×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 331

Publicado em Jasc
Escrito por

Confronto do handebol nacional ocorre neste domingo em Joaçaba

Joaçaba recebe neste domingo (12) a decisão do 3º lugar da Liga Nacional de handebol masculino. Em jogo com entrada franca, a equipe de Itajaí representa Santa Catarina e enfrenta Maringá (Paraná). O jogo começa ao meio-dia no complexo da Unoesc, que sedia outras cinco modalidades dos Jasc até o próximo dia 18.

A coordenadora técnica da equipe catarinense, Cláudia Monteiro, reforça que toda a população está convidada a prestigiar a partida, cujas informações serão repassadas pela SporTV, ao longo da transmissão ao vivo da disputa pelo 1º e 2º lugares entre os paulistas Taubaté e Pinheiros. O time de Itajaí já está na Liga Nacional há dois anos e enfrenta uma equipe forte.

Para o técnico de Itajaí, Sílvio Rodrigues, a inclusão dessa partida na programação dos Jasc deve abrilhantar ainda mais os jogos estaduais: “É um confronto imperdível entre duas grandes escolas do handebol contemporâneo”.

 

 

Texto: Ana Paula Flores

Publicado em Jasc
Escrito por

Cara de uma, focinho da outra

Imagine você fazendo um gol e o locutor da rádio narrando o nome de outra pessoa. Ou então a torcida gritando o seu nome para outro atleta. Ou ainda ser advertido pelo árbitro com um cartão sendo que você nem estava no jogo. Pois é mais ou menos o que acontece com uma turma que disputa os Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc).

A equipe de futsal feminino de Lages poderia montar quase um time inteiro só com atletas não apenas parecidas, mas praticamente iguais. Duas duplas de gêmeas integram o grupo que disputa a competição em Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna. E o que não falta são histórias curiosas.

Gisa e Giy Costa são naturais de Bom Retiro e têm 17 anos. Giy é dez minutos mais velha. Letícia e Larissa Andrade nasceram em São Joaquim e têm 18 anos. Larissa nasceu um minuto antes. E numa grande coincidência da vida, todas fazem parte do mesmo grupo.

Gisa e Giy começaram a jogar por influência da irmã mais velha. Aos nove anos, entraram em uma escolinha. Na adolescência, durante uma competição de jogos escolares, conheceram Letícia e Larissa, cuja carreira futebolística iniciou aos oito anos a pedido do irmão, que precisava de mais atletas no time da rua.

E assim as meninas seguiram suas vidas jogando bola. Até que, em 2014, a coisa ficou mais séria, e as quatro foram contratadas para defender Lages na Liga Nacional de futsal feminino. O título não veio, mas as atletas foram aprovadas e agora compõem o time da cidade serrana nos Jasc.

Rotina de confusões saudáveis e muitas risadas

Trocas de nomes nas súmulas, com os técnicos, entre as companheiras de time, a torcida e até os familiares. Sim, isso acontece e muito com as quatro garotas que, obviamente, levam tudo na boa e riem da situação.

“Até quando a gente troca a foto do perfil alguém pergunta se sou eu ou a minha irmã”, brinca Giy, dona de um poderoso chute de pé direito e artilheira do time com nada menos que 45 gols na temporada.

As quatro não sabem se vão seguir carreira no futsal, mas admitem a possibilidade se um dia surgir uma proposta financeira interessante e viável.

“Vou até quando der. Se um dia surgir algo bom, quem sabe. Mas por enquanto deixo acontecer”, comenta Letícia.

Assim, as duas duplas de gêmeas de Lages, que já se tornaram amigas e, inclusive, moram juntas, seguem a vida entre viagens, jogos, muito trabalho e, obviamente, algumas curiosas e saudáveis confusões. Afinal, são a cara de uma, focinho da outra.

Jasc 2015

Com 4,6 mil atletas de 78 municípios catarinenses, a 55ª edição dos Jasc é uma realização do Governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado do Turismo, Cultura e Esporte e da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte).

A competição, uma das maiores e mais tradicionais do Brasil, ocorrerá até o próximo dia 18 nos municípios de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna, com apoio de Erval Velho, Lacerdópolis e Ibicaré.

Texto e foto: Pablo Gomes

 

 

Publicado em Jasc
Escrito por

Vitória de Joinville adia decisão do tênis feminino

O tênis feminino dos Jogos Abertos em Joaçaba, com disputas no Clube Atlético Comercial, teve uma manhã agitada e a decisão do título adiada para este domingo, 9 horas. Joinville e Camboriú entraram em quadra primeiro, para a decisão da repescagem, com a equipe vencedora passando à final para enfrentar Itajaí, campeã da chave dos vencedores. Em caso de vitória de Joinville haveria a necessidade de outro confronto, o que acabou acontecendo. Na repescagem as joinvilenses não tiveram trabalho para passar à final ao vencer Camboriú por 2 a 0. Milena Poffo fez 6x0 e 1x0 em Stephane Barbosa, que desistiu no segundo set por problemas físicos. Ana Clara Duarte fez duplo 6x0 em Kelly Araújo.

A decisão em Joaçaba tem os mesmos municípios de Itajaí 2014, apenas com a inversão dos campeões da chave dos vencedores e da repescagem. Neste sábado Joinville venceu Itajaí por 2 a 1. Houve empate nos jogos de simples, com Ana Clara derrotando Nicole Buttoni por duplo 6x1. No outro jogo aconteceu o mesmo placar, porém invertido, com a itajaiense Fernanda Hermenegildo ganhando de Milena Poffo. No desempate com o jogo de duplas, Ana Clara/Milena venceram Fernanda/ Nicole por 7x6 (6x4 no tie break) e 6x4, resultado que provocou a realização de um novo confronto na manhã deste domingo, no mesmo local.

Antes de colocar suas atletas em quadra para o jogo de duplas, Clovis Bueno, treinador de Itajaí, teve que tomar uma decisão difícil. Nicole, com lesão na panturrilha, insistia em jogar, depois de aplicar gelo e colocar uma faixa na perna. “Acho que dá”, respondia a cada indagação desconfiada de Clóvis. E deu. Ela jogou o tempo inteiro, mostrando muita raça, e saiu satisfeita da quadra, apesar da derrota. “É a vontade de ganhar o bi”. Por Joinville o destaque foi Milena Poffo, que voltou este ano dos Estados Unidos, onde jogou e estudou moda em uma universidade do Kentuki. Apesar de não ter disputado competições em 2015, teve participação importante ao lado da parceira Ana Clara na vitória sobre Itajaí, que tentava o bi campeonato da modalidade.

No tênis masculino, o campeão da chave dos vencedores será conhecido neste domingo (13), na sede campestre do Club 10 de Maio, na programação que começa às 9 horas. Itajaí, já classificada para a final, espera pelo vencedor do confronto entre Concórdia e Florianópolis. Haverá, também, a disputa na repescagem, com os seguintes confrontos: Caçador x Brusque, perdedor de Concórdia x Florianópolis contra o perdedor de Balneário Camboriú x Criciúma. O campeão da repescagem que fará a decisão da modalidade, sai segunda-feira (14) no confronto que começa às 9 horas.

A etapa estadual dos Jasc é uma promoção do Governo do Estado, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna, e com o apoio de Erval Velho e Lacerdópolis. Participam 78 municípios, envolvendo 4.600 atletas, que competem em 26 modalidades. 

Texto: Mario Medaglia

Publicado em Jasc
Escrito por

Blumenau ganha troféu do bolão 16 masculino

A equipe de Blumenau conquistou o título do Bolão 16 masculino nos 55º Jogos Abertos de Santa Catarina. O município segue como o maior campeão da modalidade na história dos Jasc: são 10 troféus de ouro contando o feito de 2015. (confira o ranking abaixo). Os jogos do bolão 16 foram disputados na cancha do clube Vitória, em Luzerna.

Na decisão do primeiro lugar, a rivalidade entre Blumenau (campeão em 2013) e Itajaí (campeão em 2014) se evidenciou na vibração dos atletas e da torcida a cada bola arremessada. No final do jogo, os blumenauenses venceram por uma diferença de 20 pinos: 1527 a 1507.

Para o técnico do bolão de Blumenau, Diego Boing, o diferencial da equipe foi manter o espírito de competição. “Tivemos que superar a ausência de um dos nossos principais jogadores na final, mas o grupo estava tão unido que isso não foi problema. Estamos felizes em trazer o título novamente para Blumenau”, disse.

Na disputa pelo 3º lugar Caçador derrotou Joinville por 1516 a 1472, ficando com o troféu de bronze.

A etapa estadual dos Jasc é uma promoção do Governo do Estado, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna, e com o apoio de Erval Velho e Lacerdópolis. Participam 78 municípios, envolvendo em torno de 4.600 atletas, que disputam 47 troféus em 26 modalidades. A competição começou no último dia 9 e prossegue até o próximo dia 18.

Bolão 16 feminino

Após o término do bolão 16 masculino, agora é a vez das mulheres. As disputas no feminino também serão no clube Vitória, em Luzerna, a partir deste domingo, dia 13, com as equipes de Itajaí, Timbó, Caçador, Blumenau e Joinville.

BOLÃO 16 MASCULINO NO JASC

Blumenau = 10 títulos;

Joinville = 8 títulos;

Caçador = 6

Concórdia = 4

Itajaí = 3;

Brusque, Criciúma, Chapecó, Florianópolis, Indaial, Lages, Timbó = 2

Jaraguá do Sul, Joaçaba, Rio do Sul, Xanxerê = 1

TOTAL = 49 edições.

 

 

Publicado em Jasc
Escrito por

Itajaí é bicampeão do karatê no masculino e feminino

Disputas da modalidade encerraram neste sábado, em Luzerna

Itajaí é bicampeão da modalidade de karatê dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), nos dois naipes. No masculino, Florianópolis ficou em segundo lugar e Joinville em terceiro. No feminino, o vice-campeão foi Blumenau e o terceiro colocado Tubarão. A premiação foi entregue na tarde deste sábado, 12, no ginásio de esportes da Escola São Francisco, em Luzerna.

A equipe de Itajaí somou 14 medalhas nas categorias individuais, sendo sete de ouro, duas de prata e cinco de bronze. No feminino foram sete conquistas: ouro na até 61kg, mais de 68kg e open; prata na até 68kg; e bronze no kata, até 50kg e até 55kg. No masculino: ouro na até 60kg, até 75kg, até 84kg e mais de 84kg; prata na até 67kg; e bronze na open e kata individual. Por equipes, o município foi campeão do kata e kumite no feminino e campeão do kumite no masculino.

Para o técnico Eurico Schopchaki, a integração é fundamental para os bons resultados. “O nível técnico dos nossos atletas é muito bom, mas uma equipe integrada consegue coisas grandiosas. Estamos muito felizes”, destaca Schopchaki, que também comanda a Seleção Brasileira de Karatê e é campeão Sul Americano, bi-campeão Pan Americano e campeão dos Jogos Mundiais Gymnasiade.

Do grupo de atletas de Itajaí que participou da 55ª edição dos Jasc, nove são da Seleção Brasileira, entre eles as duas filhas de Schopchaki: Thainan, que conquistou cinco pódios internacionais em 2015, e Thawanna. “É resultado de um trabalho de 25 anos do karatê de Itajaí, que também tem uma base muito importante, que envolve 616 crianças e adolescentes em 15 polos. Muitos dos nossos atletas medalhistas nos Jasc foram revelados nessas escolinhas”, ressalta o técnico.

Os Jasc 2015 são promovidos pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) e da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), em parceria com as prefeituras de Joaçaba, Herval d’ Oeste e Luzerna e com o apoio de Erval Velho e Lacerdópolis. Até o dia 18, o evento envolve aproximadamente 4,6 mil atletas, de 78 municípios.

Texto: Mayelle Hall

Publicado em Jasc
Escrito por

Hegemonia, queda e 100m histórico marcam atletismo 2015

O atletismo dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) 2015 já está carimbado com alguns fatos marcantes: a hegemonia de Josiane da Silva Cardoso, de Concórdia, que venceu pela nova vez consecutiva a prova dos 5 mil metros e pela queda de rendimento de um dos maiores talentos do atletismo catarinense dos últimos anos: a velocista Tamires de Liz, de Joinville, que recordista do 100 metros, fechou aprova em quinto lugar. Junta-se a estes dois exemplos o feito histórico de Anny de Bassi, de Balneário Camboriú, que mesmo tendo deficiência física venceu a prova dos 100 metros tornando-se a atleta mais rápida dos Jasc.

Tamires, hoje com 20 anos, bateu o recorde dos 100 metros aos 15 anos com o tempo de 11s51  nos Jasc de Criciúma, em 2011, época em que assombrou a todos quando ficou entre as  cinco melhores atletas do mundo. Convocada pela Seleção Brasileira participou das Olimpíadas de Londres 2012 como reserva na prova revezamento 4 x 100.

No inicio de 2014 foi para os Estados Unidos para um período de treinamentos e 10 meses depois, não adaptada ao estilos de treinos, voltou para o Brasil, especificamente para São Paulo, onde treina atualmente com o técnico Vitor Fernandes.

Segundo a treinadora de Tamires, Margit Weise a atleta veio para os Jasc no sacrifício. “Ela vinha treinando para os Jasc em Novembro, como ocorreu mudança para dezembro houve uma desaceleração dos trabalhos, já que estava em final de temporada. Prestes a viajar para Joaçaba ela pegou virose e competiu doente, então não tinha como render. Por isso tirei ela da prova dos 200 metros e do revezamento”, revelou a treinadora.

Evaldo Rosa, (ao centro) bateu o recorde dos 400 metros em 1980 e até hoje não foi superado ao lado dos vencedores da prova este ano (Foto: Antonio Prado/Fesporte) 

Em uma realidade totalmente oposta está Josiane da Silva Cardoso, de Concórdia, que venceu com folga os 5 mil metros pela nona vez consecutiva. “Essa medalha de ouro é consequência de muito trabalho o ano todo espero continuar ganhando ano que vem”, disse com convicção. Na última São Silvestre Josiane foi a brasileira mais bem colocada: oitavo lugar.

Na prova dos 100 metros Anny de Bassi surpreendeu a todos ao vencer os 100 metros. Com uma deficiência física de nascença chamada Síndrome de Poland (que lhe atrofiou o músculo peitoral e o braço direito, este mais fino e mais curto oito centímetros que o esquerdo fazendo com que tenha apenas um dedo na mão direita) Anny é a primeira atleta deficiente da história dos Jasc a vencer os 100 metros. Neste sábado (12), último dia de competição, ela repetiu a dose e venceu também a prova dos 200 metros.  

Outro fator marcante do atletismo dos Jasc 2015 foi a continuidade do recorde mais antigo da competição: o dos 400 metros batido em 1980 por Evaldo Rosa, que competia por Florianópolis. O feito foi nos Jasc de Jaraguá do Sul em 1980 com o tempo de 47 segundos. O campeão deste ano, Ricardo Mário de Souza, de Criciúma, fez o tempo de 49s41. Evaldo foi homenageado pela organização pelos 35 anos do recorde.

Os Jasc são uma promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Joaçaba, Luzerna e Herval do Oeste.

Texto: Antonio Prado

(48) 9696-3045

 

Publicado em Jasc
Escrito por

Definidas as semifinais no basquete feminino dos Jogos Abertos

A terceira rodada da fase de classificação, realizada neste sábado (12), definiu os jogos da semifinal, no basquete feminino, da 55ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), evento que tem como sede os municípios de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna. Neste domingo (13), Blumenau x Itajaí fazem o primeiro jogo, a partir das 15h; e, na sequência, jogam Chapecó x Jaraguá do Sul. Os dois vencedores farão a final nesta segunda-feira (14).

No Grupo A, Blumenau venceu Jaraguá do Sul por 67 x 25 e ficou com o 1º lugar, e o adversário derrotado ficou em 2º. No Grupo B, Chapecó ganhou de Itajaí por 40 x 39, no principal jogo da rodada, e terminou em 1º, com Itajaí em 2º. Florianópolis e Concórdia só cumpriam tabela, e o time da Capital venceu por 42 x 34. Blumenau ganhou os últimos seis títulos do basquete feminino nos Jasc.

Já no masculino, modalidade em que Blumenau defende o título de bicampeão, conquistado na edição 2014, em Itajaí, a disputa do basquete ainda está na fase classificatória. Os jogos eliminatórios, que vão definir os semifinalistas, estão marcados para a próxima quarta-feira (16).

A etapa estadual dos Jasc é uma promoção do Governo do Estado, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna, e com o apoio de Erval Velho e Lacerdópolis. Participam 78 municípios, envolvendo em torno de 4.600 atletas, que disputam 47 troféus em 26 modalidades. A competição começou no último dia 9 e prossegue até o próximo dia 18.

No futebol, as disputas também estão na fase classificatória até segunda-feira (14), quando serão definidos os dois cruzamentos da fase eliminatória. Os dois campeões de chave vão direto para a semifinal, que será disputada na próxima quarta-feira (16), para enfrentar os vencedores dos jogos eliminatórios. Chapecó é o atual campeão da modalidade.

O futsal está sendo disputado em duas categorias e nos dois naipes. Na Primeira Divisão, a fase classificatória está em andamento, nos dois naipes. No masculino, os jogos eliminatórios serão realizados na próxima terça-feira (15) e definirão os confrontos da fase semifinal. Blumenau foi o campeão em 2014. E no feminino, as partidas eliminatórias serão na quarta-feira (16). Quem ganhou o título na última edição foi Criciúma.

Na Divisão Especial do futsal está sendo disputada em chave única, no masculino, e o campeão será conhecido até segunda-feira (14). Joinville é o atual tricampeão da modalidade. Também na segunda-feira, começam as disputas no futsal feminino da Divisão Especial. Chapecó defende o título conquistado no ano passado.

Texto: Geraldo De Cesaro

 

 

Publicado em Jasc
Escrito por

Handebol feminino conhece finalistas neste domingo

Concórdia x Itajaí é o jogo que abre a fase semifinal do handebol feminino, às 9h deste domingo (13), na 55ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), evento que tem como sede os municípios de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna. A outra semifinal será entre Blumenau x Videira, a partir das 10h30min. Os dois jogos serão no Complexo Esportivo da Unoesc, em Joaçaba. Os cruzamentos foram definidos na terceira e última rodada da fase de classificação realizada neste sábado (12).

Itajaí foi o primeiro a garantir a vaga na semifinal ao derrotar Florianópolis, por 39 x 5; Blumenau se classificou com a vitória sobre Criciúma, por 38 x 10; Videira ganhou de Chapecó, por 34 x 16, e também se classificou, assim como Concórdia, que passou fácil por Urussanga: 38 x 12. Blumenau é o atual campeão. Na final de 2014, derrotou Concórdia. As duas equipes estão na semifinal e seguem na luta pelo troféu de campeão.

No masculino, está sendo disputada a fase classificatória até a próxima terça-feira (15). Na quarta-feira (16), acontecem os jogos eliminatórios, que vão definir os classificados para a semifinal. A equipe de Balneário Camboriú é a atual bicampeã dos Jasc.

A etapa estadual dos Jasc é uma promoção do Governo do Estado, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna, e com o apoio de Erval Velho e Lacerdópolis. Participam 78 municípios, envolvendo em torno de 4.600 atletas, que disputam 47 troféus em 26 modalidades. A competição começou no último dia 9 e prossegue até o próximo dia 18.

Na modalidade de vôlei, a fase de classificação vai até a próxima segunda-feira (14), no feminino. E na terça-feira (15) serão realizados os jogos eliminatórios, que definirão dois semifinalistas. Os campeões de cada um dos dois grupos na fase classificatória passam à semifinal direto. A equipe de Rio do Sul é a atual pentacampeã dos Jasc.

E no masculino, a fase de classificação prossegue até terça-feira. Na quarta-feira (16) serão realizados os jogos eliminatórios para definir dois semifinalistas. Os outros dois serão os campeões de cada grupo da fase classificatória. A equipe de Chapecó é a atual tricampeã da competição.

 

Texto: Geraldo De Cesaro

 

 

Publicado em Jasc
Escrito por

Fpolis e Itajaí destacam-se no pódio do ciclismo marathon

A prova de ciclismo marathon, realizada na manhã deste sábado, 12, teve dois atletas de Florianópolis no pódio do naipe masculino e duas competidoras de Itajaí no naipe feminino. Com os resultados da prova de hoje, Itajaí fica em primeiro lugar no quadro da pontuação geral, com 62 pontos. A equipe da capital fica em segundo, com 60 pontos e Concórdia em terceiro, com 32 pontos. A colocação ainda pode mudar com as provas de estrada, downhill e bicicross, que ocorrem, respectivamente, no domingo, segunda e terça.

Gilberto Veiga de Góes (Florianópolis) fez os 48 km de estrada de chão em 1h42min09s e conquistou o ouro. Com apenas três segundos de diferença, Luiz Henrique Cocuzzi (Itajaí) levou a prata. Éverson de Assis (Florianópolis) ficou com o bronze e chegou em 1h42min15s.

O atleta Gilberto, de 35 anos, afirmou que foi uma grata surpresa vencer: “Esperávamos colocar quatro atletas entre os oito primeiros. Conseguimos dois entre os três primeiros”. Ele já tinha feito reconhecimento do terreno no dia anterior, para evitar surpresas. Gilberto foi duas vezes campeão brasileiro da modalidade, em 2007 e 2012. Ele competiu no JASC também no cross-country, na sexta, quando ficou em 5º lugar. No domingo ele disputa a categoria estrada.

Uma sabotagem nas placas de indicação dos trechos quase colocou a competição em risco. Mas, de acordo com o coordenador da modalidade, João Carlos Andrade, a equipe de apoio estava preparada. Cerca de 20 minutos antes da prova começar um carro sai para conferir a marcação. Nesse momento é que se descobriu que o sentido de algumas placas havia sido invertido, além de outras que foram derrubadas.

No naipe feminino a disputa foi ainda mais acirrada, com uma diferença de apenas um segundo entre as competidoras: Ana Luiza Panini (Itajaí) levou a medalha de ouro com um tempo de 2h08min12s. Tânia Pickler, também de Itajaí, ficou na segunda colocação e Luana Machado (Concórdia) em terceiro lugar.

Prova acirrada no naipe feminino: apenas um segundo de diferença entre as atletas do pódio. Foto: Saul Oliveira (Fesporte/SOL)

Estreante nos JASC, a primeira colocada, de 26 anos, credita o resultado de Itajaí ao trabalho em equipe. Ela e Tania trabalharam juntas a prova toda pra fazer 1º e 2º lugares: “O percurso foi duríssimo, teve muita trepidação, mas conseguimos”, comemora.

Este ano foi a primeira vez que foi oficializada a pontuação no naipe feminino dessa categoria. Em 2016 a categoria estrada será acrescentada.

O coordenador técnico de Itajaí, Magno Antônio Ciceri, destaca o desempenho da cidade, com três atletas entre os primeiros classificados nos dois naipes: “A prova foi competitiva e os atletas estavam bem nivelados”, finaliza.

 

Próximas provas do ciclismo (todas com largada às 9 horas):

Estrada: domingo, nas vias centrais de Joaçaba e Herval do Oeste;

Downhill, segunda, no Clube Atlético Comercial;

Bicicross, terça, sede campestre do Clube 10 de maio.

 

Ana Paula Flores

Imprensa Fesporte

(48) 8821-7367

Publicado em Jasc
Escrito por

Jogos de domingo na Tv Fesporte

Clique aqui e assista ao vivo os jogos deste sábado

TV Fesporte transmite neste domingo  dia (13)

 às 9h Vôlei Feminino  Rio do Sul x Lages

 às 11h  Vôlei Feminino Florianópolis x Itajaí , 

 às 18h30min Handebol Masculino Balneário Camboriú x Joaçaba

Publicado em Jasc
Escrito por

Bicampeão mundial de karatê participa dos Jasc

A 55ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) tem a presença um dos atletas mais vitoriosos do esporte nacional: o carateca Douglas Brose, que tem quatro medalhas em campeonatos mundiais no currículo: dois ouros (Alemanha 2014 e Belgrado 2010), uma prata (Paris 2012) e um bronze (Tóquio 2008). Ele terminará o ano como primeiro do ranking mundial na categoria até 60 kg.

E no dia em que comemora aniversário de 30 anos, nesta sexta-feira (11), o presente foi mais uma medalha de ouro nos Jasc, na categoria kumite open, pela equipe de Florianópolis. “É a última competição de 2015 e tinha que ser especial”, destaca Brose, que tem uma trajetória de sucesso nos Jogos Abertos. “Participo do evento desde os 18 anos e conquistei ouro em todas as edições disputadas”. Ele representa a equipe de Florianópolis há oito anos.

Para Brose, os Jasc são o primeiro passo para o atleta que sonha com um título mundial. “É uma competição importante, cujo nível subiu muito nos últimos anos, que prepara e revela novos talentos”, ressalta.

Douglas é do Rio Grande do Sul, mas reside na capital catarinense desde os seis anos de idade. Aos sete anos começou a fazer aulas de karatê, inspirado pelos filmes de luta que assistia na televisão. “É uma modalidade que ensina muitos valores e princípios para a vida, como respeito, educação e ética”, comenta ao ressaltar o papel distinto que esta prática tem na formação do caráter dos cidadãos.

De 2001 a 2005 defendeu a Seleção Brasileira juvenil e junior e em 2006 foi convocado para a seleção adulta. Em 2009 conquistou a medalha de ouro nos Jogos Mundiais. Nos Jogos Mundiais de 2013 ficou com a medalha de prata. Participou dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro em 2007, e de Guadalajara 2011, obtendo a medalha de bronze nas duas competições. Em 2015 sagrou-se campeão dos Jogos Pan-Americanos em Toronto, no Canadá.

A modalidade de karatê encerra neste sábado (12), no ginásio da Escola São Francisco, em Luzerna. Os Jasc 2015 são promovidos pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) e da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), em parceria com as prefeituras de Joaçaba, Herval d’ Oeste e Luzerna e com o apoio de Erval Velho e Lacerdópolis. Até o dia 18, o evento envolve aproximadamente 4,6 mil atletas, de 78 municípios.

Texto: Mayelle Hall

(49) 8837-9450

 

Publicado em Jasc
Escrito por

Atleta e técnico da seleção brasileira disputam o futsal feminino

Os Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) são reconhecidos por revelar talentos além das divisas do Estado. E em sua 55ª edição, que ocorre até o próximo dia 18 em Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna, a tradição está mantida. Dos 4,6 mil atletas dos 78 municípios que disputam as competições, vários têm currículo internacional, o que engrandece a maior festa do esporte catarinense.

Duas dessas estrelas estão no time de futsal feminino de Lages, que disputa a Primeira Divisão. Com 44 anos de idade e natural de Chapecó, o técnico Eder Popiolski iniciou a carreira em 1999 influenciado pela mãe, uma das pioneiras do esporte na região Oeste.

Primeiro campeão da história da modalidade nos Jasc e nos Joguinhos, ambas em 2003 como treinador do time da sua cidade natal, Eder conquistou nome e espaço ao longo dos anos nos cenários estadual e nacional, até que em 2010, na Sérvia, foi campeão mundial universitário como técnico da seleção brasileira.

E quatro anos depois, em 2014, na Costa Rica, Eder atingiu o ápice ao conquistar, também como técnico da seleção, o título de pentacampeão mundial de futsal feminino, dessa vez com a equipe principal. Feito que ele leva para a vida e trouxe para os Jasc.

“Esse ano assumi o compromisso com Lages, e conquistar os Jogos é o nosso grande objetivo. O nível é muito difícil, mas nos preparamos para isso. Os Jasc são de fundamental importância para o desenvolvimento da nossa modalidade”.

 Menina prodígio

Em 2010, na Sérvia, ao conquistar o mundial com a seleção brasileira universitária, o técnico Eder Popiolski contava com uma grande atleta de apenas 22 anos em sua equipe. Tratava-se de Greice Behm, natural de Não-Me-Toque (RS) e jogadora do time da Unesc, de Criciúma. E quis o destino que, cinco anos depois, Eder e Greice voltassem a trabalhar juntos, dessa vez em Lages.

Greice começou a praticar futsal com apenas sete anos. Aos 14 foi para o Internacional de Porto Alegre jogar futebol, e por lá ficou três anos. Depois, foi para Criciúma, onde permaneceu mais oito. Formada em Educação Física, Greice voltou para casa, e em 2014 chegou a Lages para defender a cidade da Serra Catarinense na Liga Nacional.

Agora, com 27 anos e um título mundial pela seleção do seu país, a beque que já foi pivô e ala quer conquistar o troféu de primeiro lugar na competição mais importante de Santa Catarina.

“Só o fato de ter vestido a camisa da seleção já foi tudo para mim. E ainda por cima conquistar o mundial, foi demais. Os Jasc vêm crescendo muito ao longo do tempo, as equipes investem forte e o nível está bastante alto. Ainda pretendo jogar por mais seis ou sete anos e quero realizar o sonho de voltar a vestir a camisa da seleção brasileira, agora na equipe principal”.

 Jasc 2015

 Com 4,6 mil atletas de 78 municípios catarinenses, a 55ª edição dos Jasc é uma realização do Governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado do Turismo, Cultura e Esporte e da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte).

A competição, uma das maiores e mais tradicionais do Brasil, ocorrerá até o próximo dia 18 nos municípios de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna, com apoio de Erval Velho, Lacerdópolis e Ibicaré.

Texto Pablo Gomes

(49) 9926.6775

Pagina 46 de 59