Publicado em Geral
Escrito por

Gerência de Rendimento esclarece sobre inscrição

Atenção dirigentes! Luciano Heck, gerente de esporte de rendimento da Fesporte, convida a todos a participarem de uma reunião virtual na próxima quinta-feira, dia 1º . Se vocês têm dúvidas sobre inscrições dos eventos da Fesporte e cadastros de atletas ele vai explicar todos estes detalhes nesta reunião virtual.

O link do Google  Meet, para participar da reunião, será divulgado nesta quarta-feira. Não percam.

 

Publicado em Geral
Escrito por

SC recebe seleção de vôlei para amistosos antes do mundial

A seleção brasileira de voleibol feminino Sub-18 irá treinar e realizar amistosos em Santa Catarina até o dia 09 de Julho. Este período de treinamento faz parte dos preparativos para o mundial da categoria que será realizado no México entre 20 de setembro e 09 de outubro. Ao todo, o treinador Hylmer Dias, juntamente com sua comissão técnica que tem o auxiliar técnico Évelton Bólico, de Guaraciaba-SC, convocou 21 jogadoras para as disputas. Os treinos irão acontecer em São José-SC.

Três jogos treino serão realizados pela nossa seleção Sub 18 durante esse período em território catarinense. No próximo sábado, dia 03/07, às 17:30h, a seleção feminina Sub-18 jogará  em Blumenau.  A agenda de amistosos segue no dia 06/07 em Florianópolis e no dia 08/07 em Criciúma, sempre contra seleções locais.

Já nesta terça-feira, dia 29, a Fesporte irá receber atletas e a comissão técnica para uma palestra sobre gestão no esporte. 

A programação marca outras três palestras com profissionais da CBV( Confederação Brasileira de voleibol), todas no auditório do Teatro Multiuso de São José: Dia 02 de Julho, 20:30h, com Rodrigo Azevedo(Fisioterapeuta). Dia 4 de Julho, 19h, com Rommel  Milagres(Preparador Físico). Já no dia 07 de julho, 20:30h, o assunto será análise de desempenho, com o analista da seleção Aguinaldo Santos.

Por conta da pandemia, tanto as palestras quanto para os jogos serão apenas para convidados e inscritos, obedecendo todos os protocolos sanitários. Inscrições para as palestras podem ser feitas pelo WhatsApp número 48 984545474 com André.

A vinda da seleção brasileira feminina de vôlei a Santa Catarina tem o apoio do Governo do Estado e da Prefeitura de São José.

 

Publicado em Geral
Escrito por

Rede Laço e Fesporte buscam fortalecimento do Terceiro Setor

A primeira-dama Késia Silva, coordenadora da Rede Laço de Voluntariado, esteve na tarde desta sexta-feira, 25, na sede da Fesporte. Recebida pelo presidente da instituição, Kelvin Soares, ela reiterou a importância da parceria entre as duas entidades para o fortalecimento do terceiro setor.

“É importante contar com a experiência da Fesporte para juntos termos recursos para investir no esporte juntamente com instituições que trabalham com este segmento no terceiro setor e também fortalecer as ações do voluntariado”, disse Késia. 

Para Kelvin Soares a visita da primeira dama é importante, pois vai ao encontro da filosofia de interligação entre as entidades governamentais. “Essa aproximação é importante para o fortalecimento das ações sociais entre Fesporte e Rede Laço”, destacou Soares.

 

Késia Silva é recebida pelo presidente da Fesporte, Kelvin Soares (Foto: Antonio Prado)

Ainda no encontro Késia agradeceu a doações da Fesporte de cobertores para o Projeto Cobertor Solidário, da Rede Laço, que serão entregues na sede da entidade na Casa d'Agronômica.

A Rede Laço é uma plataforma virtual destinada a conectar voluntários dispostos a ajudar e entidades públicas e privadas, sem fins lucrativos, do Estado de Santa Catarina para a execução de ações capazes de melhorar e transformar a sociedade.

 

Publicado em Geral
Escrito por

Fesporte fará reunião virtual sobre inscrições e cadastros

Na próxima quinta e sexta-feira, dias 1º e 2 de julho, a Fesporte promove uma reunião virtual com dirigentes municipais, diretores de escolas, professores e demais responsáveis por inscrições esportivas. O assunto principal do encontro será esclarecimentos referentes às inscrições dos eventos da Fesporte e cadastros de atletas.

Os encontros terão início às 9 horas sendo que na quinta-feira começam pelas  gerências  de Esporte de Rendimento e de Esporte de Participação. Na sexta-feira será a vez das gerências  Esporte de Base e Inclusão e de Políticas e Projetos Esportivos.

Na quarta-feira, dia 30, será disponibilizado o link para a reunião por meio do Google  Meet.

Em abril iniciaram as inscrições para a os Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc), Joguinhos Abertos de Santa Catarina, Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc) 12 a 14 anos e Moleque Bom de Bola. E em junho teve inicio as inscrições dos Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc). 

 

Publicado em Geral
Escrito por

Projetos de sucesso em SC: Handebol de Palma Sola

E a Fesporte continua com sua série de reportagens sobre projetos sociais esportivos de sucesso em SC. O destaque de hoje é o handebol feminino de Palma Sola

Quinta-feira, 29 de setembro de 2019, João Pessoa, Paraíba. O time Santa Catarina fechava sua participação na etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude (Jej), 12 a 14 anos, como um dos destaques da competição organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB). Foram no total 35 medalhas: 10 de ouro, 16 de prata e 9 de bronze. Um dos times responsáveis pelo grande desempenho dos catarinenses  foi o handebol feminino de Palma Sola, representado pela Escola Estadual Claudino Crestani.

Para alguns no esporte a posição de vice-campeão representa um gosto amargo. Mas para Palma Sola o resultado foi um feito histórico. Afinal, não é todo dia que um pequeno município do Oeste catarinense (7.372  habitantes) se torna um vice-campeão brasileiro escolar.

A alegria das meninas no pódio representava o ápice de um projeto iniciado de forma profissional em 2008 denominado ‘Amigos do Handebol Palmasolense (AHPS)’ pelos professores de educação física Rosane e Sandro Luiz Dalla Laste. Naquele ano a ideia da dupla era profissionalizar o projeto criado pela prefeitura em 2006. A iniciativa deu certo e hoje é uma das referências como projeto social de handebol feminino em Santa Catarina.

Atualmente o projeto promove handebol gratuito para 170 participantes com idades entre seis a 18 anos divididos em núcleos que envolvem escolinhas e as categorias infantil, cadete e juvenil com a parceria da Fundação de Esportes da prefeitura de Palma Sola e Escola Estadual Claudino Crestani. Os ginásios da Escola Municipal Libório Kunh e Gentil Crestani são os locais dos treinamentos.

O projeto atende 170 participantes com idades entre 6 a 18 anos (arquivo pessoal)

De suas quadras já saíram atletas de destaque dos últimos anos do handebol catarinense como a ponta direita Aline Biegger, hoje com 20 anos, com passagem pela seleção brasileira juvenil, e que atua atualmente no handebol de Concórdia; e também armadora direita Andrielly Sebré Kelis, 18 anos, que defende as cores do handebol de Balneário Camboríu.

“O handebol de Palma Sola tem uma grande importância na minha vida, pois foi onde eu comecei a jogar, com meus seis anos de idade até os 16. Em Palma Sola foi onde eu ganhei visibilidade para estar onde eu estou hoje, pelo belo trabalho da técnica Rosane e Giovana, a quem sou muito grata por toda a ajuda e ensinamento. Sem elas não seria possível realizar os meus sonhos que venho tornando realidade. O trabalho de iniciação  que as duas técnicas me proporcionaram fizeram toda diferença em minha carreira”, agradece Aline.

Além de Aline e Andrielly, o detalhe da história de sucesso do projeto Amigos do Handebol Palmasolense é que seus coordenadores, Rosane e Sandro, são marido e mulher e se conheceram dentro do projeto. “Quando eu tinha 17 anos, eu era atleta do antigo projeto de handebol da prefeitura. Um dia uma de nossas jogadoras conseguiu um patrocínio do Supermercado Dalla Laste para nossa equipe, que disputaria  um campeonato interno. Um dos donos era o Sandro, que veio assistir a um treino. E foi no treino que nos conhecemos”, conta Rosane, hoje com 42 anos.

Aline Biegger, cria do projeto: passagem pela seleção brasileira (Arquivo pessoal)

Três anos após o encontro o casal subia ao altar. Casaram-se e hoje tem duas meninas: de 12 e 4 anos de idade respectivamente. Além de dividir as tarefas de cuidar das filhas Rosane e Sandro também dividem tarefas no projeto. Ela é a responsável pelo treinamento das categorias de base, cuja faixa etária é de seis a 14 anos. Ele pela faixa de 15 a 18 anos. Detalhe: ambos estudaram juntos e se formaram em educação física no mesmo período.

Quem conhece o casal percebe que o amor é o sentimento preponderante entre eles, seja no handebol, seja na vida pessoal. E foi este sentimento, segundo Rosane, que foi o vetor para o pontapé inicial para o sucesso do projeto. Ela lembra que antes de 2008 o handebol era ministrado gratuitamente para a comunidade por intermédio da professora Cleusa Luvison, contratada da prefeitura. “Na época a modalidade tinha o cunho apenas de participação, de lazer, sem visar competição e então, para fortalecer o esporte e trazer novos participantes resolvemos criar um projeto profissional, que trabalhasse, além da participação, o rendimento”, lembra.

Palmasolences comemoram mais uma vitória na etapa nacional de handebol escolar (Foto: Antonio Prado)

E assim nascia o projeto AHPS. O tempo mostrou que a intuição de Rosane estava certa e logo na primeira participação oficial, uma etapa regional Oeste da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc), em Pinhalzinho, o handebol feminino de Palma Sola fez história, ficando em quarto lugar vencendo gingantes do handebol catarinense como Chapecó e Concórdia.

“Fomos apenas para participar, ficar três dias e ganhar experiência. Mas nossa performance para um estreante surpreendeu e acabamos ficando sete dias e fechamos nossa participação entre os quatro melhores da competição. Um feito histórico!”, lembra Rosane. 

A equipe se classificou em segundo lugar em uma chave que tinha Concórdia, Chapecó e Tunápolis.  “Vencemos Concórdia,  empatamos com tunapolis, ganhamos de Chapecó Nos classificamos em segundo lugar na chave e na fase seguinte, no cruzamento, pegamos Caxambu e São José do Cedro. Nossas adversárias  não acreditaram no que estava acontecendo. Por fim acabamos em quarto, mas para nós foi um título”, recorda Rosane.

 Rosane, Sandro e os filhos: família respira handebol, de Palma Sola (Arquivo Pessoal)

 

RESULTADOS DA AHPS – PALMA SOLA NOS ÚLTIMOS ANOS

 

COMPETIÇÕES 2014

•2º lugar Copa Ubiratã

•2º lugar Copa Santa Catarina

•1º lugar Regional JESC 12/14 anos

•1º lugar Estadual JESC 12/14 anos

•4º lugar Brasileiro de JESC 12/14 anos

•1º lugar Regional JESC 15/17 anos

•2º lugar Estadual JESC 15/17 anos

•1º lugar Regional Joguinhos abertos

 

COMPETIÇÕES 2015

•2º lugar Copa Ubiratã

•1º lugar Regional JESC 12/14 anos

•1º lugar Estadual JESC 12/14 anos

•4º lugar Brasileiro de JESC 12/14 anos

•2º lugar Regional de Joguinhos

•4º lugar Estadual de Joguinhos

•2º lugar Regional Olesc

•4º lugar Estadual de OLESC

•2º lugar Regional JESC 15/17 anos

 

COMPETIÇÕES 2016

•2º lugar Copa Ubiratã 15/17 anos

•3º lugar Copa Ubiratã 12/14 anos

•2º lugar Federação

•2º Regional Joguinhos

•2º lugar Regional de OLESC

•2º lugar Regional de JESC 15/17 anos

•1º lugar Regional JESC 12/14 anos

•1º lugar Estadual JESC 12/14 anos

•2º lugar Brasileiro de JESC 12/14 anos

 

COMPETIÇÕES 2017

•2º Lugar Copa Ubiratã 12/14 anos

•4º lugar Copa Ubiratã 15/17 anos

•2º lugar Estadual de Clubes

•2º lugar Joguinhos

•3º lugar Estadual JESC 12/14 anos

•1º lugar Estadual JESC 15/17 anos

•4º lugar Brasileiro JESC 15/17 anos

•4º lugar OLESC

 

COMPETIÇÕES 2018

•1º lugar OLESC

•2º JESC 12/14 anos

•2º lugar Estadual de Clubes categoria 16 anos

•2º lugar Estadual de Clubes categoria 18 anos

•1º lugar seletiva JESC 15/17 anos

•1º lugar seletiva Joguinhos Abertos

•2º lugar Copa Guilherme Rotta

 

Publicado em Geral
Escrito por

Novos comendadores do Esporte recebem Comenda

O Teatro Municipal de Pomerode foi palco no sábado, 19, da tradicional outorga da Comenda do Mérito Esportivo 2020. Organizada pelo Conselho Estadual do Esporte, a cerimônia agraciou Ademar José da Silva (incentivo ao esporte de lazer), João Camargo Neto (técnico de basquete), Maria Cristina Ferreira Santos (árbitra internacional de natação), Sônia Kleine (graduada em educação física, ex-atleta de natação e handebol) e Vandeina Maria Tomasoni Ribeiro (Vandeca-projeto voleibol Nova Trento). A homenagem In memoriam coube ao atleta e técnico de basquete, Paulo Montibello. A Federação Aquática de SC foi a entidade esportiva homenageada e a Anjo Química como patrocinadora/incentivadora. Michele de Souza, presidente do CED, foi a anfitriã da festa.

O advogado e desportista Lucianoi Hostins, atualmente diretor jurídico do Comitê Olímpico Brasileiro, recebeu a Medalha Marcílio César Ramos Krieger 2020, homenagem do TJDSC. Kelvin Soares, presidente da Fesporte, participou da cerimônia e a elogiou: “Foi uma noite belíssima em que se homenageou grandes nomes do nosso esporte, pessoas que dedicaram e dedicam boa parte de suas vidas, abdicando muitas coisas para fortalecer o esporte catarinense”, disse.

Ao receber a Comenda cada homenageado (a) para  ser comendador (a) do esporte catarinense. O título premia brasileiros ou estrangeiros que tenham prestados relevantes serviços ao esporte  do estado.

Clique aqui e veja as fotos da cerimônia

 

Publicado em Geral
Escrito por

SC deve receber etapa do mundial de vôlei de praia

O governo do estado, representado pelo presidente da Fesporte Kelvin Soares, esteve presente no Rio de Janeiro em etapa do circuito brasileiro de vôlei de praia. Um dos objetivos foi discutir a realização do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, em Itapema (SC), em novembro, juntamente com uma etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia e uma etapa do Sub-21.

Durante a visita estiveram presentes Kelvin Soares, Presidente da Fesporte de Santa Catarina, Dante Klaser, Presidente da Federação Catarinense de Voleibol, Fabrício Lazzari, Secretário de Turismo, Esporte, Cultura e Desenvolvimento Econômico de Itapema (SC) e Virgílio Pires, Superintendente de Competições de Vôlei de Praia da CBV. A comitiva conheceu o Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ), e a estrutura montada na Urca para a 9ª etapa do Circuito Brasileiro de Voleibol de Praia (CBVP).

“Estamos promovendo uma retomada segura das competições esportivas no estado e trazer eventos importantes como o mundial de vôlei de praia será fundamental neste processo. Nosso estado é pioneiro na retomada do esporte e sabemos da importância dessas competições não só para o esporte, mas também para o turismo e o desenvolvimento econômico. A evolução dos protocolos e a vacinação em massa no nosso estado nos motivam para realização do mundial em Itapema.”, destacou Kelvin Soares.

Para terem acesso ao CDV e a estrutura montada na Urca, todos foram submetidos a aferição de oximetria, temperatura e realizaram testes de antígeno que detecta a proteína de COVID-19.

O Secretário de Turismo, Esporte, Cultura e Desenvolvimento Econômico de Itapema (SC), comentou sobre as visitas e destacou do objetivo de construir um centro de treinamento de vôlei em Itapema (SC) nos moldes do CDV.

“Fomos muito bem recebidos na CBV. Temos a ideia de montar um centro de treinamento e foi muito bom conhecer toda a estrutura de Saquarema (RJ). O CBVP, que está sendo disputado na Urca, nos mostrou também a possibilidade de realizarmos eventos sem público. Também conversamos bastante sobre a formação de novos atletas e o desenvolvimento do voleibol”, finalizou Fabrício Lazzari.

Publicado em Geral
Escrito por

Fesporte adere a novo Modelo de Governança e Processos

A Fesporte aderiu em 2021 ao Gerenciamento de Processos de Negócio, sistema adotado pelo Governo de Santa Catarina por intermédio do Escritório de Gestão de Processos (Eproc). Na tarde desta sexta-feira, 18, Marcelo Eduardo Schubert, coordenador do Eproc, esteve no auditório da Fesporte para explicar, em linhas gerais, aos funcionários como funcionará o sistema. Como tema de integrar processos, conectar serviços e aproximar pessoas, a ideia, segundo ele, é a implantação  do Plano de Instituição do Modelo de Governância  Por Processo no Poder Executivo e assim  melhorar a qualidade dos serviços públicos prestado à sociedade.

Segundo Marcelo, a Governança por Processos consiste num conjunto de conceitos e diretrizes pelas quais as organizações consolidam as ações de gestão por processos definindo normas, regras e padrões para que todos caminhem em uma única direção e num objetivo comum. 

Ele destaca também que o objetivo é disseminar e consolidar o Modelo de Governança por Processos, por meio da instituição dos Núcleos de Gestão de Processos (NUPROC) nos órgãos do Poder Executivo estadual, buscando o aumento da eficiência dos serviços prestados à sociedade, a disponibilização de novos serviços aos cidadãos, a simplificação e a desburocratização dos processos e a melhoria dos procedimentos de atendimentos internos e externos.

“O modelo de Governança por Processos consolida as iniciativas de forma padronizada por meio da disponibilização de metodologias, modelos, notações e ferramentas comuns a todos, orientando a implantação da cultura por processos nas organizações”, destaca o coordenador da Eproc.

A Fesporte terá um bolsista ligado a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), que auxiliará na implantação, estruturação, organização e mensuração do sistema de Governança Por Processos. Segundo Marcelo Eduardo, ao adotar o sistema a Fesporte terá a oportunidade de colocar seus serviços de forma digitais à disposição da população elevando a eficiência de seus serviços e viabilizando maior transparência na gestão e na execução dos processos. 

 

Publicado em Geral
Escrito por

Luto no esporte, morre Durci, da Fed. Catarinense de Karatê

Faleceu nesta quinta-feira, 17, em Joinville, o presidente de Federação Catarinense de Karatê (FCK) Durci da Silva Nascimento, aos 56 anos. A Fesporte lamenta profundamente esta grande perda para o esporte catarinense e se solidariza com amigos e familiares neste momento de dor.

“Durci deixa um grande legado de dedicação, comprometimento, ética e empreendedorismo no esporte. Nos eventos em parceria com a Fesporte sempre se pautou pelo  profissionalismo, o que fez crescer, entre os desportistas,  grande admiração. Fará muita falta”, destaca o presidente da Fesporte, Kelvin Soares.

Natural de Francisco Beltrão, no Paraná,  Durci veio para Joinville em 1982 para trabalhar e continuar a carreira de carateca iniciada em 1979 e finalizada em 2002. Como atleta conquistou inúmeros títulos na modalidade, entre os quais o de campeão brasileiro sênior em 2014 e dois campeonatos sul-americanos em 1989 e 1990.

 Além de presidente da FCK, Durci exerceu também a função de árbitro e professor de caratê.

 

Publicado em Geral
Escrito por

Projetos Esportivos de Sucesso em SC: Ciclismo de Indaial

Perseverança. Essa é a palavra de ordem embutida dentro do Programa Semente, da Fundação Municipal de Esportes de Indaial, que congrega um núcleo de ciclismo. O projeto atende gratuitamente alunos de 10 anos a 18 anos com treinos de mountain bike todas as terças, quartas e quintas feiras nos períodos matutino e vespertino na Pista do Parque Municipal Jorge Hardt, no bairro Ribeirão das Pedras.

São aproximadamente quatro horas de treinamento a cada turno, período em que se aprende a técnica do ciclismo, a superação de limites, determinação e foco nos treinamentos. Esse aprendizado foi essencial, por exemplo, para Carolina Theilacker Sommerfeld que aos 15 anos, após ingressar no projeto (que na época era Associação de Ciclismo Sapo Verde Trilhas & Estrada), participou de dois campeonatos mundiais, na Suíça obtendo a 14ª  colocação e na Austrália obtendo a 11 colocação em 1996. 

Hoje o presente é Gustavo Selhorst, 14 anos, que em 2020 foi campeão da Taça Brasil /Ranking Nacional, em Curitiba/PR, na prova: XCO (Cross-Country), além de ser medalha de bronze nos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc), 12 a 14 anos, em 2018 na prova de estrada.

Gustavo Selhorst, 14 anos, campeão da Taça Brasil 2020, cria do Programa Semente (Foto: Arquivo pessoal)

“Dentro da minha história no ciclismo, o Programa Semente foi fundamental para minha evolução e crescimento no esporte, pois ele me possibilitou melhorar minha técnica, participar de diversas competições  de elevado índice técnico”, enfatizou o campeão, que destacou que o suporte do município, de patrocinadores e a ajuda do programa foram de grande valia para as conquistas. “Agradeço ao treinador e todos que me incentivam”, diz.

Quem também é só agradecimento por participar do Semente é Luísa Gabrielle Elias, 16 anos. “O Programa Semente foi muito importante para mim no processo de iniciação da carreira, pois me ajudou muito em meu aprendizado e só tenho a agradecer, pois sem a Sapo Verde,o Doege a Leni e o Programa Sementesnada disto seria possível”, agradece.

Carolina, Gustavo e Luísa são exemplos de que a perseverança e foco nos treinamentos são decisivos para se alcançar objetivos propostos. E estas duas propostas estão presentes no dia a dia do projeto por meio dos ensinamentos do seu coordenador, o professor de educação física Carlos Doege, que gerencia o Programa Semente desde 2018, por intermédio da Fundação Municipal de Indaial. 

“Para mim o Programa Semente é uma oportunidade a mais de colocar, em prática os meus conhecimentos e oportunizar os alunos de um aprendizado não só para uma vida esportiva exitosa, mas sim mostrar que só se alcança os objetivos com perseverança”, ensina o educador para em seguida destacar que os resultados  obtidos com o projeto de ciclismo mostram que é possível obter em pouco tempo resultados satisfatórios basta para isso realizar um trabalho bem feito personificado na dedicação de cada atleta. 

Atletas participam frequentemente dos pódios nos eventos da Fesporte (Foto: Arquivo pessoal)

E essa personificação pode-se ver diante dos resultados nas competições  que o Projeto Semente disputa. A experiência dos atletas para as conquistas é fruto da vive

vivência que a parceria do projeto  tem com a Associação de Ciclismo Sapo Verde Trilhas & Estradas, criada em 1994 e que é uma das entidades mais antigas em atividades de Santa Catarina que envolve projeto social por meio do ciclismo.

Eis alguns resultados e participações do Programa Semente

2018

JESC – 15 a 17 anos – Videira/SC – Thayná Maria Alves Broco – vice-campeã

JESC – 12 a 14 anos – São José/SC   - Gustavo Selhorst – 3 lugar

JOGUINHOS – Curitibanos/SC – 9 lugar geral

OLESC – Indaial/Timbó/Jaraguá do Sul -  8 lugar geral

 

2019

JESC – 15 a 17 anos – São Miguel do Oeste/SC – Thayná Maria Alves Broco –3 lugar

JESC – 12 a 14 anos – São José/SC   - Gustavo Selhorst – 2 lugar

Luisa Gabrielle Elias – 3 lugar

JOGUINHOS –Rio do Sul/SC – 10 lugar geral

OLESC – Indaial/Timbó/Jaraguá do Sul -  4 lugar geral

Taça Brasil /Ranking Nacional – Campo Largo/PR  

Categoriainfanto-juvenil – Gustavo Selhorst – 2 lugar

Categoria júnior - Thayná Maria  Alves Broco  -3 lugar

Campeonato Brasileiro – Mairiporã/SP 

Categoria infanto-juvenil – Gustavo Selhorst – 4 lugar

Categoria júnior – Thayná Maria Alves Broco – 3 lugar

 

2020

 

Taça Brasil /Ranking Nacional – Curitiba/PR  

categoria infanto juvenil – Gustavo Selhorst – 1 lugar

categoria júnior - Thayná Maria  Alves Broco  -3 lugar

Copa Internacional de MTB – Araxá/MG

Categoria juvenil – LuisaGabriellielias – 5 lugar

Campeonato Brasileiro – Mairiporã/SP 

Categoria infanto-juvenil – Gustavo Selhorts – 6 lugar

Categoria juvenil – LuisaGabriellielias – 6 lugar

Categoria júnior – Thayná Maria Alves Broco – 7 lugar

 

 

Publicado em Geral
Escrito por

Governo divulga portaria com regramento às corridas de rua

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) publicou nesta terça-feira, 15, uma portaria conjunta com a Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) definindo critérios específicos para a realização de corridas de rua em Santa Catarina. A portaria 620 institui limites para a liberação de eventos do tipo corrida de rua realizados por entidades privadas ou públicas no estado, seguindo o cenário apontado pela Matriz de Risco Potencial Regional.

De acordo com o regulamento, nas regiões que se encontrem em nível Gravíssimo (Vermelho), será possível a realização do evento com no máximo 200 participantes no total. Nas regiões com risco Grave (Laranja), é permitido no máximo 300 participantes. Nos níveis Alto (Amarelo) e Moderado (Azul) são permitidas 600 e 1.000 participantes, respectivamente.

"A prática esportiva é fundamental para a saúde e acreditamos que com regramentos definidos é possível retomar as atividades com segurança. Com essa portaria, damos mais um passo nesse sentido", afirma o governador Carlos Moisés.

Os organizadores devem elaborar um plano operativo do evento, seguindo critérios expostos na matriz de avaliação de risco sanitário para corridas de rua. Os formulários e metodologias estão anexados à portaria.

>>> Confira a portaria 620 na íntegra

“A prática desportiva está ligada à qualidade de vida de nossa população. Essa portaria realizada de forma conjunta entre a SES e a Fesporte traz regramentos específicos para que organizadores e atletas possam retomar as atividades de forma segura”, afirma o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro.

“Nós sabemos da importância do esporte neste cenário de pandemia. O esporte gera saúde, desenvolvimento social e educação. O Estado mais uma vez é pioneiro na retomada das atividades com segurança sanitária para os catarinenses”, destaca o presidente da Fesporte, Kelvin Soares.

Nos municípios localizados em regiões que estejam nos níveis de risco gravíssimo e grave fica vedada a participação de menores de 18 anos, idosos acima de 60 anos, gestantes e pessoas com comorbidades ou deficiências permanentes. O participante ainda deverá assinar termo de responsabilidade em relação à conduta a ser adotada durante a realização do evento tais como: uso obrigatório de máscara, higiene de mãos, distanciamento social de no mínimo 2 metros entre os participantes e organizadores.

Publicado em Geral
Escrito por

Comendadores do esporte serão aclamados no sábado

O Conselho Estadual de Esportes (CED) de Santa Catarina marcou para o próximo sábado, 19, a tradicional cerimônia da Comenda do Mérito Desportivo. O evento será a partir das 10 horas no teatro municipal de Pomerode (Rua Henrique Veege, 111, Centro) em alusão ao ano de 2020, que fora adiado no ano passado por conta da pandemia da Covid-19.

A Comenda do Mérito Desportivo tem como objetivo homenagear brasileiros ou estrangeiros que tenham prestado relevantes serviços ao esporte catarinense. São cinco Comendas para pessoa física, uma in memoriam e duas pessoas jurídicas, - uma entidade esportiva e uma patrocinadora com mais de cinco anos de contribuição ao segmento. Este ano o método de escolha mudou, passando a ser em voto aberto, por decisão do Plenário do CED.

Os cinco novos Comendadores são: Maria Cristina Ferreira Santos, Ademar José da Silva, Vandelina Maria Tomasoni Ribeiro (Vandeca), Sônia Vera Kleine, João Almeida Camargo Neto; in memoriam – Paulo Celso Di Pilla Montibello; entidade esportiva – Federação Aquática de Santa Catarina; apoiadora/patrocinadora – Anjo Química.

Sexta-feira, 18, haverá reunião ordinária do CED às 18h.

Conheça os novos comendadores 

Ademar José da Silva, nascido em 22/05/1944 em Balneário Camboriú/SC

Foi atleta de futebol, futsal e futebol de areia por várias agremiações amadoras, destaque para a equipe de futsal de Balneário Camboriú nos anos 1972/1973/1974, Palmeiras Futebol Clube de Camboriú de 1960/1974, Associação Esportiva Floresta de Pomerode em 1966/1967, técnico do futsal de Balneário Camboriú. Como dirigente foi superintendente da Fundação Municipal de Esportes de Balneário Camboriú de 1997/2004, diretor de arbitragem e diretor técnico da Federação Catarinense de Futebol 1993 a 1996, conselheiro estadual de esporte no biênio 2009/2010. 

Atuou também na Fesporte nos cargos de gerente financeiro em 2010, gerente operacional em 2011, gerente de esporte de base e inclusão de 2012 a 2014, gerente de esporte de rendimento em 2017/maio 2018. Dinâmico e muito proativo, é um dos fundadores do Automóvel Clube de Balneário Camboriú, do Tubarões Esporte Clube, de Balneário Camboriú; da Liga Balneário de Futebol sendo seu 1º presidente e da Liga Balneário de Futsal atuando também como seu 1º presidente.

Indicado pelo conselheiro: Selvino Anderson Junior

 

João Almeida Camargo Neto, nascido em 17/01/1961 em Itapeva/SP

Profissional de educação física formado pela Universidade Regional de Blumenau (FURB), com especialização em educação física para o primeiro grau em 1983. Atuou por 38 anos nas redes de ensino municipal, estadual e particular de Blumenau, coordenador de educação Física e esportes do Colégio Sagrada Família, e como técnico de basquetebol nos últimos 36 anos. Também teve passagem marcante pelo Conselho Estadual de Esporte indicado pela Associação de Treinadores Esportivos, atuando de 2002 a 2004.

Na sua carreira como atleta da modalidade de basquetebol tem títulos de relevada importância, tais como: campeão juvenil brasileiro Interclubes pela S.E.Palmeiras,SP, (1979,  tri-campeão estadual pela S.E. Palmeiras (1977/78/79), campeão dos Jogos Abertos de Santa Catarina - Jasc (1982/84/88/89/90), campeão estadual pela FCB (1981/1984/1985/1989/1990). 

Como técnico também possui uma grande lista de competições importantes em que foi campeão tais como: estadual mirim masculino (1985), estadual infanto-juvenil masculino – (1988/1990), estadual juvenil masculino (1988/89/90/91/94/95/96/2000), estadual sub-22 masculino (1993/1994), estadual adulto masculino (1988/1999/2000), brasileiro 1ª divisão juvenil masculino (1997/1999), Jogos Escolares de Santa Catarina masculino (1988), Jasc masculino (1987/1991/2000), Jogos Regionais de São Paulo adulto masculino (1999), Joguinhos Abertos de Santa Catarina Feminino (2002), Estadual Juvenil Feminino Invicto  (2003/2004), Jasc adulto feminino  (2003 / 2004 / 2005 / 2009 / 2010 / 2011 / 2012 / 2013 / 2014 / 2015 / 2017 / 2018 / 2019), Regional dos Jogos Abertos do Interior de São Paulo - São José do Rio Preto (2004, Regional dos Jogos Abertos do Interior de São Paulo- Araras ( 2005), estadual adulto feminino (2005 / 2006 / 2010 / 2011 / 2012  /2013 / 2014 / 2015 / 2017 / 2018 / 2019), Jogos Universitários Brasileiros  (2007 / 2010 / 2011, JUC’S – 2007 / 2009 / 2010 / 2011 / 2012), Sul-Brasileiro (2009 / 2010 / 2011 / 2012 / 2014 / 2015 / 2017 / 2018 / 2019), Liga Universitária Brasileira (2010 / 2011 / 2012), Copa Santa Catarina adulto feminino (de 2010 a 2017), Taça FCB (2009 / 2010 / 2011 / 2012 / 2013 / 2014 / 2015 / 2017), técnico assistente da seleção brasileira na Universíade em Shenzhen, China (2011);, técnico da seleção brasileira na Universíade em Kazan,Russia/2013; técnico assistente da seleção brasileira adulto feminino – vice-campeão sul-americano – Tunja/Colômbia/2018, técnico assistente da seleção brasileira adulto feminino – campeão panamericano – Lima/Peru/2019, técnico da seleção brasileira sub-17 - vice-campeão – Barranquilla,Colômbia (2019); técnico assistente da seleção brasileira adulto feminino - 3º colocado – America Cup – San Juan, Porto Rico (2019); técnico assistente da seleção brasileira adulto feminino – vice-campeão qualifing para Olimpíadas de Tóquio – Baia Blanca, Argentina (2019); técnico assistente da seleção brasileira adulto feminino – qualifing para Olimpíadas de Tóquio – Bourges,França (2020).

Indicado pelo conselheiro: Darcio de Saules

 

Maria Cristina Ferreira Santos, nascida em 28/03/1969 em Anita Garibaldi/SC. 

Bacharel em educação física pela Universidade do Estado de Santa Catarina em 1996.

Maria Cristina, em 1996,  foi a primeira árbitra de remo do Brasil. Em 1998 foi  uma das fundadoras da Associação de Árbitros de Natação do Estado de Santa Catarina. Em, 1999 foi secretária do Presidente da FESPORTE e em 2000 primeira árbitra de remo do Brasil a trabalhar no Campeonato Sul-americano.

De 2003 a 2006 foi coordenadora de Santa Catarina para os Jogos da Juventude Italiana junto ao Comitê Olímpico Italiano, em que acompanhou atletas de 11 a 15 anos em competições na Itália, sendo 2003 e 2004 em Roma, 2005 a 2007 em Lignano Sabbiadoro. Já em 2003 Cristina foi nomeada para ser secretária da Comissão da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc). Em 2004 assumiu o cargo de secretária do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) pelo qual desempenhou suas funções profissionais até os dias atuais.

No ano de 2005 entrou para a FINA (Federação Internacional de Natação) como árbitra, sendo a primeira mulher brasileira a fazer parte do quadro internacional de árbitros. No mesmo ano foi nomeada árbitra geral do Campeonato Mundial Júnior de Natação em Belo Horizonte, MG, e árbitra geral da Copa do Mundo de Natação -  a Fina Swimming Word Cup (2005/2006/2007); participou dos Jogos Pan-Americanos no Rio de Janeiro, Copa Latina de Natação em Belo Horizonte e Campeonato Sul Americano no Rio de Janeiro

Em Santa Catarina foi árbitra geral na seletiva de natação para as Olimpíadas de Pequim (2008), coordenadora dos Jogos Universitários Brasileiros, seletiva para Jogos Mundiais Universitários (2010),  árbitra geral de natação nos Jogos Mundiais do Trabalhador da Indústria realizados na cidade de Blumenau (2011), árbitra geral do Troféu Maria Lenk de Natação, seletiva para Olimpíadas de Londres (2016), participou da Olimpíada do Rio de Janeiro (2016), compondo a equipe de árbitros da Federação Internacional de Natação. Maria Cristina recebeu a Estrela de Bronze da Assembleia Legislativa de Santa Catarina como destaque esportivo padrão de excelência por seus trabalhos ao desporto catarinense (2017). Foi ainda a primeira 1ª mulher a ser membro da comissão de arbitragem da Confederação Brasileira De Desportos Aquáticos.

Em 2018 foi ganhadora do Troféu Guga Kuerten de Excelência no Esporte, na categoria “Melhor Árbitro”. Atualmente ministra cursos para formação e atualização de árbitros de natação no estado de Santa Catarina e no Brasil para atuarem nas competições promovidas pela  Federação Aquática de Santa Catarina (Fasc), Fesporte e Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos.  Maria Cristina é uma das referências em arbitragem de natação no Brasil, presidente da AANSC de 2002 até 2011 e de 2017 até 2020; árbitra geral de natação nas competições promovidas pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, Fasc e FESPORTE.

Indicada pelo conselheiro: Enio Francisco Demoly Neto

 

Sônia Vera Kleine, nascida em 07/07/1957 em Blumenau/SC. 

Graduada em educação física pela Fundação Universidade Regional de Blumenau (Furb) em 1978, pós-graduada em educação física escolar, Furb/1985, pós-graduada em gestão escolar, Furb/2002. De 1970 a 1980 foi atleta de alto rendimento nas modalidades de atletismo: 200 m rasos, 4x100 e 4x400, recordista estadual do 4x100 nos Jasc no município de Rio do Sul e na modalidade de handebol atuou como armadora, sempre defendendo o município de Blumenau e por diversas vezes o estado de Santa Catarina em eventos nacionais.

Responsável pela apuração técnica de vários eventos esportivos como a JECA etapa estadual (evento do Banco do Brasil), FENAB etapa regional (etapa classificatória nacional do Banco do Brasil), etapas microrregionais, regionais e estaduais (Jesc, Moleque Bom de Bola, OLesc, Joguinhos Abertos de Santa Catarina e Jasc, secretária executiva da CCO dos Jasc de 2004 e 2008 nos municípios de Indaial, Pomerode, Rio dos Cedros e Timbó, integrante da CCO dos JUBS – Blumenau/2007, secretária executiva da CCO do JUBS – Blumenau/2010. Desde 2005 responsável pelas inscrições da FMD de Blumenau nos eventos da FESPORETE, OLESC, Joguinhos Abertos e JASC.

Atuou também em várias instituições de ensino de Blumenau como a EEB Max Tavares D’Amaral, EEB Victor Hering, Colégio Sagrada Família, EBM Lauro Muller, EBM Professor Fernando Ostermann, 4ª UCRE, EEB Victor Hering, e como orientadora desportiva da 4ª UCRE. De fevereiro de 1998 a julho de 2007 foi Integradora desportiva da FESPORTE na 15ª Secretaria de Desenvolvimento Regional de Blumenau. Realizou um ótimo trabalho de integração do esporte na região. Abnegada, sempre orientava os professores e dirigentes esportivos com muita atenção. 

De fevereiro de 2005 a março de 2017 atuou como coordenadora de esporte de alto rendimento da Fundação Municipal de Desportos de Blumenau. Atualmente participa do grupo da Pró-Família de Blumenau com atividades para a terceira idade. 

Indicada pelo conselheiro: Ademir Schultz Junior

 

Vandelina Maria Tomasoni Ribeiro (Vandeca), nascida em 03/03/1962 em Nova Trento/SC. 

Participou de vários cursos de aperfeiçoamento da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) – Curso nacional de treinadores nível ll, Curso especial do CREF3/SC (provisionada), Universidade SESI DO ESPORTE, SA do Esporte da UNERJ, Meeting Sports/Fitness/Alto Rendimento, Universidade Nacional do Esporte/Cultura e Turismo – Moscou/Rússia/2011.

Em 1998 colocou em prática a execução de um sonho. Começava ali o projeto Voleibol Nova Trento. Com o propósito de oportunizar crianças e adolescentes o seu desenvolvimento como cidadãs, Vandeca foi em busca de parcerias para desenvolver na pequena cidade de Nova Trento um projeto de excelência, utilizando o voleibol na formação de atletas, revelar novos talentos para o voleibol catarinense e brasileiro.

Mentora e coordenadora do projeto, que em 2001 passou a se chamar Associação de Pais e Amigos do Esporte Neotrentino - APAEN, Vandeca adquiriu grande experiência na gestão e na formação das equipes de voleibol, em especial as de base em Nova Trento. Inovações, comprometimento e desafios, complementam seu perfil.

No mesmo ano a entidade oficializou a filiação junto à Federação Catarinense de Voleibol, começando assim sua participação nos campeonatos estaduais organizados pela entidade e competições organizadas pela Fundação Catarinense de Esportes (Fesporte) e pela Confederação Brasileira de Desporto Escolar – CBDE.

Com as conquistas e os resultados expressivos nas competições, com atletas se destacando e sendo convocadas para a seleção brasileira de base, o projeto foi ganhando visibilidade nacionalmente e assim chegaram a várias outras conquistas como o Troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte como melhor entidade esportiva do estado de Santa Catarina em 2015.  Em 2016 o projeto ganha o apoio dos padrinhos Bernardinho, Bruninho e Rosamaria.  Vandeca recebe título emérito da CBV. Rosamaria Montibeller, atleta formada no projeto, conquista os três títulos pela seleção brasileira adulta, e em 2017 a associação recebe o certificado de honra ao mérito do CED.

Dentre as inúmeras conquistas importantes que marcam a história de Vandeca e do projeto, estão: campeã de competições nas categorias mirim, infanto e infantil promovidas pela Federação Catarinense de Voleibol (FCV), dos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc), Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc), dos Joguinhos Abertos de  Santa Catarina  e do Campeonato Brasileiro Escolar. Em 2005 ocorre a primeira viagem internacional do projeto para participar do 1º Torneo dell’ Amicizia Trentino-Brasile (Torneio da Amizade Trento-Brasil/Itália). Já em 2007 ocorre o vice-campeonato Sul-Americano escolar – La Serena/Chile.

Em 2008 o projeto é bicampeão brasileiro escolar – campeão sul americano escolar – Montevidéu/Uruguai. Em  2009, a atleta formada do projeto Eduarda Kraisch foi campeã mundial infanto juvenil com a seleção brasileira na Tailândia. Ainda em  2009, ocorre o primeiro titulo escolar brasileiro, seletiva que credenciou a equipe a representar o Brasil no Campeonato Mundial Escolar em 2010 na cidade de Baotou/China, onde conquista o bronze.

Indicada pela Conselheira: Michele de Souza

 

Paulo Celso Di Pilla Montibello (in memoriam), nascido em 24/08/1955 em São Paulo/SP. Falecido em 29/10/2018.

Profissional de educação física formado pela Universidade de Brasília em 1980, com especialização em fisiologia do exercício e participação em quase 30 cursos de atualização profissional, inclusive no Canadá. 

Foi professor de várias instituições de ensino em Brasília, no Rio de Janeiro e em Santa Catarina, do ensino básico ao universitário, tendo ministrado cadeiras de cursos em Lages (UNIPLAC - Basquetebol) e Florianópolis (UNIESC – Metodologia da Investigação Científica). 

É também autor de vários trabalhos científicos publicados na área da atividade física. Sua carreira no esporte se entrelaça com sua vida profissional. Mesmo antes da universidade, já demonstrava uma paixão enorme pelo basquetebol e foi exatamente nesse meio que construiu uma carreira brilhante. Foi técnico com uma história vitoriosa em vários clubes e instituições por onde teve a oportunidade trabalhar, tais como Brasília, Rio de Janeiro, Criciúma, Rio do Sul, Blumenau, Florianópolis e São José. 

Por sua reconhecida dedicação, tornou-se técnico de várias equipes e seleções estaduais desde os anos 70, tendo seu maior trabalho junto ao naipe feminino. Participou de várias competições estaduais e nacionais desde as categorias de base até a categoria adulta, como, os Campeonatos Brasileiros Infanto e Juvenil e também em Jogos Universitários. Em Santa Catarina teve participação marcante em diversas edições dos Jasc, Joguinhos Abertos de Santa Catarina, Jesc e Taças FCB (Federação Catarinense de Basquetebol). Foi campeão em várias das competições que participou, sendo as mais importantes: 1983 - campeão adulto masculino do Distrito Federal, 1986 - campeão juvenil feminino e campeão adulto feminino do estado do Rio de Janeiro, 1990 - campeão dos  Jasc – masculino, 1991 - campeão dos Jogos Abertos de SC – Feminino, 1993 - campeão mirim feminino do estado de Santa Catarina, 2002 - campeão juvenil feminino do estado de Santa Catarina, 2007 - campeão da Olesc– feminino. Na carreira são aproximadamente 65 títulos (sem contar uma infinidade de 2º e 3º lugares), o que demonstra a sua grande capacidade de instruir e liderar. 

Indicado pelo conselheiro: Darcio de Saules

 

Federação Aquática de Santa Catarina, foi fundada em 22/01/1978.

A Federação Aquática de Santa Catarina (Fasc) incentiva, promove e gerencia os esportes aquáticos (natação, maratonas aquáticas, pólo aquático, saltos ornamentais e nado sincronizado) em Santa Catarina. Atua promovendo as competições de alto rendimento, coordenando as seleções catarinenses da modalidade, mas também em parceria com a sociedade em fortes ações de inclusão na comunidade. Apóia instituições públicas ofertando local de treinamento para bombeiros e para as polícias e organiza o melhor parque aquático do Brasil, localizado na Unisul, Pedra Branca/Palhoça.

A natação catarinense, ao longo dos anos, revelou muitos atletas de alto rendimento entre eles Fernando Scherer, Eduardo Fischer, Daniel Orzechowski e Ana Giulia que conquistaram medalhas nacionais, pan-americanas, mundiais e olímpicas. Sobretudo é uma das federações que promove uma das melhores competições do calendário esportivo catarinense, o Circuito de Travessias reunindo grande público, famílias e amigos da natação.

Indicada pelo conselheiro: Alexandre Beck Monguilhott

 

Anjo Química, fundada em 10/03/1998. Localizada na Rua Quintino Rizzieri, nº 728 – Santa Bárbara/Criciúma

A Anjo Tintas lançou, no dia 19 de abril de 2001, o projeto Anjos do Futsal. Neste dia foi iniciada oficialmente a primeira fase deste grande sonho, que atualmente é uma realidade e que está trazendo resultados positivos. É um projeto que cresce ano a ano, com sustentação, em parceria com as prefeituras municipais. 

Além de ensinar a prática do futsal, o projeto Anjos do Futsal visa oferecer possibilidades de desenvolvimento de qualidades, formar cidadãos, afastar os garotos da violência e das drogas e oportunizar o surgimento de novos atletas para a modalidade do futsal. Desde a sua criação, o projeto já atendeu mais de 10.000 jovens e alguns deles jogam em equipes do exterior como Qatar, Itália, Espanha, Iraque, entre outras e também em times de destaque no Brasil, como por exemplo, Joinville e Jaraguá do Sul. Também já passaram quatro atletas pela Seleção Brasileira de Futsal e um atleta pela Seleção do Qatar.

Atualmente o Anjos do Futsal ultrapassa a marca de 1.200 adolescentes de 10 a 14 anos, divididos em 26 núcleos distribuídos em 21 municípios do sul de Santa Catarina como Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Balneário Rincão, Cocal do Sul, Criciúma, Ermo, Forquilhinha, Içara, Jacinto Machado, Lauro Müller, Maracajá, Meleiro, Morro da Fumaça, Orleans, Praia Grande, Santa Rosa do Sul, São João do Sul, São Ludgero, Treviso, Turvo e Urussanga.

A metodologia de trabalho é muito bem organizada. A coordenação técnica do Anjos do Futsal é feita desde o início pelo mesmo profissional que é responsável pela padronização dos treinos de todos os núcleos. A metodologia de trabalho de cada núcleo visa, por meio da prática do futsal, que também é possível ensinar valores como, o trabalho em equipe, o respeito as pessoas, a concentração e a disciplina. 

O Projeto Anjos do Futsal vai além, e atualmente envolve 60 adolescentes que treinam para disputar competições regionais e estaduais, representando o município de Forquilhinha. O Projeto Anjos do Futsal já foi premiado pela ADVB com o título EMPRESA CIDADÃ; pela CNBB por intermédio da Pastoral da Criança como o Prêmio Ser Social e ganhou o Prêmio Ser Humano 2013 na categoria Projetos Socioambientais - pela Associação Brasileira de Recursos Humanos – ABRH/SC. 

Segundo os coordenadores do projeto, é o imensurável que motiva os líderes da empresa Anjo Tintas a continuar com o apoio, já que, pequenas e grandes transformações foram e continuam sendo proporcionadas em toda comunidade. 

O Anjos do Futsal é um projeto que continua dando frutos a cada ano que passa. Planejado e colocado em prática de forma programada, com objetivos bem definidos, com profissionais comprometidos, a Anjo Tintas, desde seu início, pensou em continuidade. A grande gratificação desse projeto é o que vai seguir para a vida toda, o aprendizado, a formação do caráter, do respeito, da dedicação e da disciplina.

Indicada pelo Conselheiro: Talis Giovani Fagundes

Texto com informações do CED

 

Pagina 5 de 62