Publicado em Geral
Escrito por

Baby e He-Man: amor ligado pelo jiu-jitsu

A história de Baby Wilson e Douglas He-Man, pai e filho, que superaram as limitações e depressão com a prática do jiu-jitsu convencional e do parajiu-jitsu.

Às vésperas da maior competição da modalidade no país, esse ainda jovem esporte já possui grandes nomes que levam o Brasil ao destaque mundial. E essas feras já se encontram em Florianópolis para o 1º Brasileiro de Jiu-Jitsu Pradesportivo, que acontece no sábado, 13, no Hotel Internacional Canasvieiras, onde na tarde de sexta, 12, foi realizada a classificação funcional para a competição.

Dentre os grandes nomes estão o do bicampeão mundial em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, Emanuel Araújo, deficiente físico classe H; o do campeão dos grand slam de Londres, Rio de Janeiro e Los Angeles e bicampeão mundial em Abu Dhabi, na classe B, deficiência visual, Moisés Santoro; o do campeão da classe N e do absoluto, Gabriel Nogueira; e o da campeã mundial, título conquistado em abril deste, Duclécia Santos, a Duda, amputada, classe A.

E é nesse encontro de feras do parajiu-jitsu que encontramos uma dupla unida pelo esporte e pelo amor: Wilson Oliveira Pinto (o Baby) e Douglas Felipe Pinto (o He-Man). Que o esporte une as pessoas, não é novidade; que o paradesporto é uma importante ferramenta de inclusão social e de elevação de autoestima também é incontestável. E isso não é diferente com o jiu-jitsu paradesportivo. De tantas histórias que o paradesporto tem para contar, uma delas é a dessa dupla de atletas de parajiu-jitsu.

Baby Wilson, o pai, 58 anos de idade; Douglas He-man, o filho, 36. Naturais de Rio Grande (RS). Em 1998, funcionário Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), no Rio Grande do Sul, Wilson foi vítima de um acidente elétrico que o levou a amputar ambas as pernas. Douglas, então com 16 anos de idade, sonhava com um voo alto no futebol, iniciando no Sport Club Rio Grande, entrou em depressão depois do acidente do pai e desistiu do sonho do futebol.

Aos poucos, Douglas foi retomando as atividades esportivas, mas já não via um futuro no futebol. O jovem começava a se encantar com as modalidades marciais, passando por várias delas, como boxe e muay thai; mas foi no jiu-jitsu que se firmou. Há sete anos, resolveu levar o pai para assistir a um treino seu . Observando os treinos e simulações de lutas, Wilson fez uma observação: “Acho que isso eu consigo fazer”. Soou como um desafio a ele próprio, fazendo o treinador entregar-lhe um quimono. Apenas aprender não era suficiente. O veterano já buscava a finalização em seu primeiro dia de experiência.

De lá pra cá, não parou. Tendo o filho como técnico, Baby Wilson já conquistou o tricampeonato de forma invicta em Abu Dhabi e foi bronze no Japão. Ele conta com o empenho de Douglas He-Man, que, com sua experiência no jiu-jitsu convencional, desenvolve movimentos e finalizações adaptadas ao parajiu-jitsu. Um se diz fã do outro, trocando constantemente palavras, carinhos e abraços, estes tão justos quanto no tatame, mas que jamais se finalizam.

Douglas He-Man ainda usou o tempo da classificação funcional para passar a outros atletas alguns movimentos de finalização que ele criou e desenvolveu para as lutas de Baby Wilson.

Mais de 300 lutas acontecerão entre as 11h e 19h para definir o campeão de cada uma das 17 classes previstas no congresso técnico realizado na tarde desta sexta, 12, em Canasvieiras.

Tatames receberão cerca de 300 confrontos definidos no congresso técnico na tarde desta sexta (Foto: Heron Queiroz)

A realização do evento tem a parceria do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, Federação Brasileira de Jiu-Jitsu Paradesportivo, Prefeitura de Florianópolis e Sumus.

 

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Publicado em Geral
Escrito por

Jiu-Jitsu Paradesportivo movimentará fim de semana

Florianópolis prepara-se para receber 1º Brasileiro de Jiu-Jitsu Paradesportivo, e um conjunto de ações, como seminário e jantar, está sendo realizado para a chegada de atletas e autoridades. Um total de 117 atletas estarão presentes na competição, que acontece no sábado, 13, em Canasvieiras. Entre eles estarão representantes de todos os estados brasileiros, três angolanos e uma argentina.

Na tarde desta quinta-feira, 11, o presidente da Federação Brasileira de Jiu-Jitsu Paradesportivo, Elcyrlei Luz da Silva, ministrou um seminário no auditório da Fesporte, com o objetivo de preparar árbitros e profissionais de academias a receber atletas deficientes, considerando adaptações do espaço físico e a parte técnica em lidar com os 18 tipos de deficiência. Representantes de diversas entidades de Santa Catarina e de outros estados estiveram presentes. 

O presidente da Fesporte, Rui Godinho, aproveitou para dar boas-vindas aos participantes e destacou a importância do evento para Santa Catarina. "Poder sediar um evento que já nasce com essa magnitude é bastante importante, principalmente porque tem forte caráter inclusivo, vindo ao encontro de um dos principais focos da nossa gestão", destacou Godinho.

O sexta-feira, 12, está reservada para o classificação funcional dos atletas e congresso técnico, das 13h às 17h. É pela classificação funcional que se definem o grau de deficiência de cada atleta, relacionando-o a uma classe da qual farão parte seus adversário. O congresso técnico cuidará dos confrontos entre eles e a respectiva ordem de lutas e horários. As atividades ocorrerão no Hotel Canasvieiras Internacional, onde ainda na noite de sexta será servido jantar aos atletas e autoridades.

Atletas de todo o Brasil e de outros países estão chegando a Florianópolis para o 1º Brasileiro de Jiu-Jitsu Paradespotivo (Foto: Rafael Luteri/Desbravadores Inclusivos)

No mesmo local, acontecerão as competições, no sábado, 13, das 11h às 19h. Dentre as 18 classes envolvendo as deficiências física, intelectual e visual, a organização do evento prevê cerca de 30 a 35 categorias, número este que será definido a partir da classificação funcional.

A organização e realização do evento têm a parceria do Governo do Estado, por intermédio da Fesporte, Federação Brasileira de Jiu-Jitsu Paradesportivo (FBJJP), Prefeitura de Florianópolis e Sumus.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Publicado em Geral
Escrito por

Finais movimentam último dia dos JUCs em Joinville

A 63ª edição dos Jogos Universitários Catarinenses (JUCs) chega ao seu último dia de disputas em Joinville com um gostinho de quero mais. A terça-feira, 9 de julho, será marcada por diversas finais, especialmente nas modalidades coletivas. A competição reúne cerca de 1200 atletas universitários de todas as regiões catarinenses e tem a realização da Federação Catarinense de Desporto Universitário (FCDU), com o apoio das universidades filiadas. A Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) está entre as principais instituições a incorporar-se aos JUCs. Por meio de um termo de fomento, contribuiu para que a competição fosse viabilizada, inclusive com garantia financeira para suprir despesas, entre elas com a arbitragem das modalidades.  

A série de finais tem seu ápice no clássico universitário do handebol feminino. UNC/Concórdia, atual campeã brasileira vai enfrentar a Furb/Blumenau. As duas equipes têm um retrospecto importante: protagonizaram a semifinal da liga nacional e foram as últimas finalistas dos Jogos Abertos de Santa Catarina. UNC e Furb vão disputar a final às 12h30 desta terça-feira no ginásio da Escola Internacional da Unosociesc.

Logo em seguida será a vez do futsal feminino. As “Leoas da Serra”, que vestem a camisa da Uniplac/Lages, vão enfrentar, às 14 horas, também na Escola Internacional, a Unochapecó pelo título da modalidade. Destaque da equipe da Uniplac é a central Amandinha. As duas partidas terão transmissão ao vivo pelo Facebook da FCDU (www.facebook.com/fcdusc).

O basquete feminino vai para a sua última rodada da chave única com a final sendo disputada entre Unosociesc/Jaraguá X Unochapecó, às 9h30, no ginásio da Unosociesc, no bairro Bela Vista. No mesmo ginásio, pelo torneio masculino jogam Ufsc X Univille, às 10h30min, e Furb X Unifebe, às 11h30. 

O título do futsal masculino será disputado entre Unochapecó X Ufsc. A partida será no ginásio do Grêmio Whirlpool, às 10 horas. A série fecha com a final do voleibol feminino que será protagonizada por Unochapecó X Furb. O confronto será no ginásio da Udesc, às 10h30. 

O campeão geral por universidade será conhecido somente na próxima semana quando as disputas se encerram com a competição da natação, prevista para o período de 11 a 13 de julho no complexo aquático da Unisul/Pedra Branca, em Palhoça. 

 

Confira os as universidades campeãs das modalidades

 

Tênis de mesa Masculino – Univille

Tênis de mesa Feminino – Unoesc

Judô masculino e feminino – Unisul

Futebol feminino – Uniarpi

Futebol masculino – Udesc

Vôlei de praia masculino – Univali

Vôlei de praia feminino – Ufsc

Badminton masculino e feminino – Furb

Futebol virtual feminino – Ufsc

Futebol virtual masculino – Udesc

Tênis masculino – Univali

Tênis feminino – Ufsc

Basquete 3 x 3 masculino – Ufsc

Basquete 3 X 3 feminino – Unisociesc

Xadrez masculino – Ufsc

Xadrez feminino – Ufsc

Vôlei masculino - Unoesc

 

Texto: Júlio Wojcikiewicz

Publicado em Geral
Escrito por

Olesc e Jasc têm alteração de sedes regionais

Com a desistência de dois municípios, são definidas novas sedes para as regiões Centro-Oeste da 19ª Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc) e Oeste dos 59os Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc).

A sede Centro-Oeste da Olesc, que seria em Pouso Redondo, passa ser na cidade de Ibirama, de 15 a 21 de agosto. A etapa é classificatória para a estadual da Olesc, que acontecerá em Videira de 12 a 21 de setembro.

Já na Oeste dos Jasc, com a desistência foi de de Seara, que abriu vaga para Xanxerê sediar, de 26 de setembro a 2 de outubro. Desta saem os classificados para a etapa estadual que será realizada em Indaial, Timbó e Pomerode, de 1 a 10 de novembro.

Texto: Júlio Wojcikiewicz

Publicado em Geral
Escrito por

Fesporte Assina primeiro termo de fomento deste ano

O presidente da Federação Catarinense de Desporto Universitário (FCDU), Manoel Rebelo, esteve nesta segunda-feira, 1, na sede da Fesporte, em reunião com o presidente da instituição, Rui Godinho.
Na pauta, a assinatura do primeiro termo de fomento do esporte catarinense deste ano, pelo qual a Fesporte fica responsável por todas as despesas de arbitragem, cerca de 60 mil reais, visando fomento dos 63os. Jogos Universitários Catarinenses (JUCs). O evento ocorre entre 4 a 9 de julho, em Joinville, com a participação de 1.200 estudantes.
Rui Godinho se disse “feliz em assinar o primeiro termo de fomento deste ano, visando à união do desporto e a educação”. Rebelo destacou que “investir no esporte é uma ferramenta que reduz lá na frente o gasto na área da saúde e segurança pública”.
 


Texto: Júlio Wojcikiewicz
Edição: Bruno Damian
Publicado em Geral
Escrito por

Nova gestão da Fesporte completa 6 meses

Rui Godinho assumiu a presidência da Fesporte em janeiro de 2019 e nos seus seis primeiros meses de gestão muitas ações foram implantadas na instituição. Uma das primeiras providências foi a conclusão, ainda no início do ano, de todo o calendário esportivo da Fesporte, contribuindo para que os municípios parceiros possam se organizar de forma antecipada para os eventos da Fesporte.

Confira as principais ações da atual administração da Fesporte até o momento:

Disponibilização inicial de R$ 2,9 milhões para convênios com os municípios-sede dos eventos esportivos;

Escolha de Blumenau pelo COB, por intermédio da Fesporte, como sede da etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ).

Garantia de recursos para construção de uma nova pista sintética de atletismo em Timbó para ser usada nos JEJ.

Parceria para a realização do 1º Campeonato Brasileiro de Parajiu-jitsu, em julho, em Florianópolis.

Encontros com instituições esportivas filantrópicas com objetivo de fortalecer o esporte de base e inclusão social.

Implantação de braile nas medalhas e da notícia falada no site como forma de inclusão ao atleta com deficiência visual.

Implantação do pódio adaptado como forma de promover acessibilidade ao atleta com deficiência.

Realização de congressos técnicos com transmissão  ao vivo na sede da instituição, proporcionando economia de diárias.

Criação de um plano de mídia com objetivo de arregimentar empresas privadas como parceiras, que auxiliem na divulgação e no orçamento dos eventos da Fesporte.

Aspecto da medalha com braile, uma das novidades em 2019 (Foto: Antonio Prado/Fesporte) 

Criação de parceria com a Secretaria de Estado da Educação para ações conjuntas nos eventos da Fesporte principalmente para o fortalecimento do esporte escolar.

Parceria entre a Fesporte e a Federação Catarinense de Desporto Universitário (FCDU) no gerenciamento do esporte universitário no estado principalmente na organização dos  Jogos Universitários Catarinenses. 

Realização da etapa estadual da12ª edição dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) em Gaspar com a participação de 2.300 idosos, com idade a partir de 60 anos de 178 municípios.

Realização da etapa estadual dos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc) para estudantes de 15 a 17 anos em São Miguel do Oeste com a participação de 3.300 estudantes de 273 municípios e com 113 mil estudantes consideradas todas as fases classificatórias da competição;

Realização das etapas regionais dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina: Regional Sul, em Sombrio, Leste-Norte, em Blumenau; Regional Centro-Oeste, em Fraiburgo e Regional oeste, em São Carlos, com de mais de 2.500 mil participantes.

“Em seis meses já conseguimos muitas melhorias na Fesporte e no restante do ano muitas ações positivas ainda estão por vir. O esporte e as ações da Fesporte, no campo da economia, geram divisas fiscais em torno de R$ 300 milhões de forma direta e cerca R$ 1 bilhão de forma indireta quando incluído o setor da indústria têxtil esportiva. Fico feliz em poder participar deste processo porque o esporte promove cidadania, inclusão social, afasta o jovem das drogas e estabelece bem estar e saúde. Tenho confiança que a partir do ano que vem estaremos em um outro patamar”, conclui Rui Godinho.

Texto: Antonio Prado

 

Publicado em Geral
Escrito por

Nota de pesar

Informamos com pesar o falecimento do nosso grande amigo Sérgio Pedro Coelho, dirigente esportivo de Santo Amaro da Imperatriz.

Sua morte nos deixou muito surpresos, mas esperamos que ele possa estar em um lugar melhor.

Seu profissionalismo, inteligência, amizade vai fazer muita falta para nossa instituição.

Devemos sempre lembrá-lo com alegria e muita gratidão.

 

Sérgio Pedro Coelho

24/03/1954

16/06/2019

Publicado em Geral
Escrito por

Natação de Parajesc e Parajasc tem programação alterada

Competições de natação dos Parajesc e Parajasc acontecerão nos dias 3 e 4 de agosto. Local ainda será definido.

Em reunião com dirigentes da Federação Aquática de Santa Catarina, no dia 4 de junho, a diretoria definiu uma data para realização da modalidade de natação dos Jogos Escolares Paradesportivos (Parajesc) e dos Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc). O congresso técnico acontece no dia 2 de agosto. As provas do Parajesc serão realizadas no dia 3 e dos Parajasc no dia 4.

Previstas para o decorrer dos eventos, que acontecem de 4 a 7 de julho em Maravilha, no caso dos Parajesc,  e 14 a 20 de outubro em Caçador, no caso dos Parajasc, as competições de natação tiveram alteração de data  em decorrência de que nos municípios-sede dos eventos não disporem de piscina com as exigências federativas. A nova sede da modalidade de natação ainda será definida. A equipe técnica da Fesporte está avaliando as possibilidades os locais de competição em alguns municípios, considerando sempre o fator acessibilidade.

A decisão de fazer na natação dos dois programas esportivos num único evento promove economia para a instituição. A previsão é de que até o fim de junho já se tenha definido um local. 

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Publicado em Geral
Escrito por

Fesporte e FCDU discutem futuras parcerias

O presidente da Federação Catarinense de Desporto Universitário (FCDU) Manoel Rebelo esteve nesta terça-feira, 4,  na sede da Fesporte em reunião com o presidente da instituição Rui Godinho. Na pauta do encontro possíveis parcerias entre Fesporte e FCDU. Uma delas seria a inclusão calendário da Fesporte dos Jogos Universitários Catarinenses, que em sua 63ª edição, ocorrem entre 4 a 9 de julho em Joinville, com a participação de 1.200 estudantes.

Rui Godinho se disse feliz com uma possível parceria. “Acredito que em breve Fesporte e FCDU possam selar parcerias visando ampliar as ações esportivas no estado. “Trabalhar com o esporte escolar é nossa prioridade e percebemos que ainda há uma lacuna no sentido de atender outras faixas de idade, já que os Jogos Escolares da Santa Catarina (Jesc) atendem até os 17 anos e os Jogos Universitários preenchem esta lacuna, já que atendem escolares maiores de idade e possibilitam também ganhar uma bolsa escolar universitária”.

                            Veja o vídeo sobre o encontro entre Fesporte e FCDU

Rebelo, por sua vez, agradeceu a boa acolhida da Fesporte. “Essa é uma reivindicação antiga do esporte universitário. Acredito que uma parceria da Fesporte com a FCDU trará uma grande credibilidade ao setor e tenho certeza que as universidades apoiam esta aliança”, disse.

Presente ao encontro, Frederico Leite, presidente da Associação das Federações Esportivas de Santa Catarina (AFESC) e Alexandre Monguilhott,  presidente do Conselho Estadual de Esporte, que enfatizou que o esporte catarinense só tem a ganhar com  a parceria. “O esporte educacional precisa ser apoiado pelo estado, pois isso é uma das suas funções. A parceria entre FCDU e Fesporte trará mais universidades para o esporte, aumentará o número de bolsa estudantil por meio do esporte e por isso o Conselho Estadual de Esporte de Santa Catarina apoia esta iniciativa”, concluiu, Monguilhott.  

Texto: Antonio Prado

Publicado em Geral
Escrito por

Blumenauense é campeã mundial de jiu-jitsu

Catarinense de Blumenau, Ana Carolina Schmitt, aos 29 anos, chega ao título do Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu na categoria adulto, faixa preta, peso pena. O evento, promovido pela Federação Internacional de Jiu-Jitsu Brasileiro (IBJJF), aconteceu de 31 de maio a 3 de junho, em Long Beach, na Califórnia/EUA.

Esta é a quarta participação de Ana Carolina na competição. A primeira foi em 2014, a única que não teve classificação. Em 2017 e 2018, ficou com o vice. O título chegou finalmente. Até então na 21ª posição do ranking internacional, com o título, a atleta do Team Marcos Cunha deve subir pelo menos uma dez posições, na atualização que será divulgada na próxima semana.

Texto: Heron Queiroz

Publicado em Geral
Escrito por

Fesporte recebe veículo do Ministério Público

A Fesporte agregou mais um automóvel à sua frota, na manhã desta quinta-feira (30). É que o órgão gestor do esporte catarinense entrou para o programa de concessão de veículos do Ministério Público de Santa Catarina (MP/SC). A ação aconteceu em decorrência da renovação de frota do MP/SC, que tem regulamentado o prazo de cinco anos para uso de veículos.

O presidente da Fesporte, Rui Godinho, destacou a importância do veículo para a instituição, em função da demanda de viagens para organização e realização de eventos e da redução de locação de automóveis, visando à maior economia ao orçamento da instituição. “É muito importante a parceria com o Ministério Público, nesta ação que auxilia na promoção da saúde, esporte e inclusão, e deve atingir inúmeros grupos”, disse Godinho.

Segundo o secretário geral do MP/SC, Samuel Naspolini, a perspectiva é aproximar diversas instituições ao Ministério Público. “Essa ação tem por objetivo apoiar instituições que visem à inclusão de jovens e a uma sociedade mais sadia”, destacou ele.

O carro, um Renault Logan, ano 2014, ainda passará pelo processo de transferência para ser encaminhado à revisão e à plotagem que identificará sua nova casa: a Fundação Catarinense de Esporte.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

                            Confira em vídeo a entrega do veículo

Publicado em Geral
Escrito por

Fesporte e Assistência Social discutem o esporte inclusivo

O projeto de integração de pastas do Governo Carlos Moisés tem sido reforçado todos os dias. Uma série de ações está em fase de planejamento por meio de uma parceria entre a Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação (SST) e a Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte).

A Secretária de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, Maria Elisa De Caro recebeu o presidente da instituição, Rui Godinho, na tarde desta terça-feira (28), na sede da SST, para a definição de um importante passo nesta concentração de ações.

Segundo ela, o diagnóstico social da criança e do adolescente de Santa Catarina, idealizado pelo Conselho Estadual dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (CEDCA), que apresenta indicadores oficiais da realidade vai ser à base das próximas ações. “Com muito trabalho e diálogo em cada decisão, vamos fomentar ações sociais com foco nos dados que temos no diagnóstico. Vamos aproveitar melhor o esporte como a ferramenta social que ele é”, antecipou Maria Elisa.

A Secretária apresentou ao presidente detalhes do diagnóstico que é composto por seis volumes, divididos por regiões, fato que permite identificar as diferenças entre elas. “Neste conjunto de dados é possível identificar além das potencialidades e características específicas das crianças e adolescentes, as fragilidades e necessidades para que se possam priorizar recursos que devem ser utilizados em ações concretas de garantias dos direitos humanos de crianças e adolescentes”, garantiu ela.

O presidente da Fesporte, Rui Godinho, destacou que a Fesporte vem trabalhando desde o início do ano para fortalecer as ações esportivas da instituição como ferramenta de inclusão social. “Isso já está tomando corpo, pois já iniciamos conversas com instituições filantrópicas para que possamos promover o esporte de base e de inclusão para crianças e jovens carentes que não têm a oportunidade de praticar um esporte”. Segundo Rui, parcerias como a da SST e Secretaria Estadual de Educação, que já tiveram início, serão fundamentais para o sucesso das ações.

Com informações da Ascom da SST

Pagina 7 de 41