×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 331

Publicado em Jasc
Escrito por

Futsal feminino inicia as disputas nos Jasc 2015

A bola já está rolando no futsal feminino nos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc). As disputas iniciaram nesta quinta-feira, dia 11, pela Primeira Divisão, que conta com dez equipes.

Na chave A estão Balneário Camboriú, Dionísio Cerqueira, Caçador e Santo Amaro da Imperatriz. Já na chave B duelam Tubarão, Lages, Rio Negrinho, Mondaí e Piratuba.

Duas partidas movimentaram a primeira rodada, ambas pela chave B. Em um jogo bastante disputado e decidido apenas nos minutos finais, Lages venceu Piratuba de virada por 4 a 2. Na sequência, Rio Negrinho e Mondaí empataram em 2 a 2.

As disputas da Primeira Divisão continuam neste sábado, dia 12, ambas no Ginásio Municipal de Erval Velho. Às 15h30min, Lages enfrente Mondaí. E às 17h, é a vez de Piratuba e Tubarão se enfrentarem.

Já a Divisão Especial, que conta com seis times, inicia na próxima segunda-feira, dia 14, com os confrontos entre Chapecó x São José, Brusque x Criciúma e Itajaí x Blumenau.

Com 4,6 mil atletas de 78 municípios catarinenses, a 55ª edição dos Jasc é uma realização do Governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado do Turismo, Cultura e Esporte e da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte).

A competição, uma das maiores e mais tradicionais do Brasil, ocorrerá até o próximo dia 18 nos municípios de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna, com apoio de Erval Velho, Lacerdópolis e Ibicaré.

Texto Pablo Gomes

(49) 9926.6775

Publicado em Jasc
Escrito por

Itajaí dispara rumo ao bicampeonato nos Jogos Abertos

 

A definição dos vencedores nas modalidades de natação e judô, tanto no masculino quanto no feminino, nesta sexta-feira (11), deu a largada rumo ao título da 55ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina, evento que está sendo realizado em Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna. Itajaí ganhou tudo e, com quatro troféus já garantidos entre os 47 que estão em disputa, larga a passos largos rumo ao título de campeão geral, repetindo a conquista de 2014, quando foi o município anfitrião.

Itajaí dispara, com 52 pontos, na classificação geral, 36 na frente de São José e Florianópolis, que dividem a segunda colocação, com 16. Na sequência estão Blumenau, com 15pontos; Criciúma, 11; Joaçaba e Tubarão, 5; e Joinville aparece só em 8º, com quatro pontos. Outra modalidade que já definiu medalhas foi o ciclismo. Depois de Joinville vencer a prova na categoria cross country, Florianópolis ganhou, nesta sexta-feira, a prova contrarrelógio. Restam quatro etapas para definir o campeão da modalidade.

As disputas deste sábado (12) devem definir mais quatro campeões: atletismo (M e F); bolão 16 (M) e tênis (F). Mas no tênis pode ter um jogo extra, no domingo, se a equipe que vencer a final tiver disputado a chave dos perdedores. Nenhuma modalidade começa neste sábado.

A sexta-feira também definiu as primeiras medalhas nas modalidades de Karatê, nos dois naipes; atletismo, também no masculino e no feminino; e no tiro, que vai distribuir três troféus: tiro armas curtas, tiro armas longas e tiro ao prato. E o dia foi marcado ainda pelo início das disputas nas modalidades de basquete (M), futsal (F), handebol (M), vôlei (M) e xadrez (M e F), além de prosseguirem as disputas de basquete (F), bocha (M), bolão 16 (M), futebol, futsal (M), futsal da Divisão Especial (M), handebol (F), tênis (M e F) e vôlei (F).

A etapa estadual dos Jasc é uma promoção do Governo do Estado, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna, e com o apoio de Erval Velho e Lacerdópolis. Participam 78 municípios, envolvendo 4.600 atletas, que competem em 26 modalidades. 

Texto: Geraldo De Cesaro

Publicado em Jasc
Escrito por

Tiro de armas curtas distribui primeiras medalhas

As disputas da pistola de ar 10 metros abriram a modalidade de Tiro de Armas Curtas nos 55º Jogos Abertos de Santa Catarina, nesta sexta-feira, 11. As competições acontecem no clube Caça e Tiro, em Joaçaba, e seguem no sábado e domingo.

No primeiro dia da modalidade, as medalhas saíram para os atletas Júlio de Almeida (1º), de Rio do Sul, Felipe Wu (2º), de Chapecó, e Valdimir Silveira (3º lugar), de Rio do Sul.

Nas disputas por equipe, o município de Chapecó ficou com a medalha de ouro, Rio do Sul foi prata e Caçador bronze.

Chapecó busca o tri campeonato consecutivo

Neste sábado a categoria em jogo será pistola de ar 50 metros e no domingo fogo central. Os chapecoenses são os atuais bi campeões da modalidade.

Atletas miram a Olimpíada

Rivais nos Jogos Abertos, três atletas de diferentes municípios estarão na Olimpíada do Rio de Janeiro em 2016 defendendo a seleção brasileira de tiro de armas curtas.

Felipe Wu, que compete por Chapecó nos Jasc, é atual campeão Panamericano e tem vaga garantida, assim como Emerson Duarte, de Florianópolis. Júlio Almeida, de Rio do Sul, é outro nome bem próximo de confirmar presença nos Jogos Olímpicos.

Jasc

Com 4,6 mil atletas de 78 municípios catarinenses, a 55ª edição dos Jasc é uma realização do Governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado do Turismo, Cultura e Esporte e da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte).

A competição, uma das maiores e mais tradicionais do Brasil, ocorrerá até o próximo dia 18 nos municípios de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna, com apoio de Erval Velho e Lacerdópolis.

 

Texto Murilo Roso

 

Publicado em Jasc
Escrito por

TV Fesporte transmite voleibol ao vivo

TV Fesporte transmite na noite desta sexta-feira o voleibol masculino.

Clique aqui e assista

Às 18 horas Concórdia X Pinheiro Preto e às 20 horas Fraiburgo X Criciúma

Publicado em Jasc
Escrito por

Resultados desta sexta-feira, 11/12, até as 19:13 h

ATLETISMO FEMININO

Lançamento do martelo

 1ª Ana Lays Bayer - Joinville

2ª Mariana Marcelino - Brusque

3ª Josiane Soares - Blumenau

 Salto em altura

1ª Monique Varmeling - Criciúma 

2ª Carolina da Silva - Criciúma

3ª Jéssica Oliveira de Andrade - Concórdia

 5000 m rasos

 1ª Joziane Cardoso - Concórdia

2ª Elisangela de Oliveira - Joinville

3ª Dione Chillemi - Brusque

 400 m rasos

 1ª Yasmin Fagundes - Itajaí

 2ª Bruna Cestrem - Joinville

 3ª Gerlucia da Silva - Concórdia

 100 m rasos

 1ª Anny Caroline de Bassi - Baln. Camboriú

 2ª Ludmila Cardoso - Blumenau

 3ª Fernanda Araújo - Brusque

 

Salto em distância

 1ª Eliane Martins - Brusque

 2ª Luana Pereira - São José

 3ª Letícia Melo - Joinville

 

 ATLETISMO MASCULINO

 1500 m rasos

 1º Jean Carlos Machado - São José

 2º Israel Pereira - Jaraguá do Sul

 3º Carlos Alexandre de Moura - Blumenau

 400 m rasos

 1º Ricardo Mario de Souza - Criciúma

 2º Kaynan Hack - Joinville

 3º Fábio de Oliveira - São José

 Lançamento de martelo 

 1º Luis Felipe dos Reis - Blumenau

 2º Lucas Testoni Longen - Blumenau

 3º Marcos Balbinot - Chapecó

 

100 m rasos

 

1º Rodrigo do Nascimento - Itajaí

 

2º Haiko Zimmermann - Blumenau

 

3º  Willian Deschamps - Blumenau

 

 

BASQUETE FEMININO

 

Itajaí 68 x 25 Concórdia

 

Florianópolis 32 x 54 Chapecó

 São José 28 x 81 Blumenau

 

BOCHA MASCULINO

 

Blumenau 10 X 12 Xaxim

 

Ouro 01 X 12 Içara

 

Agrolândia 03 X 12 Luzerna

 

Piratuba 12 X 3 Nova Trento

 

Içara 12 x 10 Blumenau

 

Xaxim 12 X 7 Xanxerê

 

 

BOLÃO 16

 

Timbó 1438 x 1516 Joinville

 

 

FUTEBOL

 

Jaborá 1 x 1 Lages

 

Brusque 0 x 2 Chapecó

Florianópolis 1 x 2 Santo Amaro da Imperatriz

 

 

FUTSAL MASCULINO DIVISÃO ESPECIAL

 Joinville 4 x 4 Itajaí

São Lourenço do Oeste 1 x 2 Videira 

 Canoinhas 2 x 1 Água Doce

FUTSAL MASCULINO 

 

Piratuba 0 x 3 Tubarão

 

São Miguel do Oeste 1 x 2 Videira

 

Canoinhas 2 x 1 Água Doce

 

 

 

FUTSAL FEMININO

 

Lages 4 x 2 Piratuba

 

Rio Negrinho 2 X 2 Mondaí

 

 

HANDEBOL FEMININO

 

Urussanga 17 x 32 Videira

 

Chapecó 09 x 43 Concórdia

 

Criciúma 14 x 29 Itajaí

 

Florianópolis 10 x 32 Blumenau

 

 

HANDEBOL MASCULINO

 

Itajaí 28 x 19 São José

 

 

JUDÔ MASCULINO

 

1ª Itajaí - 75 pontos 

 

2ª São José - 42 pontos

 

3ª Blumenau - 38 pontos 

 

 

JUDÔ FEMININO

 

1ª Itajaí - 76 pontos 

 

2ª São José - 59 pontos 

 

3ª Joaçaba - 54 pontos 

 

 

NATAÇÃO FEMININO

 

 

800 m 

1ª Bianca Ewald - Itajaí

 

2ª Djenyfer Arnold - Florianópolis

 

3ª Alessandra Pereira - São Bento do Sul

 

 

100 m

1ª Carolina Bergamaschi - Joinville

 

2ª Mary Christiane Souza - Itajaí

 

3ª Mariana Cielusinski - Itajaí

 

 

200 m borboleta

1ª Julia Volkmann  - Blumenau

 

2ª Amanda de Oliveira  - Joinville

 

3ª Danielle Rosa - Florianópolis

 

 

100 m costas

1ª Veronica Balsano - Itajaí

 

2ª Flavia Bilsland - Blumenau

 

3ª Rafaela Lino - Criciúma

 

 

Revezamento 4x100 m medley

 

1ª Itajaí

 

2ª Florianópolis

 

3ª Blumenau

 

 

NATAÇÃO MASCULINO

 

100 m 

1º Leonardo Schilling - Criciúma

 

2º Ricardo Morini - Joinville

 

3º Vinicius Volpato - Tubarão

 

 

200 m borboleta

1º Javier Gonzalez - Blumenau

 

2º Mauro Fernandes - Florianópolis

 

3º Felipe Correa - Joinville

 

 

100 m costas

1º Rafael Costa  - Itajaí

 

2º Vinicius Kleinert - Itajaí

 

3º Bruno Arruda Leite - Lages

 

 

1500 m 

1º Eduardo Duarte - Tubarão

 

2º Cristian Machado - Criciúma

 

3º Mauro Fernandes  - Florianópolis

 

 

 

Revezamento 4x100 m medley

 

1º Criciúma

 

2º Itajaí

 

3º Blumenau

 

 

TÊNIS MASCULINO

 

Brusque 4 x 0 Videira

 

Lages 1 x 3 Joinville

 Blumenau 1 x 3 Itajaí

Concórdia 4 x 0 luzerna

 

VOLEIBOL FEMININO

 

Brusque 1 x 3 Chapecó

 

 Braço do Norte 0 x 3 Blumenau

Publicado em Jasc
Escrito por

Natação de Itajaí ganha os dois troféus nos Jogos Abertos

A modalidade de natação foi a primeira a definir os campeões na 55ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), competição que começou no último dia 9 e vai até o próximo dia 18, nos municípios de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna. Itajaí foi campeão geral tanto no masculino, quanto no feminino, com ampla vantagem sobre os vice-campeões. É o terceiro título consecutivo de Itajaí, no masculino; e no feminino o título estava sendo defendido por Florianópolis, campeão em 2014, na competição disputada em Itajaí.

No masculino, a classificação final teve: 1º Itajaí, com 164 pontos; 2º Criciúma, com 131; e em 3º, Tubarão, com 105 pontos. No feminino, Itajaí fez 184 pontos; Florianópolis ficou em 2º, com 129,5; e Blumenau chegou em 3º, com 109,5 pontos. Ao todo foram disputadas 32 provas durante dois dias de competições (16 no masculino e outras 16 no feminino). Todas as provas foram na piscina do Clube 10 de Maio, em Joaçaba. No mesmo local foram entregues as medalhas e troféus, logo após o encerramento das disputas, com uma festa em dose dupla dos atletas, técnicos e dirigentes de Itajaí.

A etapa estadual dos Jasc é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna, e com o apoio de Erval Velho e Lacerdópolis. Participam 78 municípios, envolvendo cerca de 4.600 atletas, que competem em 26 modalidades. Estão em disputa 47 troféus, entre o masculino e o feminino.

Entre os homens, as medalhas de ouro ficaram assim distribuídas: cinco para Criciúma e Tubarão; três para Itajaí; duas para Blumenau; e uma para Florianópolis. E no feminino, quem ganhou mais medalhas de ouro foi Itajaí, com oito; depois aparece Blumenau, com quatro; Joinville ganhou duas; e Concórdia e Florianópolis conquistaram uma medalha de ouro cada. Com os dois troféus na natação, o município de Itajaí, atual campeão dos Jasc, larga na frente em busca de seu segundo título na competição.

 

Texto: Geraldo De Cesaro

 

 

Publicado em Jasc
Escrito por

Paixão ‘para mais de metro’

Estar ao lado dele e não se sentir baixinho (a) é impossível. Também é impossível não se admirar com todo amor e dedicação que ele possui pelo esporte catarinense. Darcio de Saules, o Gerente de Logística de Eventos Esportivos da Fesporte, possui 2,04 metros de altura e histórias ‘para mais de metro’ ao longo dos seus mais de 40 anos de carreira. 

Os Jasc 2015 é um evento com um significado todo especial para Darcio, pois este é a trigésima edição na sua carreira. Natural do estado de São Paulo, o gigante do basquete veio para Santa Catarina para jogar pelo time de Lages, que por vários anos foi campeão nos Jogos Abertos. Em 1986, Darcio jogou seu último Jasc, mas no ano seguinte teve a oportunidade de ser treinador do time lageano e foi novamente campeão nos Jogos, promovidos no município de Criciúma. 

“Em 1988 a nossa equipe já estava se dissolvendo, mas mesmo assim conquistamos o terceiro lugar aqui em Joaçaba. No ano de 89 eu passei a fazer parte da estrutura esportiva do estado, pois a Fesporte nem existia ainda. Depois fiquei um período afastado fazendo alguns trabalhos como técnico e em 1996 passei a integrar a Fesporte. São quase 20 anos de Fesporte”, conta Darcio. 

Essa é a segunda edição dos Jasc realizada em Joaçaba, Herval d’Oeste e Luzerna que Darcio atua diretamente na organização, mas de todos os seis Jogos realizados nos três municípios o ex-atleta participou de cinco. “A minha história no esporte de Santa Catarina começou no basquetebol, como atleta, árbitro e técnico”, comenta Darcio, que já está em solo catarinense há 30 anos, mas também jogou por times dos estados de Minas Gerais, São Paulo, Paraná e pela seleção brasileira de basquete. 

“Eu curto demais isso aqui, isso tudo é minha vida. Estou desde os 14 anos no esporte porque acharam que eu era um cara muito grande e podia ser aproveitado em algum esporte”, brinca. Darcio também tem formação em educação física e administração esportiva. 

Quando o assunto é esporte não existem dias da semana, feriados, Darcio estará presente. “Seja manhã, tarde, noite ou madrugada, eu amo tudo isso aqui então não importa. Eu amo basquetebol, gosto muito do atletismo e natação. Eu gosto de vivenciar tudo isso, desse espírito muito bacana e as amizades que a gente vai construindo torna o trabalho muito melhor”, enfatiza Darcio, que ainda se considera praticamente um cidadão joaçabense. “É o meu quinto Jogos Abertos aqui, além de várias etapas regionais que eu já estive no município. É extremamente gratificante encontrar amigos, pessoas comprometidas com o esporte”.

Quando perguntado sobre qual o significado dos Jasc em sua vida, Darcio se emociona. “É um privilégio, sou apaixonado pelo o que eu faço. Isso tudo aqui é a minha vida, não tem outra explicação. São 46 anos dedicados ao esporte e muito bem vividos por sinal”. 

 

Texto: ​

Carla Dildey

Publicado em Jasc
Escrito por

Badminton aparece nos Jogos Abertos

Popular no Reino Unido desde a Idade Média e pouco praticado no Brasil, embora já produza seus campeões, o badminton está querendo aparecer nos Jogos Abertos em Joaçaba. É um esporte que, apesar de pouco praticado, já tem sua federação, com sede em Blumenau. Para quem ainda não viu, o badminton é jogado em quadra semelhante à do tênis, com raquetes redondas e menores, encordoamento semelhante e uma peteca com pena de ganso na sua versão mais sofisticada.

Uma das atletas mais novas de Santa Catarina está em Joaçaba e tem apenas oito anos. Letícia Pinto Andres, estudante da terceira série do ensino fundamental no Colégio Frei Rogério, acaba de chegar de Foz de Iguaçu, onde conquistou o terceiro lugar em duplas no Sul-americano. O pai, Anderson Andres, é o seu técnico e “paitrocinador”, garantindo as andanças da garota pelo país e pelo mundo. Recentemente Letícia participou do Pan-americano no México, disputando a categoria sub-11porque a sub-9 não existe.

Além da pouca idade, é muito pequena, chamando a atenção nas competições. “Mas isso não a inibe”, conta o pai. “Pelo contrário, Letícia é muito vibrante em quadra e às vezes até brincalhona” comenta Anderson, que já nem sabe mais o total de medalhas ganhas pela filha em competições no estado.

A influência veio de outro desportista, Edmar de Oliveira Pinto, o Edinho, o tio já falecido e que comprou a sua primeira raquete, há cinco anos. Hoje a viúva de Edinho, Lilian de Fátima Pinto, outra desportista, é quem acompanha o desempenho da Letícia e o trabalho do técnico bem de perto. A menina reage às perguntas como uma criança, da sua idade. Não é muito boa para lembrar nomes de adversárias, mas fala com desenvoltura sobre os cinco anos de prática do badminton. “Gosto muito de jogar e brincar”, normal para uma garota de apenas oito anos, garante o pai. “É importante juntar o lúdico com o espírito de competição.”

O próximo passo agora para pai, filha e todos em Joaçaba que acompanham a carreira da Letícia, é tentar incluir o badminton nos Jogos Abertos. O movimento está começando pelas escolas e ganha corpo no estado, com apoio na cidade da Associação do Meio Oeste de Badminton. Para tanto, hoje pela manhã, 9 horas, haverá uma demonstração da modalidade com jogos no ginásio Flor da Serra. Letícia estará lá, apenas para “brincar”, pois os confrontos serão entre adultos. 

Texto Mário Medaglia

Publicado em Jasc
Escrito por

Itajaí é campeão do judô no masculino e feminino

Itajaí confirmou o favoritismo e conquistou o troféu geral da modalidade de judô, nos dois naipes, da 55ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc). No masculino, São José ficou em segundo lugar e Blumenau em terceiro. No feminino, o vice-campeão foi São José e o terceiro colocado Joaçaba. A premiação foi entregue na manhã desta sexta-feira, 11, no ginásio de esportes do Colégio Marista Frei Rogério.

Com 16 atletas titulares e quatro reservas, Itajaí somou 15 medalhas, sendo quatro de ouro, sete de prata e quatro de bronze. No feminino, foram oito conquistas: ouro no ligeiro e meio médio; prata no super ligeiro, meio leve, meio pesado e pesado; e bronze no leve e médio. No masculino: ouro no ligeiro e leve; prata no meio médio, médio e meio pesado; e bronze no super ligeiro e pesado. Por equipes, o município foi campeão no masculino e vice-campeão no feminino.

Destaque para o judoca Phelipe Pelim, da Seleção Brasileira de Judô. Em nove anos, ele tem uma trajetória vitoriosa nos Jasc: foram oito medalhas de ouro e uma de bronze. “É emocionante representar a minha cidade natal e ver a alegria dos meus familiares”, ressalta Phelipe, que neste ano foi bronze no Grand Prix na Alemanha, no Pan America Open no Uruguai e na Olimpíada Universitária na Coreia do Sul. O próximo objetivo é conquistar a vaga para as Olimpíadas 2016.

Para os experientes técnicos Fabiano Zamboneti e Adriana Capela, além da dedicação dos judocas, a estrutura oferecida pelo município reflete no desempenho da equipe. “Itajaí é referencia no judô. Foi o tricampeonato no masculino, e no feminino resgatamos o título”, ressalta Zamboneti, que é o treinador de Itajaí desde 2006 e, como atleta, foi 25 vezes campeão dos Jasc. Já a técnica Adriana Capela venceu os Jogos Abertos 17 vezes.

Os Jasc 2015 são promovidos pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) e da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), em parceria com as prefeituras de Joaçaba, Herval d’ Oeste e Luzerna e com o apoio de Erval Velho e Lacerdópolis. Até o dia 18, o evento envolve aproximadamente 4,6 mil atletas, de 78 municípios.

 

Mayelle Hall

Assessoria de Comunicação

SDR Joaçaba

(49) 3527-9339 / 8837-9450

 

Publicado em Jasc
Escrito por

Pela 1ª vez, atleta com deficiência vence 100 metros dos Jasc

Sob um sol forte na pista da Unoesc, as emoções do atletismo começaram na manhã desta sexta-feira (11) nos Jogos Abertos de Santa Catarina. Na primeira série do dia nenhum recorde foi quebrado, mas um resultado assombrou a plateia que foi à pista da Unoesc: Anny Caroline de Bassi, de Balneário Camboríu, bateu a recordista Tamires de Liz, de Joinville (que ficou em 5º lugar), na prova dos 100 metros, levou a medalha de ouro da prova e se consagrou como a atleta mais rápida da competição com  o tempo de  11s93. No masculino a medalha de ouro foi para Rodrigo Pereira do Nascimento, de Itajaí, com o tempo de 10s70.

Clique aqui e veja em vídeo a prova

“ É muito bom vencer, estou muito feliz. Eu não estava esperando vencer, eu não estava imaginando isso. Foi o melhor que eu pude fazer. Vencer uma prova com a Tamires  competindo é algo muito especial, pois ela é motivo de inspiração para mim”, dizia a campeã Anny , sem acreditar no feito histórico.

A vitória de Anny se torna especial um por um fator singular: ela tem uma deficiência física de nascença chamada Síndrome de Poland, que lhe atrofiou o músculo peitoral e o braço direito (este mais fino e mais curto oito centímetros que o esquerdo) fazendo com que tenha apenas um dedo na mão direita. E para competir em condições de igualdade ela usa no bloco de largada um cilindro de aço, de oito centímetros de altura, que ela usa também como peso de porta em sua casa. Foi assim, Anny se tornou a primeira atleta com deficiência física a vencer a prova dos 100 metros dos Jasc, um feito histórico, já que para competir com as demais atletas Anny precisa fazer mais força devido atrofia do braço.

Atletismo se encerra neste sábado com mais 29 provas (Foto: Antonio Prado)

“Saía desequilibrada do bloco, levava desvantagem e nunca atingia a casa dos 12 segundos. Foi quando tive uma ideia: trouxe para as provas um pequeno bloco de aço. Na hora da largada, ao invés de me apoiar na pista, apoio-me no bloco e largo em condições de igualdade com as outras atletas”, explicou.

Anny diz que antes de conhecer o esporte se sentia inferior devido à deficiência física. “Ficava incomodada de ver as pessoas me olhando, vendo minha deficiência. Chegava em casa e só chorava, não gostava muito de falar com as pessoas. Depois de 2012, quando entrei para o atletismo, comecei a ganhar as provas dos Jogos Escolares de Balneário Camboriú e vi que podia ser uma pessoa vencedora. E venci. Hoje sou uma outra pessoa, uma campeã”, dizia, com um incontrolável sorriso no rosto enquanto recebia os parabéns das demais atletas da prova.

Durante a competição Evaldo Rosa foi homenageado pelos organizadores pelos 35 anos do recorde dos 400 metros, batido em 1980, quando Evaldo competia por Florianópolis. O feito foi nos Jasc de Jaraguá do Sul com o tempo de 47 segundos cravados, até hoje não batido.

O primeiro dia do atletismo dos Jasc foram disputadas 36 provas entre finais e classificatórias. A modalidade termina neste sábado (11) com as disputas de mais 29 provas.  Itajaí no masculino e Brusque, no feminino venceram os dois últimos anos a modalidade.

Mais Informações

Antonio Prado

 

(48) 9696-3045

Publicado em Jasc
Escrito por

Florianópolis vence o contra relógio com Matias Medici

Um ciclista largando a cada minuto para percorrer 20 quilômetros. Aquele que fizer o percurso em menos tempo vence. Esse é o contra relógio individual, que faz parte das disputas do ciclismo nos 55º Jogos Abertos de Santa Catarina. A prova aconteceu na manhã desta sexta-feira, 11, na SC 150 entre Lacerdópolis e Joaçaba.

O argentino Matias Medici, de Florianópolis, foi o vencedor com o tempo de 27min45s39. Ele cruzou a linha de chegada com quase um minuto de vantagem em relação ao 2º colocado, Everson de Assis Camilo, também de Florianópolis (28min30seg23). Em 3º lugar ficou André Eduardo Gohr, de Brusque.

“O contra relógio é sempre uma prova difícil que precisamos pedalar no limite. Minha estratégia foi não forçar muito nas subidas para ter mais velocidade nas descidas, e deu certo. Agradeço à equipe de Florianópolis e acredito que temos chances de brigar pelo título do ciclismo esse ano”, disse Matias, 40 anos, que chegou a sua quarta conquista em Jogos Abertos no contra relógio (venceu em 2005-2006-2014 e 2015).

As provas do ciclismo nos Jasc seguem com outras quatro categorias: marathon, estrada, dowhill e BMX (Confira a programação abaixo).

Prova de ciclismo muda rotina de Lacerdópolis

As disputas do ciclismo nesta sexta-feira mudaram a rotina da pequena Lacerdópolis, município que fica a 10 quilômetros de Joaçaba e tem pouco mais de dois mil habitantes. As cores dos uniformes e das bikes encantaram os moradores, principalmente os alunos do Centro Integrado Educacional de Lacerdópolis.

Com 4,6 mil atletas de 78 municípios catarinenses, a 55ª edição dos Jasc é uma realização do Governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado do Turismo, Cultura e Esporte e da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte).

A competição, uma das maiores e mais tradicionais do Brasil, ocorrerá até o próximo dia 18 nos municípios de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna, com apoio de Erval Velho e Lacerdópolis.

Programação do Ciclismo – Jasc 2015

Sábado, 12

Provas Marathon

Local Complexo Esportivo Unoesc – em Joaçaba

Início 8 horas

Domingo, 13

Provas Estrada

Local Joaçaba – Herval d’Oeste e Luzerna

Saída em frente à Igreja Matriz – Centro Joaçaba

Início 9 horas

Segunda-feira, 14

Provas Downhill

Local Clube Atlético Comercial – Em Joaçaba

Início 9 horas

Terça-feira, 15

Provas Bicicross (BMX)

Local Sede Campestre Clube 10 de Maio – em Joaçaba

Início 9 horas

Texto: Murilo Roso (49) 8814 0731

Publicado em Jasc
Escrito por

Só quatro municípios já foram campeões gerais dos Jogos Abertos

Os Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) estão na 55ª edição, evento que surgiu em 1960, em Brusque, e que neste ano está sendo realizado nos municípios de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna. A competição começou no último dia 10 e prossegue até o próximo dia 18, com a participação de aproximadamente 4.600 atletas, de 78 municípios. Apesar da magnitude do evento, até hoje apenas quatro municípios tiveram o privilégio e a competência de erguer o troféu de campeão geral: Blumenau, Florianópolis, Joinville e Itajaí. Os outros 291 municípios catarinenses continuam com o sonho de, um dia, integrar esse seleto grupo.

Embora esteja sendo disputada a 55ª edição, os Jasc têm, até hoje, 52 campeões gerais. Isso porque a competição de 1983, que seria em Blumenau; e a de 2008, que aconteceria em Indaial, Pomerode, Rio dos Cedros e Timbó, foram canceladas devido às enchentes.

A etapa estadual dos Jasc é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna, e conta com o apoio de Erval Velho e Lacerdópolis. Estão em disputa 47 troféus, entre os naipes masculino e feminino, em 26 modalidades.

O maior vencedor na longa e bela história dos Jasc é o município de Blumenau, com 40 troféus de campeão geral. O primeiro deles foi conquistado em 1962, quando o município organizou o evento. E o último, em 2013, quando também foi sede dos Jasc. Blumenau também detém a maior sequência de conquistas: foram 24 títulos, de 1967 a 1991. Até hoje, cinco edições dos Jasc foram realizadas em Blumenau.

O segundo maior vencedor dos Jasc é o município de Florianópolis, com sete títulos. A delegação da Capital chegou a um bicampeonato nas duas primeiras edições: em 1960 e em 1961. Depois, só voltou a conquistar o título, em 2001, repetindo o bicampeonato em 2002. O último título geral da Capital foi em 2012, quando a competição foi realizada em Caçador.

Joinville conquistou quatro títulos de campeão geral dos Jogos Abertos. O primeiro em 1963, quando a competição ocorreu em Joinville, e o último foi no longínquo 1993, em Tubarão. E o quarto município que já foi campeão geral dos Jasc é Itajaí, que conquistou seu primeiro e único título na edição de 2014, quando organizou o evento pela quarta vez.

 

Texto: Geraldo De Cesaro

 

 

Pagina 47 de 59