Prado

O time de Santa Catarina fechou o segundo bloco de modalidades dos Jogos Escolares da Juventude (JEJs), nesta terça-feira, 20, em Natal (RN), conquistando mais 15 medalhas, sendo 5 de ouro, 6 de prata e 4 de bronze. Só o atletismo acrescentou mais 10 medalhas para os catarinenses. O segundo bloco dos JEJs envolveram o atletismo,  badminton, voleibol e futsal. 

Agora, no quadro de medalhas, Santa Catarina dispõe no total de 66 medalhas sendo 13 de ouro, 36 de prata e 17 de bronze. A partir desta quinta-feira os Jogos Escolares da Juventude entram no terceiro e último bloco de competição com as disputas por medalhas do judô, luta olímpica, basquete e handebol.

Nesta terça-feira, último dia de disputas do segundo bloco, os principais destaques do time Santa Catarina foram as medalhas de ouro no voleibol masculino, 12 a 1 4 anos, futsal feminino 15 a 17 anos e as três medalhas de ouro no atletismo.

O Voleibol masculino, 12 a 14  anos, da  Escola Erwin Prade,  de Timbó, foi campeão com propriedade ao bater o Colégio Leonardo da Vinci, de São Paulo, por 3 a 0, com parciais de 25/14, 25/16 e 25/15.

Outro que fez bonito em quadra foi o futsal feminino 15 a 17 anos da Escola Estadual Lurdes Lago, de Chapecó. As atuais campeãs mundiais escolar venceram por 4x3 nos pênaltis o Colégio Senador Atílio Fontana, do Ceará, após empatar em 2 a 2 com os gols catarinenses marcados por Rafa e Manu.

As meninas do futsal 12 a 14 anos da Escola Estadual Vidal Ramos Júnior, de Concórdia, ficaram com a medalha de prata ao perder por 3 a 2 para o Rio de Janeiro.

Escola Estadual Lurdes Lago, de Chapecó, foi campeã no futsal 15 a 17 anos (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

Quem também ficou com a prata foi vôlei feminino 12 a 14 anos do Colégio Sara Castelhanno, de Guaraciaba,  que perdeu por 3 a 2 para o Sistema Elite de Ensino (RJ) com parciais de 25/13, 16/25, 25/23, 22/25 e 12/15.

No badminton, dupla feminina, 12 a 14 anos,  Santa Catarina foi prata com Natália Stein/Colégio de Aplicação Uniarp, Caçador, e Natalya Geisler, Colégio Hamônia, de Ibirama. 

Confira os medalhistas do atletismo desta terça

Ouro 

Arremesso de peso 1 lugar peso masculino 14 anos Lucas Gabriel Gerlach, EEF SERSE Oldenburg, Palmitos  

400m rasos, 15 a 17 anos  - Karolina Bernardes/EEM Dite Freitas Escola Jovem/Tubarão

Revezamento 4x75 (Marcos Machado/EEB Dom Pio de Freitas, Joinville; Erick Moisés/EBM Bairro Bortolotto, Nova Veneza; Lucas Gabriel  Antunes/ Colégio Santa Terezinha, Florianópolis e Leonardo Mendes/EM Tereza Mazoli, Joinville)

Prata 

Arremesso de peso - Juan Anding – Colegio Elias Moreira, de Joinville

250 metros rasos - Lucas Gabriel Fernandes Antunes – Colegio Santa Terezinha, Florianópolis

800 metros 15 a 17 anos -Larissa da Silva – EEB Abílio César Borges/Nova Veneza

Bronze

1.000 rasos, 12 a 14 anos - Gabriel Ristow Tasca/Colégio Bom Jesus Divina Providência, de Jaraguá do Sul

Lançamento do dardo 12 a 14 anos  – Gabriela Jenevro – Colégio Dom Bosco/Chapecó

Arremesso do peso, 12 a 14 anos, Taniele Rodrigues/EEBM prof. Vidal Ferreira/Pomerode 

Revezamento 4x400 misto, 15 a 17 anos (Mikaely Demo/EEB Abílio César Borges, Nova Veneza; Karolina Bernardes/EEM Dite Freitas Escola Jovem/Tubarão; Gabriel Jorge Ferreira/Colégio Catarinense, Florianópolis e Oriel Proença/EEB Prof. João Widemann, Blumenau.

O basquete masculino 15 a 17 anos será representado pelo Instituto Estadual de Educação, de Florianópolis.

Basquete feminino 15 a 17 anos – Colégio Evangélico Jaraguá, Jaraguá do Sul.

Basquete masculino 12 a 14 anos – Colégio São José, Itajaí

Basquete feminino 12 a 14 anos -  Colégio Evangélico Jaraguá, de Jaraguá do Sul.

Os JEJs são promovidos pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) e o time Santa Catarina, em Natal, é gerenciado pelo Governo Estadual por intermédio da Fesporte.

Texto: Antonio Prado 

Santa Catarina manteve a tradição e estará nas finais das modalidades coletivas que acontece durante essa terça-feira em Natal/RN, cidade onde ocorre a versão 2018 dos Jogos Escolares da Juventude. Com  apenas um tropeço nas semifinais – o futsal masculino na faixa dos 15/17 anos – o Estado estará em quatro finais, sendo o futsal feminino nas faixas dos 12 a 14 e dos 15 aos 17 anos. Especialmente, na faixa dos 12 aos 14 anos, esse é o oitavo ano consecutivo que a faixa etária chega à final com títulos nacionais, porém nem sempre representado pelos mesmos municípios.

No voleibol masculino, a Escola Municipal Erwin Prade, de Timbó, vai enfrentar o Colégio Leonardo da Vinci (SP), em jogo que acontece às 17 horas. A condição de finalista do time de Timbó deu-se pela vitória na semifinal por três sets a zero diante do Colégio Sociedade Porvir (RS), com parciais de 25X21; 25x22 e 25x12. “Fizemos um grande jogos. Os meninos estavam muito concentrados e prevaleceu a união”, comentou o técnico Wagner Ricardo. “Fui muito emocionante. Jogamos tudo e um pouquinho mais do que sabíamos”, emendou o líbero Guilherme Cabral. 

No voleibol feminino, também na faixa dos 12 a 14 anos, a equipe da escola Sara Catelhanno, de Guaraciaba, teve ligeira dificuldade para vencer a partida diante do Colégio Martins Luter (RS). A vitória por três sets a um (25x21, 25x21, 22x25 e 25x19) foi duríssima, porém no quarto set, as meninas comandadas pelo técnico Evelton Bollico souberam administrar bem e com uma sequência eficiente de jogadas, sobretudo nos saques, carimbaram passaporte à final que acontece às 11 horas desta terça-feira, diante das jogadoras do Colégio Elite, do Rio de Janeiro.

No futsal, a equipe masculina da Escola Básica São Miguel do Oeste disputou uma das mais acirradas partidas da semifinal dos Jogos Escolares da Juventude. Diante da forte e tradicional equipe paulista do Colégio Amorim Tatuapé (SP), o time do Oeste de Santa Catarina saiu atrás no placar, manteve o equilíbrio técnico em boa parte do jogo, porém pecou nas finalizações. O time apresentou alto índice de contra-ataques, porém com finalizações equivocadas. Perdeu o jogo por 5 a 4 e nessa terça tentará a medalha de bronze. 

No futsal feminino, o time do Colégio Vidal Ramos Júnior, de Concórdia, vai enfrentar a Sociedade Educacional de São Paulo em partida marcada para às 11 horas de terça-feira (20). Também no mesmo horário, só que na faixa etária dos 15 a 17 anos, o time do Colégio Lourdes Lago (Chapecó) enfrenta o Colégio Atílio Fontana (CE). 

No futsal feminino 15 a 17 anos a Escola Estadual Lurdes Lago, de Chapecó, venceu as meninas de Minas Gerais por 4 a 2.

Confira as finais envolvendo equipes catarinenses nos Jogos Escolares da Juventude:

Futsal Feminino - 12/14 anos

11 horas - Colégio Vidal Ramos Júnior (Concórdia) X Sociedade Educacional (SP)

Futsal Feminino – 15/17 anos

11 horas – Colégio Lourdes Lago (Chapecó) X Colégio Senador Atílio Fontana (CE)

Voleibol Feminino – 12/14 anos

11 horas – Colégio Sara Castelhanno (Guaraciaba) X Sistema Elinte de Ensino (RJ)

Voleibol Masculino – 12/14 anos

17 horas – Escola Erwin Prade (Timbó) X Colégio Leonardo da Vinci (SP)

Texto: Júlio Castro

No penúltimo dia do atletismo dos Jogos Escolares da Juventude (JEJs) nesta segunda-feira, 19, em Natal, Santa Catarina conquistou 10 medalhas, sendo 1 de ouro, 5 de prata e 4 de bronze. Agora Santa Catarina já tem em seu quadro de medalhas 51 no total (8 de ouro, 30 de prata e 13 de bronze).

O principal destaque da segunda-feira no atletismo foi o ouro de Maurício Machry, da Escola Estadual Jorge Lacerda, de Palmitos, no arremesso do peso, 15 a 17 anos, com a marca de 17,87 metros. 

Confira os demais medalhistas do sábado

Medalha de prata

Arremesso do peso, 15 a 17 anos - Thalia Cristine/Escola Estadual Engenheiro Annes Gualberto, de Joinville

Lançamento do dardo, 15 a 17 anos - Alisson Alberto Raduenz/Escola Estadual José Bonifácio, de Pomerode

1000 metros, 15 a 17 anos - Tiago Emídio Fernandes/Escola Estadual Wanda Krieger, de Caçador 

Lançamento do disco, 12 a 14 anos - Juan Anding/Escola Elias Moreira, de Joinville

Medalha de bronze

Lançamento do disco, 12  a 14 anos - Maria Eduarda Marghotti/Escola Estadual Cônego Nicolau Gesing, de Braço do Norte.

80 metros com barreira, 12 a 14 anos - Natália Campregher/Escola Municipal Prof. Santos Tomaselli, de Schroeder. 

Pentatlo 12 a 14 anos - Erick Moisés Albino da Silva/ Escola Municipal Bairro Bortolotto, Nova Veneza.

Heptatlo, 15 a 17 anos - Amanda Portela/ Escola Municipal Geovani Faracco, de Joinville.

Texto: Antonio Prado

 

Encerrou na noite de Sábado (17), no palco do ginásio multieventos Sérgio Lorenzatt,  em Balneário Camboriú, o segundo dia dos espetáculos da disputa do Regional Sul do Festival Escolar Dança Catarina. Ao todo 16 escolas de 11 municípios competiram nas categorias infantil (dança livre, dança popular e dança de salão) e juvenil (dança livre e dança de salão).

Entre os vencedores do último dia de apresentação na categoria juvenil  Dança Livre, destaque para o Colégio Creche Recriarte de Balneário Camboriú com a coreografia "Circularmente" e na categoria Juvenil "dança de alão" a dupla de bailarinos Isadora Dagostin e Gabriel Laundes levaram para o Colégio Dom Orione o troféu de primeiro lugar. 

Na primeira noite de apresentações na categoria Infantil dança livre, a Escola de Ensino Básico Professora Maria da Glória Silva de Içara, foi a grande vencedora com a coreografia "Marcus Vinicius da Silva Presente".  Já na Categoria Infantil "Dança Popular" a Escola Creche Recriarte de Camboriú levou o troféu de primeiro lugar com a coreografia "Uma Noite em Bollywood" e para encerrar a noite de apresentações, os vencedores da categoria Infantil "Dança de Salão", que levantaram o público e jurados foram os Bailarinos Sophia Martinez e André Ferreira, também do CE Recriarte.

Confira a classificação geral da etapa Regional Sul do Festival de Dança Catarina em Balneário Camboriú:

Categoria Infantil - Dança Popular
1º - EEB Maria Duarte Vasconcelos, Sangão, "Uma Noite em Bollywood" média 9,53.
2º - CE Recriarte, Camboriú, "No Ritmo do Rock`n Roll" média 8,90.

Categoria Infantil - Dança de Salão
1º - CE Recriarte, Camboriú, Sophia Martinez e André Ferreira, média 8,04.
2º - Colégio Visão, Camboriú, Izabelle Russi e Caio Reinert, média 7,94.

Categoria Infantil - Dança Livre
1º - EEB Maria da Glória Silva, Içara, "Marcus Vinicius da Silva Presente" média 9,50.
2º - CE Recriarte, Camboriú, "Opinião, enho a Minha" média 9,44.
3º - EEB André A. de Souza, Imbituba, "Labirinto" média 9,29. 
4º - CE Recriarte, Camboriú, "Ímpeto" média 9,23.
5º - Colégio Dom Orione, Siderópolis, "Não Mais" média 8,95.
6º - CE Marista, São José, "Quando a Violência Causa o Silêncio" média 8,85.
7º - CE Marista, São José, "Latinurbanos" média 8,50.
8º - EEB Fridolino Hulse, São Martinho, "Vamos Voltar a Viver" média 8,45.
9º - EEB Maria Corrêa Saad, Garopaba, "Umbreakable" média 8,21.

Categoria Juvenil - Dança de Salão
1º - Colégio Dom Orione, Siderópolis, Isadora Dagostin e Gabriel Laundes, média 8,91.
2º - CE Recriarte, Camboriú, Yohana Notare e Leonardo Cardoso, média 8,51.
3º - CE Recriarte, Camboriú, Nicole Garcia e Armando Gomes, média 7,94.

Categoria  Juvenil - Dança Livre
1º - CE Recriarte, Camboriú, "Circularmente" média 9,59.
2º - CE Recriarte, Camboriú, "Andanças" média 9,43.
3º - Colégio Dom Orione, Siderópolis, "Inconstante", média 9,18.
4º -  EEB Monsenhor Bernardo Peters, Treze de Maio, "Let`s Go! Com a Duo" média 9,10.
5º -   EEB Monsenhor Bernardo Peters, Treze de Maio, "Um Sonho? Meu Show" média 8,71.
6º - EEB Gracinda Augusta Machado, Imbituba "Os Indomáveis" 8,31.
7º - Instituto Estadual de Educação, Florianópolis, "As Bruxas do Itaguaçu" média 8,11.
8º - EEB Santa Marta, Laguna, "Noite Solitária" média 7,79.

A quarta e última regional, a Centro-Oeste, será realizada entre os dias 23 e 24 de novembro, em Caçador e terá a participação das escolas das ADRs de Lages, São Joaquim, Campos Novos, Curitibanos, caçador, Joaçaba, Videira, Mafra, Canoinhas e Concórdia.

A etapa  Regional Sul do Festival Escolar Dança Catarina é uma promoção do Governo Estadual, por meio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de Balneário Camboriú.

Texto: Júlio Cesar Wojcikiewicz Pereira

A rodada das modalidades coletivas, neste domingo, 18, foi bastante positiva para Santa Catarina nos Jogos Escolares da Juventude (JEJs) em Natal. O estado passou para quatro semifinais: No futsal masculino e feminino nas categorias 15 a 17 anos e também no futsal feminino e voleibol masculino na categoria 12 a 14 anos. Os catarinenses conquistaram ainda três medalhas no atletismo, sendo duas de prata e uma de bronze.

No futsal masculino 15 a 17 anos a Escola Estadual São Miguel, de São Miguel do Oeste,  jogou duas vezes na rodada para se garantir na semifinal. Na primeira partida, pela manhã, venceu por 8 x 3 o Ceará com gols de Emerson (3), Lucas (2), Dionatan (2) e Denilson. E no  segundo jogo, à tarde, passou pela Escola Municipal São Roque, do RS, por 7 a 5 com gols de Denilson (3), Emerson (3) e Leonardo. 

O futsal feminino, 15 a 17 anos, da Escola Estadual Lourdes Lago, de Chapecó, também garantiu classificação ao vencer por 6x0 hoje as meninas do Distrito Federal. Os gols foram marcados por Manu (2),Marisa, Rafaela, Nataliê e Laura. SEMI

Já o futsal feminino, 12 a 14 anos, da Escola Estadual Vidal Ramos, de Concórdia, goleou por 5 a 1 as meninas do Distrito Federal. Os gols das catarinenses foram marcados por Maiara (4) e Júlia.

No Voleibol masculino, 12 a 14 anos, a Escola Municipal Erwin Prade, de Timbó, venceu novamente por 2 a 0 o Colégio Amadeus, de Sergipe, com parciais de 25/18 e 25/15 e está na semifinal. 

O voleibol feminino 15 a 17 anos do Colégio Senai, de Jaraguá do Sul, não conseguiu o objetivo de passar para semifinal ao perder por 2 a 1 para o Colégio Impacto, de Belém, PA. As meninas de Jaraguá começaram vencendo o primeiro set por 25 a 15, mas depois perderam os dois seguintes por 30 a 28 e 17 a 15 restando somente a briga pela quinta colocação. 

O Badminton de Santa Catarina fechou  o dia com quatro vitórias. Na categoria 15 a 17 o time é formado por Andrieli Morgan (EEB São Luiz/União do Oeste) e Henrique Zandonai (Instituto Federal/Ibirama).

E na categoria 15 a 17 formam a equipe catarinense: Lucas Eduardo Arten (EEB Santo Antônio/Mafra), Cristian Zardo/Caçador), Natálya Geisler (Colégio Hamônia/Ibirama) e Natália Bortolini (Colégio Aplicação Uniarp/Caçador).

Neste domingo o atletismo dos JEJs teve apenas três finais e Santa Catarina foi medalha de prata na categoria 12 a 14 anos com Tainara Mees,  da Escola Estadual Humberto Machado, de Itapiranga. Oriel Proença, da Escola Estadual João Widemann, de Blumenau, foi prata octatlo na categoria 15 a 17 anos. Na mesma faixa etária Tiago Emídio Fernandes, da Escola Estadual Wanda Krieger Gomes, de Caçador, conquistou a medalha de prata nos 3.000 metros.

Os JEJs são uma promoção do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e em Natal a deleção catarinense é gerenciada pela Governo Estadual por meio da Fesporte.

Texto: Antonio Prado

 

O primeiro dia do atletismo nos Jogos Escolares da Juventude Natal 2018 foi pródigo em emoção e histórias marcantes. Na pista e no campo, as maiores promessas do esporte brasileiro enfrentaram o sol e a forte concorrência na busca por medalhas e índices para eventos internacionais. No total, três recordes de campeonato foram batidos e seis novos campeões da maior competição escolar do país foram conhecidos.

A disputa mais emocionante do dia foi nos 75m masculino categoria 12 a 14 anos. O jovem Lucas Gabriel Fernandes Antunes, do Colégio Santa Terezinha, de Florianópolis (SC), que havia batido o recorde da competição pela manhã na prova eliminatória com 8s63, patinou na largada no tiro decisivo, mas conseguiu se recuperar e conquistou a medalha de prata. O ano de 2018 foi sem duvida um ano inesquecível na sua vida.

“Comecei a treinar para o atletismo em março desse ano. Em maio encontrei o meu irmão biológico através do esporte em um dia de treinamento na UCA (União Catarinense de Atletismo), em São José, e isso mudou a minha vida. Passei a treinar com ele, e como é bem mais velho, têm 21 anos, ele me puxa. Melhorei muito as minhas marcas e agora bati o recorde da competição. Pena que na final eu me desequilibrei na largada. Mesmo assim ainda vou sair com a medalha de prata na prova e quem sabe eu não conquisto outro pódio”, disse o jovem de 14 anos.

Lucas foi adotado pela nova família aos 6 anos de idade, por isso não se lembrava do irmão Douglas da Silva Ribeiro. Douglas garantiu que aquele rosto era familiar e conseguiu provar que Lucas era de fato o seu irmão caçula. “Ainda conheci as minhas outras duas irmãs. Foi emocionante. Um dia inesquecível na minha vida. Se não fosse o atletismo eu talvez nunca tivesse a chance de conhecê-los”, afirmou.

O jovem atleta ainda corre com uma sapatilha emprestada, mas a escola apoia muito o atletismo e garantiu que dará um novo par de sapatilhas especiais para a jovem promessa do esporte brasileiro. “Me prometeram uma sapatilha nova se eu conquistasse resultados. Mas ainda não estou pensando nisso. Em dezembro vou disputar os Jogos Sul-americanos Escolares em Lima, no Peru, minha primeira competição internacional. Sou o segundo do ranking brasileiro e espero melhorar ainda mais as minhas marcas”, espera o jovem atleta.

A medalha de ouro na prova dos 75m masculino ficou com Enzo da Castro Barros, do Colégio Jardim das Nações, de Taubaté (SP). Ele venceu a final com o tempo de 8s66, marca que correspondia ao antigo recorde da competição e pertencia a Paulo César Junior desde Brasília 2005, uma das marcas mais antigas dos Jogos Escolares da Juventude.

Enzo garantiu que o recorde do rival catarinense o impulsionou na vitória e na conquista da sua melhor marca pessoal. “Fiquei um pouco surpreso com a vitória porque o Lucas estava correndo muito bem e me venceu nas eliminatórias e na semifinal. Mas confio no meu potencial e consegui alcançar a minha meta que era melhorar a minha marca”, disse o jovem atleta, logo após a prova.

A medalha de bronze ficou com Jarley Campanaro Cuellar, da Escola Estadual Joaquim Pereira da Rocha, de Machadinho D`Oeste (RO). Esse foi a terceira medalha de atletas de Rondônia nos Jogos Escolares da Juventude – as duas primeiras foram conquistadas por Orlando Sousa, no ciclismo. “Enfrentei 12 horas de ônibus do meu município até Porto Velho e mais dez horas de viagem de avião, com duas conexões para chegar aqui em Natal. Tudo recompensado com essa medalha. Ainda melhorei o meu tempo que era de 8s82 e fiz 8s69. Fiquei em terceiro, mas apenas três centésimos de segundo do campeão”, disse Jarley.

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), correalizados pelo Ministério do Esporte e Grupo Globo, com patrocínio da Coca-Cola e parceria do Governo do Estado do Rio Grande do Norte.

Fonte: COB

Pagina 1 de 181