Prado

Canoinhas - Desde a abertura dia 13, até esta quinta-feira (15), os Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti), em Canoinhas, entra no seu terceiro dia de realização. Após este período o diretor geral da competição Marcelo Kowalski faz uma avaliação positiva do evento. “Desde que chagamos aqui em Canoinhas observamos um comprometimento da prefeitura local e dos moradores em realizar os melhores Jasti da história e creio que essa meta está sendo cumprida”, avalia o dirigente. A competição é realizada em parceria entre Fesporte e prefeitura de Canoinhas e termina neste sábado, dia 17.

Kowalski disse também que a organização dos Jasti está surpreendendo positivamente os integrantes da Fesporte. “Os locais de competições, os alojamentos, tudo está saindo de acordo com que havíamos planejado”, garante Marcelo, que destaca como ponto altos da competição até o momento, a abertura, dia 13, que levou cerca de 3 mil pessoas ao ginásio do Colégio Sagrado Coração de Jesus. “Aquilo ali foi fantástico. Vimos as pessoas vibrando, o governador Raimundo Colombo participando e elogiando, enfim, feliz com o evento. E por fim, um show maravilhoso com o cantor Wanderley Cardoso, que agradou em cheio os idosos”.

Marcelo Kowalski, que também é diretor de esportes da Fesporte, esteve nesta quinta-feira nos locais de competições observando o andamento das partidas e ouvindo os participantes. “Ouvi muitos agradecimentos dos idosos. Tem gente de todo o Estrado de Santa Catarina. Alguns deles saindo pela primeira vez de seu município e encantado por conhecer novas culturas por meio do esporte”.

Isso, segundo Marcelo, não há dinheiro que pague. “Com os Jasti todos ganham: o município, que incrementa seu comércio local e ganha com o turismo, o idoso, que se sente valorizado ao representar o seu município, e o Estado que exerce o seu dever de proporcionar cidadania por meio de uma ação esportiva”, conclui Marcelo Kowalski.

Os Jasti têm a participação de 1.600 atletas com idade a partir de 60 anos de 157 municípios. São modalidades do evento: dança coreografada, dança de salão, canastra, truco, dominó, bocha e bolão 23.

Informações Adicionais

Antonio Prado

(48) 9696-3045

Canoinhas - O primeiro dia de competição dos Jogos Abertos da Terceira idade (Jasti) de Santa Catarina, nesta quarta-feira (14), em Canoinhas, foi marcado pela disputa inicial pelo troféu de campeão da dança coreográfica. 25 municípios se apresentaram na primeira etapa classificatória modalidade no ginásio do Colégio Coração de Jesus. Dez se classificaram para a final desta quinta-feira (15), às 19 horas no mesmo local. As apresentações foram marcadas bela beleza plástica e harmonia.

Depois das apresentações os jurados definiram os dez municípios classificados para a grande final desta quinta-feira: Chapecó, São José do Cedro, Joinville, Florianópolis, Ituporanga, Timbó, Balneário Camboriú, Arabutã, Xanxerê e Agrolandia. Nesta sexta-feira será a vez da dança de salão entrar em cena às 19 horas no ginásio do Colégio Sagrado Coração de Jesus.

Os Jasti são uma promoção da Fesporte em parceria com a Prefeitura de Canoinhas. Terminam no sábado (17) com a participação de 1.600 atletas com idade a partir de 60 anos de 157 municípios. Além da dança coreografada e a dança de salão estão em disputa dos títulos de canastra, truco, dominó, bocha e bolão 23.

Informações adicionais

Antonio Prado

(48) 9696-3045

Canoinhas - Depois da festa da abertura na terça-feira, a quarta (14) foi de intensa movimentação nos locais de competição dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) de Santa Catarina, em Canoinhas. Competições de bocha, truco, canastra dominó dança de salão e coreografada deram o pontapé inicial dos Jasti nas disputas por medalhas. Os Jasti, que são promovidos pela Fesporte e Prefeitura de Canoinhas, terminam no sábado (17) com a participação de 1.600 atletas com idade a partir de 60 anos de 157 municípios.

Faça aqui o download do Boletim 02 dos Jasti 2014

Quem foi ao primeiro dia de competição do truco, dominó e canastra no salão paroquial da Igreja Matriz, pôde ver uma pequena amostra da grandiosidade dos evento: um salão lotado de jogadores, dirigentes e torcedores. Entre os participantes 108 homens e 58 mulheres perfazendo um total de 160 jogadores espalhados por mesas. Nelas, concentração, estratégia e nervosismo.

E acima destes três componentes um sentimento comum a quase todos os jogadores: a felicidade de estar participando de um evento esportivo estadual, não importando se a medalha, no final seria de ouro, prata ou bronze.

O importante é participar

Para o seu Deolindo Gurjato, 69 anos, integrante do time de canastra de Guarujá do Sul, participar dos Jasti significava a personificação da felicidade. “Eu e meu parceiro Odair Perin, ganhamos a primeira partida de Santiago do Sul e perdemos a segunda para Lontras. Não sei o que vai acontecer amanhã (quinta-feira) na segunda rodada, mas só de participar já me considero um campeão”, dizia com felicidade enquanto conferia a tabela dos próximos jogos.

Outra que era o retrato da satisfação era dona Maria da Glória Moreira, de 63 anos, de São Francisco do Sul, que disputou o torneio de dominó fazendo dupla com a irmã Maria da Conceição Marcos, de  62 anos.  “Vencemos duas partidas, de Arroio do Trinta e de Catanduvas, gostei muito de nossa participação. Foi um jogo muito tranquilo e na segunda fase jogaremos contra Rio Negrinho, se vencermos ótimo, se não, ótimo também, pois só o fato de estarmos aqui já é uma vitória”.

Nos primeiros resultados do dia Orleans venceu por 12 a 3 Caxambu do Sul na bocha masculina. Na feminina Laguna passou por Campos Novos: 12 a 9.

 Na canastra, entre os homens, a primeira vitória do dia foi do município de 13 de Maio que fez 3.280 pontos diante de Canoinhas, que só conseguiu 2.580 pontos. Entre as mulheres a vitória inicial da competição veio com Garuva que fez três 3.000 pontos diante de Pomerode: 1.030.

Já no truco masculino Chapecó passou com dificuldade sobre Corupá: 2 a ,1 e no feminino vitória fácil de Fachinal dos Guedes diante de Porto União: 2 a 0.

Informações Adicionais

Antonio Prado

(48) 9696-3045

 

Canoinhas - O governador Raimundo Colombo e o presidente da Fesporte Erivaldo Caetano Junior, o Vadinho, participaram, nesta terça-feira, 13, da cerimônia de abertura da 7ª edição dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) de Santa Catarina. A cerimônia ocorreu no ginásio do Colégio Sagrado Coração de Jesus. Ao final do evento, que reuniu cerca de 3 mil pessoas, eles falaram da importância dos Jasti.

Veja aqui o vídeo com os depoimentos

Canoinhas - A terça-feira (13) foi bastante movimentada no portal de entrada do município de Canoinhas, localizado na Avenida Rubens Ribeiro da Silva. É que o local foi o ponto oficial de recepção aos cerca de 1.600 idosos que chegavam ao município para participar da 7ª edição dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) de Santa Catarina.

Logo que chegavam ao portal, em ônibus ou vans, os atletas eram recepcionados por uma equipe da prefeitura, que distribuía  kits com informações turísticas da cidade. Em seguida conheciam a culinária canoinhense, por meio das barraquinhas instaladas no portal,  e realizavam um city tour pelos pontos turísticos do município. Entre os que chegavam o principal sentimento era de nervosismo e expectativa por uma boa participação na competição, cujas modalidades começam nesta quarta-feira (14).

Confiança em vencer

“Estou com uma confiança muito grande em vencer”, dizia Maria Gamba, de 62 anos, jogadora de bolão 23 pela cidade de Brusque. “Além dessa oportunidade de ganhar, o que me faz feliz é a oportunidade de fazer novos amigos”, completa. Sentimento semelhante é compartilhado por Florindo Brunetto, 62 anos, atleta de Truco, de Irati, que acrescenta: “Isso aqui é ótimo, ainda não conhecia Canoinhas e com estes jogos esta oportunidade veio”, finaliza.

Quem também estava radiante pela oportunidade era Zebelita Poltronieri, de 84 anos, jogadora de bocha, de Quilombo: “È a quinta vez que participo destes jogos e é uma coisa maravilhosa. Não sei ler e escrever direito, sempre trabalhei na roça e nunca saía de casa. Só consegui sair e conhecer outros lugares através destes jogos e isso é fantástico”, concluiu.

Os Jasti são uma promoção da Fesporte em parceria com a prefeitura de Canoinhas. Envolvem cerca de 1.600 atletas de 155 municípios  que disputarão até sábado as modalidades de bocha, canastra, dominó, truco, bolão 23, dança de salão e dança coreografada. 

Informações adicionais

Antonio Prado

(48) 9696-3045

 

Canoinhas - Antes das conquistas dos primeiros pontos e medalhas, o ato inicial que abriu oficialmente a 7ª edição dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) de Santa Catarina foi o congresso técnico da competição realizado na tarde desta segunda-feira (12) em Canoinhas na Associação dos Servidores Públicos. No encontro entre organizadores e representantes dos 154 municípios participantes houve sorteio para a definição das chaves das modalidades. Os Jatis são disputados na bocha, canastra, dominó, truco, bolão 23, dança de salão e dança coreografada. As competições começam nesta quarta-feira (14) e prosseguem até sábado (17). Nesta terça (13) ocorre o cerimonial de abertura às 19 horas no Colégio Sagrado Coração de Jesus. O evento é uma promoção da Fesporte em parceria com a prefeitura de Canoinhas.

 Os Jasti têm a participação de 1.600 atletas com idade a partir de 60 anos disputando medalhas. Durante o congresso técnico estiveram diversas autoridades, entre as quais Marcelo Kowalski, diretor de esporte da Fesporte e coordenador geral dos Jasti,  Beto Faria, prefeito de Canoinhas, Antônio Aguiar, deputado estadual e criador da lei dos Jasti,  além do secretário de desenvolvimento regional (SDR) de Canoinhas Ricardo Pereira, que também é presidente da Fundação de Esporte do município-sede. 

Marcelo Kowalski destacou a boa parceria entre Fesporte e  prefeitura no gerenciamento dos Jasti. “No início ficamos preocupados com as construções das canchas de bochas, mas depois o prefeito Beto Faria e sua equipe de trabalho construíram as melhores canchas do Estado de Santa Catarina, isso é louvável, pois mostra responsabilidade e dedicação. Não tenho dúvida que teremos um grande evento”, disse Kowalski.

Destaques para a organização

O deputado Antônio Aguiar também destacou o poder de organização da Fesporte e da prefeitura local na organização do evento. Já o prefeito Beto Faria, além de elogiar a parceria, enfatizou que a comunidade local abraçou a ideia do evento no município, além de acreditar na melhor edição dos Jasti da história.

Entre os participantes do congresso muita expectativa para o início das competições. Para Maria Neuza Ribeiro, coordenadora geral dos grupos de idosos de Araquari, a esperança é de uma boa participação do município. “É a segunda vez que participamos dos Jasti, viemos ao evento com apenas três atletas no dominó, mas estou confiante em um bom desempenho de nosso time.  Esses jogos são importantes, pois promovem a socialização do idoso por meio do esporte”, disse a dirigente.

“Isso aqui foi a melhor coisa que o governo criou para os idosos. Quando eu imaginava que um dia eu iria disputar uma competição com gente de todo o estado”, agradece Romilda Fleisner, 64 anos, jogadora de canastra do município de Rodeio, que participa da competição pela segunda vez.

Informações adicionais

Antonio Prado

(48) 9696-3045

 

Pagina 243 de 247