Prado

Por Antonio Prado

Representando a Fesporte, Valdeci da Silva, diretor de esporte, e Luciano Heck, gerente de esporte de rendimento, estiveram nesta quinta-feira, 21, em Araranguá, onde se reuniram com representantes de 15 municípios da região. 

Organizado pelo integrador Educacional Rogério Gonçalves (Chiquinha), o encontro serviu para que os dirigentes municipais definissem o calendário, com suas respectivas sedes, das etapas microrregionais de todos os 10 eventos esportivos da Fesporte para o ano de 2019. A novidade é que depois de quatro anos de ausência os municípios, que fazem parte da regional Sul, voltarão a participar da etapa microrregional dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti). 

Detalhe da reunião em Araranguá (Foto: Divulgação Fesporte)

“A reunião foi bastante positiva, pois ouvimos sugestões e nos foi colocado a realidade dos municípios no quesito de infraestrutura para as ações da Fesporte”, destaca Valdeci. Após o encontro os representantes da Fesporte foram até Ermo conhecer o trabalho que o município desenvolve no Festival Escolar Dança Catarina, ação que já revelou dançarino para  Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, em Joinville.

Por Antonio Prado

Quando assumiu a presidência da Fesporte, em janeiro, Rui Godinho disse que uma de suas bandeiras à frente da entidade seria estabelecer parcerias com instituições filantrópicas que trabalham o esporte como fator de inclusão social. E pensando nisso convidou para assumir a diretoria de esporte Valdeci da Silva, um experiente ativista em instituições sociais esportivas de cunho social.

E na semana passada, entre os dias 13 e 17, a ideia da nova gestão da Fesporte começou a tomar forma com uma série de visitas às instituições esportivas na região de Lages e a Fundação Municipal de Esporte de Otacílio Costa. Coube a Valdecir da Silva visitar oito entidades.

Entre as instituições visitadas em Lages, estiveram a Associação Esportiva e Paradesportiva de Lages (ASSESPP), que atende 130 atletas e paratletas e que, ao longo dos anos, já revelou campeão mundial escolar; o núcleo do Programa Lages Leãozinho, que faz parte do Programa Vida Ativa, da Secretaria Municipal de Assistência Social da prefeitura de Lages, e que oferta à população atividades físicas de graça e promovam a convivência social.

 Associação Esportiva e Paradesportiva de Lages atende 130 atletas (Foto: Divulgação)

Posteriormente, foi visitada a Associação Lageana de Voleibol. A entidade atende gratuitamente cerca de 200 pessoas entre crianças e adolescentes na faixa etária de nove a 17 anos de idade. O projeto funciona em três polos: Jones Minoso, Santa Helena e  Colégio Estadual Rosário.

Também esteve no rol de visitas a Associação Serrana de Ciclistas (ASC), entidade de utilidade pública que atualmente dispõe de 18 atletas de BMX que, em parceria com a Fundação Municipal de Lages, disputam eventos como Jasc, Olesc e Joguinhos. A ASC contempla também cerca de 30 crianças que estão na fase de iniciação do ciclismo.

Valdeci esteve também no projeto social Lages Leãozinho que, promovido pela Secretaria Municipal de Assistência Social e realizado pela equipe de Educação Física da Secretaria, visa promover políticas públicas voltadas às crianças por meio do futebol, futsal e balé.  Cerca de 600 pessoas de seis a 17 anos estão inscritas no programa.

 Associação Serrana de Ciclistas (ASC) atende gratuitamente mais de 40 pessoas entre crianças e adolescentes (Foto: Divulgação) 

O diretor de esporte da Fesporte também esteve no Instituto Desportivo e Artes Marciais Guerreiros da Fé - Projeto Leões de Judah. O projeto conta com crianças e adolescentes na faixa etária nove a 17 anos, que além das artes marciais praticam futebol e handebol.

A iniciativa tem como missão: contribuir, por meio do esporte, para a educação e para a integração social, formando cidadãos com princípios e valores capazes de servir como referencial em meio à sociedade. E também evitar que os jovens ingressem no mundo das drogas e da criminalidade.

Por fim, em Lages, teve a visita ao Centro de Educação André Luiz, onde são atendidas cerca de 50 crianças com aulas de judô e capoeira no contraturno escolar. Já em Otacílio Costa foi feita uma visita à Fundação Municipal de Esportes do município.

Projetos na Fundação de Esporte de Otacílio Costa foram visitados (Foto: Divulgação)

“Já estamos preparando um ciclo de visitas às entidades da Grande Florianópolis e, até o fim do ano, queremos ter o maior número de instituições visitadas em diversos pontos do Estado”, destaca Valdeci da Silva. Segundo o dirigente, em todas as visitas, é gerado um relatório técnico destacando as ações desenvolvidas pelo  projeto e as dificuldades de infraestrutura.

 Depois a Fesporte lançará um edital propondo parcerias com as entidades. “A contrapartida da Fesporte poderá ser fornecimento de material esportivo ou capacitação técnica, mas para isso a entidade terá que cumprir alguns parâmetros que ainda serão definidos em edital”, completa Valdeci.

“Nossa ideia é que a Fesporte, em parceria com instituições filantrópicas esportivas, possa possibilitar que mais jovens pratiquem esporte de forma gratuita e com qualidade. Com isso daremos nossa contribuição para que o esporte seja um mecanismo para formar cidadãos. O jovem, às vezes, sozinho não tem suporte para realizar um sonho de criança por meio da prática esportiva, e nós da Fesporte quereremos ser este aporte para concretizar sonhos”, finaliza o diretor de Esporte da Fesporte.

Por Antonio Prado

Técnicos da Fesporte estiveram nos municípios de São Miguel do Oeste e Maravilha realizando vistoria técnica para a realização das etapas estaduais dos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc), 15 a 17 anos, e  dos Jogos Escolares Paradesportivos de Santa Catarina (Parajesc).

As vistorias ocorreram na quarta-feira, dia 13, em Maravilha, que será sede da 10ª edição dos Parajesc, de 4 a 7 de julho; e  nesta quinta-feira, dia 14, em São Miguel do Oeste, que sediará de 14 a 22 de junho a 11ª edição dos Jesc.

“As estruturas esportivas visitadas em Maravilha estão boas. As escolas que servirão de alojamento e as quadras têm acessibilidade satisfatória para os atletas”, destaca Luiz Bezerra, gerente de esporte de participação da Fesporte.

Quadras em São Miguel do Oeste foram aprovadas para os Jesc (Foto: Sérgio Galdino)

“Em São Miguel do Oeste a infraestrutura para os locais dos jogos são muito boas. Sugerimos alguns reparos na pista de atletismo e na quadra de vôlei de praia”, enfatiza Sérgio Galdino, técnico da gerência de esporte de base e inclusão da Fesporte.

Os Jesc e Parajesc são uma promoção do  Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de São Miguel do Oeste e Maravilha.  

 

É com pesar que a Fesporte comunica o falecimento do profissional de educação física Fábio Luiz Egert, na manhã desta segunda-feira, dia 11, em Florianópolis, vítima de leucemia. Fábio era representante comercial da empresa Rema Arte Esporte, participante de licitações ao fornecimento de medalhas e troféus dos eventos da Fesporte. 

Ele era chefe de gabinete da prefeitura de Antônio Carlos. Deixa a esposa Gisele e a filha Marina. Aos familiares nossas sinceras condolências e nossos profundos sentimentos neste momento de dor e angústia.

 

Por Antonio Prado

A realização da etapa estadual da 59ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), a ser realizada de 7 a 17 de novembro em Timbó, Pomerode e indaial, foi a pauta principal da reunião na sede da Fesporte, em Florianópolis, nesta quarta-feira, 6. No encontro estiveram presentes o presidente da Fesporte, Rui Godinho, e o prefeito de Timbó Jorge Krueger. 

Segundo Krueger a reunião serviu para alinhar o planejamento dos trabalhos a serem executados para a realização dos Jogos, inclusive a possibilidade de uma pista sintética de atletismo em Timbó. “Já temos a definição de quase 90% dos locais de competições em comum acordo com os três municípios-sedes”, destaca o prefeito timboense. 

 “Por enquanto ainda não fechamos qual será o legado dos Jasc 2019, mas estamos estudando para ver qual a melhor forma de implantá-lo no evento, pois sabemos da importância de se deixar algo concreto que beneficie os atletas”, finaliza Godinho.

Na reunião estiveram na comitiva de Timbó o presidente da Fundação Municipal de Esporte, Márcio Elisio e seu assessor Emerson Nardelli, além do atleta olímpico timboense José Bágio, que disputou as olimpíadas de Atenas (2004), Pequim (2008) e Rio (2016) na marcha atlética. Pela Fesporte esteve presente Suelen Lara dos Santos, assistente da presidência da Fesporte, que também é oriunda de Timbó.

OUÇA A MATÉRIA:

 

Por Antonio Prado

Com a bagagem de ser seis vezes campeã mundial de powerlifting e estar no hall da fama da modalidade, a blumenaunse  Ana Rosa Castellain  deu depoimento à TV Fesporte em que fala da carreira e de sua participação  em 12 edições dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) representando municípios como Jaraguá do  Sul e Blumenau nas provas de heptatlo do atletismo.

No powerlifting  Ana Rosa, que é formada em educação física, possui 36 medalhas em competições mundiais. A modalidade  é um esporte de força, cujo objetivo do atleta é levantar o maior peso possível em cada um dos movimentos pelos quais este desporto é composto; o movimento de agachamento, supino e o peso morto. Ana já bateu oito vezes o recorde mundial. Na competição já chegou a levantar  531 quilos em 2017, em Minsk, na Bielorrussia, recorde também brasileiro.  

Pagina 1 de 192