Sexta, 12 Julho 2019 21:40

Baby e He-Man: amor ligado pelo jiu-jitsu Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Baby Wilson (E) junto com o filho e técnico, Douglas He-Man, no maior evento brasileiro de parajiu-jitsu Baby Wilson (E) junto com o filho e técnico, Douglas He-Man, no maior evento brasileiro de parajiu-jitsu Foto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

A história de Baby Wilson e Douglas He-Man, pai e filho, que superaram as limitações e depressão com a prática do jiu-jitsu convencional e do parajiu-jitsu.

Às vésperas da maior competição da modalidade no país, esse ainda jovem esporte já possui grandes nomes que levam o Brasil ao destaque mundial. E essas feras já se encontram em Florianópolis para o 1º Brasileiro de Jiu-Jitsu Pradesportivo, que acontece no sábado, 13, no Hotel Internacional Canasvieiras, onde na tarde de sexta, 12, foi realizada a classificação funcional para a competição.

Dentre os grandes nomes estão o do bicampeão mundial em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, Emanuel Araújo, deficiente físico classe H; o do campeão dos grand slam de Londres, Rio de Janeiro e Los Angeles e bicampeão mundial em Abu Dhabi, na classe B, deficiência visual, Moisés Santoro; o do campeão da classe N e do absoluto, Gabriel Nogueira; e o da campeã mundial, título conquistado em abril deste, Duclécia Santos, a Duda, amputada, classe A.

E é nesse encontro de feras do parajiu-jitsu que encontramos uma dupla unida pelo esporte e pelo amor: Wilson Oliveira Pinto (o Baby) e Douglas Felipe Pinto (o He-Man). Que o esporte une as pessoas, não é novidade; que o paradesporto é uma importante ferramenta de inclusão social e de elevação de autoestima também é incontestável. E isso não é diferente com o jiu-jitsu paradesportivo. De tantas histórias que o paradesporto tem para contar, uma delas é a dessa dupla de atletas de parajiu-jitsu.

Baby Wilson, o pai, 58 anos de idade; Douglas He-man, o filho, 36. Naturais de Rio Grande (RS). Em 1998, funcionário Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), no Rio Grande do Sul, Wilson foi vítima de um acidente elétrico que o levou a amputar ambas as pernas. Douglas, então com 16 anos de idade, sonhava com um voo alto no futebol, iniciando no Sport Club Rio Grande, entrou em depressão depois do acidente do pai e desistiu do sonho do futebol.

Aos poucos, Douglas foi retomando as atividades esportivas, mas já não via um futuro no futebol. O jovem começava a se encantar com as modalidades marciais, passando por várias delas, como boxe e muay thai; mas foi no jiu-jitsu que se firmou. Há sete anos, resolveu levar o pai para assistir a um treino seu . Observando os treinos e simulações de lutas, Wilson fez uma observação: “Acho que isso eu consigo fazer”. Soou como um desafio a ele próprio, fazendo o treinador entregar-lhe um quimono. Apenas aprender não era suficiente. O veterano já buscava a finalização em seu primeiro dia de experiência.

De lá pra cá, não parou. Tendo o filho como técnico, Baby Wilson já conquistou o tricampeonato de forma invicta em Abu Dhabi e foi bronze no Japão. Ele conta com o empenho de Douglas He-Man, que, com sua experiência no jiu-jitsu convencional, desenvolve movimentos e finalizações adaptadas ao parajiu-jitsu. Um se diz fã do outro, trocando constantemente palavras, carinhos e abraços, estes tão justos quanto no tatame, mas que jamais se finalizam.

Douglas He-Man ainda usou o tempo da classificação funcional para passar a outros atletas alguns movimentos de finalização que ele criou e desenvolveu para as lutas de Baby Wilson.

Mais de 300 lutas acontecerão entre as 11h e 19h para definir o campeão de cada uma das 17 classes previstas no congresso técnico realizado na tarde desta sexta, 12, em Canasvieiras.

Tatames receberão cerca de 300 confrontos definidos no congresso técnico na tarde desta sexta (Foto: Heron Queiroz)

A realização do evento tem a parceria do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, Federação Brasileira de Jiu-Jitsu Paradesportivo, Prefeitura de Florianópolis e Sumus.

 

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Lido 922 vezes Última modificação em Sexta, 12 Julho 2019 22:15

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.