×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 317

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

Atletas aproveitam folga para conhecer Natal

Natal - Eles são atletas. Mas, antes de qualquer coisa, ainda são crianças, entre 12 e 14 anos. Por isso, uma preocupação dos organizadores dos Jogos Escolares da Juventude, que prossegue até sábado em Natal (RN), é que a estada deles na capital potiguar não se resuma à rotina das partidas e a volta ao hotel. Foram colocadas à disposição várias opções de lazer para a garotada nas horas vagas.

Uma das opções é passear por Natal e suas muitas atrações, gratuitamente. Um grupo da delegação de Santa Catarina aproveitou a oportunidade nesta quarta-feira (11). Com jogos apenas no fim da tarde, acordaram cedo para esperar o ônibus de turismo, com guia especializado e tudo, que os levou para conhecer pontos turísticos de uma das mais visitadas capitais do Nordeste brasileiro. Uma experiência única para muitos, e que certamente não vão esquecer jamais.

Embarcaram no ônibus, comandado pelo guia Everton, as equipes de handebol masculino (Bom Jesus Aurora/Caçador), handebol feminino (Escola Astrogildo de Aguiar/Barra Velha), futsal feminino (Colégio Rogacionista/Criciúma) e vôlei masculino (Escola Erwin Prade/Timbó).

O tour foi mais curto do que o tradicional que um turista comum faz em Natal, para não comprometer os compromissos deles nos Jogos. E terminou no almoço com todas as demais delegações, no Centro de Convivência dos Jogos Escolares. No caminho, os atletas conheceram pontos como as praias dos Artistas e da Redinha, a ponte estaiada Newton Navarro (com vista para boa parte da cidade de Natal e também das dunas de Genipabu, o Forte dos Reis Magos e o Parque das Dunas (uma das maiores reservas de Mata Atlântica preservada do Brasil).

Equipe de vôlei masculino no maior cajueiro do mundo. Foto: Rodrigo BragaMas o passeio tinha mais. Ao Sul de Natal, após cruzar a famosa Praia de Ponta Negra e avistar o Morro do Careca (cartão-postal da cidade), uma parada para visitar a Barreira do Inferno, antiga base de lançamento de foguetes do Exército brasileiro. Por fim, o momento mais aguardado pela garotada: a visita ao maior cajueiro do mundo, na praia de Pirangi do Norte. Ali, foi possível ver o semblante espantado de muitos com o gigantismo da árvore, resultado de uma anomalia genética rara e que, com 120 anos aproximadamente, não para de crescer. Hoje, ocupa uma área de quase 9 mil metros quadrados, e já avança em direção às casas e lojinhas dos arredores. Em 15 anos, no máximo, obrigará a todos a deixar o local.

 

Depois das explicações dos guias locais, e de muitas fotos, uma paradinha para compras nas lojinhas de lembranças para a família e amigos, e o retorno para a rotina de jogos e de busca por medalhas. Afinal, foi esta motivação que os trouxe até aqui, e os permitiu colocar na memória as lembranças de uma das mais belas paisagens do nosso país.

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

Em Natal, teve show das meninas poderosas

Natal - Elas são adolescentes. Algumas, ainda parecem crianças, de tão pequeninas. Mas não se engane, o quinteto da foto é poderoso. Elas foram responsáveis por 12 das 34 medalhas que a delegação de Santa Catarina conquistou, até domingo, nos Jogos Escolares da Juventude (etapa 12 a 14 anos), em Natal (RN). Das nove de ouro até o momento, elas ganharam seis.

Com o encerramento das modalidades individuais, o Estado já superou em apenas três dias o recorde de medalhas até então (28), estabelecido ano passado, em Poços de Caldas (MG). E os Jogos têm sido comandados pelas meninas. No total, elas foram responsáveis por 26 das 34 conquistas. De terça-feira até sábado, ocorrem as modalidades coletivas dos Jogos, que terminam dia 14 na capital potiguar.

Em números, quem vai levar mais medalhas para casa é Mariany Hatori Miyamoto, da ginástica rítmica, que representa o Colégio Bom Jesus, de Joinville. Ela somou quatro medalhas, uma de prata (por equipes) e três de bronze (individual geral, maças e fitas). Outra joinvilense de olhinhos puxados também fez bonito em terras potiguares: Alexia Nakashima, da Escola Elias Moreira, no tênis de mesa. Ganhou dois ouros _ por equipe e em duplas, ambos na parceria com a companheira de escola Heloísi Cabral, e uma prata no individual. Sai de Natal como uma das principais estrelas da competição.

No ciclismo, o nome mais chamado ao pódio foi o da brusquense Mariana Pereira (Colégio Cônsul). Foram duas medalhas de ouro (contra relógio 500 metros e estrada) e uma de bronze (circuito). A jovem, que treina com a base da Seleção Brasileira, em Criciúma, ainda leva de Natal outra marca: foi dela a primeira medalha dos Jogos: a do contra-relógio, ganha na sexta-feira.

O quinteto das poderosas tem ainda Valquíria Meurer, de Braço do Norte, no Sul do Estado. A jovem impressionou quem acompanhou de perto o atletismo, no complexo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Sábado, ela venceu o lançamento de disco com direito a quebra do recorde anterior da prova em quase dois metros e mais de oito metros de diferença para a segunda colocada.

 

Domingo, Valquíria novamente não deu chance às adversárias no arremesso de peso, desta vez sem recorde. Levou ainda o índice técnico de melhor competidora do atletismo, o que chamou a atenção de muitos técnicos para a promessa descoberta em uma escola de Braço do Norte pelo professor de educação física. Para quem sonha em um dia conhecer o mundo representando a Seleção Brasileira, a passagem por Natal tornou o caminho um pouco mais fácil.

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

Em 3 dias, SC quebra recorde de medalhas

Natal - Recordes estão aí para ser quebrados, diz a máxima do esporte. Pois bem, Santa Catarina tinha uma marca a superar nestes Jogos Escolares da Juventude, em Natal: as 28 medalhas conquistadas na edição passada, em Poços de Caldas (MG). E não precisou nem de três dias de competições na capital potiguar para estabelecer um novo patamar.

Neste domingo, último dia das modalidades individuais, Santa Catarina ganhou 15 medalhas e chegou a 34, sendo 9 de ouro, 12 de prata e 13 de bronze. A segunda-feira será de folga nos Jogos, com a chegada das delegações dos esportes coletivos, que começam na terça-feira e vão até sábado, último dia da competição. E a projeção é de pelo menos mais seis medalhas para os catarinenses.

O domingo teve dois ouros de figurinhas carimbadas da delegação: a ciclista Mariana Pereira, de Brusque (Colégio Cônsul), na prova de estrada, e Valquíria Meurer, de Braço do Norte (Escola Antônio Rohden), no arremesso de peso. Foi o segundo ouro de cada uma delas (Mariana ainda ganhou um bronze).

Da ginástica rítmica, vem a nossa maior medalhista nos Jogos. Mariany Hatori Miyamoto, de Joinville (Colégio Bom Jesus), somou à prata ganha por equipe, sábado, outros três bronzes: no individual geral e nos aparelhos fitas e maças. No tênis de mesa, Alexia Nakashima, de Joinville, tentava o terceiro ouro nos Jogos, após vencer por equipe e duplas junto com Heloísi Cabral, também do Colégio Elias Moreira. Mas dessa vez parou na decisão e ficou com a prata.

Para a natação, o último dia na piscina do Sesi também foi de muitas conquistas. Foram cinco no total: Milena Luebcke (Colégio São Bento, de São Bento do Sul) bronze nos 200 metros livre, Julia Simioni (CNEC Concórdia), bronze nos 100 metros peito e Ana Giulia Zortea (Colégio Marista, de Criciúma), prata nos 100 metros peito, ganharam a segunda de cada uma. E os revezamentos 4x50 metros livre, masculino e feminino, também garantiram as medalhas de prata.

 

No xadrez, mais três medalhas: Ane Caroline Costa, de Navegantes (Colégio Santo Anjo) conquistou a prata no pensado e bronze na blitz mista. E Lucas Muller Prado, de Concórdia (Escola Deodoro) levou prata na blitz mista. No atletismo, Gabriel Henrique dos Reis, da Escola Henrique Alfarth, de Blumenau, ganhou bronze no salto em distância.

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

Promessa de SC, Valquíria leva o ouro com direito a recorde

Natal - Vencer no esporte sempre é bom. Ser campeã nacional, então, ainda melhor. Imagine então o que significa ser campeã nacional da sua modalidade, com direito a quebra de recorde. Em uma conversa neste sábado à noite, já no hotel da delegação catarinense, a ficha de Valquíria Meurer, 14 anos, ainda não tinha caído. Nem ligar para casa para contar a novidade ela tinha. O feito? Valquíria, de Braço do Norte, destroçou o antigo recorde do lançamento do disco, que pertencia a outra catarinense.

Valquíria era só sorrisos na premiação. Na primeira vez em uma competição nacional, mostrou todo o potencial, descoberto há quatro anos pelo treinador na Escola Antônio Rohden, no Sul do Estado. Com 37,50 metros, quebrou com sobras o antigo recorde da prova, que foi estabelecido em 2012 por Samara Fortunato, de Joinville (35,40 metros). E mais: em relação a segunda colocada na prova, abriu uma impressionante distância de quase oito metros!

 

E neste domingo, as chances de Valquíria repetir o feito são grandes. A menina de sorriso fácil, que sonha em ser atleta da Seleção Brasileira e conhecer outros países competindo, é favorita na prova do arrremesso de peso, no complexo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

Dupla faz dobradinha dourada na estreia

Natal - Em sua primeira disputa nacional, Luiz Fernando Matias, de Rio do Sul, não deu chance aos adversários e conquistou, neste sábado pela manhã, a medalha de ouro dos Jogos Escolares da Juventude 2013, etapa 12 a 14 anos. Foi a terceira de Santa Catarina nos Jogos, que estão sendo disputados até o próximo dia 14 em Natal (RN).

O catarinense de 14 anos, aluno da Escola Paulo Zimmermann, em Rio do Sul, atingiu a marca de 14.76m no arremesso de peso, ficando com o ouro. Luiz Fernando, que iniciou os treinamentos na modalidade apenas esse ano, estava orgulhoso pela conquista. “Estou me sentido muito bem, orgulhoso de mim por ter treinado tanto e já estar dando resultado. Dedico essa medalha aos meus companheiros de treino”, disse o aluno da oitava série, afirmando que agora vai se dedicar ainda mais à prova. “Gosto muito do arremesso. É uma prova muito técnica, mas que necessita de bastante força”, completou.

Mais tarde, Luiz Fernando ficou em sétimo no lançamento do disco, prova vencida pelo parceiro de escola Paulo Zimmermann, o xará Luiz Felipe Bernardo da Costa. Dobradinha muito comemorada pelos companheiros de treinos na cidade do Alto Vale catarinense

 

Os Jogos Escolares da Juventude Natal 2013 são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro, correalizados por Ministério do Esporte e Organizações Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e da Prefeitura Municipal de Natal. A Fesporte é responsável pela logística e transporte da delegação catarinense, composta por 191 pessoas, sendo 159 atletas que obtiveram a classificação na etapa estadual dos Jogos Escolares, no fim de julho, em São Miguel do Oeste.

Publicado em Olesc
Escrito por

De ponta a ponta, Blumenau é campeã da 13ª Olesc

Caçador - Quando iniciou a 13ª edição dos Jogos da Juventude Catarinense, a Olesc, em Caçador, no dia 31 de agosto, Blumenau era forte candidata ao título de campeão geral da competição. Finalizadas as últimas disputas neste sábado (7) o município do Vale do Itajaí confirmou seu favoritismo e conquistou o tão almejado título da Olesc 2013. Ao todo os blumenauenses fecharam sua participação com 129 pontos. Joinville, tradicional adversário, ficou na segunda colocação com 105 e Criciúma, fechou em terceiro lugar com 104 pontos. A Olesc é uma promoção do Governo de Santa Catarina com a promoção da Fesporte, Prefeitura de Caçador com apoio das Secretarias de Desenvolvimento Regional.

Para ser campeão Blumenau conquistou a medalha de ouro e o troféu de campeão no masculino da natação, tênis e xadrez. No feminino venceu a ginástica artística e o caratê e foi vice-campeão no masculino do futsal, ginástica artística e do caratê. Sérgio Galdino, presidente da Fundação Municipal de Esportes de Blumenau, disse que a vitória é resultado de um trabalho feito no município desde 2005. “Temos o Projeto Iniciação Esportiva que trabalha com 2.200 crianças levando esporte por meio de 17 modalidades. E esta conquista é o resultado deste trabalho”, destacou. É o terceiro titulo de Blumenau na Olesc os outros foram conquistados em 2007 e 2012.

Últimos campeões saíram no sábado

 

Neste sábado, último dia de competição, ocorreram as finais do handebol e vôlei, no masculino, e do basquete e futsal feminino, além do judô nos dois naipes.

 

No handebol masculino, o título foi de Criciúma, que venceu na final Balneário Camboriú por  29 a 26. Já no voleibol masculino a conquista foi de Rio do Sul: 3 a 1 sobre São José. Entre as mulheres a conquista do futsal foi da equipe de Caçador, que venceu Brusque por  3 a 1.

No basquete feminino as meninas de Jaraguá do Sul sagraram-se campeãs ao derrotarem na final  Porto União pelo placar de 69 a 27. No judô masculino o título ficou com Itajaí. Já no feminino o troféu de campeão foi para Joaçaba.

Olesc envolveu 3.400 atletas de 88 municípios que participaram das modalidades de atletismo, basquete, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, caratê, natação, tênis, tênis de mesa, vôlei e xadrez.

Ao fazer uma avaliação da Olesc 2013, o coordenador geral da competição, Flamarion Dias, disse que o evento foi bem positivo: “Caçador surpreendeu positivamente a todos nós. Os alojamentos estavam bem organizados, o prefeito Gilberto Comazzetto soube organizar sua equipe de trabalho, a abertura  foi diferenciada, enfim, tivemos um bom evento”.

Marcelo Kowalski, diretor de Esportes da Fesporte, disse que gostou do que viu em Caçador. “Gostei da qualidade técnica dos jogos, da parceria entre prefeitura de Caçador e Fesporte na condução do evento. Temos que louvar a dedicação dos integradores esportivos e do pessoal da Fesporte e da CCO local na organização da Olesc”.

O presidente da Fesporte, Erivaldo Caetano Júnior (Vadinho) foi enfático: “Tivemos uma Olesc dentro dos melhores padrões solicitados e por isso Caçador é hoje um dos grandes centros esportivos de Santa Catarina”.

Para o prefeito de Caçador Gilberto Comazzeto a Olesc é uma competição diferente, pois traz a juventude catarinense para as quadras, dando início a uma vida saudável com resgate de valores e principalmente deixando os jovens longe das drogas.

 

Os campeões da Olesc 2013

Atletismo masculino – Criciúma

 

Atletismo feminino – Joinville

Basquete masculino – Joinville

Basquete feminino – Jaraguá do Sul

Futsal masculino – Jaraguá do Sul

Futsal feminino – Caçador

Ginástica artística masculino – Itajaí

Ginástica artística feminino – Blumenau

Ginástica rítmica – Joinville

Handebol masculino – Criciúma

Handebol feminino – Criciúma

Judô masculino – Itajaí

Judô feminino – Joaçaba

Karatê masculino –  Tubarão

Karatê feminino – Blumenau

Natação masculino – Blumenau

Natação feminino – Criciúma

Tênis masculino – Blumenau

Tênis de mesa masculino – Criciúma

Tênis de mesa feminino – Joinville

Vôlei masculino – Rio do Sul

Vôlei feminino – Saudades

Xadrez masculino – Blumenau

Xadrez feminino –  Navegantes

 

Informações adicionais

Antonio Prado

 

(48) 9696-3045

Publicado em Olesc
Escrito por

Em virada incrível, Joinville é campeão no basquete

Caçador - O que leva um time como o de Jaraguá do Sul a estar vencendo os três primeiros períodos de Joinville e em alguns momentos até com 24 pontos de vantagem e ainda perder o jogo e o titulo? Sorte do adversário? Nervosismo?  Para Rafael Müller, técnico de Joinville, nem uma das duas coisas. “Tivemos inteligência e conseguimos virar uma partida que estava quase perdida”, destacou.  Mas, por fim, superando todos os obstáculos em um título em que os torcedores não acreditavam, Joinville sagrou-se campeão do basquete masculino dos Jogos da Juventude Catarinense, a Olesc, nesta sexta-feira (6) em Caçador.

A partida, realizada no ginásio da Escola Municipal Pierina Peret, teve dois momentos distintos. Os três primeiros períodos arrasadores de Jaraguá do Sul e um quarto e último período perfeito para Joinville em que até as bolas de três pontos caíram. No começo da partida os 14 a 10 para Jaraguá no primeiro período até parecia que o jogo ia ser equilibrado. Para se ter uma ideia faltando quatro minutos para terminar o terceiro quarto Jaraguá vencia por 44 a 26.

Mas no período seguinte, o quarto e último, a marcação de Joinville foi tão eficiente que Jaraguá conseguiu marcar apenas oito pontos. E diante de uma atuação impecável do ala Guilherme, que encaixou três arremessos de três pontos, iniciou a virada de Joinville com o placar final de 63 a 57.

 Para Guilherme, destaque da partida com 15 pontos, o título dos joinvilenses teve a defesa como ponto determinante para a vitória. “Jogamos bastante e treinamos muito para reverter situações como essa”, destacou. O seu técnico, Rafael Muller, deu a receita para a vitória. “Esse placar mostrou que mesmo nas situações mais adversas não podemos desistir nunca. Foi uma partida muito empolgante. No início do quarto período disse aos meu jogadores para acreditar e eles acreditaram e venceram, concluiu.

Criciúma é campeã o handebol feminino

Na outra final da manhã, Criciúma foi campeã do handebol feminino ao bater na final Balneário Camboriú por 23 a 20 neste sábado (7). A partida, a exemplo do basquete masculino, também foi dramática, só decidida na prorrogação. As criciumenses estiveram em à frente do placar durante quase todo o jogo. Já com a medalha de ouro no peito, a ponteira Jéssica Nunes, que fez 25 gols durante a competição, disse que sempre acreditou que a equipe ficasse na primeira colocação. “Nossa garra e vibração certamente foram essenciais”, afirmou a atleta.

A sexta-feira também marcou as disputas do judô que ecerram neste sábado juntamente com com as finais do handebol e vôlei, no masculino, e também do basquete e futsal no feminino. A  Olesc iniciou dia 31 de agosto e envolve 3.400 atletas de 88 municípios e é uma promoção do Governo de Santa Catarina por meio da Fesporte com apoio da prefeitura de Caçador.

 

Informações adicionais

Antonio Prado

 

(48) 9696-3045

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

Vai para Brusque o primeiro ouro dos Jogos Escolares

Natal – Não poderiam ter começado melhor os Jogos Escolares da Juventude – etapa 12 a 14 anos – para a delegação de Santa Catarina. A primeira medalha a sair em Natal vai para Brusque. Mais especificamente, para a casa da ciclista Mariana Pereira, 14 anos, que representa o Colégio Cônsul.

A jovem venceu nesta sexta-feira a primeira prova a distribuir medalhas nos Jogos: o contra-relógio de 500 metros. A disputa foi na cidade de Macaíba, vizinha a Natal, e Mariana fez valer o último mês de treinos intensos, desde a classificação nos Jogos Escolares de Santa Catarina (JESC), em São Miguel do Oeste, e toda a concentração desde a chegada à capital potiguar. Venceu com direito ao melhor tempo da carreira.

“Estou muito feliz. Vinha treinando muito forte e focada nesta competição. Queria muito uma medalha, mas conseguir o ouro foi uma surpresa boa”, disse Mariana, que está disputando os Jogos Escolares pela terceira vez e conseguiu a primeira medalha.

O ano tem mesmo sido especial para a jovem brusquense. Apesar da terceira edição que disputa, é dessa vez que Mariana está, de fato, competindo para valer. Fruto de uma virada na carreira: o técnico percebeu o potencial da ciclista e a encaminhou para a equipe de Criciúma, base da Seleção Brasileira. Hoje, ela mora e treina em Brusque, supervisionada pelo técnico da equipe de Criciúma, por onde ela compete nas demais competições da temporada.

Mariana durante a prova dos contra-relógio 500 metros. Ela ainda disputará outras duas provas em Natal. Foto: Inovafoto/COB

Mariana ainda vai competir em outras duas provas nos Jogos Escolares da Juventude: o circuito no sábado e o critério, no domingo. E espera repetir a façanha, que já lhe rendeu a participação nos Jogos Sul-Americanos Escolares, que ainda terão datas e local definidos:

“Foi muito legal ganhar a primeira medalha, recebê-la lá no refeitório dos atletas, ganhar aplausos de tanta gente, não vou esquecer jamais. É um incentivo e tanto para a minha carreira”, revelou Mariana.

 

Os Jogos Escolares da Juventude – etapa 12 a 14 anos – começaram na quinta-feira (5), na capital potiguar, e prosseguem até o próximo dia 14. Santa Catarina aparece como uma das favoritas ao título, com uma delegação de 191 pessoas, sendo 159 atletas. A Fesporte é responsável pelo transporte e por toda a logística dos representantes do Estado. 

 

Pagina 424 de 428