Neste domingo, 12, foram conhecidos os primeiros campeões da 62ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC). 

As competições de atletismo e bolão 16, marcaram o início das disputas dos JASC e foram realizadas neste final de semana, em Timbó. 

No atletismo, São José fez a dobradinha, vencendo as disputas nos naipes, masculino e feminino. No naipe masculino, Itajaí ficou em segundo e Balneário Camboriú, em terceiro. No feminino, Joinville foi vice-campeão e Balneário Camboriú, em terceiro. 

No Bolão 16, Blumenau conquistou o título no masculino, seguido por Timbó em segundo  e  Rio do Sul em terceiro. Já no feminino, o título ficou com Itajaí, seguido por Florianópolis e Blumenau.

A 62ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina, a maior competição poliesportiva do estado, acontece entre os dias 29 de novembro e 09 de dezembro, em Rio do Sul. 

Texto – Delamare de Oliveira Filho (Ascom/Fesporte) 

 

               Blumenau comemora o título do Bolão 16 masculino                                                  Foto: Enio Novaes (Ascom/Fesporte)

O ciclismo de Chapecó brilhou na etapa nacional dos Jogos Escolares Brasileiros – JEB’s, destinados a atletas de 12 a 14 anos, realizada em Brasília – DF. A delegação catarinense contou com dois representantes da Equipe Aprocicli, em parceria com a Fundação Municipal de Esportes e a Prefeitura Municipal de Chapecó, que trouxeram para casa duas valiosas medalhas de ouro.

João Vitor Tartari Almeida, da escola estadual Pedro Maciel, conquistou o lugar mais alto do pódio na prova de velocidade, Série Ouro, demonstrando sua habilidade e determinação. Rhanna C. Bernadi, da também escola estadual Bom Pastor, também brilhou e garantiu a medalha de ouro na prova de velocidade, na série Prata.

Os talentosos ciclistas chapecoenses são treinados pelo dedicado Professor Jair Damásio, que tem desempenhado um papel fundamental em seu desenvolvimento esportivo.

Além das conquistas individuais, João Vitor Tartari Almeida, teve um desempenho notável ao contribuir para a vitória da delegação catarinense na classificação geral por equipes no naipe masculino, tornando-se campeões dos jogos por equipes, na modalidade de Ciclismo.

A Aprocicli expressou seu agradecimento aos apoiadores que tornaram possível essa conquista, incluindo a Fundação de Esporte de Chapecó, a Prefeitura Municipal de Chapecó, a Fesporte (Fundação Catarinense de Esporte) e a Federação Catarinense de Desporto Universitário.

Fonte: ClicRDC, de Chapecó 

A equipe de Karatê de Santa Catarina é o grande destaque neste primeiro dia de competições dos Jogos Escolares Brasileiros 12 a 14 anos (Jebs), que acontecem em Brasília.

Os karatecas catarinenses conquistaram cinco ouros e são os favoritos para a conquista do troféu de campeão geral da modalidade nos Jebs 2023. 

Emilly Pereira, da escola estadual Antônio Guglielmi Sobrinho, de Içara, levou duas medalhas de ouro: no kata e no kumite, na série ouro, da categoria mais 54kg.

A garota, que disputa seu último Jebs 12 a 14 anos, destacou sua perseverança e foco nos treinamentos. “Foi muito gratificante fechar esse ciclo com duas medalhas de ouro. Foi minha melhor conquista, pois no ano passado não fiz kata. E meu pai me incentivou e falou que eu tenho muito potencial. Treinei muito e com ajuda de meu pai e de minha família, conquistar essas duas medalhas, é um sonho realizado”. 

O outro medalhista na série ouro, foi Hyago Antunes Rodrigues, da escola estadual professor Padre Schuler, de Cocal do Sul. “Hyago conquistou sua primeira medalha nos Jebs e declarou após a premiação” “foi uma sensação muito boa. Foi uma conquista difícil, lutei muito, e está aí o resultado”. 

Lucas Bertotti, da escola estadual Hilda Anna Krish, de Joinville, na série prata, ficou com o ouro, o que corresponde ao 5º lugar da competição. 

Bruno Florêncio, da escola estadual Arno Hubbe, de Tubarão foi ouro na série bronze, 9º lugar geral.  

 

    Equipe de Karatê de SC é a favorita a conquistar o troféu geral da modalidade       Foto: Delamare de Oliveira Filho (Ascom/Fesporte)

 

Esporte de Santa Catarina levado a sério

Everaldo Pereira, treinador da seleção catarinense de karatê, destacou o apoio do Governador Jorginho Mello e da Fesporte nessa valiosa conquista. “Quero agradecer primeiramente ao nosso governador Jorginho Mello por toda a estrutura que nos forneceu. Passagem aérea, o translado dentro do nosso estado, toda a estrutura que foi fornecida pela Fesporte. Em nome do Paulão, nosso presidente, agradeço a todos da Fesporte e ao Neko da FCDE. Pessoas fantásticas que nos dão todo o apoio para que estes resultados aconteçam”.

O treinador, Everaldo, aproveitou para enaltecer que essa conquista é de muitas mãos. “Essa conquista é fruto da ação de muitas pessoas. É de todos aqueles que contribuíram para a formação e o desenvolvimento desses atletas. Aos pais, aos primeiros treinadores, as famílias, o muito obrigado”, finalizou. 

Os Jogos Escolares Brasileiros 12 a 14 anos (Jebs) acontecem entre os dias 27 de outubro e 09 de novembro, na capital federal, e reúnem mais de 5000 atletas das 27 unidades federativas do país. Santa Catarina participa desta edição com uma delegação de 276 atletas.  

Texto – Delamare de Oliveira Filho (Ascom/Fesporte) – (48) 99683 5416 

Acontecem durante todo o mês de outubro, as seletivas para o Campeonato Catarinense Escolar de Futebol 11 a 14 anos em doze sedes: 1.São João do Oeste;  2.Saudades;  3.Ponte Serrada;  4.Peritiba;  5.Videira;  6.São Joaquim;  7.Pouso Redondo;  8.Timbó;  9.Canoinhas; 10.Blumenau;  11.Treze de Maio e 12.Armazém. 

Os doze campeões de cada seletiva se juntarão, ao representante do município sede e aos três primeiros colocados do ano passado. 

As 16 equipes no naipe feminino e masculino disputarão o título de melhor de Santa Catarina, na etapa estadual que acontecerá entre os dias 01 e 06 de novembro, em Criciúma.

O campeonato catarinense escolar de futebol foi criado em 1992 e tem como objetivo, promover o esporte amador, a educação para a cidadania e o desenvolvimento humano, democrático e integral de crianças e jovens.

É um evento promovido pelo Governo do Estado por intermédio da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) em parceria com as prefeituras municipais. 

Texto - Delamare de Oliveira Filho (Ascom/Fesporte) - (48) 99683 5416 

“Essa conquista não é somente minha. Quero agradecer a todos que estão comigo no dia a dia, minha família, meu treinador, a Marinha do Brasil e a todos que torceram por mim. Ganhar a medalha no Pan é uma emoção imensa. Estas são oportunidades únicas na vida de um atleta”. Com estas palavras, via whatsapp, Lucas expressou um pouco o que significou para ele esta conquista. 

Representando São José, Lucas Ostapiv, de 24 anos, conquistou a medalha de bronze na categoria até 80kg, na modalidade de Taekwondo, nos  Jogos Pan Americanos, que acontecem no Chile. Atualmente no 23º lugar do ranking mundial de Taekwondo, representa a Marinha nas forças armadas do Brasil. 

Lucas é o primeiro atleta do Taekwondo, a representar de Santa Catarina numa edição dos Jogos Pan Americanos. Natural de Pato Branco, no Paraná, Lucas se mudou para São José, há pouco mais de dois anos e passou a treinar com o experiente, Erickson Busatto.

O caminho de Lucas até o bronze

A trajetória de Lucas Ostapiv no Pan 2023, em Santiago foi a seguinte: venceu por 2 a 0 o salvadorenho David Robleto. No caminho para o bronze, ele enfrentou o jamaicano Brandon Sealy e venceu por 2 a 1. 

Na sequência foi derrotado para o norte-americano Alan Nickolas nas quartas. No confronto que lhe garantiu a medalha de bronze, venceu David Chamorro, da Nicarágua, por 2 a 0.

Erickson Busatto enalteceu o feito de Lucas: “É emocionante e vem coroar todo um trabalho de uma cultura esportiva em Santa Catarina. Esta medalha tem muitas mãos, construída no dia a dia pela comissão técnica, mas também por todos que fizeram parte dessa história: o professor da iniciação, o primeiro treinador e a família que apoiou até que estivesse estabelecido para se desenvolver ao máximo e obter resultados mais expressivos”. 

Em seguida, destacou a importância dos eventos da Fesporte nessa conquista: “Os eventos da Fesporte propiciam o desenvolvimento e o fomento do esporte catarinense. Os resultados aparecem também na forma de medalhas”, finalizou. 

      Lucas Ostapiv garante a medalha de bronze ao vencer o nicaraguense, David Chamorro                         Foto: Divulgação

O Pan 2023

Os Jogos Pan Americanos 2023 acontecem em Santiago, no Chile, entre os dias 20 de outubro e 05 de novembro. Neste ano, os Jogos contam com a participação de 41 nações, com 6906 atletas, divididos em 39 modalidades. 

As modalidades presentes nos Jogos Pan-Americanos de Santiago são: Atletismo, Badminton, Basquetebol (5x5 e 3x3), Beisebol (Beisebol e Softbol), Breaking, Boliche, Boxe, Canoagem (slalom e velocidade), Caratê, Ciclismo (BMX, BMX estilo livre, de estrada, de montanha e de pista), Escalada esportiva, Esgrima, Esportes aquáticos (Maratona, Natação, Natação artística, Polo Aquático e Saltos Ornamentais), Esqui aquático (esqui e wakeboard), Futebol, Ginástica (artística, rítmica e de trampolim), Golfe, Handebol, Hipismo (adestramento, concurso completo e saltos), Hóquei sobre grama, Judô, Levantamento de peso, Lutas (livre e greco-romana), Patinação sobre rodas (artística, de velocidade em linha e skate), Pelota basca, Pentatlo moderno, Raquetebol, Remo, Rúgbi, Surfe, Taekwondo, Tênis, Tênis de mesa, Tiro com arco, Tiro esportivo, Triatlo, Vela e Voleibol (quadra e praia).

Texto – Delamare de Oliveira Filho (Ascom/Fesporte) – (48) 99683 5416 

 

A Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) integra a campanha do outubro rosa e convida a todos os funcionários a abraçarem esse movimento. 

O Outubro Rosa é um movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama, criado no início da década de 1990, pela Fundação Susan G. Komen for the Cure.

Uma campanha mundial, celebrada anualmente e que encoraja mulheres, homens, empresas e institutos a participarem da luta pela prevenção do câncer de mama. 

“Uma iniciativa como esta, representa um valor maior para nós como mulheres, somos lembradas e o quão importante é, cuidar de nossa saúde. Valorizar a nossa vida, sem estar doente. Participar desse evento, me faz olhar mais para mim e ter a consciência da importância de se prevenir”, descreve Renata Santos, do núcleo de processos da Fesporte. 

Maria Aparecida Cravo Silveira, coordenadora do evento sobre o Outubro Rosa, ressalta que este é um momento muito importante. “Estamos parando para falar sobre saúde, enquanto Fesporte. A prática desportiva e atividade física são extremamente importantes para que as pessoas sejam saudáveis e felizes”.

Paulão, presidente da Fesporte, destaca a importância do outubro rosa e das mulheres: “Que o esporte consiga contribuir com muito carinho, muito empenho que tanto merece o mês e as mulheres, em especial. O outubro rosa vem para nos lembrar que o esporte tem a referência dos valores, dos cuidados, das regras. Coloquemos o outubro rosa no pódio em todos os dias”. 

É relevante ressaltar que o objetivo desta campanha é compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença; proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

Dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer) e do UICC (Union for International Cancer Control), mostram que o câncer de mama é o tipo que mais acomete mulheres em todo o mundo, tanto em países em desenvolvimento quanto em países desenvolvidos. 

As taxas de incidência variam entre as diferentes regiões do planeta, com as maiores taxas nos países desenvolvidos. Para o Brasil, foram estimados 73.610 casos novos de câncer de mama em 2023, com um risco estimado de 66,54 casos a cada 100 mil mulheres.

Texto – Delamare de Oliveira Filho (Ascom/Fesporte) – (48) 99683 5416

Pagina 13 de 29