Publicado em Jasc
Escrito por

Ciclismo feminino é de Floripa

Com o ouro de Tamires Radatz, hoje (dia 4), na prova do Contra-Relógio Individual, Florianópolis conquistou o título do ciclismo feminino dos 59º Jogos Abertos de Santa Catarina. Em segundo lugar finalizou o município de São José, à frente de Itapema, em terceiro na classificação geral. 

O torneio masculino encerra nesta quarta-feira, com a disputa da prova de Downhill. Brusque lidera a classificação, com 55 pontos, contra 50 de Joinville e 46 de Rio do Sul.

O cenário bucólico da região da rodovia SC 418 de Timbó foi palco da vitória de Tamires Radatz na prova de 20 quilômetros de percurso. A representante da Capital foi a única a percorrer a distância em menos de meia hora. Fez 29min06seg, 54 segundos de vantagem sobre Karol Meyer, de Itapema. O bronze ficou com Dauana Nodari, de Joaçaba, e tempo de 30min22seg.

Vitória de Gabriel Silva entre os homens

Entre os homens, o melhor do Contra-Relógio Individual foi Gabriel Silva, de Chapecó. Para garantir a medalha de ouro, o atleta do Oeste de Santa Catarina percorreu os 20 quilômetros da prova em 30min33seg. A prata foi para André Gohr, de Brusque, com 31min02seg, e o bronze para Luiz Basso, de Chapecó, e tempo de 21min12seg.

A etapa estadual dos 59º Jogos Abertos de SC é promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Timbó, Indaial e Pomerode.

Texto: Olavo Moraes

 

CICLISMO FEMININO

Classificação final 

1º – Florianópolis, com 46 pontos

2º - São José, com 35 pontos

3º - Itapema, com 31 pontos

4º - Rio do Sul, com 25 pontos

5º - Blumenau, com 14 pontos

Publicado em Jasc
Escrito por

Judô distribui as primeiras medalhas dos Jasc

Começaram as emoções do judô nesta terça-feira , 5, nos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) no ginásio de esporte Albany em indaial. Ao todo foram oito finais, que fecharam o primeiro dia.

Uma das lutas mais aguardadas foi o confronto na categoria pesado entre João Paulo Gonçalves, de Itajaí, que recentemente foi campeão nos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), na Bahia, e  André Luiz Furtado, de Itapema.

Mas, na hora do ‘vamos ver’ João precisou de apenas seis segundos para aplicar um ippon, o chamado golpe vencedor (aplicou estrangulamento no adversário). Por fim, sem segurar as lágrimas, o campeão desabafou. “Semana passada eu estava na Bahia e acabei tendo uma fratura no braço e em uma semana consegui me recuperar e ganhar esta medalha de ouro. Não tenho palavras para descrever o que eu estou sentindo”, disse o campeão.

Presente à cerimônia, o presidente da Fesporte, Rui Godinho, elogiou o dia de competições dos Jasc. “Estive, durante o dia, em várias praças esportivas e observei jogos de excelente qualidade técnica e no judô não foi diferente. Vi grandes lutas com grandes campeões”, finalizou o dirigente.

Nesta quarta-feira, 6, o judô prossegue com as lutas dos pesos leve, meio leve, ligeiro e absoluto e por fim, na quinta-feira, 7 a modalidade se encerra com as disputas por equipe.

Confira os demais campeões desta terça-feira 

Masculino

Meio Médio – Marlon Costa (Videira)

Médio – Marcelo Filho (Santo Amaro da Imperatriz)

Meio Pesado – Marcelo da Silva (Tubarão)

Pesado – João Gonçalves (Itajaí)

Feminino

Meio Médio – Ariana Alberti (Itajaí) 

Médio – Amanda Costa (Itajaí)

Meio pesado – Nathália Parisoto – (São José)

Pesado – Anny Ribeiro (Santo Amaro da Imperatriz)

A etapa estadual dos Jasc, realizados de 1 a 10 de novembro em Timbó, Indaial e Pomerode, é uma realização do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, em parceria com as prefeituras dos municípios-sede.

 

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

 

Publicado em Jasc
Escrito por

Caçador vai à final com time da Série A

Com destaque para a participação da equipe que defende o Avaí/Kindermann no Campeonato Brasileiro da Série A, Caçador encara Criciúma na decisão do troféu do futebol feminino.  A final acontece nesta quarta-feira, dia 6, no gramado do Estádio da Associação Floresta, em Pomerode. Na disputa pelo terceiro lugar, duelam São José e Chapecó. 

Nem a ausência de Bárbara, goleira da Seleção Brasileira que faz um tour internacional na China, atrapalhou a vitória de Caçador sobre Chapecó. As atuais campeãs dos Jogos Abertos de Santa Catarina não encontraram dificuldade para vencer as representantes do Oeste do Estado por 2 a 0.

Na outra semifinal, um confronto equilibrado. Foi preciso disputa de pênaltis para apontar o finalista, após empate sem gols. Com pontaria mais apurada, Criciúma derrotou São José por 3 a 1, para garantir vaga na decisão. Derrotada, a equipe da Grande Florianópolis enfrenta Chapecó em busca da terceira colocação no torneio de futebol feminino.

A etapa estadual dos 59º Jogos Abertos de SC é promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Timbó, Indaial e Pomerode.

Texto: Olavo Moraes

 

FUTEBOL FEMININO

Estádio Sociedade Esportiva Floresta

Semifinais

São José 0 x 0 Criciúma (Criciúma venceu nos pênaltis por 3 a 1)

Caçador 2 x 0 Chapecó

 

Quarta-feira, dia 6

16h, decisão do bronze, São José x Chapecó

17h15min, decisão do ouro, Criciúma x Caçador

Publicado em Jasc
Escrito por

Gil comanda a classificação de Itajaí para a final de basquete

Itajaí, pela primeira vez no basquete feminino dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), chegou à final da modalidade. A equipe garantiu a vaga ao vencer Florianópolis, 63 a 50, na tarde desta terça-feira (5), no ginásio de esportes da Escola Maurício Germer, em Timbó. As itajaienses terão pela frente nada menos que a equipe eneacampeã da competição, Blumenau, que passou fácil por São José, pelo placar de 91 a 38. 

A vitória do time “peixeiro” foi comandada pela ala-armadora Gilmara Amaral. Gil, como é conhecida a jogadora do Salesiano, de Itajaí, conhece bem o time adversário, não só pelos constantes confrontos entre as duas equipes, a exemplo do estadual de basquete, mas por já ter atuado em Blumenau também.

Paulista, da cidade de Porto Feliz, aos 40 anos ainda joga fácil e chama a responsabilidade do jogo. Sua carreira esportiva começou por conta de problemas respiratórios na infância. Foi orientada pelo médico à pratica esportiva, em especial, natação, mas o custo da modalidade era um obstáculo. Foi então que ela descobriu o basquetebol e fez dele não só sua cura, mas um de seus projetos de vida.

Da pequena Porto Feliz, onde começou a prática do basquete, Gil passou à categoria adulta em Americana em 1994, atuando até 1999, quando veio para Santa Catarina para jogar em Joinville e estudar. Hoje, além do basquete, ela se dedica como nutricionista clínica. Foi neste ano que teve sua primeira participação numa edição dos Jasc. Em 2000, voltou para São Paulo, e depois torna a atuar em Santa Catarina, por Blumenau, conquistando títulos nos Jasc em 2003 e 2004, e por Florianópolis, em 2006 e 2007.

Em 2013, Gil foi para Portugal, onde conquistou o título nacional pelo União Esportiva, além de ser campeã mundial máster pela Seleção Brasileira, na Grécia. No mesmo ano, voltou ao Brasil, para viver em Itajaí, cidade que, desde então, tem defendido nos Jasc. 

Dona de uma rotina intensa, Gilmara concilia o trabalho de nutrição clínica com a dedicação ao esporte. Ela se ocupa diariamente com treinos, sendo duas horas com a parte física e três com a técnica. Quando a data de qualquer evento se aproxima, entram também os treinos táticos.

Gilmara Amaral quer repetir a boa atuação diante de Blumenau na decisão do título, que acontece nesta quarta-feira (5), a partir das 15h30min. Mais cedo, às 14h, Florianópolis e São José decidem o terceiro lugar.

Os resultados e programação dos Jogos Abertos de Santa Catarina podem ser acompanhados pelos boletins publicados diariamente no site oficial da Fesporte (clique aqui para acessar). Os Jasc são promovidos pelo Governo de Santa Catarina – @governosc – e realizados por intermédio da Fesporte, em parceria com os Municípios de Indaial, Timbó e Pomerode.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Publicado em Jasc
Escrito por

Após quatro dias, Itajaí lidera os Jasc com 62 pontos

A 59ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) chegou ao seu quarto  dia de competição, nesta quarta-feira, com Itajaí liderando a classificação geral com 62 pontos, seguido de Blumenau, com 57, e Chapecó, em terceiro lugar, com 42 pontos.

Os itajaienses somam, até o momento, cinco troféus. Foram campeões no masculino do bolão 16, ginástica artística e natação. Já no feminino levaram o troféu da ginástica artística e o taekwondo. Confira a tabela de pontuação.

QUADRO DE PONTOS (parcial, 12 modalidades encerradas):

1º Itajaí 62

2º Blumenau 57

3º Chapecó 42

4º Florianópolis 37

5º São José 31

6º Tubarão 30

7º Timbó 26

8º Joinville 18

9º Jaraguá do Sul 13

10º São Bento do Sul 11

QUADRO DE MEDALHAS (até às 22:17):

1º Itajaí 30 ouros, 16 pratas, 16 bronzes (62 no total)

2º Blumenau 10 ouros, 13 pratas, 24 bronzes (47)

3º Tubarão 10 ouros, 9 pratas, 11 bronzes (30)

4º Joinville 10 ouros, 9 pratas, 8 bronzes (27)

5º Florianópolis 9 ouros, 11 pratas, 11 bronzes (31)

QUADRO DE TROFÉUS (com 13 modalidades encerradas):

1º Itajaí 5 troféus de campeão, 1 de vice;

2º Florianópolis 2 troféus de campeão, 2 de 3º lugar;

3º Blumenau 1 troféu de campeão, 3 de vice, 3 de 3º;

4º Chapecó 1 troféu de campeão, 2 de vice, 2 de 3º;

5º Tubarão 1 troféu de campeão, 2 de vice;

6º Timbó 1 troféu de campeão, 1 de vice, 1 de 3º;

7º São José 1 troféu de campeão, 1 de vice;

8º Joinville 1 troféu de campeão.

 

 

 

 

 

 

 

Publicado em Jasc
Escrito por

Definidos os semifinalistas do voleibol masculino

A segunda-feira, 4, foi de fortes emoções no voleibol masculino dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), pois foi o dia de se conhecer os semifinalistas da competição. No final da rodada Chapecó, São José, Blumenau e Balneário Camboriú saíram vitoriosos e estão nas semifinais da competição.

No primeiro jogo eliminatório do dia Chapecó passou por Itajaí fazendo 3 a 0 com parciais de 25/18/25/16 e 25/21.

E no jogo seguinte, São José passou com dificuldade sobre Concórdia, fechando em 3 a 1 com parciais de 28/25, 17/25, 25/22 e 25/21. O oposto josefense Tuba, ex-seleção brasileira, com passagens em times do Japão e Itália, foi o destaque da partida com 31 pontos sendo sete aces.

“A vitória nossa veio de forma suada já que Concórdia estava em um dia inspirado, defendia tudo e estava complicado passar pela defesa deles. Mas, nosso time foi bem aguerrido e soube administrar as dificuldades”, falou ao final do jogo Tuba.

Blumenau (no bloqueio) venceu com dificuldade Concórdia (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

Aposentado há quatro anos do vôlei de quadra, o atleta disse que disputar os Jasc tem um sabor especial. “É sempre bom representar a cidade em que você mora e os Jasc são uma competição que proporciona a você a rever amigos e também oportuniza a reaproximação das pessoas”, disse.

Na terceira partida eliminatória do dia Blumenau venceu Jaraguá do Sul por 3 a 0 com parciais de 25/15, 25/13 e 25/17. E por fim,  no jogo que fechou a rodada,  Balneário Camboriú venceu Xanxerê por 3 a 0 com parciais de 25/21, 25/20 e 25/18.

Desta feita a rodada das semifinais ficou assim definida para esta terça-feira, dia 5

18:00 Chapecó X São José

20:00 Blumenau X Balneário Camboriú

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

 

 

 

 

 

 

Publicado em Jasc
Escrito por

Santos de casa fazem bom handebol

Para quem acha que santo de casa não faz milagre, o handebol de Blumenau pode provar o contrário. O handebol feminino da cidade, nos últimos anos, transformou-se num dos mais importantes do estado e do país, além de produzir atletas de alto nível para os grandes centros mundiais da modalidade.

O técnico Sérgio Graciano, criador do projeto do handebol feminino blumenauense conta que o que motivou a atitude de investimento na base foi a desastrosa campanha de 1994, quando o Município investiu pesado na contratação de atletas e não ficou entre os quatro primeiros nos Jasc daquele ano, o que levou o presidente da Fundação Municipal de Desportos a dispensar todos os envolvidos na modalidade e convidar Graciano para tocar um projeto de base, a partir de 1995.

“Fiz um projeto por escrito, para ser desenvolvido até o ano 2000, prazo que propus para dar a Blumenau todos os títulos de handebol feminino nos eventos da Fesporte. E conseguimos cumprir. Fomos campeões nos Joguinhos, Jasc e Jesc”, disse Graciano. Segundo ele, a grande filosofia do projeto é a de ter pelo menos 70% da equipe originada nas escolinhas de base da região. Dessa forma, de 2004 a 2016, a seleção brasileira de handebol sempre teve pelo menos uma blumenauense em seu grupo.

E é por intermédio desse projeto que grandes talentos têm sido revelados para o handebol feminino brasileiro e mundial. É o caso da tetracampeã da Champions League, Duda Amorim, que já foi considerada a melhor jogadora do mundo e hoje sustenta o título de melhor defensora do mundo.

Blumenau conta com dois projetos de iniciação esportiva, um bancado pela Secretaria Municipal de Educação e outro pela Secretaria de Esporte. Há atualmente seis núcleos de handebol, cada qual com 25 alunas em média. É durante os Jogos da Primavera que as atletas são observadas. As melhores são levadas para o núcleo central, para os treinos, sendo duas vezes por semana para atletas até 14 anos, quatro vezes até 16 e cinco vezes para atletas acima de 17 anos. Além do trabalho técnico, contam também com o trabalho do preparador físico Fausto Steinwandter, que integra a seleção brasileira.

“Seguramos as meninas até que concluam curso superior. As que se destacam e optam por dar continuidade à carreira de jogadora de handebol são encaminhadas por nós a clubes do exterior”, explicou o técnico, segundo o qual, uma das joias do grupo atual é a goleira Pâmela Meira, de 19 anos, estudante de Educação Física na Furb. Ela já recebeu proposta do exterior, mas, por orientação do experiente Graciano, o memento é esperar um pouco mais no Brasil.

Definidos os semifinalistas do handebol feminino

E é com esse time de maioria de pratas da casa que Blumenau vai se confirmando como um dos favoritos ao título. A equipe garantiu a vaga nas semifinais do handebol feminino dos 59os Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), em Timbó, nesta segunda-feira (4), ao vencer Chapecó por 33 a 13. Com isso, deve voltar à quadra para enfrentar outra grande força do handebol feminino catarinense, que é a equipe de Concórdia, que superou Balneário Camboriú por 36 a 19.

Concórdia (amarelo) derrotou Balneário Camboriú e enfrentará Blumenau na semifinal                                                             Foto: Heron Queiroz

A outra semifinal acontecerá entre Itajaí, que derrotou Florianópolis por 35 a 16, e São José, que passou pro Criciúma, com o placar de 30 a 27. Os resultados e programação dos Jogos Abertos de Santa Catarina podem ser acompanhados pelos boletins publicados diariamente no site oficial da Fesporte (clique aqui para acessar).

Os Jasc são promovidos pelo Governo de Santa Catarina – @governosc – e realizados por intermédio da Fesporte, em parceria com os Municípios de Indaial, Timbó e Pomerode.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Publicado em Jasc
Escrito por

Jasc devem injetar mais de 15 milhões na economia local

Nos 10 dias de competições da etapa estadual dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) em Timbó, Pomerode e Indaial cerca de 7.300 pessoas envolvidas diretamente com a competição circularão nos municípios-sede. Entre os atletas os números chegam a 4.800 participantes mais cerca de 2.500 profissionais envolvidos com o evento. E há ainda o universo de 14 mil pessoas envolvidas indiretamente com os Jogos. A estimativa dos organizadores dos Jasc, baseada nas edições anteriores, é que o evento injetará na economia local mais de 15 milhões de reais.

Para Tatiana Honczaryk, proprietária do Parque Hotel Timbó e presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (SIHORBS), que abrange 41 municípios do Vale Europeu, um evento como os Jasc é muito importante para a região.

“Fico muito feliz com a vinda dos Jasc para cá, pois eles movimentam não somente Timbó e sim a nossa região inteira. Beneficia os hotéis, farmácias e lojas, enfim, todo o comércio. Para nós está sendo muito bom, Já que nossos 158 leitos estão praticamente lotados em todos os dez dias. Em algumas datas não há mais vagas”, enfatiza a empresária. 

Assista o vídeo sobre o impacto financeiro dos Jasc no comércio local

David Shutze, proprietário do Schütze Supermercado, em Timbó, destaca que, com a realização dos Jasc, todos ganham. “Não há dúvida que um evento desta magnitude é importante, pois além do esporte como fator de inclusão social toda a parte da economia local se beneficia com os Jogos. São cerca de 14 mil pessoas envolvidas indiretamente com os Jasc nos três municípios que sediam as competições. Ou seja, não há dúvida que os Jasc auxiliam na economia de forma muito contundente, pois me lembro que em 2004, quando o evento foi realizado aqui, isso ocorreu”.

Para Elias Maciel, chefe de cozinha do Schütze Restaurante, os Jasc são importantes para fortalecer a economia local e permitir que sejam mantidos na cidade bons restaurantes como o  Schütze. “O evento proporciona a oportunidade em poder manter um restaurante como o nosso, com uma variedade de cardápio que vai desde a gastronomia brasileira à francesa e com os Jasc as pessoas têm vindo nos prestigiar e isso tem feito a diferença”, conclui Maciel.

Quem também elogia a competição como fator de aquecimento da economia local é  Gessner Jr., presidente do Clube de Diretores Lojistas (CDL) de Timbó. “Os Jasc vêm incrementar de forma significativa nosso comércio, principalmente bares e restaurantes. Fico muito feliz que ele seja sediado em três municípios da região. Farmácia, lojas, hotéis, todos ganham”, finalizou Gessner.

A etapa estadual dos Jasc, realizados de 1 a 10 de novembro em Timbó, Indaial e Pomerode, é uma realização do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, em parceria com as prefeituras dos municípios-sede.

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

 

Publicado em Jasc
Escrito por

Joinville e Blumenau decidem vaga à final do futsal

Joinville garantiu a primeira vaga à semifinal do torneio de futsal dos 59º Jogos Abertos de SC. Diante do bom público na tarde desta segunda-feira, 4, no Ginásio de Esportes do Parque de Eventos de Pomerode, o time sub-20 da Krona, representante da cidade do norte do Estado, superou a equipe do município de Armazém, por 3 a 1, e agora decide vaga à final com Blumenau.

Joinville inaugurou o placar ainda no primeiro tempo, com Arthur Kunz, aos 22 minutos do primeiro tempo. Em busca do empate na etapa complementar, Armazém lançou mão da estratégia de usar o goleiro-linha. E o confronto ganhou contorno de equilíbrio com o empate aos 14 minutos do segundo, em um petardo do meio de campo do goleiro Everton Rodrigues.

Mas, faltando menos de 4 minutos para o encerramento, Lucas Almeida ampliou para Joinville. E o golpe final veio a menos de 30 segundos do encerramento, quando Crystian Limas roubou a bola do goleiro de Armazém e chutou de longe, para fazer o terceiro gol e fechar o placar. Nesta terça-feira, Joinville pega Blumenau, que derrotou Jaraguá do Sul por 4 a 2. O duelo vale  vaga à final do torneio de futsal, programada para quarta-feira no Ginásio de Esportes do Parque de Eventos de Pomerode.   

O torneio feminino começa nesta terça-feira, 5, com os confrontos programados para o Ginásio do Complexo Esportivo de Timbó. Destaque para a equipe de Lages, da atacante Amandinha, eleita por cinco vezes a melhor jogadora do mundo. 

Texto Olavo Moraes

Publicado em Jasc
Escrito por

“Homens de barro” de Floripa conquistam punhobol

Os “homens de barro” de Florianópolis ergueram o troféu na manhã nublada desta segunda-feira, 4 em Pomerode. Depois da forte chuva torrencial que impediu a realização da final do torneio de punhobol na tarde de domingo 3, a lama foi um ingrediente a mais no gramado do Parque de Exposições. Deu cor à vitória da Capital sobre São Bento do Sul, por 3 sets a 1. Ao final, a comemoração enlameada dos campeões. 

Em campo, destaque para o batedor Alemão, que comandou a vitória de Florianópolis: “Estou muito feliz, o time soube superar as adversidades do campo pesado, que deu características diferentes no jogo”. Mais do que erguer pela segunda vez o troféu dos Jasc, o título encerrou com chave de ouro uma carreira de 26 anos dedicada ao punhobol.

Jogadores de Florianópolis (com Alemão ao centro) festejam a vitória de 3 a 1 sobre São Bento do Sul (Foto: Maurício Vieira)

Aos 42 anos, Alemão se despediu dos gramados como atleta. Foram 36 títulos em três décadas de atuação. “Tenho muito orgulho da minha carreira”, garante. Também pudera. Na matemática das conquistas, foram 11 títulos mundiais: “São oito interclubes e três com a Seleção Brasileira, com destaque para o WG, o World Games (Jogos Mundiais, em português)” contabiliza, valorizando o título do WG, que reúne as modalidades esportivas não-olímpicas reconhecidas pelo COI (Comitê Olímpico Internacional). 

No cartel de títulos internacionais, Alemão contabiliza ainda 15 sul-americanos, além de oito brasileiros e dois dos Jogos Abertos de Santa Catarina. Na vitória de ontem sobre São Bento do Sul, o batedor foi responsável por grande número de pontos no duelo, vencido por 3 sets a 1, em parciais de (11/9, 12/14, 15/14, 12/10). 

Blumenau, que havia conquistado o terceiro lugar no domingo, recebeu ontem, ao lado dos campeões e vices, o troféu e medalhas de bronze. Na quarta colocação do torneio finalizou a equipe de Pomerode, derrotada pelos blumenauenses.

Texto Olavo Moraes

Publicado em Jasc
Escrito por

Chuva e raios interrompem decisão do punhobol

A forte chuva, acompanhada de raios e trovoadas, que caiu durante a tarde abafada deste domingo, 3, em Pomerode interrompeu a decisão do troféu de punhobol. A final, programada para o início da manhã desta segunda-feira 4, será retomada entre Florianópolis e São Bento do Sul. Na disputa pelo bronze, Blumenau levou a melhor sobre Pomerode, e garantiu a medalha de terceiro lugar dos Jogos Abertos.

A quadra, encharcada, e a falta de iluminação natural no campo do Parque de Exposições de Pomerode levaram o coordenador da modalidade, Hugues Torres a paralisar a competição. “Não havia condições de jogo, o gramado tinha poças e iria prejudicar a competição” argumentou o dirigente, vice-presidente da Confederação Brasileira de Handebol, “a bola nem quicava”.

A partida foi interrompida logo no primeiro set, quando Florianópolis vencia São Bento do Sul por 8 a 6. A chuva, torrencial, veio acompanhada de raios e trovoadas, assustando atletas e torcida. Boa parte do público, que acompanhara atento a vitória de Blumenau sobre Pomerode aproveitou para fugir do mau tempo.

Em campo, antes do mau tempo provocar o cancelamento da final, Blumenau passou trabalho para superar os anfitriões de Pomerode. Uma das equipe de maior tradição na modalidade em Jogos Abertos, o time da terra da Oktoberfest precisou de cinco sets para bater os rivais de Pomerode. Ao final, a festa pelo bronze, com o placar de 3 a 2 ((10/12, 11/8, 11/9, 9/11 e 11/8).

Texto Olavo Moraes

 

Publicado em Jasc
Escrito por

Itajaí fatura a ginástica artística no masculino e feminino

Não teve pra ninguém. Itajaí dominou a ginástica artística dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) neste domingo, 3, no final da modalidade, que ocorreu no Sesi, de Blumenau. Os itajaienses venceram no masculino e feminino e deixaram para trás Blumenau, uma das favoritas, principalmente no feminino.

Entre os homens os itajaienses somaram 206.501 pontos, contra 192.602 dos blumenauenses, que ficaram em segundo. Balneário Camboriú fechou o pódio em terceiro lugar geral com 190.966 pontos.

Entre as mulheres a disputa foi acirrada, mas por fim, Itajaí teve uma atuação melhor e somou 174.95  pontos ficando Blumenau em segundo lugar com 174.2 e Florianópolis, em terceiro lugar com 169.65 pontos.

No torneio o melhor atleta entre os homens foi Tomas Soares Siqueira, de Itajaí, que foi ouro nas paralelas simétricas e na barra fixa, além de prata nas argolas.

 E entre as mulheres a melhor ginasta da competição foi Jamile Bloerdorn, de Blumenau, que conquistou medalha de ouro no solo e prata no salto sobre a mesa, paralelas assimétricas e trave.

Para o treinador itajainense Marcelo Coelho, que este ano comemora 40 edições de Jasc entre atleta e treinador, o título no masculino já estava previsto: “São nove títulos consecutivos de campeão no masculino de Itajaí. Esta conquista já era algo esperado porque nosso município já tem tradição na ginástica artística eu esperava até mais medalhas, mas o resultado, como um todo, foi excelente”, concluiu o treinador.

A etapa estadual dos Jasc é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Timbó, Indaial e Pomerode.

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte  

 

Pagina 3 de 61