Sexta, 21 Junho 2019 16:56

‘Marca, marca! Xaxim neles!’ Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(4 votos)
Escola Neuza Massolini, de Xaxim (branco) venceu o Sesi, de Joinville, de forma dramática após prorrogação Escola Neuza Massolini, de Xaxim (branco) venceu o Sesi, de Joinville, de forma dramática após prorrogação Foto: Antonio Prado/Fesporte

“Vai, vai! Marca, marca! Aeee!” As palavras saem em forma de grito. E na quadra o incentivo se transforma em pontos. E os pontos em vitória. O autor dos gritos, das palavras ou incentivo, como queiram, é o técnico Deivid Bazzi, da Escola Estadual Neuza Massolini, de Xaxim, que de fora da quadra comandou seu time na vitória de 51 a 48 sobre o Sesi, de Joinville, na manhã desta sexta-feira, 21, pelas quartas de final do basquete masculino dos Jogos Escolares de Santa Catarina 15 a 17 anos, em São Miguel do Oeste.

A vitória, a terceira na competição, valeu vaga para a semifinal, que ocorre no final da tarde desta sexta-feira. Os Jesc são uma promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de São Miguel do Oeste.

Não. Não foi uma vitória fácil. Joinville vendeu caro a derrota. A princípio a vitória de Xaxim parecia fácil, já que nos dois primeiros períodos, sempre esteve à frente com folga no placar. Mas depois, os joinvilenses se encheram de brio e foram para o tudo ou nada. Deu o nada para Joinville, e com requinte de crueldade personificada em duas prorrogações de cinco minutos, após empate no tempo normal. Na primeira prorrogação 34 a 34 e na segunda 39 a 39.

Técnico Deivid Bazz, de Xaxim, comanda o time fora da quadra (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

Quando o equilíbrio entre as duas escolas surgiu em quadra entrou em cena o armador de Xaxim Willian Binda, que em dois tiros de três pontos chamou a responsabilidade pra si. Nos segundos finais, quando o placar apontava 48 a 48, as três bolas de lance livre convertidas pelo ala Leonardo Graciolli, deu fim o martírio do técnico Deivid e do time todo de Xaxim. Ufa!

A vitória de Xaxim teve um significado especial, já que venceu um gigante no esporte, que é Joinville. Outro ponto a destacar foi a posição do treinador Deivid durante o jogo, já que, por ainda estar cursando o sétimo período de educação física na Unoesc ainda não tem registro no CREF, condição obrigatória para que o treinador possa instruir o time dentro da quadra.

Diante da condição restou a Deivid instruir seus meninos de fora da quadra através da rede de proteção. “Vai, vai! Marca, marca! Aeee!”. Os garotos de Xaxim foram. Marcaram e venceram. “Aeee! Explodiram em alegria. 

Texto: Antonio Prado

                                              Confira as reações do técnico Deivid durante o jogo

Lido 2050 vezes Última modificação em Sexta, 21 Junho 2019 20:09

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.