Quinta, 03 Setembro 2020 17:38

Fesporte adere à campanha setembro amarelo Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
A campanha visa combater ao suicídio A campanha visa combater ao suicídio

A Fesporte adere ao Setembro Amarelo, campanha de prevenção ao suicídio realizada desde 2014 pela Associação Brasileira de Psiquiatria, em parceria com o Conselho Federal de Medicina. O objetivo da iniciativa é de prevenir e reduzir os casos de suicídios na sociedade. No Brasil são registrados cerca de 12 mortes por suicídio e em Santa Catarina são cerca de 4 mil  tentativas por ano.

O dia 10 de setembro é, oficialmente, o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, mas a campanha acontece durante todo o ano.

Segundo o presidente da Fesporte, Rui Godinho, a prevenção ao suicídio é uma responsabilidade de todos. “Devemos estar atentos diante de uma possível situação de sofrimento, o acolhimento e o suporte são ferramentas indispensáveis para a prevenção do suicídio e nós que fazemos parte da família Fesporte não poderíamos ficar de fora desta campanha que pode salvar vidas”, reforça Godinho.

O isolamento social necessário para o combate e o controle da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) trouxe incertezas e dificuldades a muitas pessoas. Algumas, inclusive, foram acometidas de estresse, ansiedade e até mesmo depressão. Daí a necessidade do engajamento ainda mais efetivo no Setembro Amarelo.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) nove em cada dez mortes por suicídio podem ser evitadas. Já o Ministério da Saúde (MS) diz que no Brasil, 32 pessoas comentem suicídio por dia.

Segundo educadores e autoridades de saúde a educação é considerada uma das primeiras medidas preventivas contra o suicídio. Falar sobre o assunto, conscientizar as pessoas, esclarecer e abrir espaço para falar sobre suicídio são ações importantes que podem salvar vidas.

Lido 115 vezes Última modificação em Quinta, 03 Setembro 2020 17:53

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.