×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 318

Publicado em Geral
Escrito por

Vencedores do Troféu Gustavo Kuerten sairão nesta terça

Florianópolis -  Será realizada  nesta terça-feira, 9 de dezembro, a cerimônia de premiação do Troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte. O evento será a partir das 20h, no Teatro Pedro Ivo, na capital. O Troféu foi criado por meio do Decreto 1.279, de 16 de abril de 2008, com objetivo de homenagear atletas, entidades, técnicos e equipes catarinenses que tiveram destaque especial ao longo do ano. O evento tem o apoio do Governo de Santa Catarina por meio da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte e Fesporte.

“É uma forma de valorizar e incentivar cada vez mais nossos atletas. Santa Catarina tem grandes talentos que merecem destaque”, afirma o secretário estadual de Turismo, Cultura e Esporte, Filipe Mello. Para o presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski, Santa Catarina é um referência esportiva para o Brasil e os desportistas, juntamente com os gestores, são os responsáveis por essa posição de destaque.  "E nada mais justo que homenagear as pessoas que fazem o esporte em nosso Estado", enfatiza o presidente da Fesporte.

Categorias premiadas em 2014:

- o melhor atleta

- a melhor atleta

- o melhor atleta paradesportivo

- a melhor atleta paradesportiva

- o melhor atleta de futebol profissional

- o (a) atleta-revelação

- o (a) atleta-revelação paradesportivo

- a melhor entidade esportiva

- a melhor entidade paradesportiva

- o (a) melhor técnico (a)

- o (a) melhor técnico (a) do paradesporto

- a melhor equipe esportiva

- a melhor equipe paradesportiva

- o (a) melhor árbitro (a)

- o (a) melhor árbitro (a) do paradesporto

 

Publicado em Geral
Escrito por

Novos comendadores do esporte tomam posse

Florianópolis - Na noite desta terça-feira (2), o Conselho Estadual de Esporte (CED), com apoio da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte e da Fesporte, homenageou personalidades e instituições com a entrega da Comenda do Mérito Esportivo 2014. O título é outorgado anualmente aos que se destacam ou prestam relevantes serviços ao esporte catarinense e nacional.

A cerimônia, realizada no auditório Antonieta de Barros, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, reuniu autoridades, amigos e familiares dos novos comendadores. Foram agraciados neste ano Carlos Eduardo Ramos de Camargo (técnico de natação/Florianópolis), João Batista Fermino (dirigente esportivo/Imbituba), Maria Helena Kraeski (técnica de ginástica rítmica/Florianópolis), Pedro de Oliveira Lopes (dirigente esportivo/Balneário Camboriú), Sylvio Roberto Munhoz (dirigente esportivo/vôlei/São Bento do Sul) e a Federação Catarinense de Futebol.

Na ocasião, também foi entregue a medalha Marcílio Krieger, conferida pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina, ao advogado Luiz Trindade Cassettari, que desde os anos 70 atua na área do Direito Securitário e Desportivo. Cassettari recebeu a condecoração da mãos do presidente do TJD/SC, Aldo Massih Junior. A medalha leva o nome da maior expressão do direito esportivo catarinense, falecido em fevereiro de 2010.

O presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski, foi um dos rersponsáveis pela entrega da medalha e do diploma aos novos comendadores do esporte catarinense, e ressaltou a importância da homenagem. "O currículo aqui apresentado fala por estas pessoas e entidades, todas fizeram muito ao longo de suas trajetórias para o engrandecimento do esporte catarinense e brasileiro, então são todas muito merecedoras desta honraria", disse Kowalski.

Em seu pronunciamento, o presidente do Conselho Estadual de Esportes, Alexandre Monguilhott, salientou a necessidade de ampliar o apoio do Estado e do realinhamento do esporte com a educação. “São duas áreas que estão interligadas e se fortalecem juntas. Precisamos retomar projetos conjuntos fundamentais para a sociedade”, frisou.

O secretário estadual de Turismo, Cultura e Esporte, Filipe Mello, congratulou os homenageados pela contribuição no aperfeiçoamento do esporte. “Aprendemos com vocês, que têm uma trajetória exemplar como profissionais e desportistas”, disse.  

Mello também destacou que o esporte, além de ajudar a formar cidadãos, tem um papel relevante para a economia catarinense. Ele citou quatro eventos apoiados pelo Governo do Estado – WQS Mundial de Surf, Battle of the Paddle, Iron man, realizados na Capital, e o Campeonato Brasileiro de Motocross em Canelinha, nos quais foram investidos R$ 12 milhões e geraram um retorno de R$ 30 milhões para o Estado. “Várias outras áreas são beneficiárias desses investimentos, como a saúde, a segurança pública e o turismo”, acrescentou.

Publicado em Geral
Escrito por

Presidente da Fesporte faz balanço positivo de 2014

Florianópolis - O presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski, fez um balanço da 54ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), concluída na semana passada, em Itajaí, e também do ano de 2014 na Fesporte, especialmente da gestão dele, iniciada em julho. A entrevista foi concedida ao jornalista Júlio Castro, ainda durante os JASC. Confira:

 

Publicado em Geral
Escrito por

Entrega da Comenda do Mérito Esportivo será nesta terça

Florianópolis - O Conselho Estadual de Esportes (CED), com o apoio da A Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, e Fesporte, promove na próxima terça-feira, dia 2, a partir das 19h, no auditório Antonieta de Barros da Assembleia Legislativa, a solenidade de entrega da Comenda do Mérito Esportivo 2014. A festa contará também com a outorga da medalha Marcílio Ramos Krieger, promovida pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina (TJD/SC). 

As distinções são as mais importantes do calendário esportivo catarinense destinadas à pessoas e instituições que se destacaram no esporte e no direito esportivo. Os ganhadores da Comenda foram definidos em outubro em reunião extraordinária do Conselho Estadual de Esportes. Neste ano serão homenageados com a comenda Carlos Eduardo Ramos de Camargo (técnico de natação/Florianópolis), João Batista Fermino (dirigente esportivo/Imbituba), Maria Helena Kraeski (técnica de ginástica rítmica/Florianópolis), Pedro de Oliveira Lopes (dirigente esportivo/Balneário Camboriú), Sylvio Roberto Munhoz (dirigente esportivo/vôlei/São Bento do Sul) e como entidade esportiva a Federação Catarinense de Futebol. 

Os homenageados

Carlos Eduardo Ramos de Camargo

Nascido em 31 de agosto de 1956, no Rio de Janeiro, e formado em Educação Física, com mestrado em ciências do movimento, Carlos Eduardo Ramos de Camargo é um técnico multicampeão de natação dentro e fora das piscinas. Medalha olímpica em Atlanta (EUA), em 1996, conquistando a medalha de bronze, medalha pan-americana em 1995 e 2007. Bicampeão mundial em piscina curta, nos anos de 1993 e 1995, e campeão mundial universitário em 1995.

Como atleta, por diversas vezes foi campeão sul-americano em campeonatos de piscina curta e longa.  É professor na Unisul, na cadeira de natação, e coordenador técnico do Complexo Aquático pertencente à instituição. É também coordenador técnico da Confederação Brasileira de Desporto Universitário desde 1993 e membro do Conselho Técnico Nacional da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos. 

João Batista Fermino

Nascido em 12 de março do ano de 1947, em Imbituba, João Batista Fermino é um aliado e defensor do esporte há 60 anos. Dos 7 aos 14 anos de idade foi praticante de canoa a vela e ciclismo amador na região de Imbituba. Destacou-se também como goleiro de futebol de campo e goleiro de futsal, modalidade da qual foi árbitro municipal e grande incentivador. João Fermino trabalhou por 15 anos na organização de provas de motocross, de etapas microrregionais e regionais dos Joguinhos, Jogos Abertos e Jogos Escolares, e durante 29 anos na organização dos Jogos Estudantis de Imbituba. Educador, orientador e formador de atletas e profissionais de nível estadual, nacional e internacional, e de seleções estaduais e brasileiras em várias modalidades. 

Maria Helena Kraeski

Nascida no dia 4 de março do ano de 1968, em Florianópolis, Maria Helena Kraeski é graduada em Educação Física, com especialização em administração desportiva e ginástica olímpica e mestrado em ciências do movimento humano. É técnica da equipe de ginástica rítmica da Fundação Municipal de Esportes de Florianópolis e técnica da equipe de ginástica rítmica da Associação Desportiva do Instituto Estadual de Educação. Maria Helena Kraeski alcançou marcas históricas: pentacampeã dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, pentacampeã dos Jogos Abertos de Santa Catarina e tetracampeã estadual por equipe categoria adulta.

Entre as diversas vitórias nacionais conquistadas destacam-se os títulos de campeã brasileira do conjunto cinco arcos, em 2010, e campeã da Copa Brasil de Conjuntos, categoria infantil, nos anos de 2013 e 2014. Com a Seleção Brasileira trouxe inúmeros títulos entre os anos de 2005 e 2008 em campeonatos sul-americanos, pan-americanos e outras competições internacionais.

Com seu trabalho conquistou a participação das ginastas Luísa Matsuo, Letícia Dutra e Bianca Maia na Seleção Brasileira, no Campeonato Pan-americano no México, em 2011. Foi treinadora da equipe campeã na categoria infantil da Copa de Las Americas, na Argentina, em 2011, e da equipe adulta da Copa Sul-americana de Clubes, em 2012.

Pedro José de Oliveira Lopes

Nascido em Cachoeira do Sul, no Rio Grande do Sul, Pedro José de Oliveira Lopes é um dos grandes incentivadores e disseminadores do esporte em Santa Catarina. Jornalista de rádio, televisão e jornal impresso, dedicou toda a sua vida ao esporte catarinense. Foi vice-presidente da Liga Joinvilense de Futebol, presidente da Comissão Especial de Esporte de Joinville para os Jogos Abertos em Mafra e presidente da Fundação Municipal de Esporte de Joinville. Foi membro do Conselho Regional de Desportos, presidente do Conselho Estadual do Esporte, e presidente da Fundação Catarinense de Esporte, a Fesporte.

Como jornalista esportivo foi vice-presidente da Associação dos Cronistas Esportivos de Santa Catarina e relator da comissão de criação da Associação Brasileira de Cronistas Esportivos – ABRACE.  Na Federação Catarinense de Futebol foi presidente e diretor técnico, e diretor de futebol da Confederação Brasileira de Futebol – CBF. 

Sylvio Roberto Munhoz

Nascido em 6 de abril de 1956, em Campo Alegre, Sylvio Roberto Munhoz é formado em Educação Física pela FURJ – Fundação Universitária da Região de Joinville, em 1978. Sylvio foi o grande responsável pela implantação e o desenvolvimento do vôlei masculino em São Bento do Sul, cidade onde é professor de Educação Física na rede estadual de ensino desde 1978, e onde atuou como chefe e coordenador da Divisão de Educação Física na oitava UCRE.

Foi técnico de vôlei do município de São Bento do Sul de 1978 a 2008, conquistando o vice-campeonato nos Jogos Abertos e no Campeonato Estadual no ano de 1992. Presidente da Fundação Municipal de Desportos e membro do Conselho Municipal de Esportes de São Bento do Sul, vice-presidente da Liga Norte Catarinense de Voleibol e diretor da Escola Professor Roberto Grant.

Federação Catarinense de Futebol

Fundada em 12 de abril de 1924 com o nome de Liga Santa Catharina de Desportos Terrestres, a história da Federação Catarinense  de Futebol começou na Rua Esteves Júnior, no centro da Capital, no Gymnasio Catharinense, atual Colégio Catarinense. Ali se reuniram representantes do Atlético Florianópolis, Figueirense, Internato, Trabalhista e Avahy, para registrar a ata de fundação da hoje Federação Catarinense de Futebol.

Na época a entidade organizava campeonatos de atletismo, tiro ao alvo e também de futebol e por isso, em 1927, teve seu nome modificado para Federação Catarinense de Desportos.Com a consolidação do futebol, a evolução das demais modalidades de práticas esportivas, e a criação de entidades regulamentadoras específicas, em 1951 a Federação Catarinense de Desportos tornou-se a Federação Catarinense de Futebol, hoje presidida pelo já homenageado com a comenda, Delfim de Pádua Peixoto Filho.

 TJD homenageia Luiz Trindade Cassettari com a medalha Marcílio Krieger

Criada em 2011, a medalha Marcílio Krieger – que leva o nome da maior expressão do direito esportivo catarinense falecido em fevereiro de 2010 –  proferida pelo TJD/SC é destinada a juristas desportivos que tenham prestado relevantes serviços na área em âmbito estadual ou nacional. Este ano, o homenageado com a outorga é para Luiz Trindade Cassettari,  advogado graduado pela Universidade Federal de Santa Catarina em 1977. Desde essa época exerce advocacia na área do Direito Securitário e Desportivo.

Luiz Trindade Cassettari exerceu durante a década de 80 a função de Auditor do TJD do Futebol Catarinense, ocasião em que assumiu a Vice-Presidência e Corregedoria da instituição. Como advogado atuou na defesa de vários clubes e de atletas catarinense, entre os quais o Avaí Futebol Clube no período de 1990 a 2006 tendo sido agraciado em com a comenda de Benemérito concedida pelo Conselho Deliberativo, por serviços dedicados a defesa do clube e seus atletas na área desportiva.

Foi presidente da Federação Catarinense de Hipismo por três gestões.Foi Auditor  e presidente do Superior Tribunal de Justiça do Hipismo Brasileiro, no Rio de Janeiro, exercendo estas funções de 1999 a 2008, assumindo a partir de abril de 2006 a Presidência da instituição.

Palestrante em diversas ocasiões na matéria direito desportivo, Luiz Trindade Cassettari é juiz nacional oficial e delegado técnico da Confederação Brasileira de hipismo. É também professor credenciado para ministrar cursos de formação de juízes para provas de hipismo junto a Confederação Brasileira de Hipismo.

Informações adicionais:

Antonio Prado

(48) 9696-3045

Publicado em Geral
Escrito por

Emoção na primeira edição do Troféu Amigo da Fesporte

Florianópolis - Uma cerimônia marcada pela emoção e pelo justo reconhecimento a quem muito fez, ou ainda faz, pelo esporte de Santa Catarina. Foi este o tom da primeira edição do Troféu Amigo da Fesporte, nesta segunda-feira (27) à noite, na Capital. 

Confira a galeria de fotos da cerimônia de entrega do Troféu Amigo da Fesporte

O auditório da Fesporte ficou cheio para reverenciar os homenageados em uma noite para relembrar grandes histórias do esporte catarinense. O apresentador, o jornalista Mário Motta - ele também profundamente ligado ao esporte - chamou uma a uma as estrelas do evento, e todos foram recebidos com aplausos e plateia de pé: por ordem alfabética, Joel Ferreira do Nascimento (Maceió), Luiz Carlos Gonzaga Barbosa (Kalu), Milton Della Giustina, Pedro Segalotto (Pedruca), Roberto Alves e Valmor Buss.

Na sequência, o presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski, assinou a Resolução 14/2014, que instituiu oficialmente e de forma anual o Troféu Amigo da Fesporte. A partir daí, um breve histórico de cada um dos agraciados antecedeu a entrega da honraria no palco. Discursando em nome de todos os homenageados, o jornalista Roberto Alves - patrono desta primeira turma - contou histórias de todos, relembrou passagens marcantes dele nos Jogos Abertos e elogiou a iniciativa da Fesporte: "Toda homenagem é válida quando se tratam de nomes de tanta importância para o nosso esporte. Parabéns à Fesporte e ao presidente Marcelo Kowalski por criar mais um momento que estou certo que terá espaço destacado a cada ano", disse Roberto Alves, que ao final da fala ainda revelou a surpresa da noite: uma placa de mênção honrosa ao Sr. Ody Varella, hoje com 93 anos e um dos nomes mais importantes do nosso esporte. Como não pode estar presente ao evento, Seu Ody foi representado pelo comendador do esporte Carlos Anzoategui.

Falando em nome dos homenageados da noite, o patrono da turma, Roberto Alves (acima), relembrou casos marcantes dos Jogos Abertos e elogiou a iniciativa do prêmio. Abaixo, presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski, disse que o prêmio preenche uma lacuna da entidade no reconhecimento de sua história 

No encerramento da cerimônia, o presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski, se disse emocionado com a oportunidade de reverenciar nomes que fizeram parte da história dele como atleta do futsal nos anos 70. Destacou também que o prêmio surgiu para preencher uma lacuna da Fesporte enquanto instituição, e aproveitou para anunciar uma outra novidade: durante os 54º Jogos Abertos, no mês que vem em Itajaí, a Fesporte vai retomar, em parceria com a Associação dos Cronistas Esportivos de Santa Catarina (Acesc), a realização do Troféu Rodolfo Sestrem, em votação feita pela crônica esportiva que estiver na cobertura dos JASC para escolher os destaques da competição. "Queremos retomar mais este importante momento de Jogos Abertos marcantes nas lembranças de todos nós que amamos o esporte", disse Marcelo Kowalski, aplaudido de pé.  

Publicado em Geral
Escrito por

Acompanhe ao vivo o Troféu Amigo da Fesporte

Florianópolis - A Fesporte, além de mola propulsora do esporte catarinense através dos mais de 200 eventos ao longo do ano, tem uma importante função institucional de render justa homenagem, em vida, a personalidades do esporte que prestaram de alguma forma importantes serviços para o desenvolvimento do esporte catarinense ao longo de suas trajetórias.

Acompanhe ao vivo a transmissão da TV COM

É baseado nesta premissa que uma iniciativa do presidente Marcelo Kowalski vai realizar a primeira edição do "Prêmio Amigo da Fesporte", nesta segunda-feira (27), às 20h, na sede da Fundação (Rua Comendador José Ricardo Nunes, nº 79, Bairro Capoeiras - Florianópolis). A cerimônia terá transmissão ao vivo para todo Estado pela TV COM e também pela internet.

"É preciso reverenciar sempre que possível a história virtuosa do nosso esporte, e uma forma de fazer isso é homenagear personalidades que tiveram papel relevante neste processo. E são muitos os nomes que poderiam estar nesta primeira lista, certamente muitos estarão nas próximas", disse o presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski.

Foram selecionados para esta primeira edição seis pessoas que se encaixam no perfil. Um deles será homenageado pelo presidente da Fesporte, e como "patrono da primeira turma", premiará os demais. A intenção é que a honraria seja anual, entregue sempre às vésperas dos Jogos Abertos de Santa Catarina e que contemple todas as regiões de Santa Catarina. Além disso, uma outra personalidade ainda será homenageada com uma menção honrosa. O nome só será revelado no dia da cerimônia.

Os homenageados da primeira edição:

Roberto Alves (patrono da 1ª turma) - Jornalista de forte ligação com Florianópolis, tem o nome diretamente ligado à história dos Jogos Abertos ao longo dos anos. Ainda hoje, trata-se de um entusiasta do esporte amador nos meios de comunicação.

Pedro Segalotto, o Pedruca - Conhecido como "o campeão de tudo" na Bocha. Jogou por Chapecó e Quilombo e é considerado um dos maiores nomes da modalidade em Santa Catarina e no Brasil.

Valmor Buss - Ex-jogador de basquete, muitas vezes campeão dos JASC, que se destacou como técnico de vôlei em Blumenau e criou times supercampeões nos anos 80. Foi um dos descobridores, entre tantos talentos, de Ana Moser.

Milton Della Giustina - Grande nome do ciclismo catarinense, idealizador de competições por todo o Estado.

Luis Carlos Gonzaga Barbosa, o Kalu - Desportista radicado em Lages, de imensa contribuição ao esporte catarinense: entre outros feitos, foi um dos idealizadores dos Joguinhos Abertos de SC, que este ano teve sua 27ª edição.

Joel Ferreira, o Maceió - Jornalista que por muitos anos divulgou e incentivou o esporte amador em suas colunas no Jornal A Notícia. Considerado um dos maiores fomentadores dos JASC na imprensa catarinense.

Fique atento:

Prêmio Amigo da Fesporte

Dia 27 de outubro (segunda-feira), às 20h

Sede da Fesporte - Rua Comendador José Ricardo Nunes, 79 - Bairro Capoeiras / Florianópolis

Publicado em Geral
Escrito por

Dirigentes avaliam encontros sobre o esporte de SC

Pomerode - Na manhã desta sexta-feira (3), Pomerode sediou o último dos quatro encontros com dirigentes esportivos que discutiram e deliberaram, desde terça-feira, sugestões para melhorar a estrutura esportiva de Santa Catarina e os eventos organizados pela Fesporte. 

Baixe aqui o boletim do congresso técnico com a programação

Pomerode, integrante da região Leste-Norte, se juntou aos outros encontros que começaram terça-feira, dia 30, pelo município de São Ludgero (regional Sul), passando por Seara (Oeste), quarta, dia 1º, e Herval d’Oeste (Centro Oeste), quinta, dia 2.

Os encontros foram organizados pela Fesporte, Conselho Estadual de Esportes (CED) e o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) de Santa Catarina. Em Pomerode, entre as autoridades, estiveram presentes Rolf Nicolodelli, prefeito municipal; Marcelo Kowalski, presidente da Fesporte; e Alexandre Monguillot, presidente do Conselho Estadual do Esporte.

Marcelo Kowalski avaliou os encontros como bem sucedidos, pois, segundo ele, deram a oportunidade dos municípios serem ouvidos. Quando tive a ideia destes encontros tinha a certeza que eles seriam bem sucedidos. As propostas apresentadas nestas reuniões nortearão nossas ações esportivas. Nossa proposta é que mais reuniões desse porte possam ser feitas, até para podermos avaliar nossas ações esportivas”.

Várias propostas surgidas

Durante o encontro várias propostas foram sugeridas para melhorar o esporte catarinense. Foi proposto que a Secretaria de Educação esteja mais presente nas ações esportivas do Estado e que se busque soluções para melhorar o trabalho de base nos municípios.

Foi defendido também que se tenham regras mais claras quanto à distribuição de recursos entre as Secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs) e as prefeituras durante os eventos esportivos e que neste processo haja melhor alinhamento entre as SDRs e prefeituras para que recursos financeiros esportivos sejam realmente destinados ao seu fim.

 

Dirigentes participam da reunião em Pomerode: ideia sugerida pelo presidente da Fesporte surgiu há três meses (Foto: Antonio Prado)

Também foi defendida a ideia de se reduzir os dias de realização do tênis de mesa, que atualmente é de 5 dias; respeitar os horários limites dos jogos noturnos; apresentação de documento de identificação e atestado de matrícula nos eventos escolares; nos Jogos Escolares e Parajesc que todas as SDRs  sejam obrigadas a participar do cerimonial de abertura. 

Foi defendido também que as propostas apresentadas nos encontros não sejam resumidas em um documento esquecido em uma gaveta; que se estreite a relação entre as direções das escolas que servem de alojamentos com as delegações esportivas e organizadores dos eventos esportivos e também que se crie um programa único de revelação de talentos esportivos.

Sugestões serão sistematizadas em formulários

Como ocorreu nos encontros anteriores, os participantes também expuseram suas sugestões em formulários específicos para que os organizadores possam sistematizar as propostas para ver a viabilidade de serem implantadas pela Fesporte e também discorreram, no documento, sobre a estrutura esportiva do município que estavam representando. Segundo os organizadores, com as informações se criará um inventário da situação atual das estruturas esportivas municipais, o que vai facilitar um futuro trabalho de qualificação em todas as regiões. 

Na parte da tarde os dirigentes participaram do congresso técnico da etapa Leste-Norte dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) para o sorteio das chaves do futsal, futebol, vôlei, handebol, basquete, bocha e bolão 23. A etapa Leste-Norte dos Jasc será em Pomerode de 17 a 22 de outubro envolvendo 27 municípios. O campeão o vice de cada modalidade estarão classificados à etapa estadual dos Jasc, que será de 15 a 25 de novembro, em Itajaí.

Sobre a realização dos encontros com dirigentes da quatro regiões esportivas, atendidas pela Fesporte, os participantes teceram diversas opiniões. Eis algumas delas:

Veja as opiniões de alguns participantes

Hélcio Liebl, presidente da Fundação Municipal de Esportes de São Bento do Sul

“Estes encontros foram positivos, pois deram a chance para os municípios trazerem suas ideias. Muitas coisas acontecem quando estamos na nossa base que precisam ser compartilhadas com outros municípios. Achei muito louvável essa iniciativa, pois as ideias aqui apresentadas têm o propósito de melhorar o esporte catarinense”. 

Luiz Schlindhein, secretário de Esportes de Guabiruba

“Essas reuniões servem para aproximar os municípios da Fesporte. Às vezes ficamos sabendo das ações pelo site da Fesporte e essa reunião nos dá a oportunidade de discutir nossas realidades pessoalmente e ficar realmente por dentro do que realmente está acontecendo”.

Mesa das autoridades presentes ao encontro com dirigentes (Foto: Antonio Prado)

 

José Carvalho Júnior, diretor técnico da Fundação de Esportes de Canoinhas

“É sempre bom ter um momento de discussão para pormos nossas ideias e sugestões em prática. Isso é democratização de espaço até para podermos entrar em consenso sobre nossas atividades esportivas. Isso é positivo principalmente para os municípios pequenos”.

Alexandre Gessner, secretário de Esporte e Turismo e Lazer de Benedito Novo

“Esses encontros são muitos bons, pois permitem que o Estado saiba os que os municípios estão fazendo e pensam sobre o esporte de Santa Catarina. Estas reuniões permitem que todos estejam inteirados sobre a coletividade e nos permitem deliberar ações baseadas na realidade de cada município”.

Célio Schlingmann, presidente da Fundação Promotora de Eventos, Esporte e Lazer de Pomerode

“Fóruns como esses são importantes para aproximar a Fesporte das fundações esportivas municipais. Para se discutir que não adianta melhorar o esporte tecnicamente se não se dá condições estruturais para a realização das competições”. 

Fernando Kreling, presidente da Fundação de Esportes, Lazer e Eventos de Joinville (Felej)

Esta ação é importante, pois abre espaço para a discussão que valoriza os municípios, pequenos ou grandes para expor suas particularidades e suas dificuldades”.

Mais Informações:

Antonio Prado

(48) 9696-3045

Publicado em Geral
Escrito por

Dirigentes avaliam encontros sobre o esporte de SC

Pomerode - Na manhã desta sexta-feira (3), Pomerode sediou o último dos quatro encontros com dirigentes esportivos que discutiram e deliberaram, desde terça-feira, sugestões para melhorar a estrutura esportiva de Santa Catarina e os eventos organizados pela Fesporte. 

Pomerode, integrante da região Leste-Norte, se juntou aos outros encontros que começaram terça-feira, dia 30, pelo município de São Ludgero (regional Sul), passando por Seara (Oeste), quarta, dia 1º, e Herval d’Oeste (Centro Oeste), quinta, dia 2.

Os encontros foram organizados pela Fesporte, Conselho Estadual de Esportes (CED) e o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) de Santa Catarina. Em Pomerode, entre as autoridades, estiveram presentes Rolf Nicolodelli, prefeito municipal; Marcelo Kowalski, presidente da Fesporte; e Alexandre Monguillot, presidente do Conselho Estadual do Esporte.

Marcelo Kowalski avaliou os encontros como bem sucedidos, pois, segundo ele, deram a oportunidade dos municípios serem ouvidos. “As propostas apresentadas nestes encontros nortearão nossas ações esportivas. Nossa proposta é que mais reuniões desse porte possam ser feitas, até para podermos avaliar nossas ações esportivas”.

Várias propostas surgidas

Presidente da Fesporte Marcelo Kowalski (com microfone) disse que as propostas apresentadas auxiliarão nas ações esportivas da Fesporte (Foto: Antonio Prado)

Durante o encontro várias propostas foram sugeridas para melhorar o esporte catarinense. Foi proposto que a Secretaria de Educação esteja mais presente nas ações esportivas do Estado e que se busque soluções para melhorar o trabalho de base nos municípios. Foi defendido também que se tenham regras mais claras quanto à distribuição de recursos entre as Secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs) e as prefeituras durante os eventos esportivos e que neste processo haja melhor alinhamento entre as SDRs e prefeituras para que recursos financeiros esportivos sejam realmente destinados ao seu fim. 

Também foi defendida a ideia de se reduzir os dias de realização do tênis de mesa, que atualmente é de 5 dias; respeitar os horários limites dos jogos noturnos; apresentação de documento de identificação e atestado de matrícula nos eventos escolares; nos Jogos Escolares e Parajesc que todas as SDRs  sejam obrigadas a participar do cerimonial de abertura. 

Foi defendido também que as propostas apresentadas nos encontros não sejam resumidas em um documento esquecido em uma gaveta; que se estreite a relação entre as direções das escolas que servem de alojamentos com as delegações esportivas e organizadores dos eventos esportivos e também que se crie um programa único de revelação de talentos esportivos.

Sugestões serão sistematizadas em formulários

Como ocorreu nos encontros anteriores, os participantes também expuseram suas sugestões em formulários específicos para que os organizadores possam sistematizar as propostas para ver a viabilidade de serem implantadas pela Fesporte e também discorreram, no documento, sobre a estrutura esportiva do município que estavam representando. Segundo os organizadores, com as informações se criará um inventário da situação atual das estruturas esportivas municipais, o que vai facilitar um futuro trabalho de qualificação em todas as regiões. 

Alexandre  Monguillot, presidente do Conselho Estadual do Esporte participa das discussões com os dirigentes esportivos (Foto: Antonio Prado)

Na parte da tarde os dirigentes participaram do congresso técnico da etapa Leste-Norte dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) para o sorteio das chaves do futsal, futebol, vôlei, handebol, basquete, bocha e bolão 23. A etapa Leste-Norte dos Jasc será em Pomerode de 17 a 22 de outubro envolvendo 27 municípios. O campeão o vice de cada modalidade estarão classificados à etapa estadual dos Jasc, que será de 15 a 25 de novembro, em Itajaí.

Sobre a realização dos encontros com dirigentes da quatro regiões esportivas, atendidas pela Fesporte, os participantes teceram diversas opiniões. Eis algumas delas:

Veja as opiniões de alguns participantes

Hélcio Liebl, presidente da Fundação Municipal de Esportes de São Bento do Sul

“Estes encontros foram positivos, pois deram a chance para os municípios trazerem suas ideias. Muitas coisas acontecem quando estamos na nossa base que precisam ser compartilhadas com outros municípios. Achei muito louvável essa iniciativa, pois as ideias aqui apresentadas têm o propósito de melhorar o esporte catarinense”. 

Luiz Schlindhein, secretário de Esportes de Guabiruba

“Essas reuniões servem para aproximar os municípios da Fesporte. Às vezes ficamos sabendo das ações pelo site da Fesporte e essa reunião nos dá a oportunidade de discutir nossas realidades pessoalmente e ficar realmente por dentro do que realmente está acontecendo”.

José Carvalho Júnior, diretor técnico da Fundação de Esportes de Canoinhas

“É sempre bom ter um momento de discussão para pormos nossas ideias e sugestões em prática. Isso é democratização de espaço até para podermos entrar em consenso sobre nossas atividades esportivas. Isso é positivo principalmente para os municípios pequenos”.

Alexandre Gessner, secretário de Esporte e Turismo e Lazer de Benedito Novo

“Esses encontros são muitos bons, pois permitem que o Estado saiba os que os municípios estão fazendo e pensam sobre o esporte de Santa Catarina. Estas reuniões permitem que todos estejam inteirados sobre a coletividade e nos permitem deliberar ações baseadas na realidade de cada município”.

Célio Schlingmann, presidente da Fundação Promotora de Eventos, Esporte e Lazer de Pomerode

“Fóruns como esses são importantes para aproximar a Fesporte das fundações esportivas municipais. Para se discutir que não adianta melhorar o esporte tecnicamente se não se dá condições estruturais para a realização das competições”. 

Fernando Kreling, presidente da Fundação de Esportes, Lazer e Eventos de Joinville (Felej)

Esta ação é importante, pois abre espaço para a discussão que valoriza os municípios, pequenos ou grandes para expor suas particularidades e suas dificuldades”.

Mais Informações:

Antonio Prado

(48) 9696-3045

Publicado em Geral
Escrito por

Centro-Oeste propõe melhorias ao esporte

Herval d’Oeste - Penúltima entre as quatro programadas, a reunião em Herval d’Oeste (transferida de Joaçaba em comum acordo entre as duas cidades) com os dirigentes esportivos da região Centro-Oeste, realizada nesta quinta-feira (2), foi considerada bastante positiva pelos participantes já que, depois de 10 anos a Fesporte, o Conselho Estadual de Esportes (CED) e o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) de Santa Catarina voltaram a ouvir as propostas dos municípios para melhorar as ações promovidas pela Fesporte.

 

Baixe aqui o boletim do congresso técnico com a programação

Nesta sexta-feira, dia 3, em Pomerode, se encerra o ciclo de encontros com os dirigentes, desta vez com os integrantes da região Leste-Norte. A reunião será às 9 horas no Teatro Municipal (Rua Hermann Weege, 111). 

Em Herval d'Oeste, como aconteceu nas duas reuniões anteriores, em Seara (com dirigentes da região Oeste) e em São Ludgero (Sul), os integrantes da Fesporte fizeram uma explanação sobre os eventos esportivos da instituição, enquanto os representantes do CED discorreram sobre as leis que regulamentam o esporte em Santa Catarina. Entre as autoridades o prefeito do município Nélson Guindani.

Realização de um sonho

Integrantes da Fesporte conduziram os trabalhos na plenária (Foto Antonio Prado)

Para Marcelo Kowalski, presidente da Fesporte, a realização das reuniões é a concretização de um sonho antigo. “Desde que assumi a Fesporte, há três meses, sempre disse que iria estreitar a relação da Fesporte com os municípios, e agora, com essas reuniões, estamos dando os primeiros passos para isso, e, de forma importante, pois as opiniões, as ideias, as críticas que surgiram nestes encontros, ajudarão a desenvolver ainda mais o esporte catarinense”. 

Na plenária os dirigentes esportivos deram diversas ideias para melhorar o calendário esportivo da Fesporte. Entre elas surgiu a proposta de criar duas divisões em todas as modalidades dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) para oportunizar a maior participação dos municípios pequenos. Em contrapartida a esta ideia discutiu-se sobre as dificuldades de alojamento para mais participantes e também a expansão de dias da competição.

Dirigentes propuseram ainda a possibilidade de realizar os Parajasc em setembro, e não no meio do ano, evitando assim o inverno; a inclusão do badminton na Olesc, já que é uma modalidade em expansão nas escolas catarinenses, e que a Fesporte concentrasse seus eventos mais no primeiro semestre, período que, segundo os participantes, as prefeituras dispõem de mais recursos financeiros para as ações esportivas. Propuseram ainda a exclusão da fase microrregional dos eventos com alegação que os atletas teriam mais tempo na escola.

Importação de atletas

Nesta sexta-feira Pomerode sedia o último encontro entre os dirigentes Foto: Antonio Prado)

Também o Projeto de Lei (PL) 065.2014, que restringe a importação de atletas, foi abordado. Pelo projeto o atleta de ponta teria que ser residente ou residir há cinco anos no Estado. Alguns participantes acharam o período muito longo, defendendo que poderia ser o fim de muitas modalidades que necessitam ter atleta importado para completar uma equipe. Outros acham o período deve ser reduzido.

Como ocorreu nos encontros anteriores, os participantes também expuseram suas sugestões em formulários específicos para que os organizadores possam sistematizar as propostas para ver a viabilidade de serem implantadas pela Fesporte e também discorreram, no documento, sobre a estrutura esportiva do município que estavam representando. Segundo os organizadores, com as informações se criará um inventário da situação atual das estruturas esportivas municipais, o que vai facilitar um futuro trabalho de qualificação em todas as regiões. 

Para Daniel Monteiro, técnico em gestão esportiva e analista técnico da Comissão de Educação e Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, os encontros estão sendo bem aproveitados pelos municípios. “Esta iniciativa foi altamente positiva, pois aqui estamos buscando na fonte qual o caminho que queremos para o esporte catarinense. Nunca é intempestivo se discutir o esporte'.

"Esse processo", continua Monteiro," ainda precisa ser ainda mais fomentado. Quero parabenizar a Fesporte, o CED e TJD pela iniciativa e conclamar que nas próximas oportunidades, que a Secretaria Estadual de Educação e as entidades que atuam na área esportiva estejam presentes para fortalecer o movimento em prol do esporte catarinense”.

Elogios ao encontro

Dirigente esportivo participa da reunião: evento elogiado pelos participantes (Foto: Antonio Prado)

Quem também gostou da oportunidade de se discutir melhorias para o esporte catarinense foi Cíntia Raimundo da Silva, diretora técnica esportiva da Fundação de Esportes de Curitibanos, que durante sua explanação elogiou o presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski, pela iniciativa. 

“Este encontro é o primeiro passo para a mudança do que se tem que melhorar. O dirigente esportivo, que é aquele que está na base vivendo os problemas do dia a dia do seu município, identificou e trouxe o seu problema para ser discutido. Espero que, com essas sugestões, os dirigentes da Fesporte consigam compilar uma ideia nova para que o esporte de base, de rendimento e de participação se mantenham alinhados com as políticas públicas que o Estado tenha a oferecer”, finalizou Cíntia.

Na parte da tarde os dirigentes participaram do congresso técnico da etapa Centro-Oeste dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) para o sorteio das chaves do futsal, futebol, vôlei, handebol, basquete, bocha e bolão 23. A etapa Centro-Oeste dos Jasc será em Joaçaba de 17 a 22 de outubro envolvendo 33 municípios. O campeão o vice de cada modalidade estarão classificados à etapa estadual dos Jasc, que será de 15 a 25 de novembro, em Itajaí.

Mais Informações:

Antonio Prado

(48) 9696-3045

 

Publicado em Geral
Escrito por

Desportistas sugerem mudanças em calendário esportivo

Seara - Importar ou não atletas de fora para as competições esportivas em Santa Catarina? Eliminar um dos eventos que envolvem basicamente a mesma faixa etária, entre Olesc, Joguinhos ou Jesc 15-17 anos, visando a enxugar o calendário de eventos esportivos. Implantar duas divisões em mais modalidades para contemplar os municípios pequenos. Estas foram algumas das propostas dos participantes surgidas durante o encontro promovido nesta quarta-feira (1) em Seara pela Fesporte, Conselho Estadual de Esportes (CED) e Tribunal de Justiça Desportiva (TJD/SC) com os dirigentes esportivos dos 50 municípios da região Oeste de Santa Catarina.

Baixe aqui o boletim do congresso técnico com a programação

“Foi um encontro altamente positivo”, disse Marcelo Kowalski, presidente da Fesporte. “Depois de 10 anos estamos ouvindo novamente os municípios. E isso é importante para saber qual o formato ideal que querem para nossas competições esportivas”, disse o dirigente. Entre os presentes esteve a prefeita de Seara, Lacir Grigor, que agradeceu a presença de todos, dizendo-se confiante de que seu município realizará uma grande etapa regional Oeste dos Jasc, de 10 a 15 de outubro. 

Durante o encontro foi discutido o calendário de eventos da Fesporte, com os técnicos da entidade detalhando cada evento, e também o detalhamento do sistema esportivo de Santa Catarina, que envolve além da Fesporte o CED e o TJD.

Maior participação dos municípios pequenos

Na plenária várias propostas surgiram com o objetivo de melhorar o calendário esportivo da Fesporte. Representantes de municípios pequenos defenderam a criação de duas divisões nas principais modalidades nos eventos de rendimento, alegando que isso contemplaria as cidades de menor porte. Também foi defendida a possível extinção de um evento, podendo ser a Olesc, Joguinhos ou Jesc, já que segundo alguns dos dirigentes os eventos abrangem uma mesma faixa etária de idade (entre 15 a 17 anos). Outra saída, segundo alguns participantes, seria o município limitar a participação do atleta por até dois eventos para que a vida estudantil do atleta não fosse tão afetada.

Integrantes da Fesporte detalharam todas as ações esportivas da instituição (Foto: Antonio Prado)

Entretanto, o ponto de maior polêmica foi a discussão do Projeto de Lei, que tramita na Assembleia Legislativa, que limita a importação de atletas para os eventos esportivos em Santa Catarina. O texto do projeto diz que o atleta de ponta, para participar de um evento esportivo no Estado, precisa ser residente ou residir há cinco anos em Santa Catarina. A maioria criticou o projeto, defendendo que atletas de ponta vindos de fora agregam valor técnico às competições.

Durante a reunião os dirigentes receberam formulários para sistematizar suas propostas que serão encaminhadas à Fesporte. O objetivo também é a criação de um inventário da situação atual das estruturas esportivas municipais, o que vai facilitar um futuro trabalho de qualificação em todas as regiões. Todas as discussões e sugestões serão analisadas por uma equipe técnica da Fesporte para a viabilidade de serem colocadas em práticas nas ações esportivas da instituição. 

Na parte da tarde os dirigentes participaram do congresso técnico da etapa Oeste dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) para o sorteio das chaves do futsal, futebol, vôlei, handebol, basquete, bocha e bolão 23. A etapa Oeste dos Jasc será em Seara de 10 a 15 de outubro envolvendo 37 municípios. O campeão o vice de cada modalidade estarão classificados à etapa estadual dos Jasc, que será de 15 a 25 de novembro, em Itajaí. 

Encontro é elogiado

No período da tarde os desportistas participaram do congresso técnico da etapa regional Oeste dos Jasc (Foto: Antonio Prado)

O encontro entre as instituições e os dirigentes da região Oeste de Santa Catarina foi bastante elogiado pelos participantes. Geovani Geroto, professor de educação física em Xavantina, disse que a reunião foi positiva, pois as pessoas presentes puderam contribuir com suas sugestões para melhorar a estrutura esportiva de Santa Catarina. Seguindo o mesmo raciocínio Cláudio Dissoloti, da Secretaria de Esportes de Chapecó, disse que o encontro foi importante, pois culminará com a construção de um documento de propostas que norteará as ações esportivas da Fesporte.

Nesta quinta-feira, dia 2, Joaçaba será sede do encontro entre os dirigentes da região Centro-Oeste. A reunião começa às 9 horas, no auditório Sociedade Esportiva Perdigão (Rodovia do Ovo, Km 15) e por fim, sexta-feira, dia 3, a reunião acontece em Pomerode, às 9 horas, no Teatro Municipal (Rua Hermann Weege, 111), com esportistas da região Leste-Norte. 

Mais Informações:

Antonio Prado

(48) 9696-3045

 

Publicado em Geral
Escrito por

Dirigentes discutem, em São Ludgero, o esporte de SC

São Ludgero - Na manhã desta terça-feira (30) dirigentes da região Sul discutiram, em São Ludgero, o atual modelo do sistema esportivo de Santa Catarina. O encontro foi organizado pela Fesporte em conjunto com o Conselho Estadual de Esporte e Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina. Na pauta, além da descrição do sistema esportivo do Estado, os dirigentes deram propostas para melhorar a realização dos eventos da Fesporte. 

Baixe aqui o boletim do congresso técnico com a programação

Nesta quarta-feira (1º) será a vez de Seara sediar o encontro, que acontece a partir das 9 horas no auditório João Furlanetto (Avenida Beira-Rio, 05 – anexo à Secretaria de Educação). Depois os dirigentes se encontrarão em Joaçaba, quinta-feira, dia 2, às 9 horas, no auditório  Sociedade Esportiva Perdigão (Rodovia do Ovo, Km 15) e por fim, sexta-feira, dia 3, o encontro acontece em Pomerode, às 9 horas, no Teatro Municipal (Rua Hermann Weege, 111).

O encontro em São Ludgero contou com a presença de autoridades, entre os quais Marcelo Kowalski, presidente da Fesporte, Alexandre Monguillot, presidente do Conselho Estadual do Esporte, e do prefeito de São Ludgero, Volnei Weber, além de Luciano Hostins, procurador do Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina. Kowalski destacou que pretende, com os encontros, deixar um legado ao esporte catarinense por meio das sugestões dos dirigentes. “É importante ouvir vocês (os municípios) para que possamos ter um diagnóstico das necessidades e o que precisa ser feito para o esporte de Santa Catarina”, destacou.

Congresso técnico da etapa Sul dos Jasc

Várias propostas foram sugeridas para os eventos organizados pela Fesporte, como a possibilidade de mais vagas para escolas públicas em eventos escolares, buscar mais alternativas para a maior participação dos municípios pequenos nos eventos da Fesporte, organizar as regionais dos eventos esportivos com mais modalidades, entre outras sugestões.

Logo após as discussões os dirigentes participaram do congresso técnico da etapa Sul dos Jasc, que será de 10 a 15 de outubro em São Ludegero (Foto: Antonio Prado)

Durante a reunião os dirigentes receberam formulários para sistematizar suas propostas que serão encaminhadas à Fesporte. O objetivo também é a criação de um inventário da situação atual das estruturas esportivas municipais, o que vai facilitar um futuro trabalho de qualificação em todas as regiões. Todas as discussões e sugestões serão analisadas por uma equipe técnica da Fesporte para a viabilidade de serem colocadas em práticas nas ações esportivas da instituição. 

Na parte da tarde os dirigentes participaram do congresso técnico da etapa Sul dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) para o sorteio das chaves do futsal, futebol, vôlei, handebol, basquete e bocha. A etapa Sul dos Jasc, em São Ludegero, será de 10 a 15 de outubro e envolverá 25 municípios. O campeão o vice de cada modalidade estarão classificados à etapa estadual dos Jasc, que será de 15 a 25 de novembro, em Itajaí. 

Para Franklin Gonçalves, diretor de esportes de Anitápolis, encontros como estes são muito importantes. “O ato de escutar todas as partes é democracia. Aqui surgiram boas sugestões e esperamos que sejam aplicadas”. Já Euclides Jerônimo Ribeiro, professor em Criciúma, foi enfático: “Este trabalho é de grande valia, deveríamos ter mais um dia para as discussões e assim teríamos mais propostas”.

Mais Informações:

Antonio Prado

(48) 9696-3045

Publicado em Geral
Escrito por

Fesporte, CED, TJD e municípios discutem o esporte catarinense

Florianópolis – A partir desta terça-feira (30) a Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), Conselho Estadual do Esporte (CED), Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) de Santa Catarina e municípios começam a discutir os rumos do esporte catarinense para os próximos anos. Os encontros ocorrerão de 30 de setembro a 3 de outubro e reunirão dirigentes esportivos municipais, atletas e autoridades para discutir o momento e os próximos passos do desporto catarinense.

São Ludgero será o primeiro município a sediar o encontro, às 9 horas no auditório do Samae (Avenida Monsehor Frederico Tombroc, 115). Depois o roteiro abrange os municípios de Seara Joaçaba e Pomerode (veja os locais abaixo).

Esses encontros são um objetivo do presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski, desde que assumiu o comando da Fundação, em julho. E aproveitarão as datas dos congressos técnicos das etapas regionais dos 54º Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC) para ir a todas as regiões do Estado. E não só os dirigentes e interessados das cidades-sede estão sendo convidados. A ideia é reunir o máximo de representantes de cada região aproveitando o fator da proximidade geográfica.

Também será possível, através de um questionário, fazer uma espécie de inventário da situação atual das estruturas esportivas municipais, o que vai facilitar um futuro trabalho de qualificação em todas as regiões.

Ouvindo as sugestões dos municípios

“Tenho dito que os municípios são os principais clientes dessa engrenagem do esporte de Santa Catarina que envolve a Fesporte, o CED e o TJD. Dessa forma penso que é nossa obrigação ir até eles e ouvir as sugestões, as críticas e as demandas de cada um para que, com a participação efetiva de todas as partes, possamos ter um caminho sólido para o esporte catarinense seguir crescendo”, destacou o presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski.

Alexandre Monguillot, presidente do Conselho Estadual do Esporte, avalia a iniciativa como uma aproximação necessária com quem faz o esporte na ponta, no caso os municípios. “É importante que possamos ouvir as demandas, pois a intenção sempre é acertar, mas muitas vezes achamos que o caminho é um, mas nos municípios a necessidade é um pouco diferente. Ao alinhar essas expectativas, quem ganha é o esporte catarinense”, explicou o presidente do CED.

Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva, Aldo Abrahão Massih Junior destaca a oportunidade técnica dessa ida até as esferas municipais, onde nem sempre é possível fazer a capacitação necessária para os julgamentos. “Há uma estrutura muito grande de tribunais desportivos em eventos microrregionais, por exemplo, e nem sempre eles podem vir até o TJD, ou vice-versa, para esse alinhamento que se faz necessário. Então a oportunidade que se abre com esses encontros é fantástica”, disse Aldo.

Confira as datas das reuniões:

Dia 30 de setembro – São Ludgero

9h – Auditório do Samae (Avenida Monsenhor Frederico Tombrock, 115)

Dia 1º de outubro – Seara

9h – Auditório João Furlanetto (Avenida Beira-Rio, 05 – anexo à Secretaria de Educação)

Dia 2 de outubro – Joaçaba

9h – Sociedade Esportiva Perdigão (Rodovia do Ovo, Km 15)

Dia 3 de outubro – Pomerode

9h – Teatro Municipal (Rua Hermann Weege, 111)

Mais informações:

Rodrigo Braga

Ass. Comunicação Fesporte

48 8802-7742

Antonio Prado

(48) 9696-3045

 

Pagina 42 de 49