Terça, 20 Fevereiro 2024 20:39

Karatê de Santa Catarina brilha em Mundial no Chipre Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Thayane, Sabrina e Carolaine, vice-campeãs mundiais no kata feminino por equipe Thayane, Sabrina e Carolaine, vice-campeãs mundiais no kata feminino por equipe Portal Maissul/Divulgação

Caratecas catarinenses contempladas pelo programa Bolsa Atleta do Governo do Estado de Santa Catarina conquistaram no último final de semana o vice-campeonato na modalidade de ‘kata feminino’ por equipe, da liga mundial de karatê, na etapa realizada em Lárnaca, no Chipre. 

A competição contou com mais de 900 atletas de todo o mundo e faz parte de uma das etapas da liga mundial de karatê, uma das principais do calendário internacional da modalidade e ao longo do ano acontece diferentes países.  

As irmãs Sabrina e Carolaine Pereira, junto com Thayane Teixeira, se tornaram vice-campeãs mundiais no ‘kata feminino’ por equipe. O trio de Içara fez uma apresentação que chamou atenção, e só foi superado na final pela equipe da Espanha. 

Carolaine Pereira via whatsapp, afirmou que: “a energia foi incrível, a torcida do Sul catarinense e de todo o Brasil foi muito bacana. Recebemos muitas mensagens de apoio. Não temos palavras para agradecer a torcida”.

E ainda destacou que: “a nossa união é a principal dificuldade para as adversárias. Somos muito amigas, moramos juntas e somos treinadas por nosso pai. Conseguimos elevar o pico de energia e fizemos daquele momento o melhor momento para competir. Foi incrível”, finalizou. 

O projeto Bolsa Atleta de Santa Catarina é mantido pelo Governo do Estado por intermédio da Fesporte e visa a transferência de recursos financeiros do Governo para os atletas e paratletas que se enquadrem no estabelecido pela Lei Nº 18.335/2022. 

Segundo a Lei, o projeto Bolsa Atleta é destinado prioritariamente aos atletas e paratletas praticantes do esporte educacional; atletas de alto rendimento em modalidades olímpicas e paralímpicas registrados nas entidades associadas, respectivamente, ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB) ou ao Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB); e aos atletas e paratletas praticantes das demais modalidades inseridas no calendário anual da Fesporte.

Texto – Delamare de Oliveira Filho (Ascom/Fesporte) – (48) 99683 5416 

Lido 340 vezes Última modificação em Terça, 20 Fevereiro 2024 20:42