×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 318

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 324

Publicado em Jasti
Escrito por

Assembleia Legislativa fará sessão solene aos Jasti

Florianópolis - A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) fará uma sessão solene em alusão a 7ª edição dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti). A cerimônia será na segunda-feira, dia 12, às 19 horas, na sede do Canoinhas Tênis Clube, em Canoinhas (que sediará os Jasti de 12 a 17 deste mês). A iniciativa é do deputado estadual Antonio Aguiar, autor da lei que criou os Jogos da Terceira Idade (13.846/2006). A Fesporte também será homenageada pela Alesc como entidade organizadora dos Jasti  e também como promotora da inclusão social do idoso por meio do esporte. 

Na solenidade serão homenageados atletas que venceram edições anteriores, dirigentes e, delegações municipais e pessoas que contribuíram de forma significativa para a solidificação dos Jasti como um dos eventos mais importantes na área esportiva de Santa Catarina. Entre os homenageados estarão dois integrantes da Fesporte: João Cascaes, coordenador técnico da competição, e Lilian Pinto, da Gerência de Esporte de Participação, que participaram da criação do evento a partir de 2007.

Funcionários da Fesporte homenageados

“Esta homenagem representa um reconhecimento não somente da minha pessoa e da Lilian, mas de todo um grupo de pessoas que ajudaram a criar os Jasti, entre os quais os integradores esportivos”, destaca Cascaes.

 “Lembro que para criar os Jasti a Fesporte nos delegou irmos a São Paulo, no início de 2008, depois de já termos conversado sobre a criação do evento em 2007. Fomos para Jabuticabal observar a realização dos Jogos da Terceira Idade de São Paulo e chegando aqui fizemos uma pesquisa com os idosos catarinenses para saber quais as modalidades que eles queriam nos nossos jogos. E assim fizemos o nosso Jasti com nossas características”, conclui Lilian.

Os números da sétima edição, em 2014, mostram que os Jasti têm conquistado os atletas da melhor idade. Neste ano houve recorde de inscrições. Foram mais de 8.600 participantes de 222 municípios catarinenses desde as etapas microrregionais. A edição de Canoinhas contará com 157 municípios e aproximadamente 1.600 atletas com idade a partir de 60 anos disputando as modalidades de canastra, truco, dominó, dança de salão, dança coreografada, bocha e bolão 23.

Informações Adicionais

Antonio Prado

(48) 9696-3045

 

Publicado em Geral
Escrito por

SDR Campos Novos recebe material esportivo da Fesporte

Campos Novos – Nesta quarta-feira (7) a Secretaria de Desenvolvimento Regional de Campos Novos recebeu por parte da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) kits de material esportivo composto por bolas das modalidades de vôlei, basquete, futebol e futsal. A solenidade de entrega aconteceu na EEB Gasparino Zorzi, em Campos Novos.

Todo o material é destinado às unidades escolares que compõem a SDR Campos Novos, no sentido de dar condições de trabalho aos professores de educação física e incentivar a iniciação e a prática desportiva entre as crianças e adolescentes. Todas as bolas são personalizadas com a logo do Estado de Santa Catarina e são similares às utilizadas nas competições estaduais.

A entrega ao secretário regional, Vilibaldo Erich Schmid, foi feita pelo presidente da Fesporte,  Erivaldo Caetano Junior. o Vadinho. Segundo ele, nesta primeira remessa foram entregues 50 peças e autorizadas outras 45 peças, cinco delas de basquete, iguais as utilizadas nos Jogos Abertos de Santa Catarina e destinadas a EEB Gasparino Zorzi, escola que sediou o ato. “50 bolas estão sendo entregues para dispor as unidades escolares ainda hoje. Outras 45 já estão autorizadas e devem chegar na sequência. Queremos chegar ao número de 200 bolas para esta Regional, então 110 bolas vem em outro momento, após a realização de nova licitação”, explicou o presidente. 

Na ocasião, o secretário regional, Vilibaldo Schmid, já fez a entrega das bolas que são destinadas a EEB Gasparino Zorzi, em número de 17. “Este material esportivo é de extrema importância, haja vista que dá condições de trabalho para as Unidades Escolares e ainda promove o entrosamento dos alunos com práticas saudáveis”, afirmou Vilibaldo.

De acordo com a integradora de esportes da SDR Campos Novos, Clarice Luvison, as bolas entregues no dia de hoje para as unidades escolares atenderão as necessidades de cada uma. “Vamos fazer o contato com as escolas para que possamos encaminhá-las o material necessário, por modalidades e a contento”, finalizou Clarice.

 

 

Kits em Curitibanos

Antes de encerrar o roteiro pelo Oeste e Meio-Oeste do Estado, o presidente da Fesporte passou por Curitibanos, onde fez a entrega de 50 bolas ao secretário regional da 11ª SDR, Roque Stanguerlin, que fará a distribuição às escolas locais que definir.

Na próxima semana, a entrega das bolas passará pelo Vale do Itajaí e Planalto Norte.

 

 

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

Microrregionais dos Jesc movimentam 16 municípios

Florianópolis - O sonho de qualquer estudante catarinense é ser campeão estadual por sua escola nos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc) na faixa etária de 12 a 14 anos. Mas, para concretizar esse sonho, ele precisa participar e se classificar na etapa microrregional da competição. Desde a segunda-feira (dia 5), 16 municípios estão sendo sedes de etapas microrregionais. As datas de início e finalização são diferentes em algumas cidades, mas em média terminarão entre os dias 10, 11 e 12 desse mês. 

No período, ocorrem as microrregionais em Faxinal dos Guedes, Santiago do Sul, Concórdia, Herval D’Oeste, Videira, Caçador, Presidente Getúlio, Seara, Rio do Sul, São Bento do Sul, Timbó, Balneário Piçarras, Imbituba, Morro da Fumaça, São Joaquim e Rio Fortuna. Depois, a partir do dia 19 de maio, ocorrem as microrregionais em mais 20 cidades que congregam as 36 Secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs).

Na terça-feira (6), o presidente da Fesporte, Erivaldo Caetano Junior, o Vadinho, visitou a etapa microrregional da SDR de Concórdia, e ficou animado com o que viu: "É sempre gratificante estar em um ambiente escolar no qual o esporte está inserido. Eles são o futuro do nosso esporte, e é aqui, na base, que podemos observar que estamos no caminho certo", disse Vadinho.

Nas cidades-sedes das microrregionais, as escolas lutam pelo título do atletismo, badminton, futsal, handebol, tênis de mesa, vôlei e xadrez. As escolas estão divididas por região e a campeã de cada modalidade na microrregional garante vaga para etapa regional de sua região (serão quatro, todas no mês de junho). Os Jesc são uma promoção da Fesporte em parceria com as prefeituras dos municípios-sedes e SDRs.

Mais de 200 mil participantes

A etapa classificatória regional da região Oeste ocorre em São Miguel do Oeste no período de 13 a 17 junho, enquanto que Lages será a sede da etapa Centro-Oeste de 6 a 10 de junho. Ainda em junho, de 11 a 15, ocorre a etapa Leste-Norte, em São Bento do Sul, e de 13 a 17 será a vez de Braço do Norte ser a sede da etapa regional Sul dos Jesc.

A etapa estadual dos Jesc 12 a 14 anos está programada para ocorrer no período de 18 a 22 de julho, em local a ser definido após a desistência de Jaraguá do Sul. Nesta etapa disputam a competição as escolas campeãs de todas as modalidades das etapas regionais, mais o primeiro e segundo lugar do xadrez, tênis de mesa e badminton. Além dessas modalidades a competição, na etapa estadual, contempla o atletismo, basquete, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, natação e vôlei no masculino e feminino. As escolas campeãs estaduais representarão Santa Catarina na etapa nacional, os Jogos Escolares da Juventude, que neste ano irão ocorrer em Londrina (PR), no início de setembro.

Na faixa etária de 12 a 14 anos os Jesc envolvem em todas as suas etapas uma média de 220 mil estudantes- atletas, sendo 220 municípios. Na etapa estadual são uma média 1.500 atletas de 400 escolas de 150 municípios.

Para a integradora esportiva da Fesporte, Joanete Pavelski, os jogos escolares são uma oportunidade na vida dos participantes. “Jogos são integração, oportunidade para os estudantes conhecerem outros municípios, fazerem novas amizades, saber ganhar e perder, respeitar o adversário”, completou.

Joanete ainda fala da importância do professor de educação física. “Esse é o momento de reconhecimento para o professor, o trabalho desenvolvido durante meses sendo reconhecido e colocado em prática”, completou.

Informações Adicionais:

Antonio Prado

(48) 9696-3045

 

Publicado em Jasti
Escrito por

Canastra atrai maior número de participantes nos Jasti

Canoinhas - À medida  em que se aproxima o início dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) cresce a expectativa nos cerca de 1.600 atletas de 157 municípios catarinenses. Quando iniciar o evento, dia 12, em Canoinhas, além de medalhas, muitos idosos estarão felizes em apenas participar em alguma das sete modalidades em disputa: dominó, truco, dança coreografada, dança de salão, bocha, canastra e bolão 23. Dentre essas uma se destaca pelo fascínio que exerce nas mulheres: a canastra, que a cada edição dos Jasti atrai mais competidoras.

A canastra, nos naipes feminino e masculino, foi a modalidade mais disputada na sétima edição dos Jogos Abertos da Terceira Idade, com 214 municípios inscritos para as etapas microrregionais.

A etapa estadual acontece com os jogadores que ficaram com o primeiro lugar nas microrregionais. A dupla vencedora será aquela que conquistar primeiro 2 mil pontos. Um fato curioso é que, muitas vezes os jogadores continuam a partida mesmo depois de ser declarado o vencedor, apenas por diversão. A eles o que importa é participar.

Outra curiosidade se encontra no regulamento. Devido a diversidade cultural que existe no Estado, há muitos jogadores que falam outros idiomas, o que tornaria possível que uma  dupla se comunique durante uma jogada sem que a outra  entenda o que se está falando, portanto, fica decidido que durante a partida não poderão falar línguas estrangeiras.

A premiação acontece por meio de troféus e medalhas aos primeiros, segundos e terceiros colocados, porém todos os participantes recebem medalhas de participação.

Os jogos de mesa possibilitam a integração entre os jogadores. Enquanto acontecem as partidas histórias são compartilhadas. O coordenador técnico  dos Jasti, João Cascaes, aponta que por vezes relações de amizade se formam enquanto a disputa acontece. “Este é um dos objetivos dos Jogos: proporcionar aos idosos essa relação, esse momento de confraternização e de compartilhar histórias de vida”, acrescenta.

É visível o bem que faz a cada idoso participar de eventos como o Jasti. Muitos atletas relatam que o compromisso que eles têm a cada ano com os jogos é como se fosse um remédio, um incentivador para que busquem cada vez mais o melhor de sí.

Informações Adicionais: 

Maitê Porciuncula

(48) 9809-3265 

 

 

Publicado em Geral
Escrito por

Kits esportivos chegam a Concórdia e Joaçaba

Concórdia - Na manhã desta terça-feira (6), o presidente da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), Erivaldo Caetano Junior, o Vadinho, entregou na Secretaria de Desenvolvimento Regional de Concórdia (SDR) 100 bolas personalizadas para as unidades escolares de abrangência da Gerência de Educação (Gered) da SDR. 

As bolas de vôlei, basquete, futsal e futebol que estão sendo distribuídas têm qualidade semelhante às utilizadas em campeonatos profissionais. “Hoje distribuímos 100 bolas e até o final do ano queremos entregar mais 200 bolas para a Regional de Concórdia. Esse é o compromisso da Fesporte com a melhoria na prática esportiva escolar”, informou Vadinho. 

O ato de entrega contou com a participação do secretário de Desenvolvimento Regional de Concórdia, Paulo Pastore, do gerente de Turismo, Cultura e Esportes, Marcos Cenci, da gerente de Educação, Ângela Maria Dezordi de Mello, além de lideranças regionais. 

Ato em Joaçaba

À tarde, o presidente da Fesporte passou por Joaçaba. Vadinho visitou a 7ª Secretaria de Desenvolvimento Regional para a entrega de 100 bolas personalizadas de vôlei, basquete, futsal e futebol. Os kits, a serem distribuídos pela SDR, vão beneficiar 24 escolas da rede pública estadual, nos 13 municípios de abrangência.

O presidente lembrou que as bolas têm qualidade semelhante às utilizadas em campeonatos profissionais e são um compromisso da Fesporte com a melhoria na prática esportiva escolar, o primeiro passo para a formação de um futuro atleta. O projeto contempla as 36 SDRs. "Serão cerca de 5 mil bolas em um primeiro momento, mas a intenção é atingir números ainda mais expressivos", informou.

A diretora geral e a gerente de Educação da SDR Joaçaba, Kamille Sartori Beal e Maria Carlesso Doré, respectivamente, destacaram a importância da iniciativa, que vai beneficiar milhares de alunos. O ato de entrega das bolas também contou com a presença de diretores de escolas e professores de Educação Física, além de dirigentes esportivos da região.

O presidente da Fesporte está percorrendo a Região Oeste e Meio-Oeste nesta semana promovendo as entregas do material esportivo. Nesta quarta-feira, serão beneficiadas as SDR's de Campos Novos e Curitibanos.

Publicado em Jasti
Escrito por

Danças promovem a arte nos Jogos da Terceira Idade

Canoinhas - A contagem regressiva para a etapa estadual dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti), que ocorre de 12 a 17 deste mês, em Canoinhas, já começou. Durante esta semana, que antecede o primeiro grande evento do calendário da Fesporte, você poderá acompanhar um pouco mais sobre as histórias, curiosidades e particularidades das modalidades de canastra, dominó, truco, dança coreografada, dança de salão, bocha e bolão 23, que fazem parte deste evento criado para incentivar cada vez mais os idosos a vencerem desafios e promover o bem-estar e a saúde na melhor idade. Nesta primeira série destaque para a dança coreografada e dança de salão.

A elegância dos Jasti fica por conta da dança coreografada e a dança de salão, que, segundo o coordenador técnico dos Jasti, João Cascaes, são as “meninas dos olhos” da competição e contam com a maior participação de público de toda a disputa.

A primeira edição dos Jogos Abertos da Terceira Idade, em 2008, já contava com a modalidade de dança coreografada, mas a partir de 2009 o espetáculo ficou ainda maior; a dança de salão, que divide-se em grupos de idosos de 60 a 69 anos e idosos com mais de 70 anos, tornou-se parte da programação.

Estas modalidades têm como critérios de avaliação o sincronismo, ritmo, expressão corporal, utilização do espaço e elegância, além da criatividade demonstrada por meio dos figurinos, cenário e também na diversificação dos passos. Na dança de salão disputada em casais, avalia-se ainda a condução.

Capricho e organização

Um júri composto por cinco integrantes avalia todos os critérios e realiza na manhã seguinte a competição uma reunião junto aos participantes e coreógrafos para comentar as apresentações e trocar experiências.

Na dança coreografada todos os grupos classificados apresentam-se em um primeiro dia de disputa, e as 10 primeiras equipes se classificam para a final que acontece no segundo dia.

A premiação é feita com troféus e medalhas aos primeiros, segundos e terceiros colocados e também ao casal simpatia, coreógrafos destaques, dançarino e dançarina destaques e figurino destaque. Todos os outros atletas recebem medalhas de participação.

Estas modalidades exigem um pouco mais de dedicação dos participantes, assim como mais tempo nos treinos, mas tudo é recompensado quando o espetáculo acontece. O capricho de cada equipe, a organização, a beleza e tudo o que é apresentado ao público encanta quem vê. A cada ano o reconhecimento aos talentos que se consagram nas danças é maior.

Segundo a coreógrafa Mapi Cravo, coordenadora do Festival Escolar Dança Catarina, promovido pela Fesporte, as atividades realizadas a partir da dança de salão e da dança coreografada são de grande importância para a saúde, estimulam o corpo e a mente e abrem espaço para que os sentimentos sejam expressados por meio da arte.

Informações Adicionais:

Maitê Porciuncula

(48) 9809-3265

 

Publicado em Jasti
Escrito por

Abertura dos Jasti terá show com cantor da Jovem Guarda

Canoinhas - A partir da próxima semana o município de Canoinhas, no planalto norte de Santa Catarina, será palco de uma das maiores competições esportivas do Estado. Pela primeira vez o município recebe os Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti), que terão a abertura na terça-feira, 13. Conforme a organização, o público que for até o Ginásio de Esportes da Escola Sagrado Coração de Jesus deve se surpreender com a abertura dos Jogos, que além dos tradicionais acendimento de pira, juramento do atleta, e danças, ainda poderá ver o Show com Wanderley Cardoso.

Uma das grandes vozes da Jovem Guarda promete um grande show para os atletas, visitantes e para a comunidade canoinhense durante a abertura dos Jasti. Conforme a organização dos jogos, a abertura inicia às 19 horas, no Ginásio do Esportes da Escola Sagrado Coração de Jesus, e finalizando a solenidade, o público terá o grande show com o cantor Wanderley Cardoso. 

Carreira de sucesso

Completando 50 anos de carreira em 2014, Wanderley Cardoso com 10 anos de idade já participava de programas infantis, com 12 foi convidado para participar do LP ‘Brincando de escola’, sendo este considerado seu primeiro trabalho como cantor profissional. Cantando a música ‘Canção do Jornaleiro’, vendeu na época cinqüenta mil cópias. Em 1965, foi contratado pela gravadora Copacabana Discos, gravando seu primeiro sucesso ‘Preste Atenção’, consagrando-se em todo o país. 

Wanderley Cardoso ainda gravou os sucessos ‘Abraça-me Forte’, ‘Meu Amor Brigou Comigo’, ‘Te Esperarei’, ‘Promessa’, ‘Doce de Coco’, ‘O Pic-Nic’, ‘Socorro nosso amor está morrendo’, ‘Baby Eu Te Amo’, ‘História de Amor’, ‘Fale Baixinho’, ‘Minha Namorada’ e ‘Se Ela Voltar’. Já em 1968, Wanderley Cardoso gravou um dos seis maiores sucessos ‘O Bom Rapaz’, que já vendeu, até hoje, mais de seis milhões de cópias. Sua discografia conta com 87 lançamentos entre compactos, Lps e Cds. 

Publicado em Jasti
Escrito por

A uma semana da abertura, Canoinhas faz últimos ajustes

Canoinhas - A uma semana para o início dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti), que serão realizados em Canoinhas, no planalto norte catarinense, de 12 a 17 de maio, a Comissão Central Organizadora (CCO) prepara os últimos ajustes para receber atletas e visitantes no município.  

Esta é a 7ª edição dos Jogos e deve receber quase 5 mil pessoas durante o evento, contando atletas, dirigentes e convidados. Serão disputadas oito modalidades, com destaque principal para a Bocha. A prefeitura de Canoinhas está construindo quatro novas Canchas de Bocha, duas no Parque de Exposições Ouro Verde e duas na Cohab I, que serão utilizadas nos jogos. Ao todo na construção estão sendo investidos mais de R$ 220 mil. 

Os jogos ocorrem em vários locais do município, as competições de Bocha acontecem nas canchas do Estádio Municipal, da ADC Rigesa (Três Barras), na Cancha Oliveira na Água Verde, e nas novas canchas da Cohab I e do Parque de Exposições Ouro Verde. Já as modalidades de Canastra, Truco e Dominó serão realizadas no Pavilhão da Igreja Matriz Cristo Rei; o Bolão na Sociedade Beneficente Operária (SBO) e as Danças no Ginásio de Esportes da Escola Sagrado Coração de Jesus. 

Além da programação tradicional dos Jasti, em Canoinhas os visitantes e os canoinhenses poderão participar de uma extensa programação com atividades de lazer, culturais, saúde e bem estar social. A programação acontece no centro do município e nos locais de competições. 

Esta é a primeira vez que Canoinhas recebe os Jasti, por outras duas vezes o município havia tentado a competição, mas apenas em 2013 recebeu o aval do Conselho Estadual de Esportes, vencendo o município de Jaraguá do Sul, por 11 a 6 votos. Os Jasti foram criados por preposição do deputado Estadual Antonio Aguiar, por meio da Lei Estadual nº 13.846/2006. 

Pagina 364 de 400