Publicado em Jasc
Escrito por

Rodrigo e Anny voam para serem os mais rápidos dos Jasc

Deu a lógica. Rodrigo Pereira do Nascimento e Anne Caroline  de Basi, ambos representando Timbó, se consagraram nesta quinta-feira, 7, os atletas mais rápidos da 59ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) ao vencerem a prova dos 100 metros. 

Rodrigo Cravou 10s22 e repetiu o recorde do ano passado estabelecido por ele mesmo. Willian Sérgio de Campos da Silva, de São José, cruzou a linha de chegada em segundo com o tempo de 10s42 e Jonatan Chaves Rodrigues, também de São José, ficou com a medalha de prata com o tempo de 10s43.

 Anny de Basi estabeleceu a marca de 11s58 em primeiro lugar seguida de Gabriela Aline Grunow, de Blumenau, com 11s85, que ficou com a medalha de prata e Caroline de Melo Tomaz, de São José, ficou com a medalha de bronze ao cravar 11s97.

“Gostei da prova, gostei da minha marca, foi uma prova muito boa de correr, disse Anny”. Perguntada onde ia parar, já que venceu a prova quatro vezes consecutivas, Anny foi enfática: “Quero parar nas olimpíadas”, disse, com convicção.

Rodrigo, por sua vez, disse estar muito feliz em poder voltar ao seu estado. “Sou natural de Itajaí e estou há dois anos em São Paulo, na Orcampi, e é sempre bom voltar a competir aqui”, disse o medalhista, que é o atual campeão sul-americano, pan-americano e mundial do revezamento 4x100 e espera conseguir índice para as Olimpíadas de Tokio.

Anny de Basi vence a prova dos 100m pelo 4º ano consecutivo e é a mais rápida dos Jasc (Foto: Maurício Vieira/Secom SC)

Assim como Rodrigo, Anny de Basi também é campeã sul-americana no revezamento 4x100, titulo conquistado em maio em Lima, no Peru. Além dela ser campeã nas pistas é também uma campeã na vida, já que nasceu com uma deficiência física denominada de Síndrome de Poland, que lhe atrofiou o músculo peitoral e do braço direito (este mais curto e mais fino) fazendo com que tenha apenas um dedo na mão direita.

Por isso, o feito de Anny, ser atleta mais veloz dos Jasc, torna-se mais extraordinário, já que compete com adversárias que não tem deficiência física.

Um dos pontos altos do dia foi a participação de Alessandra Picagevicz, 35 anos, na prova dos 5 mil metros da marcha atlética, prova em que é recordista dos Jasc, feito realizado na edição de Brusque, em 2010 com o tempo de 23min46s67. Ela já havia parado com o atletismo e só voltou para se despedir dos Jasc em Timbó, sua terra natal. Fechou sua participação em quarto lugar com o tempo de 27min4s59. A vencedora da prova, Mayara Luize Vicentainer, de Timbó, fez o percurso em 24min10s1. 

O atletismo prossegue nesta sexta-feira, 8, e finaliza no sábado, 9, na pista de Jaraguá do Sul. Os resultados e programação dos Jogos Abertos de Santa Catarina podem ser acompanhados pelos boletins publicados diariamente no site oficial da Fesporte (clique aqui para acessar). Os Jasc são promovidos pelo Governo de Santa Catarina – @governosc – e realizados por intermédio da Fesporte, em parceria com os Municípios de Indaial, Timbó e Pomerode.

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

 

Publicado em Jasc
Escrito por

Matemática dos pontos na reta final dos Jasc

A três dias do fim da 59ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina, em Indaial, Timbó e Pomerode, o município de Blumenau mantém a liderança no quadro de pontuação. O papão de títulos dos Jasc busca pela 42ª vez levantar o caneco maior da competição, mas Itajaí, que pretende aguar o chope da terra da Oktoberfest, mantém-se em busca da liderança e do 4º título.

Blumenau soma, até este momento da competição, 146 pontos, Itajaí é segundo colocado, com 26, São José o terceiro com 84, depois Florianópolis com 59 e Chapecó com 56. Mas há ainda muita competição e pontos em disputa, até domingo (10), quando se encerra esta edição dos Jasc. 

Doze modalidades ainda estão ou entram em disputa nos próximos dias: atletismo, basquete masculino, bocha, futsal feminino, ginástica rítmica, handebol masculino, caratê, tênis de mesa, tiro armas curtas, tiro armas longas, triatlo e voleibol feminino. No futebol feminino, que estava sob júdice, Blumenau ficou com a primeira colocação, Balneário Camboriú em segundo e Florianópolis em terceiro.

A única modalidade encerrada nesta quinta-feira (7) foi o judô. Por outro lado, o atletismo começou na pista de Jaraguá do Sul. Já a sexta (8) marca o encerramento do xadrez e da bocha e o início do caratê, além do jiu-jitsu e muaythai, que não pontuam, já que são, respectivamente, provisória e de apresentação.

Na mesma sexta, as modalidades coletivas (basquete e handebol masculinos, voleibol e futsal femininos) entram na fase eliminatória, da qual se classificam os semifinalistas, para os confrontos que acontecem no sábado (9).

Os resultados e programação dos Jogos Abertos de Santa Catarina podem ser acompanhados pelos boletins publicados diariamente no site oficial da Fesporte (clique aqui para acessar). Os Jasc são promovidos pelo Governo de Santa Catarina – @governosc – e realizados por intermédio da Fesporte, em parceria com os Municípios de Indaial, Timbó e Pomerode.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

 

Publicado em Jasc
Escrito por

São José e Itajaí mostram a força do judô nos Jasc

São José e Itajaí mostraram por que têm as equipes mais fortes atualmente no judô dos Jogos Abertos de Santa Catarina, os Jasc. As duas cidades ficaram no topo da classificação geral e por equipe, revezando a posição entre masculino e feminino. 

Itajaí foi melhor no masculino, faturando o troféu por equipe, com 72 pontos, contra 70 dos josefenses . Completando o pódio, Tubarão com 49 e Videira 39. Na classificação geral, equipe “peixeira” conquistou seu sexto título seguido e o 13º na história do judô dos Jasc, que começa em 1971. São José ficou em segundo, e Videira, em terceiro.

No feminino, São José conquistou o quinto título na competição, depois de somar 86 pontos por equipe, contra 67 de Itajaí, 50 de Chapecó e 41 de Santo Amaro da Imperatriz. A segunda colocação na classificação geral ficou com Itajaí e a terceira com Chapecó. 

Na ocasião do cerimonial de premiação, o presidente da Fesporte, Rui Godinho da Mota, recebeu graduação de  faixa preta pela Federação Catarinense de Judô. Godinho foi judoca e teve sua última participação nos Jasc em 2014. “Estava com a vida bastante atribulada, tinha meus deveres a fazer. Não conseguia mais viajar, não conseguia mais lutar, minha última graduação foi em 2007 e hoje fui agraciado com a faixa preta e isso me deixa muito feliz. Tive grande parte da minha vida dentro do judô e do jiu-jitsu. Então tenho um carinho muito especial, mas não significa que vou abandonar qualquer outra modalidade”, disse o presidente.

Rui Godinho (D), presidente da Fesporte, recebe a graduação de faixa preta do presidente da FCJ, Moisés Penso                                                 Foto: Heron Queiroz

Os resultados e programação dos Jogos Abertos de Santa Catarina podem ser acompanhados pelos boletins publicados diariamente no site oficial da Fesporte (clique aqui para acessar). Os Jasc são promovidos pelo Governo de Santa Catarina – @governosc – e realizados por intermédio da Fesporte, em parceria com os Municípios de Indaial, Timbó e Pomerode.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Publicado em Jasc
Escrito por

Jéssica Maier, o prodígio encanta terra natal

Atleta olímpica, Jéssica Maier é ícone do esporte. Destaque máximo da ginástica rítmica nos Jogos Abertos, a medalhista pan-americana está de volta à cidade natal. Timbó, uma das três sedes dos Jasc 2019, recebe com orgulho a filha prodígio. Jéssica comanda a forte equipe de Blumenau, uma das candidatas ao troféu geral da modalidade, ao lado de Florianópolis e Joinville.

Ainda emocionada com a estreia na competição no Ginásio de Esportes da Metisa, em Timbó,  Jéssica Maier declara todo o amor pela cidade onde nasceu: “Estou muito feliz em competir os Jogos Abertos na minha cidade. Foi aqui onde comecei na ginástica, onde conheci e me apaixonei por esse esporte”.

 Com leve sorriso e muita simpatia, Jéssica relembra os melhores momentos da carreira. “Os pontos altos da minha carreira foram o título nos Jogos Pan-americanos, e os Jogos Olímpicos do Rio 2016, quando fui capitã da equipe. Disputar as olimpíadas foi a realização de um sonho”

Em meio a conversa com as companheiras de equipe e a técnica de Blumenau, Ana Paula Mohr, Maier exalta o desempenho esportivo de Santa Catarina no cenário nacional. “Nosso estado é polo forte de ginástica rítmica, tem várias equipes e ginastas na Seleção Brasileira. No Brasil a questão de apoio e investimento é complicada. Mas a gente faz o que pode, para conseguir melhorar e representar bem a nossa cidade e o nosso país”.

"No Brasil a questão de apoio e investimento é complicada. Mas a gente faz o que pode, para conseguir melhorar e representar bem a nossa cidade e o nosso país” (Jéssica Maier)      Foto: Maurício Vieira/Secom

O programa geral da ginástica rítmica dos Jogos Abertos começou na manhã desta quinta-feira e prossegue até sábado, dia que antecede o encerramento da maior competição poliesportiva de Santa Catarina. 

A etapa estadual dos 59os Jogos Abertos de SC é promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Timbó, Indaial e Pomerode.

Texto: Olavo Moraes

Publicado em Jasc
Escrito por

Em Jogo dramático, Blumenau conquista o futsal

Foram necessários 29 anos para que Blumenau voltasse a levantar o troféu de campeão de futsal dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc). E essa tão sonhada conquista veio de forma dramática com direito de empate sofrido pelos blumenauenses ao zerar do cronômetro, sendo obrigados a disputar uma prorrogação para poder soltar o grito da garganta de “É, campeão!”

A partida, realizada nesta quarta-feira 6, no ginásio do parque de Eventos, em Pomerode, já começou difícil para Blumenau quando viu Lucas fazer 1x0 para Tubarão. Daí por diante o time martelava, martelava, mas o gol não saía. Até que Rafinha deixou tudo igual: 1x 1.

Se o primeiro tempo foi um jogo de xadrez, em que nenhuma das equipes quis de expor, a segunda etapa foi mais dinâmica com os dois time procurando ataque. E foi nessa nova postura que Ceará fez 2 a 1 para Blumenau e posteriormente Daniel fez 3 a 1, quando Tubarão, em desespero, usava o goleiro-linha.

Em seguida Rodriguinho voltou a diminuir para Tubarão: 3 a 2.

Tudo se encaminhava para o titulo de Blumenau, quando uma quinta falta em favor de Tubarão mudou o rumo da partida. Era o último segundo e a falta ocorreu milésimos de segundos antes do zerar o cronômetro. Muitos viram o cronômetro zerado e alegaram que o jogo já havia terminado antes da falta.

Um princípio de confusão entre as equipes deixaram os nervos exaltados. Na cobrança de tiro livre Passamani empatou em 3 a 3. Fim do jogo no tempo normal. Agora era jogar mais 10 minutos de prorrogação para saber que seria o campeão dos Jasc.

O jogo iniciou e no segundo tempo da prorrogação Daniel fechou o placar em 4 a 3 para Blumenau.

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

Publicado em Jasc
Escrito por

Blumenau é tetra no vôlei masculino

Blumenau conquistou o quarto título seguido no voleibol masculino dos Jogos Abertos de Santa Catarina, os Jasc, no Ginásio de Esportes AA Mueller, em Timbó, na noite desta quarta-feira (6). Agora, somam-se 22 títulos na história da competição. Até que Chapecó tentou colocar água no chope da terra da Oktoberfest, mas os blumenauenses resistiram e fecharam o jogo em 3 a 1.

O time do Vale abriu 2 sets a 0 (parciais de 25/20 e 25/22). A equipe do Oeste reagiu no terceiro set, desestabilizou os blumenauenses e venceu por 25 a 20. Manteve-se o tempo todo à rente no quarto set, chegando a abrir 22 a 17, mas a experiente equipe de Blumenau tomou as rédeas do jogo e virou o set em 25 a 23.

A vitória garantiu mais 13 pontos para Blumenau, que agora soma 131 no quadro geral de pontuação. Em segundo aparece Itajaí, com 101 pontos. São José, que mais cedo, na disputa do bronze, aplicou 3 sets a 0 em Balneário Camboriú (25/19, 25/23, 25/22) e garantiu o terceiro lugar no pódio e na classificação geral, com 63 pontos. Florianópolis aparece logo atrás, com 59, seguido de Chapecó, com 51.

Os resultados e programação dos Jogos Abertos de Santa Catarina podem ser acompanhados pelos boletins publicados diariamente no site oficial da Fesporte (clique aqui para acessar). Os Jasc são promovidos pelo Governo de Santa Catarina – @governosc – e realizados por intermédio da Fesporte, em parceria com os Municípios de Indaial, Timbó e Pomerode.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Publicado em Jasc
Escrito por

Gerações se encontram no vitorioso bolão de Blumenau

Blumenau conquistou, na tarde desta quarta-feira (6), na Sociedade Recreativa Progresso, em Indaial, o nono título do bolão 16 na história dos Jogos Abertos de Santa Catarina, os Jasc.  As blumenauenses somaram 1334 pinos. Em segundo, ficou a equipe de Itajaí, com 1334, em terceiro Indaial, com 1307, e Pomerode, com 1285, na quarta posição.

A modalidade de entrou para o quadro de competições em 1974. E um dos segredos do trabalho desenvolvido pela Sociedade Desportiva Vasto Verde, de Blumenau, é aliar a experiência e juventude. Não é à toa que a equipe conta com uma atleta que já participou de 47 edições dos Jogos Abertos, sendo 23 no bolão, e outra que está em sua primeira edição.

Marga Gartner Boing é daquelas pessoas que nasceu para viver o esporte. Aos 13 anos, em 1970, fez sua primeira participação nos Jasc, em Concórdia, na modalidade de voleibol. Foi no esporte que conheceu o grande amor, que seria seu marido, o atleta de lançamento de dardo e ex-jogador do Paysandu de Brusque, Agostinho Boing. Em 1985, ambos passaram a praticar bolão 16, ainda em Brusque, cidade natal do casal. Mas foi em 90 que se transferiram para Blumenau. Agostinho foi treinador do bolão 23 feminino, levando a equipe ao vice-campeonato mundial, na Alemanha.

Entre as de mais tempo de atuação está ainda Elisete Grahl, que joga bolão nos Jasc desde a edição de 1977, em Florianópolis, ou seja, 40 edições do bolão dos Jasc, a mais experiente do grupo na modalidade. Por outro lado, debutando na competição, está Pietra Tigre, com 16 anos. “Ela [Marga] é um exemplo, porque me ajuda bastante e me ensina. Esse é um esporte que não é muito conhecido, mas nos faz ganhar medalhas para Blumenau. Espero poder crescer ainda mais como atleta”, disse Pietra.

O confronto final envolveu as duas equipes consideradas as melhores do país. Blumenau e Itajaí dividem os títulos nacionais, tanto no feminino quanto no masculino. O destaque da decisão foi Fernanda Fraga, que derrubou 253 pinos; e na competição foi Taís Fabiane, que somou 964 pinos, uma média de 241 por partida.

Fernanda Fraga derrubou maior número de pinos na decisão: 253                                                                                                              Foto: Heron Queiroz

Os resultados e programação dos Jogos Abertos de Santa Catarina podem ser acompanhados pelos boletins publicados diariamente no site oficial da Fesporte (clique aqui para acessar). Os Jasc são promovidos pelo Governo de Santa Catarina – @governosc – e realizados por intermédio da Fesporte, em parceria com os Municípios de Indaial, Timbó e Pomerode.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Publicado em Jasc
Escrito por

Blumenau conquista o 10º título do basquete feminino

Um, dois, três, quatro... Dezoito pontos! E assim Kawanni Firmino foi construindo o placar de 70 a 37 para Blumenau na final do basquete feminino contra Itajaí na tarde desta quarta-feira, 6, no ginásio Mauricio Germer em Timbó. Foi o 10º título consecutivo de Blumenau nos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc).

“Ser cestinha da partida é uma consequência. O time jogou certinho, a bola sobrou e graças a Deus eu consegui finalizar bem. E o título é o que é mais importante”. Foi desta forma, que Kawanni resumiu sua performance na partida.

Quem também estava radiante com a vitória era a armadora Bruninha. “É um trabalho de muitos anos com o professor Camargo. É um trabalho do ano inteiro. É uma competição que temos muita dedicação e conquistar um feito histórico com essas meninas é uma realização pra mim”, finalizou a campeã.

A etapa estadual dos 59º Jogos Abertos de SC é promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Timbó, Indaial e Pomerode.

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

 

Publicado em Jasc
Escrito por

Ouro leva Rio do Sul ao troféu de ciclismo

Rio do Sul conquistou o troféu do ciclismo dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc)  no critério de desempate. Superou Brusque, segundo colocado. O primeiro lugar de Muriel Lohn, na prova de downhill, deu ao município do Alto Vale a vantagem no regulamento, e o título. Após empate em 62 pontos na somatória de seis etapas, o lugar mais alto no pódio da prova disputada nesta quarta-feira (dia 6) garantiu a conquista. 

Muriel estava eufórico com a dupla conquista, após ganhar sua primeira medalha nos Jogos Abertos de Santa Catarina. “Esse ouro tem um motivo a mais por ter dado o troféu de campeão geral a Rio do Sul”, avaliou, eufórico, logo após a vitória no Parque de Eventos de Pomerode. Na segunda colocação cruzou a linha de chegada Lucas Oeschler, de Jaraguá do Sul, com Bernardo Neves Cruz , de Brusque, em terceiro.

A etapa estadual dos 59º Jogos Abertos de SC é promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Timbó, Indaial e Pomerode.

Texto Olavo Moraes

Publicado em Jasc
Escrito por

Aos 51 anos, Ceará leva São José ao título

Aos 51 anos, o vigor físico impressiona. E o fôlego, de causar inveja. Nascido Sérgio Castro, Ceará é o jogador mais longevo do vôlei de praia nacional. Nesta quarta-feira, 6, ao lado de Tiagão, a dupla  de São José, conquistou o tricampeonato dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), ao superar Balneário Camboriú na decisão. Para Ceará, o 14º título. E a marca histórica ampliada, a lenda da modalidade disputou, e venceu, todas as edições desde a introdução da modalidade nos Jasc. Entre as mulheres, troféu para Balneário Camboriú.

Qual a fórmula da longevidade? Ceará tem a resposta na ponta da língua: “A receita para seguir vencendo é a combinação entre idade, experiência e o Tiagão, mais novo, que segura a onda comigo”, revela Ceará. “Cuidar da saúde, não exagerar em nada. Treinar com foco e objetivo. Pensando sempre na vitória”, completa o cinquentão mais jovem do vôlei de praia nacional.

E a resistência da dupla campeã foi levada ao limite. Vindos da repescagem, Ceará e Tiagão tiveram que vencer três jogos, na sequência, para chegar ao título. Foram oito sets no total. Primeiro, a vitória na chave dos perdedores sobre Itapema, por 2 a 0, para em seguida, conforme o regulamento, vencer duas vezes Balneário Camboriú – que havia garantido vaga na final por melhor desempenho na fase classificatória. 

“Ganhar em uma chave de repescagem é mais difícil, a gente disputa mais jogos, fica mais cansado, emocionalmente mais estressado A gente joga com tudo que tem, com o coração, com a alma. O corpo está um bagaço. É espetacular...”, avalia Tiagão, de 36 anos.

“Essa vitória foi a mais especial de todas. Porque, a cada ano que passa, está chegando uma garotada muito boa, muito forte. Fazendo a gente subir o nível do jogo”, finaliza Tiagão. 

 

VÔLEI DE PRAIA MASCULINO

Repescagem

Itapema 1 x 2 São José (17/21, 21/17, 11/15)

Final

1º jogo – São José 2 x 0 Balneário Camboriú (21/14 e 21/14)

2º jogo – São José 2 x 1 Balneário Camboriú (21/17, 16/21 e 15/12)

 

Classificação final

1º) São José

2º) Balneário Camboriú

3º) Itapema

4º) Jaraguá do Sul

5º) Blumenau

6º) Timbó

A etapa estadual dos 59º Jogos Abertos de SC é promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Timbó, Indaial e Pomerode.

Texto: Olavo Moraes

Publicado em Jasc
Escrito por

Balneário Camboriú é penta no Vôlei de Praia

São 13 títulos individuais nos Jogos Abertos de Santa Catarina, e a conquista do penta para Balneário Camboriú. Josi comandou a conquista do troféu do vôlei de praia feminino, na manhã ensolarada nas quadras do Parque Central de Timbó. A conquista, em parceria com Leize, foi garantida em dois sets, parciais de 21/16 e 21/19. No masculino, troféu para São José.

Atleta de carreira internacional consolidada, Josi exaltou o espírito de equipe para chegar ao título: “Jogar os Jasc é sempre muito especial, porque jogo ao lado de uma pessoa que admiro muito. Quando a gente joga em dupla, é fundamental ”. Emocionada, engrandeceu o espírito da amizade e reforçou o laço entre as duas. 

“Quero fazer um agradecimento especial para Leize, que, além de parceira dentro das quadras é parceira da vida também, e é isso que fica no esporte. A amizade que o esporte deixa, não só os títulos”, revelou Josi, com os olhos embargados.

Leize falou das dificuldades no duelo decisivo. “A gente já esperava um jogo difícil, as condições da competição colocaram as duplas em um perfil de jogo diferente, com o piso muito duro”. E falou da superação. “A gente entrou muito otimista. Jogando juntas, temos confiança, trabalhamos muito para buscar essa vitória”, apontou Leize, que alcançou o sexto título em parceria com Josi.

VÔLEI DE PRAIA FEMININO

Repescagem

Navegantes 2 x 0 Timbó (24/22 e 21/19)

Blumenau 2 x 0 Navegantes (21/9 e 21/13)

Final

Balneário Camboriú 2 x 0 Blumenau (21/16, 21/19)

Classificação final

1º) Balneário Camboriú

2º) Blumenau

3º) Navegantes

4º) Timbó

5º) Brusque

6º) Jaraguá do Sul

A etapa estadual dos 59º Jogos Abertos de SC é promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Timbó, Indaial e Pomerode.

Texto: Olavo Moraes

Publicado em Jasc
Escrito por

Nota Oficial

Fesporte lança nota oficial acerca da suspensão da modalidade de futebol feminino, por parte da Comissão Disciplinar do evento, nesta quarta-feira (6).

Confira a nota.

Pagina 2 de 61