Publicado em Geral
Escrito por

Troféu Gustavo Kuerten: encerra amanhã o prazo de indicações

Encerra nesta quarta-feira (23), o prazo para entidades esportivas e paradesportivas de Santa Catarina fazerem a indicação de nomes de atletas, equipes, técnicos, árbitros e outros para concorrerem ao Troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte de 2019. A cerimônia de entrega ocorre na noite de 02 de dezembro, no Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis.

São 15 categorias em disputa que receberão suas indicações: o melhor atleta, a melhor atleta, o melhor atleta paradesportivo, a melhor atleta paradesportiva, o melhor atleta de futebol profissional, atleta revelação, atleta revelação paradesportivo, melhor entidade esportiva, melhor entidade paradesportiva, melhor técnico, melhor técnico do paradesporto, melhor equipe esportiva, melhor equipe paradesportiva, melhor árbitro, melhor árbitro do paradesporto.

As indicações devem ser feitas por meio do e-mail  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , contendo nome completo do indicado, foto, currículo esportivo: evidenciando as principais conquistas no ano de 2019, modalidade e categoria de indicação

Finalizadas as indicações, caberá à FESPORTE avaliar as informações e enviar a homologação dos candidatos ao Conselho Estadual de Esporte (CED), responsável pela escolha de dois finalistas por categoria. Os candidatos remanescentes serão escolhidos por meio de votação online, no site do Troféu Guga Kuerten (www.trofeuguga.sc.gov.br), no período de 05 a 21 de novembro.

Desta forma, os cinco finalistas serão os três mais votados pela Internet e dois escolhidos pelo CED. O campeão de cada categoria é eleito pela Curadoria do Troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte formada por representantes da FESPORTE, do CED, do TJD/SC, do Conselho Regional de Educação Física (CREF), da Associação dos Cronistas Esportivos (ACESC), do Instituto Guga Kuerten e da Associação das Federações Esportivas do Estado de Santa Catarina (AFESC).

O Troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte tem a promoção do Governo do Estado, por intermédio da Fesporte, em parceria com o Instituto Guga Kuerten (IGK).

Mais informações no site www.trofeuguga.sc.gov.br ou pelo telefone (48) 3665-6116.  

Publicado em Geral
Escrito por

SC vai aos Jogos Universitários Brasileiros na Bahia

Com um contingente de 178 pessoas (141 atletas, 26 técnicos e 11 oficiais), a delegação de Santa Catarina viaja nesta segunda-feira, 21, para Salvador (BA), para participar da etapa nacional dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs). A competição reunirá até dia 28 cerca de 2.500 universitários de todos os 26 estados mais o Distrito Federal. Já nesta segunda, a partir das 19h, haverá a cerimônia de abertura no ginásio do Centro Pan-americano de judô. As disputas começam nesta terça-feira, 22.

Uma das estrelas do Time SC é  Amandinha, eleita por cinco vezes a melhor jogadora de futsal do mundo, que disputará a competição com o time campeão mundial Leoas da Serra pela Uniplac, de Lages.  A competição será organizada pela Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) e a  delegação de Santa Catarina será gerenciada pela Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) e Federação Catarinense do Desporto Universitário (FCDU). 

Estarão nas disputas as modalidades de basquete, basquete 3x3, caratê, futsal, handebol, vôlei, vôlei de praia, jogos eletrônicos, judô, natação e trabalho acadêmico. Segundo o presidente da FCDU  Manoel Rebelo a expectativa é superar a performance dos catarinenses de 2018. “Ano passado conquistamos  56 medalhas, sendo 24 de ouro, 10 de prata e 22 de bronze e nesta edição da Bahia temos todas as condições de superar esta marca”, atesta o dirigente.

Para Rui Godinho, presidente da Fesporte, gerenciar a delegação catarinense nos JUBs, juntamente com a FCDU, era um desejo desde o início de sua gestão, iniciada em janeiro deste ano. “Quando assumimos a Fesporte nosso objetivo era apoiar e fortalecer o esporte escolar e universitário.  E estamos conseguindo. Já estamos em fase final de elaboração de anteprojetos de lei que beneficiam este setor com bolsa atleta, por exemplo. Acreditamos que a junção  esporte e educação são meios para a construção de campeões e cidadãos”, enfatiza Godinho.

Por questões de logística o atletismo dos JUBs foi realizado nos dias 12 e 13 de setembro em Fortaleza (CE). Santa Catarina participou com 13 atletas e obteve 16 medalhas sendo oito de ouro, seis de prata e duas de bronze.  

A saída da delegação catarinense do aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, nesta segunda-feira, está dividida em três etapas: 7h, 12h e 15h.

Confira as universidades que formam o Time SC

Basquete masculino – Unisociesc (Joinville)  

Basquete masculino 3x3 - Unisociesc (Joinville)

Basquete feminino 3 x3 - Unisociesc  (Jaraguá do Sul)

Basquete masculino  3x3 UFSC (Florianópolis)

Basquete  feminino indor –  Unochapecó (Chapecó) 

Futsal masculino – Unochapecó (Chapecó)

Futsal Feminino – Leoas da Serra/Uniplac (Lages)

Handebol masculino – Univalli (Itajaí)

Handebol feminino – UnC (Concórdia)

Voleibol masculino  - Unoesc (Chapecó)

Voleibol feminino – Unochapecó (Chapecó)

Vôlei de praia masculino – Univali (Itajaí)

Vôlei de praia feminino – UFSC (Florianópolis)

Jogos eletrônicos Futebol FIFA – Udesc (Florianópolis)

Jogos eletrônicos LOL – UFSC  (Florianópolis)

Judô masculino  - Unisul (Palhoça)

Judô feminino – Unisul (Palhoça)

Caratê feminino – Univali (Itajaí)

Natação masculina – Univali (Itajaí), Unesc (Criciúma), Unisul (Palhoça), Udesc e UFSC (Florianópolis)

Natação feminina – Unisociesc (Joinville), UFSC (Florianópolis, Furb (Blumenau), Unisul (Palhoça)

Trabalho acadêmico – Udesc e UFSC (Florianópolis)

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

Contato: 48 9 9949-5255/ 9 9169-8810

Publicado em Geral
Escrito por

Procuradoria realiza audiência sobre regularidade de atletas dos Jasc

A pedido do presidente Rui Godinho, em virtude de inúmeras consultas realizadas, a Procuradoria Jurídica da Fesporte realizará nesta quarta-feira, 16, em Caçador, uma audiência durante os Parajasc. O evento acontecerá na sede da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo de Caçador (Rua Curitibanos, 600), a partir das 14h. O objetivo da audiência é esclarecer dúvidas que se referem ao regulamento dos Jasc 2019, em especial no que tange à regularidade de atletas.

Como se sabe, a Lei nº 13.622/05 (que trata das “cotas” de atletas) foi alterada, o que causou certa insegurança jurídica na interpretação das normas que regem as atividades da Fesporte. 

“Quando solicitada, a Fesporte já emitiu pareceres aos municípios há alguns meses, no intuito de sanar as dúvidas sobre a matéria. Contudo, é salutar promover a audiência, aproveitando a presença de grande parte dos dirigentes e interessados no município de Caçador. A Fesporte espera que, aproveitando a realização dos Parajasc, possa haver um bom número de dirigentes municipais participantes”, explicou o consultor jurídico da instituição, Renan Pirath.

SERVIÇO

O QUÊ: Audiência sobre as normas de regularidade de atletas dos JASC 2019;

QUANDO: 16/10/2019 (quarta-feira), 14h

ONDE: Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo de Caçador (Rua Curitibanos, 600, Caçador)

 

Publicado em Geral
Escrito por

Fesporte visita Semana Guga Kuerten

Dirigentes da Fesporte estiveram na manhã desta quarta-feira (9) para conhecer a estrutura da Semana Guga Kuerten, que acontece de 3 a 13 de outubro, no Jurerê Sports Center, em Jurerê Internacional. O encontro envolveu, do lado da Fesporte, o diretor de administração, Fabrício Correa; a gerente de políticas públicas, Aline Floss; e o gerente de esporte de participação, Luiz Fernando Bezerra; além do próprio presidente Rui Godinho, que, embora de férias, compareceu informalmente. Já, pelo Instituto Guga Kuerten (IGK), estavam Rafael e Alice Kuerten, Perseu Lehmkhul, Bruno Raupp, além do próprio Guga, que chegou ao final do encontro, para dar um abraço e trocar umas palavras com os dirigentes da Fesporte.

Esta é a 11ª edição do evento, que conta com a participação de mais de 1.800 atletas, de 26 países. O IGK já é uma referência nacional em gestão de projetos esportivos voltados a formação de jovens atletas e inclusão social, como a Semana Guga Kuerten, que traz um momento mais que adequado para trocar experiências, sobretudo porque a atual gestão administrativa da Fesporte visa, sobremaneira, ao investimento no esporte de base.

O desenvolvimento do esporte educacional, sistema informatizado para competições esportivas e tênis em cadeira de rodas, que pode ser incluído como modalidade dos Parajasc a partir da edição de 2020, estão entre os assuntos tratados durante a visita.

Fabrício Correa mostrou-se bastante feliz com a visita. "Essa troca de experiências é bastante salutar. Agregar conhecimentos de gerenciamento esportivo como o do IGK, fortalecido pelo nome do Guga, ou do Projeto Nadar, de Itajaí, por outro nome no esporte brasileiro, como o de Cesar Cielo, é uma boa forma de ampliar visões e valores para traçar os projetos necessários a fim de cumprir o dever do estado no desenvolvimento socioesportivo", disse o presidente interino.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Publicado em Geral
Escrito por

Fesporte propõe leis para o fortalecimento do esporte de SC

O setor jurídico da Fesporte está finalizando a redação de três anteprojetos de lei que, se aprovados no futuro, virarão lei e beneficiarão atletas do esporte escolar, aproximará as universidades da administração pública e regularizará funções da Justiça Desportiva. A ideia central é a criação de três projetos de lei: a do Bolsa-Atleta Educacional, Programa de Residência em Gestão Esportiva e a lei que cria a função dos integrantes da Justiça Desportiva.

A iniciativa é do presidente da Fesporte, Rui Godinho e tem a participação dos integrantes do Conselho Estadual de Esporte (CED) e do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD). Os temas foram debatidos no tribunal pleno do TJD durante a realização da etapa estadual da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc) realizada entre 12 a 21 de setembro em Videira. Na reunião os conselheiros debateram as propostas apresentadas pela Fesporte e deram sugestões a serem inseridas nos projetos. 

Priorizando o esporte escolar

Segundo Rui Godinho os três anteprojetos, após virarem lei, contemplarão setores que não eram beneficiados pela Lei 13.719/2006, conhecida como a Lei Bolsa-Atleta, que estabeleceu o Programa Santa Catarina Olímpico, destinado à concessão de Bolsa-Atleta aos praticantes de esportes de rendimento em modalidades olímpicas e paraolímpicas vinculadas ao Comitê Olímpico Brasileiro - COB e ao Comitê Paraolímpico Brasileiro.

“A Lei 13.719 é destinada para atletas de rendimento e agora queremos criar uma lei que priorize o esporte escolar. Queremos que o governo estadual distribua bolsa para atletas que estão na escola. Atletas campeões dos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc) de 12 a 14 anos e de 15 a 17 e ainda os vencedores dos Jogos Escolares Paradesportivos de Santa Catarina (Parajesc). Queremos também contemplar atletas da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc) e dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, já que estes eventos também contemplam crianças e atletas de base”, destaca Godinho.

Rui enfatiza ainda que os resultados do esporte de alto rendimento serão uma consequência da política pública de valorização esporte escolar por meio dos anteprojetos propostos pela Fesporte. 

Segundo o presidente da Fesporte os valores das bolsas ainda estão sendo estudados pela equipe técnica da instituição a qual preside e o prazo é de 12 meses a ser iniciado após a competição. Godinho lembra que a Constituição Brasileira, em seu Artigo 217, diz que é dever do Estado fomentar práticas desportivas e que a destinação dos recursos públicos tem como prioridade o desporto educacional, ou seja, ele está cumprindo o que determina a lei.

Valores ainda a serem estudados

Após explicar como pretende fomentar o esporte escolar, por meio do anteprojeto do Bolsa-Atleta Educacional,  Rui Godinho detalha as características dos outros dois anteprojetos que a Fesporte pretende apresentar para o Governo Estadual.

Anteprojeto Programa de residência em gestão esportiva

A Fesporte pretende fazer parceria com as universidades e com isso trazer pós-graduandos (com especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado) para trabalharem suas pesquisas dentro da Fesporte. Aquele pesquisador bolsista que atua em uma área correlata com as ações da Fesporte seja no campo da educação física, administração, direito, finanças, entre outras.

Anteprojeto Regulamentação da função dos integrantes da Justiça Desportiva

Por este anteprojeto a Fesporte propõe a regulamentação da função dos integrantes da Justiça Desportiva. O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) de Santa Catarina foi criado pela Lei  9.808/94, só que os integrantes da Justiça Desportiva, que são os auditores, os procuradores, eles nunca tiveram uma regulamentação específica. O Conselho Estadual de Esporte, por exemplo, tem sua lei de criação que especifica quais as funções dos conselheiros, ao contrário da lei que criou o TJD. A ideia da Fesporte é corrigir esta lacuna e regulamentar as funções dos integrantes da justiça desportiva, já eles fazem parte do sistema esportivo de Santa Catarina.  

Validação para 2020

O cronograma de trabalho de redação dos anteprojetos está na fase final e deve ser concluído até o final de outubro. Segundo o consultor jurídico da Fesporte, Renan Pirath a redação está passando pelas diretorias da Fesporte e pelos setores jurídico, financeiro e administrativo  para  avaliação de impacto financeiro, formas de distribuição das bolsas atletas, entre outros ajustes.

Após esta etapa os anteprojetos serão encaminhados para a Casa Civil, que após análises de setores competentes do Governo, poderá ser encaminhados para Assembleia Legislativa para aprovação dos deputados. Aprovados, estes retornarão para a Casa Civil para a sanção do governador, que após esta última etapa viram lei. Segundo Rui Godinho a expectativa é que estas leis já estejam em vigor no início de 2020.

Texto: Antonio Prado/Ascom

Publicado em Geral
Escrito por

Prorrogado prazo para o Troféu Gustavo Kuerten de Excelência

A Fundação Catarinense de Esporte (Fsporte) estabeleceu novo prazo de inscrições para que as entidades esportivas e paradesportivas indiquem os nomes de atletas, equipes, técnicos e árbitros que concorrerão ao Troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte para o ano de 2019. O prazo foi postergado até às 23:59h do dia 23 de outubro. 

 As entidades que já encaminharam suas inscrições poderão, até o prazo supracitado, incluir informações complementares nos currículos enviados, visto que a maioria das modalidades ainda está em meio a sua temporada. A Fesporte reafirma que o processo preza pela transparência e ampla participação das federações e entidades  Paradesportivas. Ademais, a prorrogação do período de inscrições em nada altera o processo, apenas oportuniza as entidades que ainda não fizeram suas indicações inscrevam seus atletas, técnicos, árbitros e equipes.

Finalizadas as indicações, caberá à Fesporte avaliar as informações e enviar a homologação dos candidatos ao Conselho Estadual de Esporte (CED), responsável pela escolha de dois finalistas por categoria. Os candidatos remanescentes serão escolhidos por meio de votação online, no site do Troféu Guga Kuerten (www.trofeuguga.sc.gov.br), no período de 05 a 21 de novembro.

Desta forma, os cinco finalistas serão os três mais votados pela Internet e dois escolhidos pelo CED. O campeão de cada categoria é eleito pela Curadoria do Troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte formada por representantes da Fesporte, do CED, do TJD/SC, do Conselho Regional de Educação Física (CREF), da Associação dos Cronistas Esportivos (ACESC), do Instituto Guga Kuerten e da Associação das Federações Esportivas do Estado de Santa Catarina (AFESC).

A cerimônia de entrega ocorre na noite de 02 de dezembro, no Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis.

O Troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte é uma iniciativa do Governo do Estado de Santa Catarina, por  meio da Fesporte, em parceria com o Instituto Guga Kuerten (IGK), e tem por objetivo premiar, a título de homenagem e reconhecimento, os destaques esportivos do ano, nas categorias:

- atleta masculino;

- atleta feminino;

- atleta paradesportivo masculino;

- atleta paradesportivo feminino;

- atleta de futebol profissional;

- atleta-revelação;

- atleta-revelação paradesportivo;

- entidade esportiva;

- entidade paradesportiva;

- técnico;

- técnico do paradesporto;

- equipe esportiva;

- equipe paradesportiva;

- árbitro;

- árbitro do paradesporto.

 Outras informações no site www.trofeuguga.sc.gov.br ou pelo telefone (48) 3665-6116.

 

Publicado em Geral
Escrito por

Cesar Cielo apresenta projeto de natação para SC

O medalhista olímpico de natação, Cesar Cielo esteve na tarde desta quinta-feira, 26, na sede da Fesporte. Ele chegou acompanhado de representantes da Fundação Municipal de Esporte e Lazer de Itajaí (Fmel) e responsáveis pela implantação do projeto no município, o diretor executivo, Paulo Maes, e o coordenador do Projeto Nadar, Leandro Peixoto.

A ideia é apresentar o projeto como modelo de massificação da modalidade implementando em escolas públicas do estado. A ideia vem ao encontro das políticas traçadas pela Fesporte em relação a focar mais no fomento do esporte escolar. Segundo Cielo, "esporte é educação antes de ser competitivo".

Para Godinho, o projeto é bastante interessante e será discutido com as equipes técnica e financeira da Fesporte para avaliar a viabilidade de implantação destinada a unidades escolares. "Se houver o apego à escola com acesso ao esporte, arte e cultura, os pais ficam tranquilos e as crianças se  desenvolvem melhor. Além de poderem ter boa formação, podem se revelar grandes talentos", destacou Godinho.

O Projeto Nadar, que oportuniza gratuitamente atividade física e esportiva, é desenvolvido em três unidades em Itajaí e uma em Navegantes. São atendidas mais de 4,3 mil pessoas de um ano de idade até a fase de alto rendimento. Entre eles estão 250 deficientes. 

Cielo ainda observou que o projeto chega num momento em que a natação no Brasil passa por uma queda em função da baixa demanda. "Um modelo como o Nadar pode massificar a modalidade sobretudo em Santa Catarina, que pode se tornar referência na natação brasileira.

Além do Município de Itajaí, por intermédio da Fmel, o Projeto Nadar tem parceria da Associação dos Nadadores de Itajaí.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Publicado em Geral
Escrito por

Maba: um ícone do judô catarinense

Aos 65 anos João Carlos Maba é um dos grandes nomes da história do judô catarinense, seja como atleta, técnico ou árbitro da modalidade. Ele soma, na história dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) 28 medalhas, das quais, 23 são de ouro. 

As primeiras conquistas nos Jasc aconteceram em 1972, em Itajaí, com ouro no meio-pesado e no absoluto. A última aconteceu na edição de 1995, em Rio do Sul, na categoria peso pesado, quando já tinha 45 anos de idade.

Maba foi pentacampeão brasileiro de judô das Forças Armadas, de 1973 a 1978, nas categorias de meio pesado e absoluto, além de campeão brasileiro universitário na modalidade em 1980. Nesse mesmo ano, foi atleta da seleção brasileira de judô com estágio realizado no Japão.

No final da década de 70, o blumenauense Maba começou a atuar como árbitro. Hoje comanda um projeto social de judô em Gaspar que envolve 75 crianças, e sustenta o título de kodansha, com o sétimo grau de judô.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

 

Publicado em Geral
Escrito por

Fesporte estreita parceria com Comitê Paralímpico Brasileiro

As duas instituições pretendem trabalhar juntas na implantação de centros de referências de treinamento paralímpico

Com a parceria do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), a Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) auxiliará na fomentação de cursos de capacitação de atividade física paralímpica. Visando fechar esta parceria esteve nesta terça-feira, 10, em Florianópolis, Ramon Pereira, gestor de esporte escolar do CPB. O dirigente se encontrou com o presidente da Fesporte, Rui Godinho, e com Alexandre Farias Luz, coordenador de políticas públicas para pessoas com deficiência da Prefeitura de Florianópolis.

Ficou definido que Florianópolis sediará dia 21 de setembro na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) o Festival Dia do Atleta Paralímpico, voltado para profissionais de educação física. O evento, denominado de núcleo de estudos, faz parte do calendário do CPB que prevê ações similares em 70 cidades,  que inclui todos os estados brasileiros. Além da capital catarinense Itajaí está no mapa do núcleo de estudos.

Segundo Pereira o núcleo de estudos trabalhará a capacitação dos professores baseada em três atividades lúdicas que engloba atletismo, voleibol sentado e basquete em cadeira de rodas. “A ideia do Festival dia do Atleta Paralímpico e começar a capacitar professores para que estes profissionais possam trabalhar na escola com alunos com deficiência, pois o que acontece hoje é que o aluno deficiente é dispensado da aula de educação física por falta de conhecimento do professor em aplicar de forma correta uma atividade paralímpica”, destaca o dirigente do CPB.

                               Confira a entrevista de Ramon Pereira, gestor de esporte escolar do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB)

Após a capacitação, a ideia é implantar até 2024 um centro de referência de treinamento paralímpico em cada Estado do Brasil com a mesma filosofia de trabalho hoje adotada no Centro de Treinamento Paralímpico em São Paulo, um dos mais modernos do mundo e que é gerenciado pelo CPB. “Vamos criar estes centros por o todo o Brasil. Em Santa Catarina começaremos implantando um centro em Blumenau e estamos conversando com dirigentes em Florianópolis para implantarmos um na capital com a parceria da Fesporte”, esclarece Ramon Pereira, que enfatiza que cada centro contemplará inicialmente cerca de 160 estudantes com deficiência.

“A mão de obra especializada para o trabalho nestes centros virá da parceria entre UFSC, Fesporte e prefeituras”, destaca gestor de esporte escolar do Comitê Paralímpico Brasileiro. O dirigente informa ainda que o projeto contemplará no país cerca de 6.200 estudantes e que cerca de 11 mil profissionais estarão envolvidos com a proposta.

'Santa Catarina é referência para o Brasil'

Segundo Pereira a escolha de Santa Catarina para ser um dos estados a receber futuramente um centro de referência em treinamento paralímpico tem um motivo especial. O estado é uma referência no Brasil no paradesporto escolar.

“O meu parâmetro são os resultados de Santa Catarina na Paralimpíada Escolar, em que reunimos todos os anos os estados do Brasil em São Paulo. Os catarinenses ficam sempre entre os três primeiros lugares nas competições e certamente quando um estado fica nessa colocação é porque isso reflete na atividade em que é feita no estado. Então, Santa Catarina, para o Comitê Paralímpico Brasileiro, é uma referência no esporte escolar para o deficiente”, destaca Ramon Pereira.

Para o presidente da Fesporte, Rui Godinho, toda a parceria com o intuito de melhorar o paradesporto escolar no estado é bem vinda. “Nós da Fesporte, como nossas ações, lutamos para que o paradesporto escolar catarinense seja o melhor do Brasil e tenho certeza que a parceria entre Fesporte, CPB, UFSC e prefeituras para a implantação de centros de referências nesse setor tem tudo para trazer resultados positivos no futuro”, finalizou o dirigente.

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

Publicado em Geral
Escrito por

Atenção empresas!

Será lançado nos próximos dias, neste site, o edital para a compra de uniformes para os eventos esportivos da Fesporte. Interessados devem atualizar cadastro no Portal de Compras do Governo do Estado www.portaldecompras.sc.gov.br 

Publicado em Geral
Escrito por

Secretaria da Saúde orienta vacina contra febre amarela

Com a mudança de estação e a elevação da temperatura nos próximos meses, a Secretaria de Estado da Saúde abre a campanha contra a febre amarela, que já teve registros de casos no território catarinense em 2019. 

A ação antiepidêmica do Estado tem como principal meta os grandes eventos, que trazem concentração de pessoas. Por isso, a orientação é que atletas e demais participantes da 59ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), pelo menos 10 dias antes da chegada aos municípios-sede: Indaial, Timbó e Pomerode.

Dirigentes, técnicos e atletas, bem como demais profissionais envolvidos na realização dos Jasc ou de outros eventos, deverão dirigir-se ao posto de saúde mais próximo, em suas cidades.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Publicado em Geral
Escrito por

Jogos Universitários e jiu-jítsu na pauta da Fesporte

O presidente da Fesporte, Rui Godinho, recebeu neste fim de semana o presidente da Fundação Catarinense do Desporto Universitário (FCDU) Manoel Rebelo e o presidente da Federação Catarinense de Jiu-Jítsu Paulo Henrique Duarte. Na pauta das conversas a construção de parceria entre a Fesporte e as duas instituições.

No caso da FCDU a Fesporte auxiliará no gerenciamento da delegação catarinense nos Jogos Universitários Brasileiros a serem realizados em Salvador (BA) entre 21 a 28 de outubro. A deleção dos universitários será composta por 160 atletas representando 16 universidades. Segundo Rebelo, nos últimos três anos, Santa Catarina vem se destacando entre os três primeiros estados do Brasil no esporte universitário.

Em 2018 Santa Catarina conquistou no total 56 medalhas, sendo 24 de ouro, 10 de prata e 22 de bronze.

“Nós da Fesporte, estamos nos aproximando do esporte universitário, assim como do esporte escolar. Fortalecer o esporte escolar e universitário é possibilitar que o jovem se qualifique para o mercado de trabalho e para a vida por meio do esporte, independente se ele vier a ser ou não um campeão esportivo”, destaca Godinho, que enfatizou que a Fesporte já fez parceria com a FCDU na realização dos Jogos Universitários Catarinenses (JUC's) realizados em julho em Joinville.  

Presidente da Fesporte Rui Godinho e o presidente da Federação Catarinense de Jiu-Jítsu Paulo Henrique Duarte (Foto: Antonio Prado)

Já na área do jiu-jítsu Paulo Henrique solicitou ao presidente Godinho, por meio de ofício, a inclusão da modalidade na Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc) e nos Joguinhos Abertos de Santa Catarina. “Esta inclusão seria muito importante para o jiu-jítsu catarinense e ajudaria ainda mais a modalidade crescer”, enfatiza Paulo Henrique, que destaca ainda que a modalidade tem uma média de três mil praticantes no estado. 

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

 

Pagina 4 de 39