Domingo, 03 Novembro 2019 18:14

Team Vilela embala troféu de Floripa Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(1 Voto)
Florianopolitanos comemoram o título no remp Florianopolitanos comemoram o título no remp Foto: Maurício Vieira

Um ouro em família. O team Vilela conquistou a primeira medalha de ouro do remo e embalou a conquista do troféu para Florianópolis, na bela Península das Palmeiras. A Região dos Lagos, em Rio dos Cedros, foi palco da disputa do torneio de remo, encerrado na manhã deste domingo, com a equipe de São José em segundo lugar e Blumenau em terceiro. O tempo bom e a temperatura agradável levaram bom público as “arquibancadas naturais” na margem no lago.

Os manezinhos da Ilha Gustavo Villela e Hudson Vilela, deram “um banho” de desempenho na Península das Palmeiras. Além do título da prova do Double Skiff, o team Vilela contribui com a conquista do primeiro lugar no Quatro Sem Timoneiro. Gustavo, medalha de prata no Pan de Santo Domingo, em 2003, e Hudson, são Top 5 do Brasil.Eles estavam confiantes no título. “Tínhamos consciência de que nosso desempenho nos levaria ao título dos Jogos Abertos”, avaliou Gustavo. 

Apesar sobrenome Vilela ter grafia diferente nas duas famílias, Gustavo garante que a raiz açoriana de Florianópolis é a mesma. “Uma ou duas letras L, provavelmente foi erro de cartório”, argumenta. “As duas famílias são açorianas e todos nasceram em Florianópolis”. Melhor para o remo da Capital, que uniu os dois atletas e ganhou destaque nos 59 Jogos Abertos de Santa Catarina.

Florianópolis teve desempenho irretocável no torneio. Das seis provas em disputa, conquistou cinco medalhas de ouro. Foram prejudicados na luta pelo sexto título devido ao problema de saúde que impediu um dos remadores da prova de Dois Sem de participar. Como o regulamento do torneio não prevê substituição, a Capital ficou de fora da disputa.

Presença ilustre na torcida, a catarinense Fabiana Beltrame acompanhou as provas, ao lado do marido Gibran Cunha, locutor do evento. Única mulher brasileira a conquistar um título mundial, Fabiana certamente ficou feliz com a prova do Single Skiff Feminino, que, a partir do próximo ano vai valer troféu e medalhas no torneio de remo dos Jogos Abertos.

 Classificação final

1)Florianópolis – 52 pontos

2)São José – 42 pontos

3)Blumenau – 26 pontos

4)Santo Amaro da Imperatriz 11

5)Palhoça – 8 pontos

6)Tubarão – 5 pontos

Finais

Double Skiff Masculino Peso Leve

Ouro - Florianópolis (Gustavo Villela e Hudson Vilela)

Prata - São José (Gustavo Hoffmann e Paulo Talaska)

Bronze - Blumenau (Roque Zimmermann e Jean Scherer)

Dois Sem Timoneiro Masculino

Ouro - São José (José Vitor Farias e Matheus Alvares)

Prata - Palhoça (Jorge Rodriguez e Ian Dannapel)

Bronze - Blumenau (Roque Zimmermann e Ronivaldo de Andrade)

Single Skiff Masculino

Ouro - Florianópolis (Diego Nazário)

Prata - São José (Augusto Knoll)

Bronze - Blumenau (João Vitor da Costa)

Double Skiff Sênior Masculino

Ouro - Florianópolis (Emmanuel Buchele e Ricardo Bruggmann Muhle)

Prata - São José (Felipe Dutra e Matheus Alvares)

Bronze - Tubarão (Luca Leger e Caio Trilha Santiago)

Single Skiff Feminino

Ouro - Florianópolis (Adriana Vilela)

Prata - Blumenau (Giulia Renata dos Santos)

Bronze - Jaraguá do Sul (Yasmin Alves Ramos)

Quatro Sem Timoneiro Peso Leve Masculino

Ouro - Florianópolis (Diego Nazário, Gustavo Villela, Hudson Vilela e Alex Mendes)

Prata - Blumenau (João Vitor da Costa, Roque Zimmermann, Ronivaldo de Andrade e Jean Scherer)

Bronze - São José (Gustavo Hoffmann, Paulo Talaska, Pedro Morgado e Gregório Ferreira)

Texto: Olavo Moraes

 

 

Lido 1957 vezes Última modificação em Domingo, 03 Novembro 2019 19:05