Prado

A primeira medalha de Santa Catarina nos Jogos Escolares da Juventude (JEJ) logo no primeiro dia de competição, neste domingo, 17, em Blumenau, veio no judô com  Guilherme Campos Coronetti, 13 anos, da Escola Estadual Governador Lacerda, de Videira. A medalha veio na categoria – 36kg.

“É bem emocionante ser medalhista desta competição. Aprendi muito aqui em Blumenau e quero dizer que a luta anterior foi mais difícil ainda que esta da medalha” , se limitou a dizer o medalhista de bronze após ser cumprimentado pelos companheiros.

Além de Guilherme a performance dos catarinenses também foi positiva principalmente nas modalidades coletivas, que teve apenas uma derrota na rodada.

As meninas do handebol  12 a 14 anos da Escola Estadual Claudino Crestani, de Palma Sola, começaram a partida bastante nervosas contra o Colégio Santo Agostinho, de Contagem (MG). O  jogo foi bastante equilibrado e o empate em 13x13 da primeira etapa foi o retrato deste equilíbrio.

Entretanto, após a segunda metade do segundo tempo as catarinenses começaram a se soltar em quadra e esta mudança de comportamento foi fundamental para a vitória de 27 a 24.

As meninas do handebol  da Escola Estadual Claudino Crestani, de Palma Sola, vibram com a vitória sobre MG (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

Confira os demais resultados do dia

Basquete masculino 12 14 anos, do Colégio são José, de Itajaí, perdeu de 34 x 44 para o Colégio Eccellente, de Minas Gerais.

O basquete feminino 12 14 anos da Sact, de Criciúma, venceu por 50x47 ao Colégio Santa Emília, de Pernambuco­ e venceu também seu segundo jogo: 87x22 sobre a Escola Municipal Neil Fioravanti, de Mato Grosso do Sul .

Basquete masculino 15 17 anos, Instituto Estadual de Educação, de Florianópolis, venceu 70x47, Colégio Intensivo, de Alagoas.

Basquete feminino 15 a 17 anos da Escola Estadual Valdete Piazera, de Jaraguá do Sul, venceu por 50x46 ao Colégio Agnes, de Pernambuco e também venceu seu segundo jogo do dia por 113x21 ao time da Escola Estadaul américo Dias Pereira, de Minas Gerais.

O handebol masculino 12 14 anos do Colégio Bom Jesus, de Joinville,  fez  23x12, na Escola Maria Ribeiro, de Goiás.

O handebol masculino 15 17 anos Escola estadual  Laércio Caldeira de Andrada, de São José, venceu por 38x26 a Escola Santa Mônica, do Rio de Janeiro. o Colégio Santo Agostinho, de Contagem (MG)

Handebol feminino 15 17 anos da Escola Estadual Presidente João Goulart, de Balneário Camboriú venceu por 23 a 17 a Escola Estadual Salatiel de Almeida, de Minas Gerais.

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) com apoio da Prefeitura Municipal de Blumenau e do Governo do Estado de Santa Catarina/Fesporte.

 Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

Agora é para valer! Em cerimônia realizada neste sábado, 16, no ginásio Galegão, em Blumenau (SC), foram abertos os Jogos Escolares da Juventude, principal competição estudantil do país, que reunirá 4.998 atletas, de 14 modalidades esportivas, nas categorias 12 a 14 anos e 15 a 17 anos.

O evento contou com a presença do presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e de diversas autoridades, como Mário Hildebrandt (prefeito de Blumenau), Ruy Godinho (presidente da Fesporte) e Emanuel Rego (Secretário Nacional de Alto Rendimento do Ministério da Cidadania).

A Cerimônia de Abertura começou com a entrada do Ginga, mascote do Time Brasil, e com uma apresentação da Companhia de Dança Millennium, de Itajaí (SC), sobre as novas modalidades do programa olímpico (beisebol, escalada esportiva, karatê, skate e surfe).

GALERIA DE FOTOS: confira as melhores imagens dos Jogos Escolares

Depois, um dos momentos mais aguardados pelos atletas: o desfile das 27 delegações, carregando as bandeiras de seus estados, pelo ginásio Galegão. Após o hino nacional, o presidente do COB, Paulo Wanderley Teixeira abriu oficialmente os Jogos Escolares, deixando uma mensagem especial aos atletas e treinadores.

“Desfrutem ao máximo dessa oportunidade que vocês estão recebendo. É uma experiência única para competir em alto nível e expandir seus horizontes, aproveitando a programação educativa que estamos oferecendo. Quanto aos professores, fica aqui o meu agradecimento. Vocês são fundamentais na vida desses atletas e terão dias intensos pela frente.”

Na sequência, Thaynara Alves, campeã e recordista catarinense de salto em distância (sub-14), e Enaldo Batista de Souza, árbitro internacional de basquete, comandaram o juramento. E, para encerrar a festa em grande estilo, os Embaixadores dos Jogos Escolares (Francisco Barretto, Silvio Predis, Kamila Barbosa, Rodrigo Sacramento, Bruno Souza e Carol Mendonça) participaram do revezamento da tocha. Coube a Carlos Honorato, vice-campeão olímpico de judô em Sydney 2000, acender a pira dos Jogos.

Neste domingo, 17, serão disputadas as primeiras competições das seguintes modalidades: basquete, handebol, judô e wrestling, que deve distribuir as primeiras medalhas da edição 2019 dos Jogos Escolares. A entrada é franca em todos os locais de competição.

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), com patrocínio da Coca-Cola, parceria da Ajinomoto e do Grupo Globo, e apoio da Prefeitura Municipal de Blumenau e do Governo do Estado de Santa Catarina/Fesporte.

A delegação de Santa Catarina já conta as horas para participar de mais uma edição da etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ) para estudantes de 12 a 14 anos e 15 a 17.  Este ano, a etapa será em Blumenau e contará com a participação de todos os estados brasileiros. A cerimônia de abertura será nesta sábado, 16, às 18 horas no ginásio Galegão, e a competição prossegue até o dia 29 com participação de 6 mil estudantes.

O time Santa Catarina terá uma delegação composta por 297 atletas, 37 professores/técnicos e sete dirigentes e participará nas modalidades de atletismo, badminton, basquete, ciclismo, judô, luta olímpica, futsal, handebol, ginástica rítmica, voleibol, vôlei de praia, natação, tênis de mesa e xadrez.

Em 2018, nos JEJ em Natal (RN), os catarinenses conquistaram um total de 72 medalhas, sendo 13 de ouro, 36 de prata e 23 de bronze ficando entre as quatro melhores delegações do Brasil.

A competição é promovida pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) em parceria com o Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte e prefeitura de Blumenau. 

Parceria Governo SC e COB

Para o presidente da Fesporte, Rui Godinho, a vinda dos Jogos Escolares da Juventude para Blumenau traz um ganho significativo para toda a cadeia que gira em torno dos Jogos. “Ganha o setor do turismo, cultura, gastronomia, toda rede hoteleira e traz visibilidade para o nosso Estado já que toda a grande mídia do país cobrirá os Jogos. Os JEJ são uma das maiores competições esportivas do mundo e já revelaram grandes campeões olímpicos para o Brasil”, enfatiza o dirigente.

Rui lembra como começou o processo para trazer o evento para Santa Catarina: “Soubemos que Blumenau pretendia fazer uma etapa classificatória dos JEJ e então, entramos em contato com o governador Carlos Moisés sugerindo a possibilidade do nosso Estado sediar a competição. O governador deu o sinal positivo e fechamos a parceria com COB e a prefeitura de Blumenau para a realização dos Jogos”.

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

 

No último dia do atletismo dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) neste sábado, 9, em Jaraguá do Sul, foram quebraram três recordes: no arremesso do peso, com Darlan Romani, de Concórdia(21m26cm), no salto com vara com Abel Curtinóve, de Blumenau (4m85cm), e no heptatlo com Gilailce de Assis, de São José (5170 pontos).

Entretanto, quem festejou mesmo foi o time de São José que se consagrou campeão geral no masculino e feminino.

Entre os homens os josefenses somaram 241 pontos contra 234 de Blumenau, o segundo colocado. Timbó ficou em terceiro lugar com 155 pontos.

No feminino São José fechou o pódio com 253 pontos com Joinville, em segundo, com 197, e Tubarão, em terceiro lugar com 133 pontos.

“Viemos para cá com a intenção de ser campeão no masculino e brigar pelo feminino. Mas aqui na competição aconteceu o contrário, pois o feminino foi muito tranquilo e o masculino foi uma briga acirrada contra Blumenau, mas a equipe estava preparada, pois no fundo isso já estava previsto, ou seja, sermos campeões no masculino e feminino”, destacou o treinador de São José Anderson Chaves.  

Dois recordistas do arremesso do peso foram escolhidos os atletas destaques pelo conselho técnico da competição. No masculino Darlan Romani, de Concórdia, recordista com 21m26cm e  Milena Sens, de Rio do Sul,  que cravou 16m6cm.

Os resultados e programação dos Jogos Abertos de Santa Catarina podem ser acompanhados pelos boletins publicados diariamente no site oficial da Fesporte (clique aqui para acessar). Os Jasc são promovidos pelo Governo de Santa Catarina – @governosc – e realizados por intermédio da Fesporte, em parceria com os Municípios de Indaial, Timbó e Pomerode.

Texto: Antonio Prado/Secom Fesporte

Com informações do COB

Natural de Concórdia, Darlan Romani chegou neste sábado,9, na pista de atletismo de Jaraguá do Sul, para competir por seu município como a maior estrela do atletismo da 59ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc). Quarto melhor atleta do mundo no arremesso do peso, campeão brasileiro e campeão sul-americano e eleito recentemente pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) o atleta do ano no atletismo.

Como toda a estrela, deu autógrafo, posou para fotos. O aquecimento e todos seus movimentos eram acompanhados por todos. E ao ir para a prova fez jus a toda expectativa e logo no primeiro arremesso bateu o recorde da prova que era dele mesmo: 20m31, bem acima dos 19m76cm estabelecidos nos Jasc de Itajaí em 2014. No sexto e último arremesso cravou 21m26cm e estabelecendo novo recorde dos Jasc. 

“Apesar de eu estar de férias foi um resultado bom para dar confiança para o próximo ano. Competir aqui, nos Jasc, onde comecei, é algo gratificante. Não tenho muito o que falar. Poder competir, rever os amigos. Fiquei feliz em competir com esta nova geração que está vindo. É gratificante receber o carinho do povo”, disse o campeão, que mora em São Paulo.

Ao ouvir as palavras de Darlan  competidor Mauricio Machry, de Tubarão, que aos 18 anos estreava nos Jasc não conteve as lágrimas e chorou copiosamente ao lado de campeão. “Não tenho palavras para descrever o que estou sentindo. Eu via esses caras competir e me espelhava neles. Competir com um dos melhores do mundo não dá nem para medir a emoção que estou sentindo”, finalizou o atletas entre soluços. 

Melhor do atletismo brasileiro em 2019

O catarinense Darlan Romani, recordista sul-americano do arremesso do peso, foi eleito o melhor representante do atletismo na temporada 2019. A informação foi dada nesta sexta-feira (1/11) pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB). O atleta receberá o troféu pelo segundo ano consecutivo. A cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico será no dia 10 de dezembro, na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro.

Darlan dar força ao atleta calouro Mauricio Machry, de Tubarão: emoção e choro ao encontrar o ídolo (Foto: Maurício Vieira Secom/GovernoSC

Darlan (Pinheiros) teve um ano excepcional. Foi campeão brasileiro, sul-americano, pan-americano, mundial militar e terminou em quarto lugar no Mundial de Doha, sendo uma das estrelas da melhor prova de índice técnico da história da competição.

Logo em junho, durante a etapa da Liga Diamante, o Prefontaine Classic, em Stanford, nos Estados Unidos, ele quebrou três vezes o recorde sul-americano, terminando com 22,61 m, quarta marca no Ranking Mundial da IAAF de 2019. Ele melhorou em 61 centímetros o seu recorde anterior (22,00 m).

No Mundial de Doha, o principal evento do atletismo, o atleta de 28 anos, nascido em Concórdia, duelou com o norte-americano Rayn Crouse, campeão olímpico no Rio-2016, e o neozelandês Tomas Walsh, campeão mundial em Londres-2017, até o quinto arremesso. E com a marca de 22,53 m tinha o terceiro lugar no pódio até o norte-americano Joe Kovacs, que vinha em quarto lugar e não tinha arremessado ainda acima de 22 m, surpreender e ficar com a medalha de ouro, com a incrível marca de 22,91 m na sua última tentativa - recorde do campeonato.

Rayn Crouse ganhou a medalha de prata, com 22,90 m, também no último arremesso, sua melhor marca pessoal. Tomas Walsh, da Nova Zelândia, levou o bronze, com 22,90 m, recorde da Oceania. Darlan acabou ficando com a quarta colocação, com 22,53 m (marca com que seria campeão olímpico no Rio 2016).

Os resultados e programação dos Jogos Abertos de Santa Catarina podem ser acompanhados pelos boletins publicados diariamente no site oficial da Fesporte (clique aqui para acessar). Os Jasc são promovidos pelo Governo de Santa Catarina – @governosc – e realizados por intermédio da Fesporte, em parceria com os Municípios de Indaial, Timbó e Pomerode.

Texto: Antonio Prado/Secom Fesporte

Com informações do COB

No penúltimo dia dos Jogos Abertos de Santa Catariana (Jasc) em Timbó, Pomerode e Indaial, neste sábado, 9, Blumenau lidera. Veja os números.

QUADRO DE PONTOS (atualizado as 09:10):

1º Blumenau 164 pontos

2º Itajaí 123

3º São José 84

4º Florianópolis 72

5º Chapecó 61

6º Tubarão 45

7º Balneário Camboriú 38

8º Joinville 37

9º Rio do Sul 34

10º Timbó 33

17º Pomerode 13

23º Indaial 6

QUADRO DE MEDALHAS (atualizado as 09:10):

1º Itajaí 36 ouros, 25 pratas, 26 bronzes (87 no total)

2º São José 21 ouros, 24 pratas, 21 bronzes (66)

3º Blumenau 21 ouros, 21 pratas, 40 bronzes (82)

4º Tubarão 18 ouros, 11 pratas, 26 bronzes (55)

5º Joinville 16 ouros, 14 pratas, 15 bronzes (45)

6º Chapecó 11 O – 15 P – 10 B (36)

7º Florianópolis 11 O – 13 P – 14 B (38)

8º Timbó 11 O – 5 P – 8 O (24)

9º Jaraguá do Sul 8 O – 9 O – 14 B (31)

10º Rio do Sul 7 O – 7 P – 6 B (20)

26º Indaial e Pomerode 2 pratas – 2 bronzes (4)

QUADRO DE TROFÉUS (atualizado as 09:10):

1º Itajaí 7 troféus de campeão, 5 de vice;

2º Blumenau 7 troféus de campeão, 4 de vice, 6 de 3º;

3º São José 3 troféus de campeão, 3 de vice, 1 de 3º lugar;

4º Florianópolis 3 troféus de campeão, 1 de vice, 4 de 3º lugar;

5º Chapecó 1 troféu de campeão, 3 de vice, 4 de 3º;

6º Tubarão 1 troféu de campeão, 3 de vice, 1 de 3º lugar;

7º Balneário Camboriú 1 troféu de campeão, 2 de vice, 1 de 3º;

8º Rio do Sul 1 troféu de campeão, 1 de vice, 2 de 3º lugar;

9º Timbó e Joinville 1 troféu de campeão, 1 de vice, 1 de 3º;

19º Indaial 2 troféus de 3º lugar.

 

Pagina 5 de 232