Sábado, 17 Outubro 2015 19:49

Com 10 anos de Jasc, atleta de 44 anos é exemplo no basquete Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(5 votos)
Mauren Furlan é motivo de inspiração para atletas mais novas de Porto União Mauren Furlan é motivo de inspiração para atletas mais novas de Porto União Foto: Antonio Prado

Mauren Furlan, de 44 anos, armadora do time de basquete de Porto União, é tipicamente daquelas jogadoras fominhas que têm um amor incondicional ao esporte. Há 10 anos ela disputa os Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) pelo município em que nasceu. Nunca foi campeã nem da etapa regional, mas nem por isso a vontade de vencer diminuiu.

Nesta sábado (17), na quadra da Escola Estadual Sagrado Coração de Jesus, em Canoinhas, onde está sendo realizada a etapa Leste-Norte dos Jasc, lá estava Mauren disputando mais uma partida de basquete. Desta vez contra Joinville. Terminou a partida exausta e derrotada no placar: 51 a 48, mas com a sensação de dever cumprido e se sentindo vitoriosa por estar mais uma vez em quadra fazendo o que mais gosta: jogar basquete.

“Ela é uma referência para nós, pois sua experiência é fundamental para o nosso jogo”, diz a colega de time, a ala Evelin, de 15 anos. “Ela é um exemplo de vida para muito garotinha que para de praticar o basquete por qualquer dificuldade”, completa o seu técnico Jorge Schwatz, que deixa escapar que, “como não tinha transporte a Mauren veio com o carro dela e ainda deu carona para duas jogadoras do time”.

Mauren em ação: "Jogo pelo amor ao esporte. O basquete me revigora as energias". Foto: Antonio Prado (Fesporte)

“Jogo pelo amor ao esporte. O basquete me revigora as energias e faz com que eu me sinta como se tivesse 25 anos de idade”, confessa a atleta que diz que o mais frustrante é o corpo não obedecer a cabeça na hora de uma jogada. “Às vezes eu tento, mas não consigo executar uma jogada. A cabeça manda, mais o corpo não obedece”.

Nem o preparo físico limitado foi capaz de frear uma grande conquista há cerca de uma semana quando Mauren foi campeã brasileira de máster no Paraná. Disputou a competição pelas Veteranas do Basquete de Ponta Grossa (VBPG).

 Ela enfatiza que esta reiniciando no basquete: “parei de jogar em 1992 e só voltei no ano passado por um convite do treinador Jorge. Esse time de Porto União não tem quadra para treinar e então treinamos em uma praça a céu aberto. Só três jogadoras do nosso time jogam regularmente e as demais só conseguem treinar uma vez por semana, no sábado, pois a maioria trabalha. Ou seja, estamos aqui para ganhar, mas também para participar dos Jasc”.

A etapa Leste-Norte dos Jasc é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com a Prefeitura de Canoinhas.

Mais Informações

Antonio Prado

(48) 9696-3045

  

Lido 2165 vezes Última modificação em Domingo, 18 Outubro 2015 01:25