestrutura esportiva dos municípios catarinenses, assim como da qualidade de vida de toda sua população, tornando a Fesporte uma referência na gestão do esporte no Brasil.

 “Temos que incentivar, promover e zelar pelas atividades esportivas, de forma democrática e profissional, contribuindo para o desenvolvimento socioesportivo, bem-estar e qualidade de vida dos catarinenses”, defendeu Soares.

 

Presidente da Fesporte, Kelvin Soares, durante o encontro com jornalistas (Foto: Antonio Prado)

 

 Confira os principais pontos abordados pelo presidente da Fesporte no encontro com os jornalistas

 - Implantação do PEEL;

 - Efetivação da comunicação com o meio esportivo do estado através da imprensa;

  - Trazer atletas e técnicos para o meio das decisões acerca do esporte, dando aos mesmos o protagonismo necessário;

 - Fomento do esporte de base por meio de um programa de desenvolvimento do desporto escolar;

  - Busca de suporte financeiro ao sistema esportivo estadual através de lei de incentivo;

 - Fortalecer os convênios com as secretarias afins, como Secretaria Estadual de Saúde e Secretaria Estadual de Educação;

- Viabilizar de forma construtiva e segura os eventos esportivos do calendário estadual;

 - Criação de uma Federação Catarinense de Paradesporto, dando ao atleta com deficiência uma entidade de referência independente do seu segmento;

 - Criação de um programa de atividade física e saúde para a população catarinense tornando o nosso estado o mais ativo do Brasil;

 - Valorização e aperfeiçoamento constante dos profissionais da Fesporte

 Texto: Antonio Prado

Ascom/Fesporte

Pagina 1 de 253