Segunda, 19 Dezembro 2016 22:10

Balneário Camboriú busca tri no handebol com ex-seleção Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Gerson Cabral já foi treinador de Duda Amorim, Ana Paula e da goleira Babi na seleção sub-16 Gerson Cabral já foi treinador de Duda Amorim, Ana Paula e da goleira Babi na seleção sub-16 Lucas Inácio

O handebol feminino de Balneário Camboriú veio para a Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc) com o peso do favoritismo. A equipe é a atual bicampeã do torneio e busca repetir o feito dos Joguinhos Abertos, em outubro: conquistar o tri, também disputado em Caçador. Além disso, o time é tetra campeão estadual na categoria juvenil (sub-18) e atual campeão dos Jogos Escolares da Juventude, competição nacional que foi realizada em João Pessoa há um mês.

Tantas conquistas passam diretamente pelo projeto desenvolvido no município pelo técnico Gerson Cabral, desde 2009. “O favoritismo é um peso nas nossas costas, mas temos que saber trabalhar com isso. A equipe conquistou nos últimos dois anos e, com isso, ficamos visados pelos adversários, mas trabalhamos bem e a base é a mesma do grupo que venceu as duas últimas Olesc, então temos a possibilidade do tri e vamos trabalhar para isso”.

Cabral é técnico há mais de 30 anos e sempre comandando categorias de base. Começou a carreira no Rio Grande do Sul, onde dirigiu vários clubes, chegou à seleção gaúcha cadete (nomenclatura do handebol para o sub-16) e, entre 2001 e 2004, alcançou a seleção brasileira, a qual foi assistente durante três anos e técnico no último.

Nesse tempo, ele comandou várias atletas que participaram do título mundial de 2013 e da Olimpíadas do Rio com a seleção brasileira, entre elas a goleira Babi Arenhart, Ana Paula Rodrigues, Duda Amorim, Samira Rocha, entre outras. “É muito bom, pois sabemos que estamos sendo bem treinadas e ter um técnico com essa experiência ajuda muito para chegar aonde queremos, pois ele passa muitos ensinamentos para nós. Ele é bem exigente e, além de tudo, é um paizão”, falaram as atletas Gabriela Delatorre e Ana Paula Altmann que estão há quatro na equipe. Elas acompanham a delegação, mas não disputam a competição por conta da idade.

Mesmo com um currículo extenso, Cabral cuida para manter o foco e tem no título da Olesc uma das prioridades no ano. “Em Santa Catarina essa é uma das principais competições, os municípios investem para estar aqui, dão bolsa justamente porque os atletas representam suas cidades, então a gente valoriza muito essas competições da Fesporte e é sempre um dos nossos alvos quando fazemos o planejamento", exaltou o técnico.

Na partida desta segunda-feira, pelo encerramento da fase de grupos, Balneário Camboriú venceu Barra velha por 34 a 15 e disputa as quartas-de-final e, se passar de fase, as semifinais nesta terça. Para conseguir mais um título, o técnico trouxe esposa Regina e o filho Enzo, um apoio a mais para conquistar outro tricampeonato e ter mais uma boa lembrança de Caçador.

Texto: Lucas Inácio - (48) 99620-2467

Assessoria de Comunicação Fesporte

Antônio Prado

Heron Queiroz

Mariana Hendler

Tels: (48) 3665 6126, 36656127, 36656128

Cel: (48) 9635-9617

www.fesporte.sc.gov.br

https://www.facebook.com/fesporte

Lido 690 vezes Última modificação em Terça, 20 Dezembro 2016 12:42

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.